slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
RICA PowerPoint Presentation
Download Presentation
RICA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 18

RICA - PowerPoint PPT Presentation


  • 218 Views
  • Uploaded on

RICA. O RICA traz apenas o aspecto litúrgico. Falta-lhe o especificamente catequético: conteúdo e metodologia. RICA. O RICA compreende 4 tempos, com 3 celebrações ou etapas, que marcam a passagem para outro tempo: 1º tempo: Evangelização, précatecumenato

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'RICA' - chibale


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

RICA

O RICA traz apenas o aspecto litúrgico. Falta-lhe o especificamente catequético: conteúdo e metodologia

slide2
RICA
  • O RICA compreende 4 tempos, com 3 celebrações ou etapas, que marcam a passagem para outro tempo:
  • 1º tempo: Evangelização, précatecumenato
  • 2º tempo: Catecumenato. Não tem duração determinada
  • 3º tempo: Purificação e iluminação
  • 4º tempo: Mistagogia. É o aprofundamento nos elementos básicos da fé cristã
pr catecumenato
PRÉ-CATECUMENATO
  • Duração indeterminada. Quer levar ao encontro pessoal com Jesus, a falar pessoalmente com ele, a ter certa experiência de comunidade.
  • Finalidade: proporcionar conhecimento mútuo entre o candidato e a Igreja (7ª);
  • Anunciar aos simpatizantes o Deus vivo e Jesus Cristo, com firmeza e confiança (9);
  • Ajudá-los a crer e se converter livremente ao Senhor, aderindo lealmente a ele (9; cf 6ª);
pr catecumenato1
PRÉ-CATECUMENATO
  • Responder às suas expectativas espirituais (9);
  • Ajudá-los a amadurecer a vontade sincera de seguir a Cristo e pedir o batismo (10);
  • Integrá-los nas famílias e grupos cristãos (11);
  • Criar sentido de pertença à Igreja (68).
pr catecumenato2
PRÉ-CATECUMENATO

MEIOS:

- Explanação do Evangelho (11);

- Relacionamento entre candidatos, ministros, famílias e grupos cristãos (11, 4 e 68);

- Introdução à relação pessoal com Deus em Cristo, através da oração (15);

- Alguma experiência de comunidade e do espírito dos cristãos (15);

- Exorcismos (111; 101; 109; 110; 107ª);

- Bênçãos (120; 102; 119).

pre catecumenato
PRE-CATECUMENATO

Responsáveis:

