slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Evangelho PowerPoint Presentation
Download Presentation
Evangelho

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 27

Evangelho - PowerPoint PPT Presentation


  • 277 Views
  • Uploaded on

Evangelho. O. Espiritismo. SEGUNDO O. Tema:. Bem-aventurados os aflitos Cap. 5, itens 1 a 10. PALESTRA 16/2009 - 21/04/2009. Justiça das Aflições. “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.” (Mateus, cap. 5).

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Evangelho' - afya


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Evangelho

O

Espiritismo

SEGUNDO O

Tema:

Bem-aventurados os aflitos

Cap. 5, itens 1 a 10

PALESTRA 16/2009 - 21/04/2009

justi a das afli es
Justiça das Aflições

“Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.” (Mateus, cap. 5)

justi a das afli es1
Só a perspectiva da vida futura possibilita a compreensão dos sofrimentos que experimentamos na Terra;

Nem todos os aflitos são bem-aventurados

Justiça das Aflições
como sofremos

Como sofremos?

Justiça das Aflições

justi a das afli es2
Justiça das Aflições
  • Espírito de 2ª ordem: desejo predominante do bem, luta para progredir, , sofrendo com coragem e resignação, libertando-se dos erros passados
  • Espírito de 3ª ordem: escravo de sua própria inferioridade, muito terá que expiar, até que se arrependa dos próprios erros, começando a lutar pelo próprio progresso
por que sofremos

Por que sofremos?

Justiça das Aflições

justi a das afli es3
Justiça das aflições
  • Por que sofrem uns mais que os outros?
  • Porque uns nascem ricos e outros na miséria, sem coisa alguma terem feito que justifique essas posições?
  • Porque uns nada conseguem, ao passo que a outros tudo parece sorrir?
slide8

“Se Deus é soberanamente bom e justo, ele não pode agir por capricho e nem com parcialidade. As vicissitudes da vida, portanto, devem ter uma causa e, porque Deus é justo, essa causa deve ser justa também. Disso cada um deve compenetrar-se. Deus encaminhou os homens na direção dessa causa pelos ensinamentos de Jesus. Hoje, por julgá-los bastante amadurecidos, para compreender a causa das vicissitudes da vida, vem revelá-la por inteiro através do Espiritismo, ou seja, pela voz dos Espíritos.”O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 5, item 3

causas atuais das afli es1
Causas atuais das aflições
  • “De duas espécies são as vicissitudes da vida, ou, se o preferirem, promanam de duas fontes bem diferentes, que importa distinguir. Umas têm sua causa na vida presente; outras, fora desta vida.
  • Se formos buscar a origem dos males terrestres, reconheceremos que muitos são a conseqüência natural do caráter e da conduta daqueles que os sofrem”.
causas atuais das afli es2

Causas atuais das aflições

“Quantos não são os que se arruínam por falta de ordem, de perseverança, por má conduta ou por não terem posto um freio aos seus desejos!”

causas atuais das afli es3

Causas atuais das aflições

“Quantas não são as uniões infelizes, porque resultaram de um cálculo de interesses ou de vaidade e nas quais o coração não tomou nenhuma parte!”

causas atuais das afli es4

Causas atuais das aflições

“Quantas dissensões e disputas funestas poderiam ser evitadas

com um pouco de moderação e menos suscetibilidade!”

causas atuais das afli es5

Causas atuais das aflições

“Quantos males e enfermidades não são frutos apenas da intemperança e dos excessos de todos os gêneros!”

causas atuais das afli es6

Causas atuais das aflições

“Quantos não são os pais infelizes com seus filhos, por não terem combatido as suas más tendências desde seu princípio! Por fraqueza ou indiferença, permitiram que neles se desenvolvessem os germes do orgulho, do egoísmo e da tola vaidade, que ressecam o coração. Mais tarde, quando colhem o que semearam, admiram-se e afligem-se com a falta de respeito e a ingratidão dos filhos.”

causas atuais das afli es7

Causas atuais das aflições

“Que todos esses que são feridos no coração pelos acontecimentos desfavoráveis e pelas decepções da vida, interroguem friamente a

própria consciência. Reexaminem, passo a passo, a origem dos males que os afligem. Verifiquem se não poderão dizer: Se eu tivesse feito ou não feito tal coisa, eu não estaria nesta situação.”

O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 5, item 4

causas anteriores das afli es
Causas anteriores das aflições
  • Perda de entes queridos
  • Acidentes
  • Reveses da fortuna
  • Flagelos naturais
  • Enfermidades de nascença
causas anteriores das afli es1

Causas anteriores das aflições

“Se há males, nesta vida, cuja causa é o próprio homem, há outros também que parecem atingi-lo como por uma fatalidade e que, pelo menos na aparência, lhe são completamente estranhos.”

O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 5, item 6

causas anteriores das afli es2
Causas anteriores das aflições
  • Sabendo-se que todo efeito tem, antes de si, a sua causa geradora, e se a causa de tais misérias não se encontra na vida atual, ela estará numa existência anterior a esta vida...
  • O homem nem sempre será alcançado pela Justiça Divina, ou por ela buscado, na sua existência presente. Não escapará, porém, das conseqüências de suas faltas.
causas anteriores das afli es3
Causas anteriores das aflições
  • A prosperidade do mau é apenas momentânea e se ele não expiar os seus erros agora, virá a expiá-los futuramente.
  • Aquele que hoje sofre está expiando o seu passado
  • O infortúnio que, à primeira vista, parece não merecido, tem a sua razão de ser. Aquele que hoje sofre pode sempre dizer: “Perdoa-me,Senhor, porque pequei”.
o homem pela a o de uma rigorosa justi a distributiva sofre o que fez sofrer aos outros
O homem, pela ação de uma rigorosa justiça distributiva, sofre o que fez sofrer aos outros:
  • se foi duro e desumano, poderá ser, por sua vez, tratado duramente e com desumanidade
  • Se foi orgulhoso, poderá nascer em condição humilhante
  • se foi avaro, egoísta ou se fez mau uso de sua fortuna, poderá ver-se privado do necessário
  • se foi mau filho, poderá sofrer com a conduta de seus próprios filhos etc
causas anteriores das afli es4
Causas anteriores das aflições
  • Nem todo sofrimento, porém, indica necessariamente uma determinada falta. Alguns deles são simples provas, buscadas pelo Espírito para concluir a sua depuração e ativar a sua evolução
  • A expiação serve sempre de prova, mas nem sempre a prova é uma expiação de erros do passado.
causas anteriores das afli es5
Causas anteriores das aflições
  • Prova: o espírito a pede espontaneamente , sofrendo-a com resignação e coragem
  • Expiação: Poderemos considerar, portanto, que estão em expiação aqueles Espíritos que, diante das aflições, reagem com queixas e revoltas contra Deus.
causas anteriores das afli es6
Causas anteriores das aflições
  • Aquele, pois, que muito sofre, deve dizer que tinha muito a resgatar de seu passado, devendo alegrar-se com a sua própria cura.
  • Dependerá de si mesmo, pela resignação, de tornar proveitoso para si o seu sofrimento, a fim de não perder o fruto pelas suas queixas,
  • uma vez que se perder a oportunidade, terá de começar de novo.
em resumo
Em resumo:
  • Se sofremos é porque, em geral, causamos sofrimentos a outrem no passado
  • Se soubermos enfrentar os sofrimentos com resignação e coragem, progrediremos
  • Se nos queixarmos e ficarmos revoltados, teremos que recomeçar