Plano de Aula - PowerPoint PPT Presentation

dai
plano de aula n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Plano de Aula PowerPoint Presentation
Download Presentation
Plano de Aula

play fullscreen
1 / 53
Download Presentation
Plano de Aula
69 Views
Download Presentation

Plano de Aula

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Plano de Aula • O Método... O que é • O Método Indutivo • Cenas dos Próximos Capítulos

  2. O Processo de Pesquisa Descobrir o Problema Explicação Explicação Coloca Problema Precisamente Procura conhecimento relevante Tentativa de Solução Inútil Satisfatória Novas Idéias/Dados Tentativa de Solução Prova de Solução Satisfatória Não Satisfatória

  3. O Método... • forma pela qual alcançamos um objetivo... • em outras palavras, um conjunto de processos para conhecer uma realidade, produzir um objeto ou desenvolver certos comportamentos. • Nem sempre um problema é resolvido ordenadamente... Mas o método serve para que a solução seja compreensível por todos!

  4. O Método e a Ciência • Não há ciência sem a utilização do método científico.... Mas o inverso não é necessariamente verdade! • Seus objetivos principais são... • Produzir conhecimento aplicável para previsão, explicação e controle de fenômenos • Permitir a fiel reprodução do sistema de conhecimento • Ser compartilhável e transmissível • Ser verificável

  5. A Concepção Atual de Método • Método Científico como Teoria da Investigação. • Temos que considerar as seguintes etapas: • Descobrimento do Problema • Colocação Precisa do Problema • Procura por instrumentos relevantes ao problema • Tentativa de solução do problema com ajuda dos meios identificados • Continua...

  6. A Concepção Atual de Método • Invenção de novas idéias • Obtenção de uma Solução • Investigação das Conseqüências da solução obtida • Prova da Solução • Correção das Hipóteses, Teorias, Procedimentos ou Dados empregados na obtenção de uma solução incorreta.

  7. Em Resumo... • O Método nos permite corroborar as nossas hipóteses... • Mas, o que são hipóteses mesmo? Como eu monto uma???

  8. O processo de prova... Esquematicamente.

  9. Um parêntese... A Hipótese Científica • Independente do Método utilizado queremos... • Provar nossas hipóteses • Gerar modelos científicos • Uma HC é • Um conjunto de argumentos e/ou explicações sobre um determinado fenômeno, que ainda não foi corroborado pela experimentação. • Pode ser positiva, negativa ou condicional.

  10. Exemplos de HCs • Positiva • Conflitos provocam mudanças cognitivas nos participantes de discussões em grupo. • Negativas • Não há perigo de contaminação com o vírus da aids pelo contágio indireto. • Condicional • Se não forem bem lubrificados, os motores bicombustível têm maior tendência a corrosão que os a gasolina.

  11. Mais de um tipo de Hipótese... • Hipótese de Ocorrência • Baseadas na especulação, sem fundamentação científica • “Qdo morre, a pessoa perde 21 gramas”. • Hipótese Empírica • Baseadas em evidências experimentais preliminares. Não precisam ser consistentes • Deu pau no servidor de mail por que andou chovendo muito.

  12. Mais de um tipo de Hipótese... • Hipótese Plausível • Se relacionam de maneira consistente com as teorias existentes • Este raio provavelmente caiu a menos de 700 metros de onde estamos, pois o som do trovão levou menos de 2 seg para ser ouvido. • Hipótese Convalidada • Apoiadas em teorias conhecidas e com apoio de evidências ocorridas na realidade.

  13. A partir do Teste de nossas hipóteses temos... • Achados Científicos • Informações produzidas através dos dados coletados em nossos estudos. Mais descritivos do que explicativos • Modelos Científicos • Conjunto de mecanismos virtuais para a representação de um fenômeno. • Avaliado por sua capacidade de descrever os fenômenos reais.

  14. Nossos modelos servem prá... • Controle • Ensino • Simulação • Otimização

  15. Organizando tudo...

  16. De volta às hipóteses... • Como formalizar? • Variáveis • Constantes • Um exemplo...

  17. Em geral...

  18. Sobre as variáveis • Podem ser • Independentes – introduzidas de propósito para verificar sua relação com o comportamento de outras variáveis • Dependentes ou Resposta – as cujo comportamento se quer verificar em função das variáveis independentes. Todo resultado obtido em um experimento é uma variável Dependente. • Espúrias – não são objeto do estudo, mas interferem no resultado. Devem ser cuidadosamente controladas!!

