Pantanal e os riscos da contaminação
Download
1 / 12

- PowerPoint PPT Presentation


  • 67 Views
  • Uploaded on

Pantanal e os riscos da contaminação. Executado pela Ecoa-Ecologia e Ação e Coalizão Rios Vivos. Objetivos:. Identificar os empreendimentos previstos para região;

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '' - deanne


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Executado pela ecoa ecologia e a o e coaliz o rios vivos

Pantanal e os riscos da contaminação

Executado pela Ecoa-Ecologia e Ação e Coalizão Rios Vivos


Objetivos
Objetivos:

  • Identificar os empreendimentos previstos para região;

  • Levar informações sobre as indústrias para a população para que reflitam sobre o assunto e possam opinar e participar das futuras discussões com o governo.


Ferramentas
Ferramentas

  • Mobilização;

  • Troca de experiência;

  • Jornal Repensar;

  • Participação em eventos locais;

  • Hot site

www.riosvivos.org.br/contaminacao


Empreendimentos
Empreendimentos

  • Usina termelétrica

  • Pólo siderúrgico

  • Pólo gás-químico


Usina termel trica
Usina termelétrica

• O empresário Eike Fuhsken Batista é o dono da MPX e coincidentemente tem 20% das ações da mineradora Mineração Corumbaense Reunida, uma das incentivadoras do pólo-siderúrgico.

• MPX Mineração e Energia com MS Gás


Usina termel trica1
Usina termelétrica

• O empresário tem declarado que investirá U$ 125 milhões

de dólares na construção da usina de Corumbá.

  • Até o momento não foi solicitado ao Ibama nenhum

  • pedido de licenciamento ambiental para implantação

  • da usina e nem apresentado o projeto. (Leva no

  • mínimo 8 meses o processo)

• Um dos impasses são as famílias que moram próximo

do terreno aonde deve ser construída a usina.


Usina termel trica2
Usina termelétrica

  • De acordo com o senador Delcídio do Amaral, somente a construção da termoelétrica deverá gerar em Corumbá 500 empregos diretos e outros 1,5 mil indiretos. “A termoelétrica de Corumbá além de gerar um grande número de empregos vai modificar o perfil econômico não só dos municípios de Corumbá e Ladário, mas de todo o Estado também, porque atrás desses projetos vem uma série de outros”, lembrou.

    Fonte:APN


Usina termel trica3
Usina termelétrica

  • A usina de Campo Grande Willian Arjona gerou 150 postos de trabalho na etapa de construção e quando começaram a operar esse número foi reduzido para 11. Sendo que 90% dos trabalhadores vieram da região Sul.

  • Ministério Público Estadual e Ministério do Meio Ambiente


P lo sider rgico
Pólo siderúrgico

  • O projeto do pólo minero-siderúrgico

  • tem a adesão de mega corporações como a Vale do

  • Rio Doce, Belga Mineira e a Rio Tinto Mineração.

  • Apesar do governo afirmar que o local para implantação do pólo minero-siderúrgico é uma discussão posterior ao debate em torno do projeto, sabe-se que o pólo está sendo implantado em três etapas.


P lo sider rgico1
Pólo siderúrgico

  • Na primeira, foi instalada a

  • unidade de ferro-liga;

• A terceira é uma unidade aciaria para a produção de vergalhões (aço).

  • Em seguida será a unidade de redução

  • direta para a produção de ferro esponja;


P lo g s qu mico
Pólo gás-químico

• orçado em 1,3 milhões de dólares

• Polietileno para produção de plásticos.

• Empresas como Odebrescht e Brasquem se interessaram

• A estimativa é que as atividades iniciem em 2009

Produtos:

• Gás de cozinha;

• Amônia para produção de fertilizantes;


P lo g s qu mico1
Pólo gás-químico

• Os governos do Brasil e Bolívia vão criar uma

comissão executiva binacional para tratar da

questões técnicas e a localização do projeto,

que a princípio seria instalado nos dois lados da

fronteira, regiões de Puerto Suárez e Corumbá, por

onde passa o gasoduto Bolívia-Brasil.