slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
Introdução ao LaTeX

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 146

Introdução ao LaTeX - PowerPoint PPT Presentation


  • 66 Views
  • Uploaded on

Introdução ao LaTeX. Dulcenéia Becker CESUP / UFRGS. Maria Paula Gonçalves Fachin Rudnei Dias da Cunha PPG Matemática Aplicada / UFRGS. Dezembro/2000. Introdução ao LaTeX. Estrutura de um documento LaTeX Organização do texto Equações Figuras Bibliografia Personalizando documentos.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Introdução ao LaTeX' - abbott


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
Introdução ao LaTeX

Dulcenéia Becker

CESUP / UFRGS

Maria Paula Gonçalves Fachin

Rudnei Dias da Cunha

PPG Matemática Aplicada / UFRGS

Dezembro/2000

introdu o ao latex
Introdução ao LaTeX
  • Estrutura de um documento LaTeX
  • Organização do texto
  • Equações
  • Figuras
  • Bibliografia
  • Personalizando documentos

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

introdu o ao latex1
Introdução ao LaTeX
  • O LaTeX é um “software” de editoração eletrônica que permite preparar documentos - principalmente científicos - com alta definição gráfica

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

introdu o ao latex2
Introdução ao LaTeX
  • É um conjunto de macros - desenvolvidas por Leslie Lamport - e escritas em TeX, o qual foi desenvolvido por Donald Knuth.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

introdu o ao latex3
Introdução ao LaTeX
  • O LaTeX não é, no entanto, um processador de textos do tipo “what-you-see-is-what-you-get” como, por exemplo, o Microsoft Word

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

introdu o ao latex4
Introdução ao LaTeX
  • Assemelha-se muito mais a uma linguagem de programação; cada comando LaTeX é interpretado por um programa, o qual gera, ao final, um arquivo contendo instruções para gerar de forma gráfica o texto contido no documento

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento
Estrutura de um documento

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento1
Estrutura de um documento
  • Um documento LaTeX é um arquivo, com a extensão “.tex”, contendo os comandos LaTeX e o texto propriamente dito.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento2
Estrutura de um documento
  • Ao se executar o LaTeX sobre um documento “.tex”, ele produz, no mínimo, arquivos com extensão “.aux”, “.dvi” e “.log”

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento3
Estrutura de um documento
  • O arquivo com extensão “.aux” é usado pelo LaTeX para guardar informações sobre o documento, localização de referências, citações, figuras, tabelas, equações, etc.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento4
Estrutura de um documento
  • O arquivo com extensão “.log” contém um registro das atividades do LaTeX

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento5
Estrutura de um documento
  • O arquivo com extensão “.dvi” é o que contém as informações necessárias para se produzir a versão “tipografada” do documento LaTeX, em um formato independente do dispositivo (“device independent”)

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento6
Estrutura de um documento
  • Sobre o arquivo com extensão “.dvi” são executados, posteriormente, programas que convertem o seu conteúdo para outros formatos, como PostScript, PCL, etc.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento7
Estrutura de um documento
  • Temos, portanto, o seguinte esquema de funcionamento:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento8
BibTeX

x.bbl

LaTeX

x.aux

x.blg

x.log

dvips

x.ps

x.dvi

xdvi

Estrutura de um documento

x.tex

Editor:Notepad, Wordpad, WinEdt, VI

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento9
Estrutura de um documento
  • Editar Arquivo: VI teste.tex
  • Compilar: latex teste
  • bibtex teste
  • latex teste
  • latex teste
  • Visualizar .dvi: xdvi teste
  • Gerar .ps: dvips [opções] teste
  • Visualizar .ps: ghostview teste

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento10
Estrutura de um documento
  • Um documento LaTeX tem, normalmente, os seguintes comandos, dependendo da versão utilizada:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento11
Estrutura de um documento
  • LaTeX 2

