fontes de informa o especializada l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Fontes de Informação Especializada PowerPoint Presentation
Download Presentation
Fontes de Informação Especializada

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 36

Fontes de Informação Especializada - PowerPoint PPT Presentation


  • 120 Views
  • Uploaded on

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Artes e Comunicação Departamento de Ciência da Informação. Fontes de Informação Especializada. Fábio Mascarenhas e Silva fabiomascarenhas@yahoo.com.br 26setembro2007. Aula 26set2007. Assuntos de hoje Buscadores da Internet (search engines)

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Fontes de Informação Especializada' - betty_james


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
fontes de informa o especializada

Universidade Federal de Pernambuco

Centro de Artes e Comunicação

Departamento de Ciência da Informação

Fontes de Informação Especializada

Fábio Mascarenhas e Silva

fabiomascarenhas@yahoo.com.br

26setembro2007

slide2

Aula 26set2007

Assuntos de hoje

Buscadores da Internet (search engines)

Estratégias de busca

slide3

Aula 26set2007

(relembrando)

o que é a Informação Científica e Tecnológica?

Patente

Empresas, Universidades, centros de pesquisa

slide4

Aula 26set2007

(relembrando)

Definição

Informação científica e tecnológica “compreende todo tipo de informação que serve de matéria-prima (new material information) ou insumo para a geração de conhecimentos científicos e de tecnologia”. (AGUIAR, 1991)

slide5

Aula 26set2007

HIPERINFORMAÇÃO

  • 1 milhão de livros novos por ano
  • Mais de 300.000 revistas científicas existentes
  • 10.000.000 de novos artigos publicados por ano
  • 1.000.000 de patentes requeridas
  • 600 bilhões de páginas existentes na Internet, em número crescente
  • Em 2002 foram produzidos 5 exabytes (equivale a 500 mil Bibliotecas do Congresso Americano) de nova informação.
  • 92% está armazenado em mídia magnética (grande parte em HD’s)
  • Estima-se que a quantidade de nova informação produzida nos três últimos anos tenha duplicado.
slide6

Aula 26set2007

O cérebro humano pode armazenar cerca de 1.200 páginas de informação por ano.

Há cada vez mais informação produzida no mundo

Logo.....

  • Na década de 1930 Ranganathan defendia que:
  • O livro é para ser lido;
  • A cada leitor seu livro;
  • A cada livro o seu leitor;
  • Poupe o tempo do seu leitor;
  • A biblioteca é um ambiente em construção
slide7

Aula 26set2007

País de origem

O país de origem refere-se à posição geográfica da organização, do indivíduo, ou dos indivíduos responsáveis pelo conteúdo intelectual de um Web site de acesso público.

Nota: o país de origem não se refere à posição física do servidor web em que o site está sendo disponibilizado.

78%

http://www.oclc.org/research/projects/archive/wcp/

slide8

Aula 26set2007

Línguas (conteúdos na web)

91%!!

http://www.oclc.org/research/projects/archive/wcp/

slide9

Aula 26set2007

Internet

“DEEP WEB” X “SURFACE WEB” (BERGMAN)

A SURFACE WEB é estimada (2001) em 2,5 bilhões de páginas, a DEEP WEB, estima-se 500 vezes maior.

slide10

Aula 26set2007

FOLHA de SP (31/08/2005)

O Yahoo!anunciou que seu buscador é capaz de pesquisar em cerca de 19,2 bilhões de páginas, O índice é maior que o dos concorrentes MSN (search.msn.com.br), com 5 bilhões de páginas, e Google, com cerca de 8 bilhões de sites.

Pesquisadores da Universidade de Illinois e do NCSA, nos EUA, fizeram buscas com 10 mil termos aleatórios e concluíram que o serviço do Yahoo! apresentou apenas 37% dos resultados que o Google mostrou nas mesmas condições. Segundo o estudo (vburton.ncsa.uiuc.edu/indexsize.html), o Google retornou, em média, 202 resultados para cada termo pesquisado, enquanto o Yahoo! retornou apenas 132.

slide11

Aula 26set2007

FOLHA de SP (31/08/2005)

“Especialistas afirmam que a área de pesquisas do Google é restrita a aproximadamente 1% do total de arquivos da rede.

