Download
os agrupamentos sociais n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Os agrupamentos sociais PowerPoint Presentation
Download Presentation
Os agrupamentos sociais

Os agrupamentos sociais

305 Views Download Presentation
Download Presentation

Os agrupamentos sociais

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Os agrupamentos sociais

  2. Os grupos sociais • A vida em sociedade passa a ser condição necessária à sobrevivência da espécie humana; • Karl Mannheim: os contatos e processos sociais provocam o surgimento de formas diversas de agrupamentos sociais de acordo com o estágio e interesse de integração social. • Grupos sociais e os agregados sociais

  3. Grupo social “ É a reunião de duas ou mais pessoas, associadas pela interação, e por isso, capazes de ação conjunta, visando atingir um objetivo comum.”

  4. Os diversos grupos sociais que pertencemos • Família • Vizinhos • Educacional • Religioso • Lazer • Profissional • Político

  5. Principais características de um grupo social • Pluralidade de indivíduos: há sempre mais de um indivíduo no grupo. Ideia de coletividade; • Interação social: os indivíduo comunicam-se uns com os outros, direta ou indiretamente. • Organização: todo grupo, para funcionar bem, precisa de uma certa ordem interna. • Objetividade e exterioridade: os grupos sociais são superiores e exteriores ao indivíduo, ou seja, ele existe antes e quando sai geralmente continua existindo.

  6. 5. Conteúdo intencional: os membros se unem em torno de um princípio para atingir determinado objetivo comum; Ex: partido político, uma empresa, uma Ong. 6. Consciência grupal: Maneiras de pensar, sentir e agir próprias do grupo. Ex: uma torcida de futebol 7. Continuidade: os grupos são formados a partir de interações sociais entre os indivíduos de forma duradoura. Ex: família, igreja (longo); mutirão (curto)

  7. Os grupos sociais podem ser classificados em: • Grupos primários: são aqueles que predominam contatos mais próximos e diretos Ex: Família, vizinhos 2. Grupos secundários: são grupos sociais mais complexos, onde os contatos mais pessoais e diretos, mas sem a intimidade do primeiro e, as vezes, de maneira indireta. Ex: Igreja, Estado

  8. 3. Grupos intermediários: aqueles que se alternam e se complementam as duas formas de contato social (primeira e secundária) Ex: Escola

  9. Os agregados sociais • É uma reunião de pessoas frouxamente aglomeradas que, no entanto, mantêm em si um mínimo de comunicação e relação social. • É um agrupamento social onde as pessoas não necessariamente estão organizadas e as pessoas que delas participam são relativamente anônimas. • Três mais comuns: a multidão, o público e a massa.

  10. A multidão Principais características de uma multidão: • Falta de organização: apesar de ter um líder, a multidão não possui um conjunto próprio de normas, e seus membros não possuem posições bem definidas • Anonimato: são anônimos no sentido em que, na multidão, nome, profissão, posição social não são geralmente levados em consideração.

  11. 3. Objetivos comuns: os interesses, as emoções e os atos tem o mesmo sentido. 4. Indiferenciação: não há espaço para as diferenças individuais se manifestarem, o que torna iguais todos os seus membros; 5. Proximidade física: os componentes ficam próximos uns dos outros mantendo contato direto e temporário. A multidão pode assumir a forma pacífica ou tumultuosa.

  12. Exemplo: Grupo de pessoas observando um incêndio, população de um bairro se juntando para protestar algo ou um grupo que se encontra para brincar carnaval.

  13. O Público • É um grupo de pessoas que seguem os mesmo estímulos. • É espontâneo, amorfo, não se baseia em contato físico, mas existe uma comunicação através de diversos meios de comunicação. • Karl Mannheim: o público é intermediário entre a multidão e o grupo social por que no público há um tipo primário de organização e está sujeito a certos regulamentos.

  14. Os modos de pensar, agir e sentir de um público se chama opinião pública. Exemplo: Teatro e jogo de futebol: pessoas recebendo o mesmo estímulo.

  15. A Massa • É a formada por indivíduos que recebem, de maneira mais ou menos passiva, opiniões formadas, que são veiculadas pelos meios de comunicação. • Agrupamento grande de pessoas, separadas e desconhecidas umas das outras. • Não obedecendo uma norma, sua formação é espontânea Exemplo: pessoas que assistem o mesmo programa de televisão, veem um anuncio no cartaz ou leem o mesmo jornal, mesmo que leiam separadamente.

  16. A diferença entre público e massa: o público não tem uma atitude passiva diante da mensagem que recebe, podendo expressar de maneira imediata, a sua intenção diante do estímulo que recebe. • Numa sociedade de massa, o tipo de comunicação que predomina é o veículo de massa.

  17. Mecanismos de sustentação dos grupos sociais • São forças que mantêm os grupos sociais existentes. • As principais: a liderança, as normas e sanções sociais, valores sociais e os símbolos sociais.

  18. A liderança • É a ação exercida por um líder que é aquele que dirige o grupo e consegue transmitir ideias e valores. • Há dois tipos de liderança: • Liderança institucional: Deriva da autoridade que uma pessoa tem em virtude da posição social ou do cargo que ela ocupa. Ex: O pai de família, o Reitor da Universidade, o gerente de uma empresa.

  19. b) Liderança pessoal: é aquela que se origina das qualidades pessoais do líder (inteligência, prestígio social e moral, comunicação, atitude, etc) Geralmente são carismáticos e são considerados proféticos. Ex: Mao Tse-tung, Fidel Castro, Getúlio Vargas, Adolfo Hitler, Padre Cícero. Função: Desempenha papel integrador entre seus membros, transmitindo ideias, normas e valores sociais e representam os interesses do grupo.

