avan os de bem estar na produ o de frangos de corte n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
AVANÇOS DE BEM-ESTAR NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE PowerPoint Presentation
Download Presentation
AVANÇOS DE BEM-ESTAR NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 45
Download Presentation

AVANÇOS DE BEM-ESTAR NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE - PowerPoint PPT Presentation

donald
591 Views
Download Presentation

AVANÇOS DE BEM-ESTAR NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. 6o. ENCONTRO MERCOLAB DE AVICULTURA Setembro 2008, Cascavel-PR AVANÇOS DE BEM-ESTAR NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE Irenilza de Alencar Nääs Faculdade de Engenharia Agrícola

  2. Roteiro • Introdução • Conceito de bem-estar animal • Bem-estar animal: definições e legislação • Normas e estimativas de bem-estar • Considerações finais

  3. Introdução • Mercado consumidor versus Margens econômicas dos produtores: crueldadeeprodutividade • “In mediumvirtus • Entender, observar e estimar o bem-estar de maneira apropriada • Fatos e mitos; Normas • Não é um assunto novo!

  4. Roteiro • Introdução • Conceito de bem-estar animal • Bem-estar animal: definições e legislação • Normas e estimativas de bem-estar • Considerações finais

  5. O conceito de bem-estar animal • Natureza muito ampla e de aspectos pouco científicos • De difícil aceitação por países produtores • Três aspectos: Legal Público Técnico

  6. Ideologia das cinco liberdades • Liberdade “psicológica” • Liberdade comportamental • Liberdade fisiológica • Liberdade sanitária • Liberdade ambiental

  7. Sinergia entre os itens que compõem o cenário do problema PRODUTIVIDADE

  8. Roteiro • Introdução • Conceito de bem-estar animal • Bem-estar animal: definições e legislação • Normas e estimativas de bem-estar • Considerações finais

  9. Indicadores de bem-estar • Produtividade • Comportamento • Mortalidade • Incidência de problemas locomotores • Incidência de patologias

  10. Alojamento e ambiência • Exposição a altastemperaturas e umidadesrelativaspodemalterar o metabolismodas aves • Afetam o balançoácido-base • Afetam a qualidadedacama • Afetam a qualidade do ar

  11. Amônia na avicultura • Concentração de 75-100 ppm reduz a produtividade em frangos e a postura de ovos em até 15% • Problemas respiratórios e disseminação doenças • Aves alojadas em alta densidade tendem a serem expostas a maior concentração de amônia nas semanas finais

  12. Parâmetros de qualidade de ar

  13. Aversão de frangos à concentração de amônia Jones et al. (2005)

  14. Intensidade de luz Concentração de amônia(ppm) 0 10 20 40 Alta luminosidade (102 Lux) 37 41 15 6 65 25 9 2 A tolerância das aves a intensidade de luz e amônia Ocupação da área (%) em função da presença de amônia Baixa Luminosidade (11 Lux)

  15. Luminosidade Distribuição especial de luminosidade em aviário tipo túnel. A resposta do frango à intensidade luminosa

  16. Como o ar se move dentro do galpão usando a ventilação do tipo túnel? O ar se movimenta, removendo o calor os gases no sentido da ventilação principal Acúmulo de gases e calor Vista lateral do galpão

  17. Resultados de qualidade de ar Percentagem de fungos identificados em dois sistemas de ventilação em frangos de corte. (G1- convencional e (G2- tipo túnel)

  18. Distribuição da temperatura em um sistema de ventilação positiva tipo túnel. Entrada de ar Fonte: Miragliotta (2005)

  19. Resumo dos comportamentos afetados pelos fatores experimentais que se constituem como potenciais indicadores de bem-estar de matrizes pesadas

  20. Roteiro • Introdução • Conceito de bem-estar animal • Bem-estar animal: definições e legislação • Normas e estimativas de bem-estar • Considerações finais

  21. Normas/regulamentos e PIB Van Horne & Achterbosch (2008) e Silva (2008)

  22. Legislação e normas • A normas relacionadas com bem-estar em frangos de corte no Brasil estão abaixo daquelas de outros países produtores (Silva, 2008)

  23. Visão do comércio • Normas do Eurepgap, por exemplo: pontos críticos e critério de conformidade As aves são manuseadas Padrões e normas europeus de maneira adequada sem agressividade? O refugo de aves é feito de Referência em função de forma “humanitária”? relatos de trabalhadores A densidade é de 35 kg/m2 Conformidade calculada

  24. Impactos da qualidade do ar Manutenção das Instalações e Equipamentos Vizinhança: saúde e ambiente

  25. Problemas locomotores • Incidência de problemas locomotores está bastante relacionada com metabolismo e genética • O fato de ser de difícil determinação (falta de precisão) a medida de gait score é pouco confiável

  26. Granja Ocorrência Percentual (%) Total Ausente Presente A 139 107 54 300 B 236 63 1 300 Saúde e produtividade Mortalidade e ocorrência de calos de pés nas aves provenientes de granjas distintas Lima (2006)

  27. Limite de força (kgf) Idade (dia) Força de apoio nas patas em função da idade das aves – clara assimetria

  28. Comportamento é um indicativo de como a ave se sente • Análise observacional de vídeos identifica potenciais indicadores de bem-estar • Forma de locomoção e tempo gasto em determinadas atividades • Comportamentos agressivos são geralmente resultantes de disputas por alimento • Há influência direta do ambiente térmico no comportamento das aves

  29. Ave com gait score 5 Ave com gait score 2

  30. Medidas de força na pata antes de depois do uso da Dipirona 65% a mais de força

  31. Conformidade • Índice de mortalidade • Índice de eficiência produtiva • Gait score • Re-uso de cama • Níveis de gases (amônia) • Estresse térmico

  32. Conformidade • Segundo resultados de campo, na grande maioria dos lotes Cerca de 70% dos frangos devem apresentar gait score normal (0) para ter bem-estar aceitável para exportação

  33. Análise de sinais • Análise observacional de sinais • Vocalização Sem estresse Com estresse

  34. Conforto térmico Relação entre vocalização e comportamento Desconforto A associação de nível de ruído com análise de imagens pode indicar o bem-estar térmico

  35. Medidasem tempo real paraassegurarconformidade

  36. Roteiro • Introdução • Conceito de bem-estar animal • Bem-estar animal: definições e legislação • Normas e estimativas de bem-estar • Considerações finais

  37. Fatos e mitos • O conceito de que a ave “está sentindo alguma coisa errada” não pode ser traduzida da mesma forma que a experiência humana • Há muito o que se pesquisar para entender com mais propriedade o bem-estar animal

  38. Produtividade atendendo as condições de bem-estar Situação ideal

  39. Pontos críticos • Transporte • Alojamento • Problemas locomotores • Apanha • Saúde • Alimentação

  40. Desafios – elaborar normas • Condições de alojamento – poeira e amônia • Re-uso da cama • Apanha manual de frango • Transporte

  41. Medidas de bem-estar Há indicativo nas normas de algumas medidas como: • Sanidade (mortalidade, mobilidade, nível de injúrias) • Produtividade • Alojamento (que tipo de alojamento é oferecido ao lote, qualidade de água, arraçoamento, densidade) • Respostas fisiológicas ao estresse (prostração, temperatura corporal, variação em níveis de cortisol) • Qualidade de carne (pH)

  42. Os princípios de bem-estar animal estão ai para ficar • In mediumvirtus • O Brasil tem condições de continuar a ser um excelente produtor e exportador de frango de corte • Porque não buscar suas normas e seus próprios padrões?

  43. Obrigada pela atenção irenilza@agr.unicamp.br