Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Breve Hist rico PowerPoint Presentation
Download Presentation
Breve Hist rico

Breve Hist rico

199 Views Download Presentation
Download Presentation

Breve Hist rico

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

    3. Breve Histrico As primeiras investidas comerciais feitas no mercado de Automao Residencial remontam ao final da dcada de 70 nos Estados Unidos. O lanamento comercial de pequenos "mdulos" que se interligavam pela rede eltrica existente nas casas e podiam acionar luzes e eletrodomsticos distncia fazia iniciar as atividades de um mercado que, da para diante, no parou de evoluir. Uma das caractersticas deste mercado nos Estados Unidos foi o desenvolvimento de produtos baratos, destinados a automaes simples. Estes produtos, de fcil instalao, podiam ser adquiridos em lojas de departamentos e colocados para funcionar pelo prprio usurio, sem grandes complicaes. Logicamente, as possibilidades eram bastante limitadas, bem como sua confiabilidade. As aplicaes bsicas eram isoladas, sem nenhuma integrao entre os diversos sistemas

    4. Breve Histrico O final da dcada de 90 trouxe uma enxurrada de novidades para o mercado de A.R. Algumas conquistas tecnolgicas incorporadas ao nosso dia a dia, como o telefone celular e a Internet , despertaram no consumidor o gosto pelas facilidades que representam. Se pensarmos na evoluo que nossos veculos tiveram nos ltimos anos e fizermos uma comparao com o que aconteceu em nossas residncias, vamos notar que muito pouco de inovador tivemos na indstria de construo civil em contraposio indstria automobilstica No futuro, os ltimos cinco anos sero conhecidos como a era da convergncia digital, um perodo em que especialistas abusaram de termos como convergncia, casa digital e triple-play. No entanto, estas palavras de certa forma caram num vazio. Apesar de uma significante propriedade intelectual por trs destes conceitos, elas simplesmente no se materializaram como produtos e servios reais e de certa forma resultaram numa certa frustrao

    5. Tendncias mundiais O mercado de automao residencial no mundo vem atravessando um momento de agitao caracterizado por: crescimento fsico do mercado maior divulgao do tema aumento da concorrncia. Novos produtos e equipamentos so lanados com grande velocidade no mercado, e as tendncias de negcios na rea tambm tm mudado constantemente

    6. Alguns nmeros... Nos Estados Unidos... Numero de Residenciais familiares : 112 Milhes Construes novas em 2006: 1,2 Milhes Residncias de valor superior a U$ 500 mil: 108.000 (0,9%) No Brasil... Numero de residncias familiares : 50 milhes Residncias com perfil para automao: 1,1 milho (2,2%)

    8. Construo Civil Indicadores (Fonte: SECOVI)

    9. Tendncias para os prximos anos

    10. Tendncias para os prximos anos

    11. Tendncias para os prximos anos

    12. Diferenas entre automao residencial / industrial / predial

    13. Diferenas entre automao residencial / industrial / predial

    14. O Novo Consumidor Geoffrey Moore, 1992

    15. O Novo Consumidor Ipsos Reid, CABA, 2006

    16. O Novo Consumidor Ipsos Reid, CABA, 2006

    17. Classificao dos consumidores com relao Casa Conectada ENTUSIASTAS so atrados por todo tipo de inovaes tecnolgicas Quero estar conectado! VISIONRIOS entusiasmados principalmente por entretenimento e mobilidade Tecnologia o meu brinquedo USURIOS METROPOLITANOS devido s condicionantes de vida urbana, demandam solues simples Tecnologia est integrada em minha vida HERIS DO LAR: famlias jovens e ocupadas em busca de solues Prove-me que funciona! USURIOS CRITICOS: orientados para a praticidade das funes Tem que ser fcil SONHADORES: deslocados, desejam voltar s novas tendncias - Vou esperar mais um pouco CONSERVADORES E CTICOS: tradicionalistas, so desconfortveis com as mudanas Preciso de ajuda para usar

