slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Dezembro de 2002 PowerPoint Presentation
Download Presentation
Dezembro de 2002

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 10

Dezembro de 2002 - PowerPoint PPT Presentation


  • 102 Views
  • Uploaded on

INFLUÊNCIA DE DIFERENTES RELAÇÕES DE REGULADORES DE CRESCIMENTO NO ALONGAMENTO IN VITRO DE MICROESTACAS DE Grevillea robusta (cunn.). Danielle Cristine dos Santos Ivar Wendling Fernando Grossi. Dezembro de 2002. Grevillea robusta. Origem Importância Aplicações.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Dezembro de 2002' - cadman-rhodes


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

INFLUÊNCIA DE DIFERENTES RELAÇÕES DE REGULADORES DE CRESCIMENTO NO ALONGAMENTO IN VITRO DE MICROESTACAS DE Grevillea robusta (cunn.)

Danielle Cristine dos Santos

Ivar Wendling

Fernando Grossi

Dezembro de 2002

slide2

Grevillea robusta

  • Origem
  • Importância
  • Aplicações
slide3

Propagação vegetativa

  • Métodos
  • ENXERTIA
  • ESTAQUIA
  • MICROESTAQUIA
  • MICROPROPAGAÇÃO
    • Técnica de reprodução de plantas a partir de :
  • gemas, embriões e simples células, em
  • cultura estéril in vitro.
slide4

MICROPROPAGAÇÃO

Fase de Multiplicação

Isolamento e Indução

Subcultivos sucessivos

Fase de Alongamento

Enraizamento In vitro ou ex vitro

Coleta de gemas axilares

slide5

MATERIAL E MÉTODOS

Origem do material

Mudas produzidas de sementes

Meio de cultura

Jads 89 modificado

slide6

MATERIAL E MÉTODOS

Tratamentos

T1  1 mg L-1 Ácido Giberélico

T2  1,2 mg L-1 Ácido Indol Acético (AIA)

0,08 mg L-1 6 - benzilaminopurina (BAP)

5 mg L-1 Tiamina HCl

T3  0,1 mg L-1 Ácido Indol Butírico (AIB)

0,1 mg L-1 6 - benzilaminopurina (BAP)

T4  0,1 mg L-1 Ácido Naftol Acético (ANA)

0,05 mg L-1 6 - benzilaminopurina (BAP)

slide7

RESULTADOS

O NÚMERO DE TUFOS

PRODUZIDOS FOI SUPERIOR

NOS TRATAMENTOS T2 E T3

EM RELAÇÃO A T1 E T4.

HOUVE DIFERENÇA SIGNIFICATIVA

PARA ALTURA MÉDIA NOS

TRATAMENTOS

T2, T3 E T4, COM EXCEÇÃO DO T1.

slide8

A PRODUÇÃO DE MATÉRIA VERDE

  • VARIOU DE 0,2 A 0,4g.
  • O PESO MÉDIO NÃO FOI AFETADO
  • PELOS TRATAMENTOS HORMONAIS.

MORTALIDADE FOI BAIXA

0 A 23,3%

slide9

RESULTADOS

A INDUÇÃO DE RAÍZES OCORREU SOMENTE

NO T4, DEVIDO A PRESENÇA DE AUXINA NO

MEIO DE CULTURA.

slide10

CONCLUSÕES

  • Viabilidade da técnica de micropropagação para multiplicação.
  • Possibilidade de alongamento do explantes para um futuro
  • enraizamento in vitro e ex vitro.