nutri o e sa de na gesta o e lacta o humana
Download
Skip this Video
Download Presentation
NUTRIÇÃO E SAÚDE NA GESTAÇÃO E LACTAÇÃO HUMANA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 32

NUTRIÇÃO E SAÚDE NA GESTAÇÃO E LACTAÇÃO HUMANA - PowerPoint PPT Presentation


  • 228 Views
  • Uploaded on

NUTRIÇÃO E SAÚDE NA GESTAÇÃO E LACTAÇÃO HUMANA. 4º período – UCB. Gestação. ASPECTOS FISIOLÓGICOS E NUTRICIONAIS NA GESTAÇÃO. ASPECTOS FISIOLÓGICOS E NUTRICIONAIS NA GESTAÇÃO.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'NUTRIÇÃO E SAÚDE NA GESTAÇÃO E LACTAÇÃO HUMANA' - heller


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
gesta o

Gestação

ASPECTOS FISIOLÓGICOS E NUTRICIONAIS NA GESTAÇÃO

aspectos fisiol gicos e nutricionais na gesta o
ASPECTOS FISIOLÓGICOS E NUTRICIONAIS NA GESTAÇÃO
  • Gestação é o resultado da fecundação de um óvulo pelo espermatozóide (SPTZ), e subseqüente desenvolvimento do útero e do feto.
  • Período
    • Compreendido entre 37 e 40 semanas gestacionais – média 40 semanas
    • Podendo
      • Estender - até 42 semanas (pós-tremo) OU
      • Antecipar-se para menos de 37 semanas (pré-termo)
        • 22 semanas o feto está com todos os órgãos formados, precisando amadurecer e crescer
    • Intensas modificações fisiológicas, metabólicas, nutricionais, anatômicas, psicológicas e hormonais
      • Afetam quase todas as funções orgânicas da gestante.
aspectos fisiol gicos e nutricionais na gesta o1
ASPECTOS FISIOLÓGICOS E NUTRICIONAIS NA GESTAÇÃO
  • Estas modificações são necessárias para:
    • Regular o metabolismo materno,
    • Promover o crescimento fetal,
    • Preparar a mãe para o trabalho de parto e
    • Lactação .
  • Compreender essas modificações é indispensável para o acompanhamento pré- natal.
aspectos fisiol gicos e nutricionais na gesta o2
ASPECTOS FISIOLÓGICOS E NUTRICIONAIS NA GESTAÇÃO
  • Endocrinologia da gestação – hormônios:
    • Maternos
    • Placentários
  • A produção hormonal pode ser dividida em duas fases:
    • Ovariana – até 8ª SG (15 semanas em média para a placenta amadurecer ) - quando o corpo lúteo*é o grande responsável pela produção dos hormônios esteróides e há elevada secreção do Hormônio Gonadotrofina Coriônica Humana (HCG) pelas células do trofoblasto
    • Placentária – período seguinte, quando a placenta se mostra suficiente e autônoma para produzir os hormônios, com paralela queda do HCG
relembrando fecunda o
Relembrando - Fecundação
  • http://www.bruleite.e-familyblog.com
relembrando blastocisto
Relembrando - Blastocisto
  • http://www.guia.bio.br

