slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Deformações da litosfera e Formação de Montanhas PowerPoint Presentation
Download Presentation
Deformações da litosfera e Formação de Montanhas

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 33

Deformações da litosfera e Formação de Montanhas - PowerPoint PPT Presentation


  • 142 Views
  • Uploaded on

Deformações da litosfera e Formação de Montanhas. Porquê as deformações ocorrem? Resultam de movimentos de placas tectônicas. Principais tipos de deformações. Dobras. Falhas. Processos deformacionais. Dilatação = ∆ volume. Translação = mudança de posição. Rotação = ∆ orientação.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Deformações da litosfera e Formação de Montanhas' - fadey


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Deformações da litosfera e

Formação de Montanhas

slide2

Porquê as deformações ocorrem?

Resultam de movimentos de placas tectônicas

processos deformacionais
Processos deformacionais

Dilatação = ∆ volume

Translação = mudança de posição

Rotação = ∆ orientação

Distorção = ∆ forma

deforma o natural em fun o da temperatura e press o hidrost tica litost tica
Deformaçãonatural em função da temperatura e pressão (hidrostática/litostática).

RUPTEIS: quebras e descontinuidade

DÚCTEIS: deformação plástica sem perda de continuidade

As linhas BP-AT e AP-BT representam o

comportamento esperado em regimes

de alto e baixo gradientes térmicos,

respectivamente.

AP=Alta pressão;

BP=Baixa pressão;

AT=Alta temperatura;

BT=Baixa temperatura.

Para um gradiente térmico elevado em profundidades menores pode-se atingir temperaturas elevadas para que a deformação ocorra no domínio dúctil (plástico e viscoso).

Para um gradiente térmico menor é necessário atingir pressões elevadíssimas (profundidade) para que as deformações ocorram no campo dúctil.

dobramentos
DOBRAMENTOS

As dobras são deformações dúcteis que afetam corpos rochosos da crosta terrestre.

A associadas a cadeias de montanhas.

elementos geom tricos de uma superf cie dobrada cil ndrica a plano de perfil de uma dobra b
Elementos geométricos de uma superfície dobrada cilíndrica (a) Plano de perfil de uma dobra (b):

Sa- Superfície axial;

Lc – Linha de charneira; Li- Linha de inflexão;

Zc- Zona de charneira e Fl- Flanco.

classifica o das dobras
Classificação das dobras
  • Atectônicas
    • Relacionadas com a dinâmica externa da Terra
    • Formadas na superfície ou próximas
    • Desencadeada pela força da gravidade
    • Possuem expressão local
  • Tectônicas
    • Relacionadas com a dinâmica interna da Terra
    • Formada sob condições variadas de esforços
    • Temperatura e Pressão
    • Processo de formação de cadeias de montanhas
slide9

As dobras atectônicas são formadas a partir de sedimentos saturados com água, os quais após o rompimento da força de coesão entre os grãos, adquirem fluidez e se movimentam num meio de menor densidade, em geral o aquoso.

slide10

As dobras tectônicas são formadas por dois mecanismos básicos:

(a) Flambagem: promovem o encurvamento das camadas perpendicularemte à superfície axial, preservando sua estrutura e comprimento.

(b) Cisalhamento: não envolvem encurtamento ortogonal pois os planos de deslizamento são oblíquos .

dobras em gnaisses do grupo para ba do sul
Dobras em gnaisses do Grupo Paraíba do Sul,

Rio de Janeiro (Rodovia Pres. Dutra,

Belvedere/Serra das Araras)

classifica o geom trica
Classificação geométrica

Linha de charneira

(a) horizontais

(b) verticais

(c) inclinadas

classifica o geom trica1
Classificação geométrica

Superfície axial

(a) normal

(b) recumbente

(c) Inversa

classifica o geom trica2
Classificação geométrica

Ângulos de flanco

slide20

Formação ferrífera bandada.

Camadas alternadas ricas em ferro e sílica.

O minério encontra-se recristalizado e deformado.

classifica o geom trica3
Classificação geométrica

Sentido de fechamento

Antiforme

Sinforme

classifica o geom trica e estatigr fica
Classificação geométrica e estatigráfica

Seqüência estratigráfica das

camadas:

Mais antiga,

Intermediária,

Mais nova.

Em

(a) seqüência normal,

(b) seqüência invertida.

falhas
Falhas
  • Resultam de deformações rúpteis nas rochas da crosta terrestre.
  • São expressas por superfícies descontínuas com deslocamento diferencial de poucos cm a dezenas de quilometros
  • Falhas inversas em gnaisses do Complexo Mantiqueira.
elementos das falhas
Elementos das FALHAS

(a) Muro ou Lapa

(b) Teto ou Capa;

falhas f conjugadas em siltitos gresosos alternando com siltitos argilo carbonosos
falhas (F) conjugadas em siltitosgresosos alternando com siltitosargilo-carbonosos.

PF=traço do plano de falha.

classifica o de falhas com base no movimento relativo entre blocos adjacentes
Classificação de falhas com base no movimento relativo entre blocos adjacentes.

PLANAR

(a) normal;

(b) inversa;

(c) transcorrente

(d) oblíqua.

sec o da bacia graben de taubat vale do rio para ba do sul
Secção da bacia (graben) de Taubaté Vale do rio Paraíba do Sul

Horst = elevação

Graben = depressão

Rift da Serra do mar : Vale de afundamento de grande extensão

O Vale do Paraíba foi originado de um sistema de falhas normais

A fossa tectônica por onde corre o rio Paraíba acha-se preenchida por sedimentos lacustres do Terciário Superior, com folhelhos pirobetuminosos, cobertos por arenito argiloso com lentes de argila mal estratificadas, nos folhelhos ocorrem fósseis de peixes, tartarugas, penas de aves e vários crustáceos.

slide32

Camadas inclinadas de arenito da série Camaquã, junto à mina de cobre de Camaquã (Caçapava do Sul -RS)