  19. Sobre as Variáveis... II • Podem ser ainda... • Moderadoras – auxiliam na ocorrência de determinado efeito (do mesmo jeito que as independentes), mas são consideradas secundárias. • Intervenientes – são variáveis que ampliam, diminuem ou anulam o efeito das variáveis independentes sobre as dependentes.não podem ser controladas. No caso da figura lá, seria o famoso F. variáveis intervenientes são consideradas causas da dependente. • Antecedentes – são as causas do problema que originou a pesquisa.

  20. Voltando ao método... • O método então serve para • Nos auxiliar a encontrar as relações entre as grandezas que compõem um fenômeno: • Variáveis • Constantes • Quais as opções?

  21. Os Tipos de Método... • Indutivo • Mais usado nas ciências factuais e também nas do artificial • Dedutivo • Comum nas ciências formais • Cartesiano • Outros

  22. O Método Indutivo • Muito utilizado nas ciências naturais... • Lembram como funciona? • A partir dos exemplos, formamos as regras. • Partindo de premissas particulares, inferimos uma verdade geral. • Mas como temos certeza de que as regras estão corretas?

  23. O Método Indutivo • Possui 3 fases • Observação do Fenômeno • Descoberta da Relação entre Eles • Generalização da Relação • Ex. • Pedro, José e João são homens • Pedro, José e João são mortais • Logo, todos os homens são mortais.

  24. Leis, Regras e Fases • A indução passa por três etapas: • Observação dos fenômenos • Descoberta da relação entre eles • Generalização das relações • Para evitar equívocos, devemos: • Nos certificar de que é essencial a relação • Nos assegurar de que os fatos são idênticos • Não perder de vista o aspecto quantitativo dos fatos.

  25. Perguntas Chave • Qual a justificativa para as inferências indutivas? • O que nos leva a crer que o futuro será igual ao passado?

  26. Principais Tipos de Indução • Indução formal • A lei expressa todos os fenômenos observados • Terra, Marte, Vênus e Júpiter não tem luz própria • Todos os planetas não têm luz própria • Indução Científica • De fatos semelhantes “pula”para todos os outros no futuro • Este imã atrai o ferro. Aquele imã atrai o ferro... • Imãs sempre atraem o ferro.

  27. Principais Tipos de Indução • Da População para a Amostra • 90% das pessoas que fazem licenciatura trabalham. • 90% das pessoas que irão se matricular em licenciatura trabalham. • A grande Maioria dos assalariados ganha um salário mínimo. • José ganha um salário mínimo.

  28. Principais Tipos de Indução • De Amostra para Amostra • Todas as barras observadas até agora dilatam-se com o calor. • Estas barras que vamos escolher também se dilatam. • Quase todos os estudantes de cinema gostam de curtas. • João, que é estudante de Cinema, gosta de curta-metragens.

  29. Principais Tipos de Indução • De conseqüências verificáveis da hipótese para a própria hipótese. • Ex. indução da hipótese de que a terra é redonda. • Por analogia • Ex. experimentação de drogas com ratos (que são fisiologicamente semelhantes aos homens...

  30. A amostra é importante! • Quanto maior e mais representativa a amostra, mais forte é o argumento. • Há problemas comuns de... • Amostra Insuficiente • Amostra Tendenciosa • As Leis derivadas pela Indução exprimem • Relações de Existência • Relações de Causalidade • Relações de Finalidade

  31. Sobre a Amostra... • a amostra é um conjunto representativo que integra o todo a ser pesquisado. • Deve possuir... • Mesmas características do universo considerado • Amostragem probabilística e não probabilística

  32. Tipos de Amostragem • Amostragem Casual Simples • Também chamada de aleatória, ou elementar • Todos os elementos têm a mesma probabilidade de pertencer à amostra. • Amostragem Sistemática • De cada lote, tira-se um ou mais elementos

  33. Tipos de Amostragem • Amostragem por Meio de Conglomerados • O universo está dividido em pequenos grupos. • Um ou mais é sorteado para ser a amostra • Amostragem Múltipla • A amostragem é feita em etapas • Modelo de Controle • Viabilizam Análises Comparativas • Representam os resultados conhecidos a serem comparados com os resultados da pesquisa

  34. O Método Dedutivo • Procura transformar enunciados complexos em particulares. O conhecimento embutido na conclusão já existe nas premissas!!! • Sua forma mais comum é o silogismo... • Todos os homens são mortais • Platão é homem • Platão é mortal.

