Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CFM 29 de Abril de 2005 PowerPoint Presentation
Download Presentation
CFM 29 de Abril de 2005

CFM 29 de Abril de 2005

107 Views Download Presentation
Download Presentation

CFM 29 de Abril de 2005

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. I Fórum de Prontuário Eletrônico e Certificação DigitalPainel Prontuário EletrônicoAspectos do Mercado - Assespro CFM 29 de Abril de 2005

  2. Agenda • Apresentação • Benefícios do Uso do PEP na Saúde • Mercado de TI na Saúde • Iniciativas de PEP no Mundo • PEP no Brasil • Certificação do PEP • Conclusões

  3. Apresentação • John Lemos Forman • Presidente da Assespro-RJ • Secretário da SBIS e Membro do GT de Certificação • Sócio e Diretor da Tecso Informática

  4. Apresentação • Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet • Entidade sem fins lucrativos • Representação de empresas nacionais de software e prestadores de serviços de informática • Mais de 1000 empresas associadas • Fundada em 23 de junho de 1976

  5. Código de Ética • O Código de Ética da Assespro estabelece as condições básicas e gerais a serem adotadas pelas empresas associadas, de forma a manterem suas atividades dentro dos estritos padrões técnicos, morais e éticos reconhecidos pela sociedade local, nacional e internacional • Selo ASSESPRO – ESTA MARCA TRADUZ QUALIDADE E ÉTICA

  6. Relac. Com Clientes • Artigo 6 - ( ...) não faz afirmações falsas ou promessas irrealizáveis, nem exerce qualquer forma de persuasão que possa desacreditar sua atividade • Artigo 9 - (...) adota as cautelas recomendáveis à preservação do sigilo dos dados e informações que recebe, trata, arquiva, não usando nem divulgando para benefício próprio ou de terceiros tais dados e informações.

  7. Benefícios do PEP • TI pode melhorar a eficiência e qualidade de sistemas de saúde Redução de Custos • Redução de Erros Médicos • Resultado de Exames em menor tempo • Melhor Documentação de Procedimentos • Processamento e Armazenamento de Info. • Internações mais curtas • Melhor Gestão de Doenças Cronicas • Redução de Exames duplicados • Potencial de Economia: US$ 140 bilhões/ano

  8. Benefícios do PEP • Melhoria dos Processos Clínicos através do uso de Prontuário Eletrônico • Solicitação de Exames – redução de 9 a 14% • Exames Complementares – até 8% de redução • Internações – redução entre 2 e 3% • Uso de Medicamentos – redução de 11% • Consultas Ambulatoriais – até 9% de redução • Fonte: HHS’s Estimate of Savings from Health IT US-GAO-05-309 – Fev/2005

  9. Mercado I

  10. Mercado II • 73% das unidades de saúde nos EUA tem Faturamento Informatizado • Pesquisa entre Executivos Seniores da área da Saúde nos EUA identificou a Lenta adoção de TI como a principal ameaça para este segmento de mercado (38% dos votos). A segunda maior ameaça seriam os custos crescentes do setor (37% dos votos) CDC – Mar/2005 Harris Interactive – Jan/2005

  11. Mercado III • Prioridades para os próximos 2 anos: • 48% Atendimento baseado em dados (Medicina baseada em evidencias) • 31% Desenvolvimento de Prontuários Eletrônicos Portáteis e Compartilháveis • 29% Iniciativas de “Pay-for-Performance” • 68% dos entrevistados informam um aumento ou aceleração de investimentos em projetos em Sistemas Clínicos e de Prontuário Eletrônico Harris Interactive – Jan/2005

  12. Mercado IV (EUA) • HIPAA – Health Insurance Portability and Accountability Act - 1996 • Regra da Privacidade: 14/04/2003 • Regra da Segurança: 20/04/2005 • Medicare Modernization Act – 2003 • Prontuário Eletrônico de todos os cidadãos Americanos até 2014 • FDA • Todos os produtos utilizados por Hospitais deverão vir com código de barras até Abr/2006 • JCAHO • Código de Barras até 01/01/2007

  13. PEP no Mundo • Inglaterra • $ 11,2 Bilhões para informatizar registros médicos e administrativos de 52 milhões de pacientes nos próximos anos • Canada • 1999 Canada Health Infoway: Paths to a Better Health • 2009 50% da População com PEP interoperável