\documentclass{estilo}

\begin{document}

texto e comandos

\end{document}

  • LaTeX 2.09

\documentstyle{estilo}

\begin{document}

texto e comandos

\end{document}

Onde estilo é o tipo de documento: article, report, etc.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento12
Estrutura de um documento
  • Um documento pode ser dividido em:\chapter\section\subsection\subsubsection
  • Os capítulos edemais sub-divisõessão numerados pelo próprio LaTeX

1 Introdução

1.1 O método SOR

1.1.1 Algoritmo

1.1.2 Implementação

1.2 O método CG

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento13
Estrutura de um documento
  • Alguns estilos não aceitam todas as divisões, por exemplo, em "article" não é admitido \chapter
  • A distribuição das páginas é feita segundo o estilo. Por exemplo, usando "report", o título, autor e data serão colocados em uma página individual.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento14
Estrutura de um documento
  • O LaTeX possui comandos para criar índice, listas figuras e tabelas:\tableofcontents\listoffigures\listoftables
  • No lugar onde for colocado o comando, será criada a referida lista.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento15
Estrutura de um documento
  • O LaTeX também permite identificar os anexos ou apêndices.
  • Após o comando \appendix, todos os capítulos seguintes serão identificados e numerados como Apêndice #.
  • Os apêndices são tratados como capítulos, logo podem ter as mesmas divisões destes.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento16
Estrutura de um documento
  • Existem outros comandos, como \title, \author, \date, \keywords, \abstract, que podem ser usados, dependendo do estilo
  • Alguns destes comandos devem ser seguidos do comando \maketitle, para que sejam efetivamente compilados

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento17
Estrutura de um documento

\documentclass{article}

\begin{document}

\author{José da Silva}

\title{O método SOR}

\maketitle

\abstract{Este artigo descreve...}

\end{document}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento18
Estrutura de um documento

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento19
Estrutura de um documento
  • O texto contido dentro do documento é tratado da seguinte forma:
    • um conjunto de palavras forma um parágrafo, não importando se existem “newlines” (obtido teclando-se ENTER ou RETURN)
    • uma linha em branco determina o fim do parágrafo

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento20
Estrutura de um documento
  • Um parágrafo é indentado (isso é, a primeira linha sofre um recuo no corpo do texto), a menos que seja o primeiro parágrafo de uma seção
  • Caso a indentação não seja desejada, pode-se usar o comando \noindent

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento21
Estrutura de um documento
  • O LaTeX decide como organizar o texto em um parágrafo, adicionando espaços em branco entre as palavras se necessário; a separação silábica pode ser feita de acordo com a língua, especificada apropriadamente
  • Pode-se forçar uma quebra de linha utilizando-se o comando \\

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento22
Estrutura de um documento
  • Caracteres especiais: os caracteres

\ & $ % ~ _ { } # ^

têm significados especiais em LaTeX; portanto, se forem utilizados no texto, devem ser precedidos do caracter \ (“backslash”) , como por exemplo:

  • ... verificou-se que a eficiência foi de 55,6 \% ...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento23
Estrutura de um documento
  • Se o caracter % não for precedido por \, o resto da linha será considerado um comentário e não aparecerá no texto final.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento24
Estrutura de um documento
  • Acentuação: são caracteres compostos, i.e., são obtidos sobrepondo-se o acento desejado ao caracter.
    • Os acentos mais comuns são os seguintes:

cedilha:\ctil:\~

agudo:\’circunflexo:\^

trema:\”crase:\`

OBS: o acento agudo na letra i deve ser colocado como no exemplo: sa\´{\i}da

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento25
Estrutura de um documento
  • Exemplo:

...a verifica\c c\~ao das equa\c c\~oes fica a cargo dos alunos G\”{u}nther e F\’abio...