←Produção de HCG

relembrando ovula o e fecunda o
Relembrando * – ovulação e fecundação
  • Teca interna = grande secreção de estrógeno
  • Estrógeno = inibem a secreção de FSH e estimula a produção de secreção do Hormônio Luteinizante (LH)
    • Acelera a maturação final do folículo que passa a apresentar uma granulação de luteína (pigmento de cor amarela), constituindo-se agora o corpo lúteo ou corpo amarelo.
  • O corpo lúteo tem função endócrina, secretando principalmente progesterona e estrógeno
    • Hormônios que tornam o organismo feminino apto para a gestação e colaboram na manutenção e nutrição do embrião.
relembrando ovula o e fecunda o1
Relembrando * – ovulação e fecundação
  • A manutenção do corpo lúteo e a estimulação para a produção dos seus hormônios, são controladas pelo hormônio luteotrófico (LTH), produzido pela adenohipófise.
  • Se não ocorrer fecundação do óvulo o corpo lúteo regride e desaparece antes da ovulação seguinte deixando apenas uma cicatriz esbranquiçada no ovário denominada corpo amarelo atrésico ou corpo albicans.
  • Caso o óvulo seja fecundado, o corpo lúteo persiste até que a placenta assuma o seu papel e depois regride.
fases do crescimento fetal
FASES DO CRESCIMENTO FETAL
  • 1)BLASTOGÊNESE
    • Inicia-se na fecundação e se estende até a 2ª SG.
    • É o período de implantação.
    • Período hiperplásico,
      • O óvulo fecundado sofre divisão celular dando origem ao embrião.
    • Esta fase requer quantidade suficiente de ácido fólico, vitamina B12 (está associada com a síntese de ácidos nucléicos – essenciais para divisão e crescimento celular.
      • A deficiência de B12 pode propiciar a deficiência secundária de folato.
fases do crescimento fetal1
FASES DO CRESCIMENTO FETAL
  • 2)EMBRIOGÊNESE OU ORGANOGÊNESE
    • Além da hiperplasia, ocorre hipertrofia e diferenciação celular originando os órgãos, que se estende até o 60º (+/- 8,5 SG) dia da gestação, adquirindo ao final deste período aspecto fetal humano
      • Período de grande vulnerabilidade para o desenvolvimento fetal e de risco para problemas nutricionais, pois a sintomatologia digestiva pode comprometer o apetite e limitar a ingestão de nutrientes essenciais – podendo gerar anormalidades congênitas.
fases do crescimento fetal2
FASES DO CRESCIMENTO FETAL
  • CONTINUAÇÃO
    • Defeitos do SNC associados a deficiência de B12, vit. A, niacina e folato – o aumento da ingestão deste nutriente reduz o risco desta má-formação fetal – por isso a recomendação da suplementação de folato antes e durante a gestação
      • Vit. A papel de destaque na reprodução, pois é essencial para diferenciação celular normal, crescimento e desenvolvimento fetal e tecidual materno – tanto a deficiência quanto a ingestão excessiva está associada com alterações do metabolismo do DNA, má - formações congênitas – cérebro, olho, ouvido, aparelho gênito - urinário, coração, sistema vascular, dependendo de qual sistema está em fase de diferenciação no momento da exposição), podendo também provocar reabsorção de embriões, morte fetal e contribuir para baixa reserva hepática deste nutriente no RN),
fases do crescimento fetal3
FASES DO CRESCIMENTO FETAL
  • 3)FETAL
    • Período de crescimento rápido e de hipertrofia celular, a partir do 3º mês até o final da gestação
      • O feto aumenta de 6 g a 3,0 – 3,5 Kg ao nascimento.
    • O ganho ponderal materno inadequado pode comprometer o peso ao nascer, além de aumentar o risco de RNPT.
endocrinologia da gesta o
Endocrinologia da gestação
  • Os hormônios desempenham papel fundamental na gravidez, no parto e na lactação
    • Fornecimento de nutrientes para produção adequada de hormônios
      • Hormônios constituídos de colesterol - esteróides = estrogênio e progesterona
      • Hormônios protéicos = HumanChorionicGonadotropin – (HCG) e Lactogênio Placentário Humano Ou HumanPlacentalLactogen ( HLP)
endocrinologia da gesta o1
Endocrinologia da gestação
  • Placenta
    • SPTZ + óvulo = ovo na trompa de Falópio 
    • Ovo – se fixa no endométrio
      • Este sofre modificações e passa a se chamar decídua ou caduca, o qual dará origem à placenta
    • Placenta é um órgão e pode pesar ao final da gestação a termo 450 a 650 g e tem funções metabólicas, de trocas e de proteção do concepto:
endocrinologia da gesta o2
Endocrinologia da gestação
  • Transferência de oxigênio e nutrientes da mãe para o feto
  • Eliminar produtos originários do metabolismo fetal
  • Produção de substâncias
