Poluição do Ar na Cidade de São Paulo
Download
1 / 35

Poluição do Ar na Cidade de São Paulo - PowerPoint PPT Presentation


  • 123 Views
  • Uploaded on

Poluição do Ar na Cidade de São Paulo. Prof. Paulo Artaxo Instituto de Física da USP. HCl. O 2. H 2 O. O 3. Pb. Hg. PARTÍCULAS. N 2 O. CO. GASES. CO. Aerossóis. Hg. CH 4. CO 2. PM 10. PM 2.5. O 3. Pb. NO 2. SO 2. HCl. Material particulado (aerossol).

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Poluição do Ar na Cidade de São Paulo' - ailis


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Poluição do Ar na Cidade de São Paulo

Prof. Paulo Artaxo

Instituto de Física da USP


HCl

O2

H2O

O3

Pb

Hg

PARTÍCULAS

N2O

CO

GASES

CO

Aerossóis

Hg

CH4

CO2

PM10

PM2.5

O3

Pb

NO2

SO2

HCl


Materialparticulado (aerossol)

- Partículas líquidas e/ou sólidas em suspensão em um gás.

- Diâmetros (Dp) que variam de alguns nanômetros a centenas de mícrons.

(Partículas de poeira do solo)

(Aglomerados moleculares)

FINA

GROSSA

- Primário (emissão direta)

Formação

- Secundário (emissão indireta)

- Moda grossa (2.5 µm < Dp < 10 µm)

Tamanho

- Moda fina (Dp < 2.5 µm)

PARTICULADO INALÁVEL

Fonte da figura: Brasseur et al, 2003

- Sulfatos

- Nitratos

  • Sais marinhos

  • (NaCl)

- Elementos do solo (Al, Si, Ti, Ca, Fe)

  • Metais pesados

  • (Pb, Zn, Cu, V,

  • Ni, Cd, Cr)

  • Material carbonáceo

  • (Black Carbon)

Fonte: U.S.EnvironmentProtectAgency , 2012

4/31


POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA

- Efeitos diretos sobre o sistema respiratório e cardiovascular

Tempo de residência das partículas (Tr)

Tr (PM2.5) > Tr (PM10)

Populações mais afetadas: crianças e idosos

- Preocupante problema de Saúde Pública

(Moda fina > Moda grossa)

(Artaxo et al, 2006)

Combustão de partículas, compostos orgânicos, etc

(Organização Mundial de Saúde, 1999)

Cabelo humano

Brônquios

Bronquíolos

Poeira, pólen, etc

Bronquíolos

respiratórios

Areia fina de praia

(diâmetros em micrômetros)

Alvéolos

Fonte: Adaptado de Cormier et al, 2006

Fonte: Adaptado de Flickr, 2008

9/31


Efeitos na saúde da carboxiemoglobina (COHb)

Padrões de qualidade do ar para CO, PM10 e PM2.5 (OMS, CONAMA e EPA)

Fonte: OMS, 1999.

Fonte: OMS, 1999 e 2005; CONAMA, 1990; aEPA, 2012. * Refere-se a padrões de tempo não previstos no documento.


Source: Gurme-WMO


Exposição a níveis de Material Particulado com diâmetro de 10 um ou menor (10um) em 1100 cidades, 2003 - 2010

3

2

6

1

4

5


Transporte de 10 um ou menor (10um) em 1100 cidades, 2003 - 2010 e polçuição do ar: Vínculo forte



Characteristics of MASP to air pollution…

Lat=-23.6o

Lon=- 46.7o

Vehicles: > 7 million

  • MASP= São Paulo city + 38 cities

  • 19 millioninhabitants

  • 7,2 millionvehicles

  • 2000 significative industrial plants

Atmospheric Sciences Department - University of Sao Paulo


Important questions to air pollution…

Expansion of urban areas and population growth

  • Importantquestionsregardingurbanareas:

  • Populationgrowth

  • Soil use: urbanization

  • Airquality: local, regional and global impacts

Silva Dias et al., (2011)


Examples of sampled filter, which are weight before and after sampling

  • 24 hours sampling

  • Simultaneously in the six cities

  • 1 year of daily sampling


Emitted after sampling/ formedpollutants in urbanareaswith global impact

Sulphate

Atmospheric

Aerosol

Black Carbon

COV

NOx

O3

Ozônio



7 areas (Zhu et al. 2012).milhões de automóveisem São Paulo em 2012


Emissão areas (Zhu et al. 2012). de poluentesporveículosem São Paulo em 2012


Contribuição relativa de cada categoria na emissão de poluentes no Estado de São Paulo em 2012


Contribuição das categorias de veículos na emissão de material particulado no Estado de São Paulo em 2012


Padrões material particulado no nacionais de qualidade do ar em 2013

(Resolução CONAMA No 03 de 28/06/90).


A material particulado no classificação da qualidade do Ar da CETESB


Qualidade do Ar e material particulado no Prevenção de Riscos a Saúde.


Qualidade do Ar e Efeitos a material particulado no Saúde.


Emissões material particulado no relativas por tipo de fonte - RMSP


MP10 – material particulado no Classificação das concentrações medias anuais – RMSP – 2012


Ozônio material particulado no – Distribuição percentual da qualidade do ar – RMSP


Ozônio material particulado no – Evolução do numero de dias de ultrapassagens do Padrão – RMSP 2003-2012


Material particulado fino (< 2.5 material particulado no microns) – Classificação das concentrações máximas diárias – RMSP, Litoral e Interior – 2012


Material particulado fino (< 2.5 material particulado no microns) – Classificação das concentrações medias anuais – RMSP, Litoral e Interior – 2012


Resultados correspondentes a medidas realizadas de julho de 2007 a outubro de 2008 de PM2.5

Concentrações em µg/m3


Contribuição 2007 a outubro de 2008 de PMpercentual das fontespara o material particuladoinalávelfinocoletadoemCerqueira César em 1993

Contribuiçãopercentual das fontespara o material particuladoinalávelfino, coletadoemCerqueira César em 1996/97.

(Cetesb, 2002)


Motiva o efeitos dos aeross is atmosf ricos sa de humana
Motivação 2007 a outubro de 2008 de PM: efeitos dos aerossóisatmosféricos à saúdehumana

  • Inalação de material particulado: asma, aumento de sintomasrespiratórios, inflamaçãopulmonar, reduçãodafunçãopulmonar, e doençascardiovasculares

O aumentodaconcentração de MP estáassociado com um aumento de mortalidade

http://aerosol.ees.ufl.edu/atmos_aerosol/section07-2.html

Risco relativo ajustado para mortalidade total e níveis de PM2.5 em seis cidades.

Para dois períodos: 1 de 1974 a 1989 e 2 de 1990 a 1998.

P=Portage, T=Topeka, W=Watertown, L=St. Louis, H=Harriman, S= Steubenville.


Risco 2007 a outubro de 2008 de PM de mortalidadeporpoluição do arem São Pauo

Martins, 2009


Obrigado 2007 a outubro de 2008 de PMpelaatenção !!!


ad