barroco n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Barroco PowerPoint Presentation
Download Presentation
Barroco

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 50

Barroco - PowerPoint PPT Presentation


  • 262 Views
  • Uploaded on

Barroco. Barroco: termo de origem espanhola ‘ Barrueco ’, aplicado para designar pérolas de forma irregular. BARROCO.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Barroco' - hayden-sellers


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
barroco

Barroco

Barroco: termo de origem espanhola ‘Barrueco’, aplicado para designar pérolas de forma irregular

barroco1
BARROCO
  • O Barroco foi um período estilístico e filosófico da História da sociedade ocidental, ocorrido desde meados do século XVI até ao século XVIII. Foi inspirado no fervor religioso e na passionalidade da Contra-reforma. Didaticamente falando, o Período barroco, vai de 1580 a 1756 .
  • O termo "barroco" advém da palavra portuguesa homônima que significa "pérola imperfeita", ou por extensão : jóia falsa. A palavra foi rapidamente introduzida nas línguas francesa e italiana estendendo o nome para este estilo.
barroco2
Barroco
  • Suas características gerais são:  * emocional sobre o racional; seu propósito é impressionar os sentidos do observador, baseando-se no princípio segundo o qual a fé deveria ser atingida através dos sentidos e da emoção  e não apenas pelo raciocínio.  * busca de efeitos decorativos e visuais, através de curvas, contracurvas, colunas retorcidas;  * entrelaçamento entre a arquitetura e escultura;  * violentos contrastes de luz e sombra;  * pintura com efeitos ilusionistas, dando-nos às vezes a impressão de ver o céu, tal a aparência de profundidade conseguida.
tintoretto
Tintoretto

Cristo na Casa de Maria e Marta (1578

caracter sticas
Características
  • PINTURA
  •  * Composição assimétrica, em diagonal - que se revela num estilo grandioso, monumental, retorcido, substituindo a unidade geométrica e o equilíbrio da arte renascentista.  * Acentuado contraste de claro-escuro (expressão dos sentimentos) - era um recurso que visava a intensificar a sensação de profundidade.  * Realista, abrangendo todas as camadas sociais.
  •  * Escolha de cenas no seu momento de maior intensidade dramática.
caravaggio
Caravaggio

Capela Santa Maria del Papolo – Roma

  • claro-escuro
  • Perspectiva lu
  • Incidência de luz
  • Posição de Paulo
  • Conversão de São Paulo
slide10

Madona dos Palafreneiros, Caravaggio

Palafreneiros: homens que cuidavam do cavalos nos estábulos.

Luz intensa

Linhas inclinadas

Contraste do jovem e idoso

slide11
Caravaggio - o que melhor caracteriza a sua pintura é o modo revolucionário como ele usa a luz. Ela não aparece como reflexo da luz solar, mas é criada intencionalmente pelo artista, para dirigir a atenção do observador.

1

5

2

4

3

slide12
1 – abençoando o pão – símbolos do sangue e do corpo de Cristo

2 – Cristo aparece no centro da obra –traços semitas, rosto jovem,luz intensa em seu rosto pois é a figura principal.

3 – mestre da natureza-morta – abundância em contraste à precariedade da mesa.

4- no lado vago ,o observador participa do banquete.

5 - a sombra na cabeça de Cristo sugere uma auréola e também, seu sacrifício (não é de ouro).

slide14

Observam-se as mesmas características da obra anterior onde a linha diagonal está demarcada pela sombra.