    • Glicogênio, colesterol, ácidos graxos, proteína que exerce função semelhante à insulina (a insulina materna não atravessa a placenta e nas primeiras semanas gestacionais o pâncreas do feto ainda não consegue produzir sua própria insulina
    • Hormônios – estrogênio e progesterona = responsáveis pelos ajustes fisiológicos nas fases iniciais da gestação
endocrinologia da gesta o3
Endocrinologia da gestação
  • TRANSFERÊNCIA DE NUTRIENTES
    • Ocorre através dos mesmos mecanismos utilizados para absorção de nutrientes no TGI
      • Difusão simples – passivo – do meio mais concentrado (sangue materno) para o menos concentrado (sangue fetal)
        • O2, CO2, vit. lipossolúveis, H2O, ácidos graxos, eletrólitos, CHO de PM inferior a 1000 Dalton
      • Difusão facilitada – mecanismo semelhante à difusão simples, porém mais rápida pela presença de um transportador de membrana que facilita a passagem
        • CHO
endocrinologia da gesta o4
Endocrinologia da gestação
  • Continuação
      • Transporte ativo – realizado por um transportador de membrana, exige energia metabólica para movimentar um nutriente contra um gradiente eletroquímico
        • aa, Fe, Ca, Iodo, vit. Hidrossolúveis
      • Pinocitose ou endocitose – invaginação da membrana que engloba o nutriente, que cruza a célula e é liberado do outro lado, processo lento
        • Grandes moléculas protéicas, lipoproteínas, fosfolipídios e imunoglobulinas (a IgG é a única que atravessa e confere imunidade ao concepto contra as mesmas doenças para as quais a mãe está protegida)
      • Ultrafiltração – transporte rápido de nutrientes dissolvidos na água
        • Água e solutos
endocrinologia da gesta o5
Endocrinologia da gestação
  • Qualquer alteração na circulação placentária materna ou fetal pode comprometer o bem- estar e o desenvolvimento fetal.
  • Os fluxos sanguíneos materno e fetal não se misturam, estão separados pela barreira placentária, local onde são feitas as trocas de substâncias.
  • Situações como DM, HAS, complicações renais e cardiovasculares podem prejudicar o transporte de nutrientes através da placenta, o que resultará em um RNBP
endocrinologia da gesta o6
Endocrinologia da gestação
  • PRINCIPAIS HORMÔNIOS E SUAS FUNÇÕES NA GESTAÇÃO
  • 1)Gonadotrofina Coriônica Humana (HCG)
    • Secretado pelas células do trofoblasto e placenta
      • Permite o diagnóstico hormonal da gravidez detectada 8 dias pós concepção no sangue, 15 dias na urina
    • Mantém o corpo lúteo de modo que as taxas de progesterona e estrogênio não diminuam
      • Manutenção da gravidez (inibição da menstruação e ausência de nova ovulação)
    • Impede a rejeição imunológica do embrião
      • Promove imunossupressão materna – inibe a produção de AC pelos linfócitos
endocrinologia da gesta o7
Endocrinologia da gestação
  • Cont.(HCG)
    • Estimula a produção de relaxina pelo ovário
      • Peptídeo que junto com a progesterona inibe a contratilidade espontânea do útero, sendo útil para a manutenção inicial da gestação
    • Estimula a produção de progesterona pelo ovário
      • Por volta da 15ª SG, com a placenta já formada e madura produzindo estrógeno e progesterona, ocorre declínio acentuado na concentração de HCG e involução do corpo lúteo
    • Estímulo tireotrófico
    • Estimula a produção de testosterona pelo testículo fetal (DIFERENCIAÇÃO SEXUAL DO FETO DO SEXO MASCULINO)
endocrinologia da gesta o8
Endocrinologia da gestação
  • 2)Progesterona
    • Secretado pela placenta
    • É indispensável para a implantação e placentação
      • Relaxa a musculatura lisa uterina
        • Diminui a contração uterina – para não expulsar o feto
      • Aumenta o endométrio
        • Se o mesmo não estiver bem desenvolvido, poderá ocorrer um aborto natural ou o blastocisto se implantar (nidação) além do endométrio
    • Reduz a motilidade intestinal – maior tempo para a absorção de nutrientes, porém leva à constipação intestinal
    • Favorece a deposição de gordura materna
endocrinologia da gesta o9
Endocrinologia da gestação
  • Cont.(Progesterona)
    • Aumenta a excreção renal de sódio (efeito natriurético)
      • Equilíbrio hidroeletrolítico
    • Interfere no metabolismo do ácido fólico
    • Estimula o centro respiratório no cérebro, fazendo com que aumente a ventilação, e conseqüentemente, fazendo com que a mãe mande mais O2 para o feto
      • Reduz a PCO2 arterial e alveolar
    • Estimula o apetite materno na 1ª metade da gestação