  35. Argumentos Condicionais • Há várias formas de argumentos dedutivos. Porém os mais comuns são: • Modus Ponens • Se a então b • Ora, sabemos que a • Então b • Modus Tollens • Se p, então q • Ora, sabemos que não q • Então não p

  36. Exemplos • Modus Ponens • Se José tirar menos que 5, será reprovado • José tirou menos que 5. José será reprovado. • Modus Tollens • Se a água ferver ,a temperatura é de 100o. • A temperatura não chegou a 100. • Então a água não ferveu.

  37. Generalidade e Especialidade do Método Dedutivo • Como já vimos, este método serve para explicar nossos fenômenos. • Explicar é relacionar casos particulares a princípios gerais. • A explicação está na conexão entre premissas e conclusão. • Dizer que uma teoria explica as leis é mais do que a mera dedução lógica.

  38. Críticas ao Método Dedutivo • Fornecer premissas para um acontecimento não significa necessariamente explicá-lo. • É preciso que compreendamos porque as premissas são verdadeiras... • Dedutibilidade não é sempre necessária para que obtenhamos uma explicação. • Paradoxo de Hempel • Todo carro novo cinza confirma que os corvos são pretos 

  39. Dedutivo Se todas as premissas são verdadeiras, a conclusão deve ser verdadeira. Toda a informação da conclusão já estava (ao menos implicitamente) nas premissas. Indutivo Se todas as premissas são verdadeiras a conclusão é provavelmente verdadeira. A conclusão tem informações que não estavam nas premissas. Diferenças entre o MI e o MD

  40. Então... • Métodos diferentes para fins diferentes • Dedutivo para explicar as premissas • Indutivo para ampliar conhecimento • Os resultados obtidos pelo MD ou são corretos ou não • Os resultados obtidos pelo MI admitem vários graus de força.

  41. O Método Hipotético Dedutivo • Algumas Considerações Gerais... • Enquanto que no MD procura-se provar a hipótese, no MHD a idéia é derrubar a hipótese.

  42. Etapas do Método Hipotético Dedutivo Expectativas ou Conhecimento Prévio Problema Conjectura Falseamento

  43. Mais detalhadamente...

  44. O Problema • Primeira etapa do método • Origem de Toda Investigação • A partir do problema que temos é que decidimos como e que dados queremos ter.

  45. Conjecturas • São soluções passíveis de teste em suas consequências. • Têm o objetivo de Explicar fenômenos ou de prever sua ocorrência. • Têm que ser compatíveis com o conhecimento existente e passíveis de testagem.

  46. O Falseamento • Teste via observação/experimentação. • Uso do modus tollens. • Conjecturas são corroboradas.

  47. O método Cartesiano • Baseado na intuição e dedução • Quatro Regras Básicas: • Evidência • Análise • Síntese • Enumeração

  48. Outros métodos • Dialético • Parte da destruição do sistema anterior para posterior reconstrução • Analogia • Transferência de Conceitos • Aplicação Direta de Teorias

  49. Teoria e Fatos • De acordo com o Senso Comum: • Fato: realidade inquestionável • Teoria: especulação • De acordo com o Conhecimento Científico: • Fato: observação empiricamente verificada. • Teoria: relações entre fatos • Então: • Teoria precisa dos fatos • Ambos são necessários ao Conhecimento Científico!

  50. Teoria em relação aos fatos • Teoria orienta os objetos da Pesquisa • Restringe a Amplitude em cada campo de conhecimento. • Define os principais aspectos de uma investigação. Determina precisamente os tipos de dados que devem ser abstraídos da realidade. • Ex. Copa do Mundo  • Oferece um Sistema de Conceitos • E de classificação dos fatos, fazendo isto através de: • Representação dos fatos