slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Perambular , andar por aqui e ali, deixar o pensamento solto. PowerPoint Presentation
Download Presentation
Perambular , andar por aqui e ali, deixar o pensamento solto.

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 17

Perambular , andar por aqui e ali, deixar o pensamento solto. - PowerPoint PPT Presentation


  • 102 Views
  • Uploaded on

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E CRIATIVIDADE Antonio Carlos Brolezzi Curso de verão 2014 Aula 5 www.ime.usp.br/~brolezzi brolezzi@ime.usp.br.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Perambular , andar por aqui e ali, deixar o pensamento solto.' - flynn


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E CRIATIVIDADEAntonio Carlos BrolezziCurso de verão 2014Aula 5www.ime.usp.br/~brolezzibrolezzi@ime.usp.br
slide2

Um grupo de bóias-frias tem dois terrenos para arar, um dos quais tem o dobro da área do outro. No primeiro dia, todos eles começam pelo terreno maior até a metade do dia, quando metade deles foi para o terreno menor. No final do dia, o terreno maior estava arado e do menor sobrou uma área que foi completada por um único trabalhador durante todo o dia seguinte. Quantos bóias-frias compunham o grupo inicial?

slide3

David Perkins, doutor em matemática pelo MIT, autor de “A banheira de Arquimedes – como os grandes cientistas usaram a criatividade e como você pode desenvolver a sua” (2002), elaborou uma interessante analogia para tentar descrever a arte do pensamento criativo.

slide4

Contou a história da corrida do ouro no Alaska em 1897. Tudo começou com a notícia de que havia sido encontrado ouro na região chamada Klondike, uma região desértica e inóspita.

A existência de uma planície sem pistas oferecendo uma imensidão das possibilidades para se procurar ouro foi a metáfora da qual Perkins extrai muitas analogias que utiliza para explicar como ser mais criativo.

Para ele, o espaço de possibilidades, ou espaço klondikeano, serve de pano de fundo para ele explicar as quatro operações fundamentais do pensamento criativo: perambular, detectar, reenquadrar e descentralizar.

slide5

Perambular, andar por aqui e ali, deixar o pensamento solto.

Detectar algumas pistas sutis, elaborar algumas hipóteses.

Reenquadrar. Olhar o problema de outra forma, inverter as perspectivas.

Descentralizar. Sair do estreito mundo das condições pré-estabelecidas, olhar para além do nosso horizonte estreito.

slide6

Muitos exploradores não encontraram ouro por estarem sempre procurando nos lugares mais fáceis, perto das pousadas e restaurantes. É preciso transcender, enfrentar os lugares mais inóspitos.

A cultura matemática de que falava é um espaço klondikeano, nossa atividade de pesquisa é como explorar uma Serra Pelada em busca de ouro, e a criatividade é uma atividade de busca às vezes árdua.

Perkins chamou o problema abaixo de “klondike de papel”.

Por que será?

Por que será que esta brincadeira é o problema mais famoso desses que propusemos aqui?

Por que será que está presente em livros de marketing?

slide7

Pense um pouco sobre ele – aplique as heurísticas que desejar, e lembre-se de não descartar suas tentativas de solução.

Sem tirar o lápis do papel, desenhe 4 retas passando por pontos da figura abaixo, de modo que todos os pontos sejam utilizados.







slide8

Ocorre que este problema encerra tudo o que temos dito aqui.

Essa simples brincadeira de papel mostra como tendemos a ficar restritos a linhas imaginárias, a limites que nossa prória mente cria.

Por isso, às vezes, não resolvemos uma situação.

É preciso olhar para além do espaço restrito que julgamos nos conter, para encontrar, no amplo universo de possibilidades que nos cerca, a solução do problema.

uma defini o de criatividade
Uma definição de criatividade
  • Criatividade é um processo que torna alguém sensível aos problemas ou lacunas nos conhecimentos e o leva a identificar dificuldades, procurar soluções, formular hipóteses, testá-las e retestá-las, modificando-as se necessário e a comunicar os resultados.
aspectos do processo criativo
Aspectos do processo criativo
  • Insight
  • Preparação
  • Incubação
  • Iluminação
  • verificação
capacidades envolvidas
Capacidades envolvidas
  • Capacidades cognitivas
    • construir metáforas;
    • provocar transformações;
    • formar associações;
    • reconhecer similaridades;
    • aprender a aprender.
capacidades metacognitivas
Capacidades Metacognitivas
  • reconhecer a natureza do problema;
  • representá-lo internamente;
  • decidir qual das soluções é mais promissora;
  • escolher e organizar processos criativos;
  • combinar estratégias de pensamento para desenvolver novas linhas de ataque ao problema.
aspectos afetivos e emocionais da pessoa criativa
Aspectos afetivos e emocionais da pessoa criativa
  • É intuitiva; demonstra preferências pelo complexo e pelo assimétrico; possui intensos interesses simbólicos; aprecia o risco , é empreendedora e aventureira; manifesta seus próprios sentimentos e emoções; é autoconfiante; é dominante, receptiva, autônoma, individualista, original e persistente.
chaves do pensamento criativo
Chaves do pensamento criativo
  • Sensibilidade aos problemas
  • Redefinição de problemas
  • Penetração
  • Análise e síntese
  • Fluência de idéias
  • Flexibilidade
  • Originalidade
a import ncia da pessoalidade nas rela es escolares
A importância da pessoalidade nas relações escolares
  • Desenvolver a autonomia pessoal;
  • Ensinar para a criatividade;
  • Trabalhar a metacognição;
  • Conversar sobre matemática;
  • Diálogo e proximidade.
resolu o criativa de problemas
Resolução criativa de problemas
  • Definir o problema em novos termos;
  • Liberar a fluência do pensamento;
  • Escolher a solução a ser implementada;
  • Detalhar o plano para a implementação;
  • Avaliar o impacto da solução.
slide17

Problema dos sapos saltitantes

Seis sapinhos estão dispostos sobre copos, como no diagrama abaixo.

Como são sapinhos inteligentes, eles podem trocar rapidamente de posição, ficando os 3 sapinhos brancos no lugar dos 3 pretos. Mas eles somente podem pular um de cada vez, e apenas para um copo que esteja livre, isto é, sem sapo em cima. Isso eles podem fazer pulando para o copo que esteja a sua frente, ou ainda pulando um outro sapo de mesma cor ou de cor diferente. Qual o número mínimo de pulos que esses sapos dariam para trocar de lugar o mais rapidamente possível?