    • Participa da mamogênese – proliferação do sistema ductal E deposição de nutrientes nas células glandulares, de modo que, quando a produção de leite for solicitada a matéria-prima já esteja presente.
endocrinologia da gesta o10
Endocrinologia da gestação
  • 3)Estrogênio – estradiol e estrona (corrente materna) e estriol (corrente fetal) – usados para avaliar afunção feto-placentária e o bem estar fetal.
    • Secretado pela placenta
    • Sua principal ação é aumentar a elasticidade da parede uterina e do canal cervical – essa ação é causada pela alteração dos mucopolissacarídeos do tecido conjuntivo, tornando-o mais hidroscópico e, portanto, mais elástico
    • Reduz as proteínas séricas
    • Afeta a função da tireóide
    • Interfere no metabolismo do ácido fólico
endocrinologia da gesta o11
Endocrinologia da gestação
  • Cont.(estrogênio)
    • Participa da mamogênese – proliferação do sistema ductal
    • Inibe a secreção de prolactina no eixo hipotálamo-hipofisário – conseqüentemente a secreção de leite durante a gestação
    • Causa hiperpigmentação cutânea
    • Modificações no metabolismo glicídico
    • Alterações nos tecidos conjuntivos e vascular
    • Diminui o apetite materno na 2ª metade da gestação
endocrinologia da gesta o12
Endocrinologia da gestação
  • 4)Lactogênio Placentário Humano (HPL) ou Somatotrofina Coriônica Humana (HCS)
    • Secretado pela placenta
    • ESTRUTURA QUÍMICA SEMELHANTE À PROLACTINA E A SOMATOTROFINA
    • Ação mamotrófica, mas não está envolvido na produção láctea accioly???, vitolo inicia o processo de produção de leite (lactogênese) nos alvéolos da glândula mamária – Rego – ocorre formação do pré- colostro (lactogênese I)
    • Antagonista a ação da insulina pela deposição de glicose no sangue a partir da glicogenólise – associada à resistência à insulina
    • Promove lipólise e elevação dos níveis sanguíneos de AGL
    • Ação semelhante ao GH por fazer deposição de proteínas nos tecidos
    • Assim, ficam bloqueadas a retirada da glicose circulante pela célula e a gliconeogênese, favorecendo a captação de glicose e aapelo feto
endocrinologia da gesta o13
Endocrinologia da gestação
  • 5)Insulina
    • Secretado pelas células β pancreáticas
    • Reduz a glicemia para promover a produção energética e síntese de gordura
      • À medida que a gestação avança, torna-se necessária mais insulina para transportar a mesma quantidade de glicose
        • A gestação é um estado hiperinsulinêmico – devido à menor sensibilidade à insulina explicada em parte pela ação dos hormônios antagonistas da insulina, como progesterona, cortisol, prolactina e o HLP.
        • Os níveis glicêmicos em jejum tendem a ser menos elevados na gestante, em compensação aos níveis pós-prandiais que são mais altos, especialmente nas gestantes em que não há aumento adequado da produção de insulina.
        • O aumento da glicose necessária para o feto sobrecarrega o sistema de tal modo que a insulina fica menos eficiente no final da gestação
endocrinologia da gesta o14
Endocrinologia da gestação
  • 6)Tireoxina (tiroxina)
    • Secretado pela tireóide
    • Regula a velocidade de oxidação celular (TMB) = regula as reações oxidativas envolvidas na produção de energia
      • A progesterona e o estrogênio participam de mecanismos homeostáticos que envolvem a tireoxina e o hormônio estimulante da tireóide (THS)
        • A hiperventilação promovida pela progesterona garante maior suprimento de O2 para a produção de energia, sem que seja necessário sobrecarregar a função da tireóide
endocrinologia da gesta o15
Endocrinologia da gestação
  • 7)Hormônio do crescimento (GH ou hCT)
    • Secretado pela pituitária (hipófise) anterior
    • Eleva a glicemia; estimula o crescimento dos ossos longos; promove a retenção de nitrogênio
  • 8)Glucagon
    • Secretado pelas células α pancreáticas
    • Eleva glicemia pela glicogenólise
endocrinologia da gesta o16
Endocrinologia da gestação
  • 9)Cortisona
    • Secretado pelo córtex adrenal
    • Eleva a glicemia pela proteólise tecidual
  • 10)Aldosterona
    • Secretado pelo córtex adrenal
    • Promove retenção de sódio e excreção de potássio
endocrinologia da gesta o17
Endocrinologia da gestação
  • 11)Renina – angiotensina
    • Secretado pelos rins
    • Estimula a secreção de aldosterona, promove retenção de sódio e água, aumenta a sede
  • 12)Calcitonina
    • Secretado pela tireóide (células C)
    • Inibe a reabsorção óssea de cálcio/regula a calcemia (diminui)/efeito antagônico do paratormônio
ad