  • a luz intensa nas faces das personagens.
  • A indumentária quase toda relacionada ao século em vigor.
slide22

f

FONTANA DI TREVI

slide23

Esta escultura de Bernini representa o êxtase místico de Santa Teresa de Jesus, ferida por uma seta de amor divino disparada por um anjo (que não nos deixa de lembrar Cupido). Nela podemos observar o rico jogo de mármores e dos dourados, as inúmeras linhas ondeantes e de fuga, o corpo da santa e a seta em diagonais opostas. Tal como a pintura, a escultura barroca é plena de sensualidade e movimento

slide24

O Altar-mor assenta diretamente sobre o túmulo de São Pedro. Tradicionalmente,apenas o Papa celebra missa nesse altar, abrigado por um baldaquino de bronzecom 29 metros de altura, obra de Gian Lorenzo Bernini

Baldaquino da Basílica de São Pedro

O Altar-mor assenta diretamente sobre o túmulo de São Pedro. Tradicionalmente,apenas o Papa celebra missa nesse altar, abrigado por um baldaquino de bronzecom 29 metros de altura, obra de Gian Lorenzo Bernini

pra a de s o pedro
Praça de São Pedro

Projeto: Bernini

barroco na espanha
Barroco na Espanha

Espóliao

e

Retrato do Cardeal

El Greco

slide27

As célebres figuras alongadas das quadros de El Greco, objeto de muitas polêmicas, e suas cenas religiosas revelam um pintar de grande espiritualidade e domínio técnico, com uma pincelada solta e livre aprendida em Veneza.Domenikos Theotokopoulus, conhecido como El Greco, nasceu cm 1541 em Cândia.

  • CARACTERÍSTICAS- composições assimétricas, formas serpenteantes, grande expressividade de cor e, sempre presente, uma enorme força espiritual.
slide30
Velázquez - além de retratar as pessoas da corte espanhola do século XVII procurou registrar em seus quadros também os tipos populares do seu país, documentando o dia-a-dia do povo espanhol num dado momento da história.
vel zquez
VELÁZQUEZ

4

1

7

2

5

6

3

slide32
1 – a grande tela de Velázquez
  • 2 pincéis longos, pintura rica em detalhes.
  • 3 – a futura imperatriz
  • 4 – duplo retrato Felipe IV e a rainha refletidos no espelho. Espectadores do arista e sua obra.
  • 5 – jarro de terracota vermelho oferecido à menina.
  • 6 – anões e palhaços ofereciam entretenimento na corte e aparecem em vários quadro do pintor.
  • 7 – camareiro da rainha
li o de anatomia
Lição de anatomia
  • Verdadeiro tesouro nacional holandês, o quadro revolucionou os retratos de pessoas agrupadas. Rembrandt inovou ao reduzir o morto a coadjuvante da cena, colocando-o de viés e com a face encoberta. Já os médicos assistentes, com os rostos marcados pelo espanto, foram empilhados numa espécie de triângulo. A vedete é mesmo Tulp, em destaque no canto, à direita do espectador. Com o bisturi, ele disseca o braço do morto, numa alusão moralista ao pecado do roubo, associado desde a Bíblia ao mau uso das mãos.
slide39

Rubens (espanhol) - além de um colorista vibrante, se notabilizou por criar cenas que sugerem, a partir das linhas contorcidas dos corpos e das pregas das roupas, um intenso movimento. Em seus quadros, é geralmente, no vestuário que se localizam as cores quentes - o vermelho, o verde e o amarelo - que contrabalançam a luminosidade da pele clara das figuras humanas.

slide40

5

1

4

6

2

3

slide41
Sansão e Dalila(1609)
  • 1 – Filisteus à porta entram sorrateiramente.
  • 2 – Vermelho simboliza paixão que precede esta cena.
  • 3 – textura luxuosa.
  • 4 – Dalila como Vênus contrasta beleza, juventude com a velhice.
  • 5 – Estátua de Vênus e Cupido.
slide44
Rembrandt (holandês) - o que dirige nossa atenção nos quadros deste pintor não é propriamente o contraste entre luz e sombra, mas a gradação da claridade, os meios-tons, as penumbras que envolvem áreas de luminosidade mais intensa.
slide46

É o segundo pintor holandês mais famoso e importante do século XVII (um período que é conhecido por Idade de Ouro Holandesa, devido às espantosas conquistas culturais e artísticas do país nessa época), depois de Rembrandt. Os seus quadros são admirados pelas suas cores transparentes, composições inteligentes e brilhante com o uso da luz.

slide48

Madona de Medici, Van der Wyden, Arte Gótica

Madona dos Palafreneiros – (cavalariços)