  • Todos os membros da comunidade (41);
  • Os grupos, as famílias, os catequistas, os ministros ordenados, os introdutores (cf 11 e 42);
  • Ao introdutor cabe acompanhar mais de perto o simpatizante que lhe foi confiado, para conhecê-lo e ajudá-lo na caminhada e, depois, poder testemunhar seus costumes e desejos (42).
pr catecumenato3
PRÉ-CATECUMENATO
  • Após algum tempo de relacionamento faz-se a acolhida dos simpatizantes em reunião ou encontro da comunidade (12; 65,1);
  • Promovem-se orações especiais por eles (13).
primeira etapa
PRIMEIRA ETAPA
  • Rito de instituição dos catecúmenos (68 e 97);
  • Exigências para entrar no catecumenato:
  • Fé inicial no Cristo Salvador (15 e 68);
  • Começo de conversão e desejo de mudar de vida (15 e 68);
  • Costume de entrar em relação pessoal com Deus em Cristo (15);
  • Alguma experiência de comunidade e senso eclesial (15 e 68);
  • Alguma experiência do espírito dos cristãos (15);
  • Avaliação feita pelo ministro ordenado, com o auxílio dos introdutores e catequistas (16);
  • Preparar a celebração (68).
rito de institui o
RITO DE INSTITUIÇÃO
  • Os candidatos manifestam publicamente seu desejo de se tornarem membros da Igreja;
  • A Igreja os acolhe e proclama sua admissão e consagração inicial;
  • Deus concede sua graça (14)
  • Os candidatos passam a fazer parte da família de Cristo (18). Passam a ter direitos.
  • Após a celebração são anotados em livro próprio os nomes dos com indicação do ministro, dos introdutores, dia e lugar da admissão (17).
catecumenato
CATECUMENATO
  • Começa em qualquer época do ano (69);
  • Pode durar vários anos para que a conversão e a fé possam amadurecer (7b, 98, 20 e 240).
  • Finalidade: alimentar a fé dos catecúmenos com a Palavra de Deus (18 e 98);
  • Incentivá-los com atos litúrgicos (18);
  • Dar-lhes formação (19 e 98);
  • Amadurecer as disposições manifestadas por eles no ingresso no catecumenato (19);
catecumenato1
CATECUMENATO
  • Progredir na mudança de mentalidade e costumes, com suas conseqüências sociais, através de um itinerário espiritual de prática cristã: Orar mais facilmente, Dar testemunho da fé, Guardar em tudo a esperança em Cristo, Seguir na vida as inspirações de Deus, Praticar a caridade para com o próximo até a renúncia de si mesmo (19,2);
  • Aprender a cooperar ativamente na evangelização e edificação da Igreja pelo testemunho de vida e pela profissão de fé (19,4)
catecumenato2
CATECUMENATO
  • MEIOS: Encontros catequéticos – conteúdo distribuídos por etapas e relacionado com o ano litúrgico (19,2, 110, 19,1,100,106)
  • Exemplo e contribuição dos introdutores, padrinhos e comunidade para familiarizá-los com a prática da vida cristã (19.3, 104)
  • Ritos litúrgicos (19,3): exorcismos(110,101, 109), bênçãos (119, 102), ritos para mudar mudança de etapa (19,1, 103, 125-132,182,185,188,190,191,105
catecumenato3
CATECUMENATO
  • Celebrações da Palavra de Deus própria para eles, de acordo com o tempo litúrgico (19.3, 100, 107, 108,110,119, 106)
  • Participação nas celebrações e reuniões da comunidade em torno da Palavra de Deus (19.3, 107)
  • Cooperação na evangelização e edificação da Igreja (19.4).
catecumenato4
CATECUMENATO
  • Responsáveis: ministros ordenados, não ordenados, catequistas, introdutores, padrinhos.
2 etapa
2ª ETAPA
  • Celebração da Eleição ou Inscrição do nome (133)
  • Exigências para ser inscrito entre os eleitos: Fé esclarecida,(23) desejo de receber os sacramentos da Igreja (134), parecer favorável de toda a equipe envolvida no processo catecumenal (135 e 137)
  • O parecer será anunciado pelo bispo durante a celebração (138 e 23).
ilumina o e purifica o
ILUMINAÇÃO E PURIFICAÇÃO
  • É um tempo muito breve (52 e 61).
  • Destinado a uma preparação espiritual mais intensa (6). O enfoque principal não é a catequese e sim a vida interior (25)
  • Este tempo é marcado pela purificação e pela iluminação (7)
  • A purificação realiza-se pelo exame de consciência e pela penitência (25)
  • A iluminação “por um conhecimento mais profundo de Cristo (25).
  • É um tempo marcado por várias celebrações, sobretudo dos escrutínios e das entregas (25).
3 etapa
3ª ETAPA
  • Celebração dos sacramentos da Iniciação na noite da Vigília Pascal (208).
  • Se a celebração não for na vigília, dê-se o mesmo caráter pascal, preferencialmente no domingo (58 e 59, int. geral 6)
mistagogia
MISTAGOGIA
  • É o tempo reservado para a plena integração no mistério de Cristo e da Igreja (235).
  • Acontece durante o tempo pascal. Nas missas as leituras devem ser do Ano A ( 7, 40 e 236). Os neófitos devem ser lembrados na homilia e na oração dos fiéis (236)
  • Caracteriza-se como tempo de experiência dos sacramentos e da comunidade (7), entendido como “conhecimento mais completo e mais frutuoso (37 e 38).
  • Encerra-se com uma celebração e festividades externas (237).
  • O aniversário de batismo pode ser celebrado, se possível com a presença do bispo e comunhão sob as duas espécies (238 e 239)