slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Doença do refluxo gastroesofágico com alterações mínimas PowerPoint Presentation
Download Presentation
Doença do refluxo gastroesofágico com alterações mínimas

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 11

Doença do refluxo gastroesofágico com alterações mínimas - PowerPoint PPT Presentation


  • 120 Views
  • Uploaded on

Doença do refluxo gastroesofágico com alterações mínimas. Porção distal do esôfago, sendo evidente a junção escamocolunar (linha Z). Há irregularidade nessa linha, caracterizada por pequena “espícula” de epitélio colunar, que avança cranealmente para o epitélio escamoso. .

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Doença do refluxo gastroesofágico com alterações mínimas' - halil


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

Porção distal do esôfago, sendo evidente a junção escamocolunar (linha Z). Há irregularidade nessa linha, caracterizada por pequena “espícula” de epitélio colunar, que avança cranealmente para o epitélio escamoso.

slide3

2. Nessa foto, da mesma região, observa-se “escara” superficial do epitélio no ápice da irregularidade.

.

slide5

4. Mesma foto da imagem 3, com o uso de NBI - note a exposição dos orifícios glandulares do epitélio esofágico.

slide7

6. Mesma região da imagem anterior, vista com NBI (note que a lesão é mínima e expõe os orifícios glandulares do epitélio escamoso).

slide8

7. Nessa foto, observa-se outra lesão mínima junto da linha Z. Também é notável como os orifícios glandulares ficam aparentes.

slide9

8. Alteração na morfologia da linha Z, por provável cicatriz. Esse tipo de alteração provavelmente não será percebido em exames rotineiros (sem alta resolução e NBI).

slide10

9. Antes: Praticamente não há referência na literatura sobre a abordagem terapêutica das lesões mínimas, como nesse exemplo. Note a solução de continuidade da linha Z (mucosal break na literatura de língua inglesa).

Os autores tratam esses pacientes como portadores de DRGE sensu lato.

slide11

10. Após 4 semanas de esomeprazol 40 mg/dia: Praticamente não há referência na literatura sobre a abordagem terapêutica das lesões mínimas, como nesse exemplo. Note a solução de continuidade da linha Z (mucosal break na literatura de língua inglesa).

Os autores tratam esses pacientes como portadores de DRGE sensu lato.

.