...a verificação das equações fica acargo dos alunos Günther e Fábio...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento26
Estrutura de um documento
  • Em algumas situações, podemos digitar os acentos normalmente e convertê-los para o formato do LaTeX
  • O WinEdt, editor especialmente desenvolvido para o LaTeX, faz essa conversão, desde que seja configurado adequadamente

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento27
Estrutura de um documento
  • Podemos usar o pacote\usepackage[latin1]{inputenc}(suporte para língua portuguesa), para digitar os acentos como num documento qualquer
  • Isso só é possível se o editor que estiver sendo utilizado permitir acentuar as palavras

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento28
Estrutura de um documento
  • O tipo dos caracteres pode ser modificado:

\textup{Upright} Upright

\textit{Itálico}Itálico

\textbf{Negrito} Negrito

\textsl{Slanted}Slanted

\textsc{Small caps}SMALL CAPS

-- assim como o estilo

\textrm{Roman} Roman

\textsf{Sans serif}Sans serif

\texttt{Typewriter}Typewriter

\emph{texto enfatizado}texto enfatizado

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento29
Estrutura de um documento
  • e podem ser combinados, como em
  • \textsc{Um texto {\emph{enfatizado}}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento30
Estrutura de um documento
  • É possível aumentar ou diminuir o corpo do texto (tamanho das letras), utilizando-se os comandos abaixo (em ordem decrescente de tamanho):

\Huge \huge \LARGE \Large \large \normalsize

\small \footnotesize \scriptsize \tiny

Estes comandos e as palavras as quais eles se aplicam devem ser englobados por um par de chaves { } a fim de delimitar o seu escopo.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

estrutura de um documento31
Estrutura de um documento

Além disso, um espaço deve ser colocado entre o comando e o texto.

Exemplo:

{\Huge Isto é um texto com corpo enorme} e {\tiny isto é um texto com corpo pequeno}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto
Organização do Texto

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto1
Organização do Texto
  • O LaTeX oferece uma série de comandos para organizar o texto, como, p.ex., listas numeradas, itemizadas, etc.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto2
Organização do texto
  • Estas maneiras especiais de organizar o texto são criadas com um tipo de estrutura do tipo:

\begin{tipo da lista}

\item ...

\item ...

...

\end{tipo da lista}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto3
Organização do Texto
  • Listas itemizadas:

\begin{itemize}

\item Primeiro item

\item Segundo item

\item Terceiro item

\end{itemize}

  • Primeiro item
  • Segundo item
  • Terceiro item

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto4
Organização do Texto
  • Listas numeradas:

\begin{enumerate}

\item Primeiro item

\item Segundo item

\item Terceiro item

\end{enumerate}

1. Primeiro item

2. Segundo item

3. Terceiro item

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto5
Organização do Texto
  • Listas descritivas:

\begin{description}

\item[A-1] Primeiro

\item[A-2] Segundo

\item[A-3] Terceiro

\end{description}

A-1 Primeiro item

A-2 Segundo item

A-3 Terceiro item

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto6
Organização do Texto
  • Listas de diferentes tipos podem ser aninhadas:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto7
Organização do Texto

\begin{enumerate}

\item Primeiro item

\begin{itemize}

\item Sub-item 1

\item Sub-item 2

\end{itemize}

\item Segundo item

\begin{enumerate}

\item Sub-item A

\end{enumerate}

\end{enumerate}

1. Primeiro item

  • Sub-item 1
  • Sub-item 2

2. Segundo item

(a) Sub-item A

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto8
Organização do Texto
  • Pode-se centralizar parte do texto:

\begin{center}

{\large\textbf{Trabalho 1}}\\

Jos\’ e da Silva\\

MAP 29

\end{center}

Neste trabalho, revisamos...