  20. Normas e sanções sociais • Regras de conduta que orientam e controlam o comportamento das pessoas; • As normas indicam o que estão permitido ou não, assim como pode ser seguido pelos seus sujeitos sociais; • Toda norma possui uma sanção. • A sanção social é uma recompensa ou punição que o grupo ou a sociedade atribui para o indivíduo em função do seu comportamento social

  21. Dois tipos de sanção: • Sanção social aprovativa: É o reconhecimento do grupo pelo o indivíduo ter cumprido o que se esperava dele. Corresponde a expectativa do grupo. Ex: Aplausos, honras e promoções b) Sanção social Reprovativa: É uma punição imposta ao indivíduo que desobedece a alguma norma social.Ela varia de acordo com a importância que a sociedade dá a norma infrigida. Ex: Vaias, insultos até a perda de bens, prisão e pena de morte.

  22. Valores sociais • Filosofia: No mundo pode ser realizados dois tipos de conhecimento chamados juízos: • Juízo de realidade: fala a respeito da existência, matéria das coisas; • Juízo de valor: fala a respeito do valoração, importância que as coisas possuem. - Sociologia: Valores sociais: Na sociedade, as ideias, opiniões, fatos, objetos são valorados e avaliados de maneira conjunta, dentro de um contexto social que atribui um significado, um valor e uma qualidade determinada.

  23. Os valores mudam no tempo e no espaço em função da época, geração e cada sociedade. Ex: O trabalho doméstico e o cuidado dos filhos. Antes: exclusivamente feminino. Atualmente: pertence aos dois gêneros. • Os conflitos de valores são comuns e fazem parte da organização/modificação dos valores na sociedade. • Desta forma, a vivência dos valores sociais são algo complexo e não podem ser analisados fora do contexto de organização e normas constituídas pelo grupo social.

  24. Símbolos sociais • O símbolo é algo cujo o valor ou significado é atribuído pelas pessoas que o utilizam. • Qualquer coisa pode se transformar em um símbolo. A sociedade atribui significados a um objeto, a cor, hino, gestos, tornando-os símbolos de determinada situação social e que é transmitido para outros grupos e/ou distintas gerações.

  25. Os símbolos constituem uma linguagem e a linguagem é a mais importante forma de expressão simbólica. Sem a linguagem a nossa organização social seria composta de maneira diferente. • Os símbolos mudam de acordo com a sociedade e a época em que vivem. Ex: A cruz de madeira. - As pessoas amadurecem e se socializam à medida em que aprende a usar símbolos. O comportamento humano é simbólico e sem símbolos não haveria cultura.

  26. Status e Papel social • Status social: é a posição ocupada pelo indivíduo no grupo social. • O status social implica direitos, deveres, prestígio e até privilégios conforme o valor social conferido a cada posição. Ex: O diretor de uma empresa. Alguns privilégios (rendimentos e bens) e deveres (decisões a ser tomada para a empresa) - Na sociedade, uma pessoa pode ter tantos status quanto são os grupos sociais que pertencem.

  27. Ex: Pai de família, gerente de empresa, líder espiritual e sócio de um clube. • O status pode ser classificado em dois tipos: • Status atribuído: Não é escolhido voluntariamente pelo indivíduo. Ex: Filho caçula, filho de operário b) Status adquirido: Obtido pelas qualidades pessoas dos indivíduos, capacidades e habilidades. Ex: Ter uma profissão, ser um líder

  28. Papel social • São comportamentos que o grupos social espera de qualquer pessoa que ocupe determinado status social. • Corresponde às tarefas e obrigações inerentes ao status. • Status e papel são coisas inseparáveis e só distinguimos teoricamente. • Todas as pessoas sabem o que esperar e exigir do indivíduo de acordo com o status ocupado no grupo ou na sociedade. E a sociedade encontra meios de punir aqueles que não o desempenham. Ex: Professor

  29. Estrutura e organização social. • A estrutura social é o conjunto ordenado de partes encadeadas que formam um todo. É a totalidade dos status existentes num determinado grupo social ou numa sociedade. Ex: Escola Trabalham diretor, coordenador, professores, secretários, e alunos. Cada um desempenha um status e formam a estrutura da escola.

  30. Cada um dos participantes de uma estrutura desempenham um papel correspondente à posição social que ocupa. • Organização social: é o conjunto de todas as ações que são realizadas quando os membros de um grupo desempenham seus papéis sociais = funcionamento social. Estrutura social: ideia de algo estático Organização social: ideia de coisa dinâmica. Ex: Uma escola no período letivo e nas férias.

  31. A estrutura social se refere a um grupo de partes enquanto a organização social se refere às relações que se estabelece entre as partes. • Quanto mais complexa a sociedade mais complexa também será sua estrutura e organização dos grupos sociais. • A estrutura e organização social passam por processos de mudanças. Ex: As empresas na economia capitalista

  32. Enfim, • Estudar os agrupamentos sociais para entender a constituição da realidade social, seus sujeitos e suas movimentação no mundo. • A sociologia se propõem a se aprofundar sobre estas estruturas, analisando suas mudanças históricas, seus reflexos na vida dos grupos sociais e suas possibilidades de mudança no presente. • Habilita a fazermos uma reflexão sobre os grupos sociais nos quais nos movimentamos e que somos responsáveis pela sua existência. Augusto Comte Emile Durkheim Karl Marx Max Weber