desafios do sistema de previd ncia complementar jos ribeiro pena neto n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Desafios do Sistema de Previdência Complementar José Ribeiro Pena Neto PowerPoint Presentation
Download Presentation
Desafios do Sistema de Previdência Complementar José Ribeiro Pena Neto

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Desafios do Sistema de Previdência Complementar José Ribeiro Pena Neto - PowerPoint PPT Presentation


  • 85 Views
  • Uploaded on

Desafios do Sistema de Previdência Complementar José Ribeiro Pena Neto. APRESENTAÇÃO. Visão de Cenários. Momento Atual . Desafios e Propostas. Cenário. Social Crescimento de renda da população e ascensão da Classe C; Conquistas sociais consolidadas; “Pleno Emprego ”;

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Desafios do Sistema de Previdência Complementar José Ribeiro Pena Neto' - aman


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

APRESENTAÇÃO

Visão de Cenários

Momento Atual

Desafios e Propostas

cen rio
Cenário
  • Social
  • Crescimento de renda da população e ascensão da Classe C;
  • Conquistas sociais consolidadas;
  • “Pleno Emprego”;
  • Bônus Demográfico:
    • população em idade produtiva
    • oportunidade rara de desenvolvimento
  • Econômico
  • Ambiente de juros baixos: desafio e maior sofisticação da gestão na busca de rentabilidade;
  • “Escassez” de produtos alternativos no mercado interno;
  • Legislação não aderente à situação conjuntural.
  • Previdenciário
    • Reforço frequente do compromisso com a estabilidade de regras e planos;
  • Pressão sobre custos (desp. adm.);
  • A conjuntura econômica exige da gestão:
    • profissionalização e investimentos em TI;
    • envolvimento dos órgãos estatutários
    • fortalecimento da relação com participantes e patrocinadoras
    • Concorrência e baixa cobertura da PEA
    • Falta da cultura de mercado
  • Político
  • Previc como órgão de Estado;
    • ambiente ainda burocrático;
    • fiscalização não padronizada
  • Previdência Complementar Fechada – prioridade na agenda de Governo;
    • foi uma conquista na gestão Lula que precisa retornar em 2014
slide4

Social

  • Crescimento de renda da população e ascensão da Classe C;
  • Conquistas sociais consolidadas;
  • “Pleno Emprego”;
  • Bônus Demográfico:
    • população em idade produtiva
    • oportunidade rara de desenvolvimento
slide5

Econômico

  • Ambiente de juros baixos: desafio e maior sofisticação da gestão na busca de rentabilidade;
  • “Escassez” de produtos alternativos no mercado interno;
  • Legislação não aderente à situação conjuntural.
slide6

Político

  • Previc como órgão de Estado;
    • ambiente ainda burocrático;
    • fiscalização não padronizada
  • Previdência Complementar Fechada – prioridade na agenda de Governo;
    • foi uma conquista na gestão Lula que precisa retornar em 2014
slide7

Previdenciário

    • Reforço frequente do compromisso com a estabilidade de regras e planos;
  • Pressão sobre custos (desp. adm.);
  • A conjuntura econômica exige da gestão:
    • profissionalização e investimentos em TI;
    • envolvimento dos órgãos estatutários
    • fortalecimento da relação com participantes e patrocinadoras
    • Concorrência e baixa cobertura da PEA
    • Falta da cultura de mercado
slide8

PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL - DESAFIO

  • Há um grande dever de casa que estamos adiando: efetiva reforma da Previdência
    • transferência de encargos entre gerações é cada vez mais intenso
    • medidas incompletas: fator previdenciário ou fórmula 95
    • Brasil é um dos poucos países que não tem idade mínima para aposentadoria (outros: Equador, Irã e Iraque)
    • Para cada 100 brasileiros entre 15 e 64 anos, há 11 idosos (> 65). Na Grécia, a relação é 29 para 100. Mas o Brasil já gasta 11,3% do PIB com benefícios previdenciários, pouco menos que a Grécia, que gasta 11,9%. (Fonte: The Economist – 28 /9/2013)
  • Cabe refletir sobre as seguintes questões:
    • Redução do teto do primeiro pilar (hoje R$ 4.390,24)
    • Compatibilização entre os regimes de caixa e capitalização
    • Previdência Complementar obrigatória ( parcial ou integralmente)
slide9

REGIMES PRÓPRIOS - DESAFIO

  • Déficit Atuarial do RPPS: R$ 3,7 trilhões
  • Poupança do RPPS (Estados + Municípios): R$ 112,9 bilhões

Poupança do RPPS corresponde à 3,05%

do Reserva Necessária.