No total, de acordo com números da empresa Connotate Tecnologies (www.connotate.com), existem cerca de 600 bilhões de arquivos na rede, mas o Google acessa apenas cerca de 8 bilhões."

slide12

Aula 26set2007

COMO BUSCAR INFORMAÇÕES GENÉRICAS NA WEB??

slide13

Aula 26set2007

TIPOS DE MECANISMOS

  • Diretório
  • Metasearch
  • Índice
slide14

Aula 26set2007

DIRETÓRIO

  • Organizados hierarquicamente.
  • A busca e organização das informações é feita comumente por seres humanos e somente a home page de um site é indexada.
  • A informação é dividida em categorias.
  • Ex: encontramos UFPE em
  • Educação > Universidade e Ensino Superior > Brasil > Pernambuco
  • Vantagem : probabilidade reduzida dos resultados estarem fora do contexto.
slide15

Aula 26set2007

DIRETÓRIOS

  • Google http://www.google.com.br/dirhp?hl=pt-BR
  • ODIR http://www.odir.com.br/
slide16

Aula 26set2007

METASEARCH

  • Não possuem índices próprios
  • Submetem as perguntas formuladas a vários indexadores da Web, coletam os resultados obtidos, fazem uma formatação, eliminando resultados duplicados e geram uma listagem final.
  • Adotam um mínimo denominador comum na forma como as pesquisas são submetidas.
slide17

Aula 26set2007

METASEARCH

Dogpile (http://www.dogpile.com)

Metacrawler (http://www.metacrawler.com)

Buscapé (http://www.buscape.com.br)

slide18

Aula 26set2007

ÍNDICE

Spiders / Robôs varrem a internet buscando páginas, indexando-as e criando seu próprio banco de dados.

Algoritmos de busca que acham e trazem documentos relevantes para a pesquisa do usuário

slide19

Aula 26set2007

ÍNDICE

Quando fazemos a pesquisa através de um mecanismo de busca NÃO o fazemos "ao vivo" e sim recuperamos as informações gravadas nos banco de dados.

Ex: cache do Google

Normalmente cobrem todo tipo de assunto possível, não fazem distinção entre os sites que indexam (pesquisa por softwares).

slide20

Aula 26set2007

ÍNDICE

Exemplos

AltaVista (http://www.altavista.com)

Excite (http://www.excite.com)

FAST (http://www.alltheweb.com)

Google (http://www.google.com.br)

HotBot (http://www.hotbot.com)

Northern Light (http://www.northernlight.com)

A9 (http://a9.com)

slide21

Aula 26set2007

GOOGLE ACADÊMICO + especializado

http://scholar.google.com.br/advanced_scholar_search?hl=pt-BR&lr=

slide22

Aula 26set2007

Os sistemas de busca falam nossa língua?

COMO ELABORAR UMA ESTATÉGIA DE BUSCA?

slide23

Aula 26set2007

  • Inicie a idéia partindo do geral para o específico
  • Artes e Cultura
    • Música
      • Rock e Pop
        • Rock e Pop Nacional
          • Skank
slide24

Aula 26set2007

  • Análise conceitual
  • Destaque os conceitos (idéias) mais importantes contidos no tema da pesquisa;
  • Escolha as palavras para definir os conceitos

Exemplo: USO DE POLIESTIRENO EXPANDIDO EM ISOLAMENTO DE TETOS

Conceito 1 - POLIESTIRENO EXPANDIDO

Conceito 2 - ISOLAMENTO

Conceito 3 - TETOS

slide25

Aula 26set2007

  • Se você não conhece o assunto, use mecanismos na Internet do tipo diretório para localizar alguns tópicos mais gerais e obter uma visão geral do assunto, além de termos de indexação que possam orientá-lo.
  • Ex: ESPECTROSCOPIA
slide26