    18. O Novo Consumidor Ipsos Reid, CABA, 2006

    19. Tipologia dos clientes de Automao Residencial Tipo 1: Entusiasta / pioneiro Procura espontaneamente pelas novas tecnologias e exige infra-estrutura = formador de opinio Tipo 2 : Pragmtico / conservador / ctico induzido a procurar novas tecnologias a partir da oferta de infra-estrutura pelo construtor = representa grande demanda

    20. Consumidores de AR No adquirem tecnologia atravs do canal construtora, mas, cada vez mais, exigem infra-estrutura disponvel Preferem um profissional habilitado e certificado Podem comprar alguns itens numa loja de eletro-eletrnicos, mas recorrem a profissionais para instalao

    21. Consumidores de AR Suas preferncias: Sistemas de segurana Pr-cabeamento para TV por assinatura, voz e dados Ar condicionado multi-zona Rede de dados wireless Home theater e som ambiente Conexo Internet de alta velocidade Controle de iluminao

    22. A Construo Civil inovadora ITENS A CONSIDERAR NUM EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL - tipo de habitao definida (rea til, nmero de dormitrios, etc.) - numero de unidades habitacionais - detalhes da rea comum (garagens, rea de lazer,jardins, infra-estrutura) - layout de implantao no terreno - layout da unidade tipo - publico comprador alvo - preo de venda do imvel - caractersticas arquitetnicas do conjunto

    23. A Construo Civil inovadora A grande maioria dos sistemas de automao residencial exige uma infra-estrutura especial Isto requer, alm do projeto especifico, que o construtor assuma esta inovao. E, logo em seguida, tome uma outra deciso: vai apenas entregar a infra-estrutura ou pretende tambm adquirir o equipamento e incorpora-lo ao imvel ? Agregar equipamentos ao imvel em construo no tem sido a deciso mais freqente e, dependendo do caso, talvez no seja tambm a mais inteligente. Alm de aumentar os custos da construo, o equipamento escolhido pode no ser do agrado do cliente final, que gostaria de ter participado da escolha, envolvendo outras alternativas

    24. A Construo Civil inovadora Neste contexto, reparamos que a possibilidade de contar com uma infra-estrutura adequada, alm de dar liberdade de escolha ao usurio, facilita tremendamente sua vida, pois elimina intervenes futuras que sempre so causas de aborrecimentos e custos desnecessrios. De qualquer maneira, o mercado de construo civil vem aceitando cada vez mais que os diferenciais proporcionados pela Automao Residencial ajudam a destacar seu empreendimento dos concorrentes. E, alm disto , ao proporcionar melhor qualidade de vida aos seus clientes, valorizam o conceito do construtor aos olhos do usurio final.

    25. Escolhas dos construtores fatores de maior influencia positiva nas vendas (Fonte: Parks Associates)

    26. A Construo Civil inovadora Relao de projetistas de um empreendimento complexo

    27. A Construo Civil inovadora Hoje o aspecto da integrao de sistemas crucial e os especialistas esto cada vez mais dedicados aos temas de seu conhecimento. Por isso, surge a necessidade de um profissional generalista, o integrador, que absorve as caractersticas do projeto de cada um e estabelece as ligaes entre os diversos sistemas. Isto, tanto na infra-estrutura a ser criada, quanto na especificao de equipamentos e interfaces. Muitos destes projetos hoje so elaborados em escritrios colaborativos on-line, via Internet. O volume de reunies presenciais mnimo, possibilitando que os projetistas estejam fisicamente distantes uns dos outros, sem prejuzo do resultado final. A existncia de um coordenador fundamental, pois ele compatibiliza os diversos projetos e estipula cronogramas para a equipe

    28. Sistemas Integrados

    29. O Integrador de Sistemas

    30. O Integrador de Sistemas Principais Atividades

    31. AR Players do Mercado

    32. Projetos Integrados