PrevFederação: - Reduzir a despesa pública;

- Aumentar a cobertura previdenciária;

- Aumentar a poupança interna.

slide10

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR - MOMENTO ATUAL

  • Temos um Sistema verdadeiramente consolidado, modernizado e próximo das melhores práticas internacionais.
  • As nossas práticas foram, em geral, construídas a partir de um cliente compulsório, relevando-se as teorias e práticas de marketing.
  • É preciso desenvolver a cultura de mercado, sobretudo no que se refere ao desenvolvimento de produtos e canais de distribuição.
raio x do sistema

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR - MOMENTO ATUAL

Raio X do Sistema
  • Nível de solvência vem declinando ano após ano e teve queda abrupta em 2013;
  • “Duration”longa: aproximadamente 70% dos títulos detidos pelos Fundos de Pensão tem vencimento médio superior a 10 anos;
  • A volatilidade da renda fixa em 2013 representou perdas contábeis estimadas de R$ 70 bi ao valor de mercado desses títulos e a rentabilidade aquém da necessidade atuarial é realidade para a carteira dos Fundos de Pensão em 2013;
  • 6,5 milhões de pessoas com rendimento acima do teto do INSS¹; 15 mil empresas com faturamento anual entre R$ 100 e R$ 400 milhões; 5 mil sindicatos e entidades de classe – Como atingir esse potencial?

¹ PNAD 2011, desconsiderandoosgrupos‘Semrendimento’ e ‘Semdeclaração’

² O teto do INSS em 2011 era de 6,77 vezes o saláriomínimo

slide12

NOVO PERFIL DO PARTICIPANTE - DESAFIO

  • Era da Criatividade, Cultura, Meio Ambiente e dos Valores
  • 3 gerações convivem:
  • X – antes de 1980 – imigrantes digitais
  • Y – anos 1990 – nativos digitais
  • Z – no século 21 – mergulhados no mundo digital
  • O indivíduo de hoje:
  • Compartilha opiniões e na rede
  • Participa dos fatos
  • Exige informações rápidas
  • Tendência às decisões de curto prazo, até mesmo as intertemporais
slide13

EDUCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA - DESAFIO

Benefícios citados como um dos cinco “mais importantes” pelos trabalhadores:

Fonte: Metlife, 2011

slide14

EDUCAÇÃO PREVIDENCIÁRIA - DESAFIO

  • Pesquisa – UFMG - 2013
  • 61% da população brasileira não tem nenhuma aplicação financeira que garanta o seu futuro
  • 1% dos brasileiros conseguem se financiar após a aposentadoria
  • Pesquisa BID – 2014 – América Latina
  • Menos de três em cada 10 trabalhadores autônomos estão poupando para a aposentadoria
  • Entre 15 e 22 milhões de pessoas não terão poupado para a aposentadoria quando 2050 chegar
slide15

GESTÃO DO PASSIVO - DESAFIO

Quais os impactos do aumento da longevidade nos planos de previdência? Como se comportará esse aumento?

Em 2030

17%da populaçãoterámais de 60 anos.

Hojetemos 12,6%*

5,4milhõesserá o

excedentefeminino.

Hoje é de 5,1 milhões*

*Fonte: PNAD /IBGE - 2012

slide16

OUTROS DESAFIOS

O cenário obriga os gestores a se profissionalizarem cada vez mais.

O momento pede agilidade, espíritos abertos para transformações, mudanças de comportamentos e práticas do cotidiano.

É fundamental que estejamos alinhados com a velocidade e dinâmica do mercado.

slide17

OUTROS DESAFIOS

É preciso redesenhar os nossos produtos / capacidade de investimento.

Rever custos e gastos.

Redefinir forma de atuação.

slide18

APERFEIÇOAMENTOS

Tributação

Novos Produtos

Fonte: Pesquisa Raio X da Previdência Complementar, realizada em 2013, com 140 Fundos de Pensão

slide19

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA ABRAPP

  • Ampliação do Mercado de Previdência Complementar
  • Ampliação da Qualificação Profissional
  • Manutenção e Ampliação dos Avanços no Relacionamento Institucional
  • Desenvolvimento do Arcabouço Regulatório
  • Fortalecimento da Representação Associativa
  • Desenvolvimento Organizacional

DIRETRIZES

slide20

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA ABRAPP

  • Em linhas gerais...
  • Espaço junto aos principais candidatos à Presidência, com o objetivo de inserir a Previdência Complementar nos programas de Governo;
  • Atuar junto ao Governo para a desoneração da gestão das EFPC’s;
  • Criar um programa de autorregulação;
  • Atuar junto ao CNPC para normatizar a certificação com ênfase na qualificação profissional;
  • Constituir a UniAbrapp;
  • Manter e ampliar as ações de defesa do contrato previdenciário;
  • Levar ao Legislativo: Previc como órgão de Estado;
  • Disponibilizar conhecimento e acervo técnico às Funpresp’s
slide21

CONCLUSÃO

O Sistema precisa estar preparado para a dimensão dos desafios e demandas.

Gestão moderna embasada em 3 pilares:

Confiança

Atitude Empreendedora

Visão Coletiva

slide22

Previdência Complementar:

proteção social e crescimento econômico

slide23
Obrigado!

José Ribeiro Pena Neto

  • Av. das Nações Unidas, 12551-20º andar | CEP 04578 - 903 | Brooklin Novo | São Paulo | SP
  • Tel.: (11) 3043.8783/84/85 | Fax: (11) 3043.8778/8780
  • presidencia@abrapp.org.br
  • www.portaldosfundosdepensao.org.br