  14. PEP no Mundo • Australia • 2000 A Health Information Metwork for Australia • 2002 HealthConect inicia operação • 2010 Disponibilização para toda a População • Desafios • Diferentes esferas de Governo • Gerencia da Mudança Subestimada • Apoio político continuado

  15. PEP no Brasil • 1988 Criação SUS • 1999 SCNS • 2000 Criação ANS • 2002 Resolução 1639/2002 do CFM • 2004 CNS em 44 municípios (piloto) Promessa Software Livre • 2005 Manual Requisitos – Fase I Certificação Consulta Publica 21 da ANS (TISS)

  16. Resolução 1639/2002 • Distinção entre o Sistema de Informação e o Sistema Computacional • HIS x SGBD x SO x Hardware x Rede • Requisitos muito rígidos em relação à realidade brasileira e aos diferentes tipos de sistemas • Percepção do mercado em relação ao Processo de Certificação • Quando vou poder eliminar o papel ?

  17. Resolução 1639/2002 • Equilíbrio entre Exigências e Incentivo ao Uso da Informática em Saúde • Sobrevivência das Empresas de Software • Enquadramento do Software Livre • Enquadramento de Instituições de Saúde que Desenvolvem Internamente • “Padrões” pouco debatidos • Falta de Recursos para levar a Iniciativa a diante

  18. Certificação nos EUA • Comissão de Certificação de Tecnologias de Informação na Saúde (CCHIT) • Iniciativa de: • American Health Information Management Association • HIMSS • National Alliance for Health Information Technology • Consulta Publica até 18/05/2005

  19. Certificação nos EUA • Objetivos: • Foco em Sistemas Ambulatoriais • Aumentar a confiança em Investimentos em TI • Assegurar Interoperabilidade de sistemas em redes regionais e nacional de informações em saúde • Aumentar a disponibilidade de incentivos para a adoção de TI • Em consonância com o mercado, garantindo que a maioria dos sistemas tenham condições de passar na certificação inicial

  20. Certificação nos EUA • Grupos de Trabalho: • Funcionalidade • Interoperabilidade • Processo de Certificação • Custos razoáveis p/ não excluir pequenos fornecedores • Aplicável a Sistemas desenvolvidos Internamente • Consistência Evolutiva • Segurança e Confiabilidade • Foco nos produtos, desconsiderando plataforma e ambiente computacional • ISO 15408 Common Criteria • Compatível com Legislação (HIPAA)

  21. HIPAA • The State of HIPAA Privacy and Security Compliance • Balanceamento entre necessidade de proteger a privacidade do paciente e as possibilidades de aplicação da TI na saúde • Regras podem ser interpretadas pelos usuários e aplicadas de forma diferenciada • Assinaturas Digitais ainda não são exigidas • Importância do Treinamento • Responsabilidade Compartilhada AHIMA – Abr/2005

  22. Sugestões SBIS/CFM • Guia para utilização de Sistemas não Certificados • Estimulo para Aplicação da Informática em Saúde • PACS em 4 anos ? • Servidores do CNS armazenando o PEP da população ? • Indicadores de níveis de investimento e pessoal necessário para área de TI, de acordo com o porte e tipo da Instituição

  23. Sugestões • Reativação da Biblioteca de Componentes, Ofertando Componentes de Segurança e utilização de Chaves Públicas que Facilitem a Adequação dos Sistemas Existentes • Guias para Capacitação de Profissionais Especializados • Certified Professional in Healthcare Information and Management Systems (CPHIMS) • Certified in Healthcare Security (CHS) • Certified in Healthcare Privacy (CHP)

  24. Conclusões • Reconhecimento da Importância da Iniciativa SBIS/CFM, que Merece ter Continuidade • Preocupação com o Incentivo ao uso de TI na área de Saúde • CFM, Governo e Agencias deveriam Colocar mais Recursos para Viabilizar a Iniciativa • Continuamos à Disposição para Colaborar

  25. Obrigado ! John L. Forman jforman@tecso.com.br Diretor de Informática em Saúde Assespro Nacional www.assespro.org.br Lista Assespro-Saúde http://br.groups.yahoo.com/group/assespro-saude