Trabalho 1

José da Silva

MAP 29

Neste trabalho, revisamos ...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto9
Organização do Texto
  • Tabelas e textos tabulados
    • O LaTeX oferece dois comandos, \begin{tabular}...\end{tabular} e o \begin{table}...\end{table} para criar uma tabela
    • A diferença entre ambos é que o \begin{table}...\end{table} permite criar uma tabela que pode ser referenciada, com legenda se desejado

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto10
Organização do Texto
  • Comando tabular

\begin{tabular}{formato}

item_11 & item_21 & ... & item_m1 \\

item_12 & item_22 & ... & item_m2 \\

...

item_1n & item_2n & ... & item_mn

\end{tabular}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto11
Organização do Texto
  • Exemplo do comando tabular

\begin{tabular}{lrcr}

Produto & Valor & Quantidade & Total \\

& unit\’ario & & parcial \\ \hline

Pneu 135$\times$40”& 80,00 & 5 & 400,00 \\

Roda 40” & 123,00 & 5 & 615,00 \\ \cline{4-4}

& & Total & 1.015,00

\end{tabular}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto12
Organização do Texto
  • No campo formato, se especifica quantas colunas terá a tabela e o alinhamento das mesmas - left, (esquerda) right (direita) ou center (centradas), coluna a coluna
  • Cada linha deve ser encerrada com \\ indicando que ali se tem uma quebra de linha.
  • O elemento de uma coluna da tabela é separado do seguinte com o símbolo &

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto13
Organização do Texto
  • Pode-se desenhar uma ou mais linhas verticais separando duas colunas, colocando-se o caracter | entre os caracteres de alinhamento correspondentes às colunas no campo formato
  • Uma linha horizontal entre duas linhas é traçada usando o comando \hline após o comando de quebra de linha, \\

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto14
Organização do texto
  • Uma linha horizontal pode ser traçada parcialmente, abrangendo apenas o comprimento de algumas colunas; isso é obtido com o comando

\cline{x-y}

onde x e y indicam as colunas inicial e final (numeradas da esquerda para a direita)

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto15
Organização do Texto

Produto Valor Quantidade Total

unitário parcial

Pneu 135x40” 80,00 5 400,00

Roda 40” 123,00 5 615,00

Total 1.015,00

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto16
Organização do texto
  • Podemos ter elementos em uma tabela que ocupem mais de uma coluna (como um título com sub-itens, por exemplo). Neste caso usamos o comando

\multicolumn

  • ao lado do comando \multicolumn devemos usar três argumentos envoltos em chaves: o 1o indica o número de colunas desejadas, o 2oindica o alinhamento e o 3o,o texto que deve ser colocado sobre as colunas indicadas.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto17
Organização do texto
  • Exemplo (tabela com multicolumn)
  • \begin{tabular}{llll}
  • Produto & Quantidade & \multicolumn{2}{c}{Valor} \\
  • & & \multicolumn{1}{c}{unit\’ario} & total \\ \hline
  • \end{tabular}
  • Produto Quantidade Valor
  • unitário total
  • Pneu 5 80,00 400,00

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto18
Organização do texto
  • Obs: as tabelas são alinhadas normalmente à esquerda da página. Se desejarmos colocá-la no centro da página devemos usar o comando \begin{center}... \end{center}
  • deve haver uma linha em branco antes e depois dos delimitadores da tabela (de modo que ela seja um parágrafo próprio).

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto19
Organização do Texto
  • O comando table
    • englobando-se o comando tabular com o comando table, pode-se dar um rótulo à mesma (através do comando \label{nome}) e referenciá-la posteriormente, usando-se o comando \ref{nome}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto20
Organização do Texto
  • O comando table

\begin{table}[hptb]

\begin{center}

\begin{tabular}{formato}

...

\end{tabular}

\caption{texto da legenda}

\end{center}

\label{nome da tabela}

\end{table}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto21
Organização do Texto
  • O comando table
    • A tabela pode ser posicionada dentro do texto especificando-se uma ou mais opções - h (“here”), p (“page”), t (“top of page”), b (“bottom of page”)
      • Por exemplo, especificando-se \begin{table}[tb] o LaTeX tentará colocar a tabela no topo da página; se não couber, ao final da página; se ainda não couber, nas páginas subseqüentes

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto22
Organização do Texto
  • O comando table
    • No comando \caption{}, coloca-se a legenda relativa à tabela. Esse comando poderia ser colocado, também, logo antes do \begin{tabular}, de forma que a legenda seria colocada acima da tabela

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto23
Organização do Texto
  • O comando table
    • O nome colocado como argumento do comando \label será usado posteriormente, dentro de um comando \ref, para referenciar a tabela:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto24
Organização do Texto
  • O comando table

\begin{table}

...

