Compromissos Públicos do Dirigente Cristão - PowerPoint PPT Presentation

huyen
compromissos p blicos do dirigente crist o n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Compromissos Públicos do Dirigente Cristão PowerPoint Presentation
Download Presentation
Compromissos Públicos do Dirigente Cristão

play fullscreen
1 / 10
Download Presentation
96 Views
Download Presentation

Compromissos Públicos do Dirigente Cristão

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Compromissos Públicos do Dirigente Cristão GUILHERME GUARAGNA 18 de Maio de 2011 MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  2. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOO Dirigente Cristão é um agente importante de transformação social. Quem é o Dirigente Cristão? • É um líder, dirigente ou profissional de empresa ou de qualquer organização da sociedade que tem como princípios de Vida a Doutrina Social da Igreja; • É naturalmente um exemplo, • Líder em toda a sociedade; • Emissor Cultural e de Formação; • Comprometido com a Sociedade Sustentável; • Na prática busca: • Na Igreja sua Fortaleza; • No próximo o meio de chegar a Deus; • Na Fé, Esperança e no Amor o Rumo da sua Vida; • E em Cristo o Caminho para Santidade e Eternidade. • Por isso, torna-se Agente Responsável pela construção da sociedade sustentável que desejamos. MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  3. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOO Dirigente Cristão é um agente importante de transformação social. Ser Dirigente Cristão é uma desafio no mundo de hoje ! x SER CRISTÃO SER SANTO • É chamado a todos instante! • Responde ALGUMAS vezes e sua atuação depende: • Sua Conscientização • Suas limitações ( seus “Talentos”) • Seu conhecimento • Sua Vocação e Missão • Sua Fé! • É chamado a todos instante! • Responde SEMPRE de forma CRESCENTE: • Pela Prática. • Pela Entrega incondicional! • Pelo Conhecimento da vontade de Deus. • Pela sua Vocação e Missão. • Pela sua Fé! AMBOS SÃO REFERÊNCIA PELO EXEMPLO E PELA OBRA QUE REALIZAM ! Na Verdade, Ser Santo não é um pré-requisito para ser Cristão... ... Mas pode ser um objetivo a ser alcançado ! MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  4. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOO Dirigente Cristão é Protagonista da Sociedade Sustentável. Qual o papel do Dirigente Cristão na construção da Sociedade Sustentável? • Responsável pelo Sociedade Sustentável a partir das suas decisões, exemplo e práticas; • Assume o papel de protagonista e construtor da sociedade que desejamos; • Suas decisões estão baseadas no que é Verdadeiro, no que é Justo e que promove a Liberdade e a Vida. • Suas ações estão baseadas no Modelo de Cristo e no Espírito de Servir. • Busca equilíbrio no desenvolvimento da sociedade, para que ela seja: • Economicamente próspera; • Ambientalmente responsável; • Politicamente Estável; • Socialmente Justa • Espiritualmente ligada à Deus. A SOCIEDADE SUSTENTÁVEL É UM CONCEITO CRISTÃO E, PORTANTO, TODO DIRIGENTE CRISTÃO É UM MISSIONÁRIO... ...POSSUI A VOCAÇÃO PARA SERVIR... E O COMPROMISSO EM CONSTRUIR A SOCIEDADE SUSTENTÁVEL! MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  5. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOO Dirigente Cristão é um agente importante de Educação. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃO Objetivos • Posicionar publicamente o Dirigente Cristão em relação aos valores que acredita, as virtudes que pratica e aos seus compromissos na relação com seus principais grupos de relação, criando uma referência para toda a sociedade. • Como objetivo secundário visa provocar em cada Dirigente Cristão uma reflexão sobre seu comportamento e reposicioná-lo frente as exigências da sociedade atual e da sua Fé. Formato • O documento terá o formato impresso como um “Diploma”, mas com contexto de uma declaração, e deverá conter o nome e assinatura do Dirigente Cristão. Base para o Documento • O documento terá três pontos: • Uma declaração que busca identificar o posicionamento geral do Dirigente Cristão na Sociedade: esta declaração tem como base os princípios da Participação e da Vida Social da Doutrina Social da Igreja. • Princípios e Valores: traz os princípios e valores que orientam o comportamento do Dirigente Cristão, e tem como base os princípios da Doutrina Social da Igreja. • Compromissos do Dirigente cristão frente ao seu Grupo de Relacionamento: traz como base as melhores práticas e condutas que se espera de um dirigente que tem como base de princípios a Doutrina Social da Igreja. MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE


  6. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃODirigente Cristão como grande Agente da Sociedade Sustentável “ Assumindo como modelo Jesus Cristo, o Dirigente Cristão é comprometido com a salvação integral, que abrange o homem todo e todos homens, promovendo a participação solidária e democrática, a fim de construir uma Sociedade Sustentável com base na Verdade, na Liberdade e na Justiça. “ Princípios e Valores Compromissos frente aos Grupos de Relacionamento Conduta Ética A base para a construção de uma sociedade sustentável está na prática das virtudes e valores cristão. O Dirigente Cristão representa para a sociedade o exemplo de conduta ética e de promoção humana em todos ambientes que atua. O Bem Comum Uma sociedade deve estar a serviço da Pessoa Humana, promovendo o Bem Comum ao alcance de todos e o bem comum de toda obra da criação. Universalidade dos Bens Como fruto do trabalho e do uso correto da inteligência, é legítimo o direito à propriedade privada, tanto quanto legítimo o dever de reconhecer o fruto do trabalho humano e da Natureza, como um bem de Destinação Universal. Solidariedade A Solidariedade é uma virtude moral que está na base da sociedade do Bem Comum, da destinação Universal dos bens, da igualdade entre os homens e da paz no mundo. Partilha e Caridade A Virtude da caridade e a prática da partilha não se esgota na relação entre os homens, mas, sem amplia para todas as relações políticas, sociais e empresariais, e se constituem na via da justiça social e da Paz. Subsidiariedade A promoção da dignidade da Pessoa Humana passa necessariamente pelo desenvolvimento harmonioso da vida familiar, profissional, social, política, cultural e espiritual, tornando o homem um ser integral e completo. Pessoa Humana O Ser Humano como sendo imagem e semelhança de Deus, constituindo-se, por isso, o início e fim de todas as coisas na sociedade, e, tendo na relação de respeito, amor e espírito de servir o caminho para a santificação. Meio Ambiente A Natureza como obra da criação, colocada por Deus a serviço do homem, deve ser respeitada e preservada, constituindo-se no meio pelo o qual o homem busca sua dignidade, a relação entre os homens e a relação com Deus. Desenvolvimento Econômico O homem através da sua inteligência foi designado por Deus para promover o seu desenvolvimento, gerando riquezas com responsabilidade, para seu proveito e para o proveito de todos. Sociedade O Dirigente Cristão reconhece seu papel fundamental na construção da Sociedade Sustentável, tornando uma agente voluntário de transformação e promoção do Bem Comum através de atitudes solidárias e responsáveis. Gestão Pública Participação na gestão pública, exercendo plenamente os direitos e deveres cidadãos, sendo responsável por suas escolhas, pelo cumprimento das legislações e pelo desenvolvimento de uma sociedade digna e justa. Igreja O Dirigente cristão assume seu papel de líder transformador e responsável pelo desenvolvimento da Igreja, através do seu exemplo, da sua atuação Missionária e Evangelizadora para o bem de todo Povo de Deus. MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  7. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOCONTEXTUALIZAÇÃO DA DECLARAÇÃO “ Assumindo como modelo Jesus Cristo, o Dirigente Cristão é comprometido com a salvação integral, que abrange o homem todo e todos homens, promovendo a participação solidária e democrática, a fim de construir uma Sociedade Sustentável com base na Verdade, na Liberdade e na Justiça. “ Explicando o contexto da Declaração O Dirigente Cristão não pode ter nenhuma dúvida de qual é sua referência e modelo a ser seguido: como discípulo, deve ter Jesus Cristo como esta referência, e com isso, declara que assume o papel evangelizador e missionário. Daí decorre que sendo discípulo de Cristo, torna-se comprometido com a salvação de todos, de forma integral, ou seja, do homem carne e espírito. Para realizar a sua tarefa é necessário que participe ativamente da sociedade e também promova a participação solidária e democrática de todos, buscando na convergência e fraternidade a construção da sociedade que deseja. Esta sociedade que deseja é a Sociedade Sustentável que todo Cristão acredita, baseada no princípio da Vida Social da Doutrina Social da Igreja, que é construída pela Verdade que leva a Caridade, pela Liberdade que leva a Fé e pela Justiça que leva a Paz e ao Amor. MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  8. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOCONTEXTUALIZAÇÃO DOS PRINCÍPIOS E VALORES Precede qualquer comportamento e atitude a base de valores e princípios que adotamos como verdadeiros. No caso dos Dirigentes Cristãos esta base está claramente definida no Evangelho do Senhor, e que foi amplamente explorado, desde Leão XIII, pela “Rerum Novarum”, até o papa Bento XVI em “Caritas In Veritate”. Portanto, não poderia ser outra senão a Doutrina Social da Igreja como referência de Princípios e Valores do Dirigente Cristão. Princípios e Valores Contextualização Conduta Ética A base para a construção de uma sociedade sustentável está na prática das virtudes e valores cristão. O Dirigente Cristão representa para a sociedade o exemplo de conduta ética e de promoção humana em todos ambientes que atua. O Bem Comum Uma sociedade deve estar a serviço da Pessoa Humana, promovendo o Bem Comum ao alcance de todos e o bem comum de toda obra da criação. Universalidade dos Bens Como fruto do trabalho e do uso correto da inteligência, é legítimo o direito à propriedade privada, tanto quanto legítimo o dever de reconhecer o fruto do trabalho humano e da Natureza, como um bem de Destinação Universal. Solidariedade A Solidariedade é uma virtude moral que está na base da sociedade do Bem Comum, da destinação Universal dos bens, da igualdade entre os homens e da paz no mundo. Partilha e Caridade A Virtude da caridade e a prática da partilha não se esgota na relação entre os homens, mas, sem amplia para todas as relações políticas, sociais e empresariais, e se constituem na via da justiça social e da Paz. Subsidiariedade A promoção da dignidade da Pessoa Humana passa necessariamente pelo desenvolvimento harmonioso da vida familiar, profissional, social, política, cultural e espiritual, tornando o homem um ser integral e completo. A conduta Ética por si só não é suficiente para desenvolver uma atitude correta e adequada no Dirigente Cristão. É necessário ter como base os valores e virtudes cristãos, tornando-o um exemplo a ser seguido. O Ser humano, sem distinção de raça, cor, sexo, etc...deve ser o início e fim de todas as ações que empreendemos, portanto, a sociedade deve estar a serviço de todos os homens e do Homem todo, empenhando todos para a construção do Bem Comum, tanto na visão das necessidades humanas como das necessidades da obra da criação... Em primeiro lugar tudo que temos e utilizamos é fruto da criação de Deus, principalmente o Homem e sua inteligência. Deus delegou ao homem o uso e fruto da obra da criação, isto implica em reconhecer que tudo que temos vem do trabalho humano e da natureza, e portanto, são bens universais, mas, também implica em aceitar que os seres humanos possuem diferentes“talentos” e portanto possuem diferentes bens e recompensas pelo uso de seus “talentos”. Nenhuma sociedade pode ser sustentável se não tiver como um dos seus pilares basilares a Solidariedade. O ser humano é por princípio solidário, e com isso, pode exercer a caridade, a justiça social, a responsabilidade pela natureza, o espírito de servir, base para sociedade do Bem Comum.. A partilha e a caridade não se resumem na doação e esmola, mas numa atitude de amor para com o próximo e de desprendimento, em todos os papeis que exercemos; A Subsidiariedade é o compromisso de todos com o desenvolvimento integral de todo ser humano, passando pelas condições mínimas de dignidade. Isto é responsabilidade de todos, e também do Dirigente Cristão enquanto líder na sociedade. MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  9. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOCONTEXTUALIZAÇÃO DO COMPROMISSO FRENTE AOS GRUPOS DE RELACIONAMENTO Um vez definida a base de princípios e valores que irão nortear as atitudes, é preciso definir qual deverá ser o posicionamento do Dirigente Cristão em relação aos seus principais grupos de interesse. Trata-se de unir a coerência de seus valores com a sua prática, tornando, de fato, o Dirigente Cristão um exemplo a ser seguido. Compromissos frente aos Grupos de Relacionamento Contextualização Pessoa Humana O Ser Humano como sendo imagem e semelhança de Deus, constituindo-se, por isso, o início e fim de todas as coisas na sociedade, e, tendo na relação de respeito, amor e espírito de servir o caminho para a santificação. Meio Ambiente A Natureza como obra da criação, colocada por Deus a serviço do homem, deve ser respeitada e preservada, constituindo-se no meio pelo o qual o homem busca sua dignidade, a relação entre os homens e a relação com Deus. Desenvolvimento Econômico O homem através da sua inteligência foi designado por Deus para promover o seu desenvolvimento, gerando riquezas com responsabilidade, para seu proveito e para o proveito de todos. Sociedade O Dirigente Cristão reconhece seu papel fundamental na construção da Sociedade Sustentável, tornando uma agente voluntário de transformação e promoção do Bem Comum através de atitudes solidárias e responsáveis. Gestão Pública Participação na gestão pública, exercendo plenamente os direitos e deveres cidadãos, sendo responsável por suas escolhas, pelo cumprimento das legislações e pelo desenvolvimento de uma sociedade digna e justa. Igreja O Dirigente Cristão assume seu papel de líder transformador e responsável pelo desenvolvimento da Igreja, através do seu exemplo, da sua atuação Missionária e Evangelizadora para o bem de todo Povo de Deus. O caminho para Santidade, na busca de Deus, passa antes pelas atitudes que temos em relação aos nossos semelhantes. Portanto, a Pessoa humana deve receber nosso afeto e o melhor de nós para dar-lhe dignidade e respeito. O respeito ao meio ambiente traz consigo o respeito a Deus, uma vez que foi Ele quem criou o mundo, “ E Deus contemplou toda a sua obra e viu que tudo era muito bom (Ge 1)”. Além disso o uso adequado do meio ambiente nos leva a uma relação de fraternidade com os demais seres humanos. No início da criação Deus deu ao homem a responsabilidade de submeter e desenvolver a terra, portanto, deu-nos a vocação para o desenvolvimento e geração de riquezas para seu uso e benefício. Mas, ao mesmo tempo, nos deu a responsabilidade pelo todo, e isso inclui, a responsabilidade por todos os homens. A multiplicação de nossos talentos é um dever de cada um, assim como a partilha. O Dirigente Cristão precisa ter a consciência de que a ele foi delegada a responsabilidade por toda a sociedade, de ser a “Luz do mundo”, como discípulo de Cristo. “Um Cristão é um homem a quem Cristo confiou todos os Homens.” Ao contrário do que muitas vezes pensamos, a nossa responsabilidade com a gestão pública é direta, uma vez que somos responsáveis pela escolha dos representantes do povo. No caso Dirigente Cristão a missão é maior a medida que devemos influenciar a gestão pública para construção de uma sociedade mais justa e digna. “Como tu, Pai, estás em mim, e eu em Ti, que eles sejam um, como também Nós somos um (Jo 17, 21-22)”. Em todos os momentos e ambientes, um Dirigente Cristão deve estar sempre exercendo pelo exemplo, pela conduta ou pela explanação seu papel Missionário e Evangelizador MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE

  10. COMPROMISSOS PÚBLICOS DO DIRIGENTE CRISTÃOChegou a sua vez de assumir seu Papel na Sociedade ! MAIO 2011 Iº FÓRUM ADCE PARA SUSTENTABILIDADE