Aula 26set2007

METODOLOGIA DA CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS NA ELABORAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

CONCEITO 1 – CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

CONCEITO 2 - METODOLOGIA

CONCEITO 3 – POLÍTICAS PÚBLICAS

slide27

Aula 26set2007

Em alguns sistemas as aspas “” ou parênteses () são usados para o mesmo propósito: delimitar nomes próprios, conceitos, são os sintagmas.

Exemplos

Luis Inácio Lula da Silva – “Luís Inácio Lula da Silva”

Parada cardíaca – “Dor de cabeça”

Evite as “Stopwords” ver algumas em

http://www.ranks.nl/stopwords/portugese.html

http://linguateca.di.uminho.pt/Paulo/stopwords/

slide28

Aula 26set2007

A FISIOTERAPIA APLICADA À OBSTETRÍCIA (ASPECTOS DA NEONATOLOGIA OU GINECOLOGIA)

CONCEITO 1 – FISIOTERAPIA

CONCEITO 2 - OBSTETRICIA

CONCEITO 3 – NEONATOLOGIA

CONCEITO 4 – GINECOLOGIA

slide29

Aula 26set2007

EQUIPAMENTO PARA SECAGEM DE GARRAFAS PLÁSTICAS

CONCEITO 1 – EQUIPAMENTO

CONCEITO 2 - SECAGEM

CONCEITO 3 – GARRAFAS PLÁSTICAS

slide30

Aula 26set2007

  • Estratégia de Pesquisa
  • Construção de expressões lógicas de termos que definem uma questão
  • Utilizam comumente os operadores booleanos AND (e), OR (ou), NOT (não)
  • OBS: Sistemas acessados por usuários leigos não costumam disponibilizar inicialmente os operadores booleanos
slide31

Aula 26set2007

OPERADORES BOOLEANOS

Símbolos usados para a combinação lógica de termos (ou expressões de busca), criado pelo matemático inglês George Boole

O operador OR permite a soma lógica (pelo menos um dos termos presentes)

Ex: PROFESSOR OR INSTRUTOR OR FACILITADOR

O operador AND permite a criação de um produto lógico (exige que estejam presentes todos os termos)

Ex: PROFESSOR AND DOUTOR

O operador NOT permite a diferença lógica (exige que não contenham determinados termos)

Ex: PROFESSOR NOT PRIMÁRIO

slide32

Aula 26set2007

USO DE POLIESTIRENO EXPANDIDO EM ISOLAMENTO DE TETOS

“poliestireno expandido” AND isolamento AND tetos

METODOLOGIA DA CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS NA ELABORAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

“construção de cenários” AND metodologia AND “políticas públicas”

slide33

Aula 26set2007

A FISIOTERAPIA APLICADA À OBSTETRÍCIA (ASPECTOS DA NEONATOLOGIA OU GINECOLOGIA).

Não quer tocoginecologia

fisioterapia AND obstetrícia AND (neonatologia OR ginecologia) NOTTOCOGINECOLOGIA

slide34

Aula 26set2007

Assunto: A FISIOTERAPIA APLICADA À OBSTETRÍCIA (ASPECTOS DA NEONATOLOGIA OU GINECOLOGIA)

Fisioterapia

Neonatologia

Obstetrícia

OR

AND

AND

  • tocologia
  • ginecologia
slide35

Aula 26set2007

Assunto: Equipamento para secagem de garrafas plásticas

Equipamento

Secagem

Garrafa

Plástica

AND

AND

AND

OR

  • Equipment
  • Device
  • apparatus
  • Drying
  • Dryer
  • dry
  • Bottle
  • Packaging
  • Plastic
  • thermoplastic
slide36

Aula 26set2007

O que vem depois...

SETEMBRO

OUTUBRO