\label{tab:abc}

\end{table}

...

Como pode-se verificar na \ref{tab:abc}, os valores obtidos s\~{a}o compat\’{\i}veis...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto25
\ref{tab:abc}Organização do texto
  • Exemplo de table
  • Como pode se verificar na tabela 1.1, os valores obtidos são
  • compatíveis...
    • Produto Valor Quantidade Total
    • unitário parcial
    • Pneu 135x40” 80,00 5 400,00
    • Roda 40” 123,00 5 615,00
    • Tabela 1.1 Lista de Produtos

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto26
Organização do Texto
  • O comando verbatim
    • Muitas vezes, deseja-se colocar um texto que não deve ser formatado pelo LaTeX, como, por exemplo, um trecho de código de um programa; para tal, utiliza-se o comando verbatim:
    • neste caso, o texto será impresso exatamente como foi digitado e com um tipo de letra “typewriter”.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto27
Organização do Texto
  • O comando verbatim

... como pode-se verificar no trecho de c\’odigo abaixo:

\begin{center}

\begin{verbatim}

DO I=1,N

V(I) = V(I)+Y(I)*X(I)

END DO

\end{verbatim}

\end{center}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

organiza o do texto28
Organização do Texto
  • O comando verb
    • é semelhante ao verbatim, porém é usado para se incluir um texto sem formatação dentro de um parágrafo, tabela, etc.
    • é usado da seguinte forma:

\verbtexto

    • exemplo:

este $\acude{e}$ o acento agudo: \verb+\acute{a}+

este é o acento agudo: \acute{a}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es
Equações

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es1
Equações
  • O LaTeX oferece mecanismos para escrever equações matemáticas - de forma semelhante a uma linguagem de programação - com acesso a praticamente toda a simbologia matemática.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es2
Equações
  • Existem basicamente três formas de se escrever uma equação em LaTeX:
    • em uma mesma linha
    • em um parágrafo próprio, sem numeração
    • em um parágrafo próprio, com numeração

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es3
Equações
  • Em uma mesma linha:

Lembramos que $A$ \’e sim\´etrica, positivo-definida se $x^{T}Ax\geq 0, \forall x$.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es4
Equações
  • Em um parágrafo próprio, sem numeração:

... como pode-se ver abaixo

\[\int_{0}^{\infty}x e^{-x^2} dx = \frac{\sqrt{\pi}}{2}\]

temos um valor definido para essa integral e...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es5
Equações
  • Em um parágrafo próprio, com numeração:

... como pode-se ver na Equação \ref{eq:abc},

\begin{equation}

\int_{0}^{\infty}x e^{-x^2} dx = \frac{\sqrt{\pi}}{2}

\label{eq:abc}

\end{equation}

temos um valor definido para essa integral e...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es6
Equações
  • Algumas (muitas) vezes, as equações são grandes demais e não cabem na largura da página.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es7
Equações
  • Nesses casos, podemos “quebrar” a equação, usando o comando eqnarray
  • Esse comando é também usado para se obter sistemas de equações e é semelhante a uma tabela com três colunas:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es8
Equações
  • Comando eqnarray

\begin{eqnarray}

x+y+z&=&2\\

x+z&=&5\\

5x-2y-z&=&4

\end{eqnarray}

Note o uso do & para alinhar em torno do sinal de = e o \\ para quebrar a linha; veja também que todas as linhas foram numeradas. As três colunas citadas anteriormente são alinhadas à direita, centro e à esquerda.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es9
Equações
  • Comando eqnarray

\begin{eqnarray}

x+y+z&=&2\nonumber\\

x+z&=&5\label{eq:xyz}\\

5x-2y-z&=&4\nonumber

\end{eqnarray}

Com o comando \nonumber, eliminamos as numerações indesejáveis; veja também a colocação do comando \label

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es10
Equações
  • Comando eqnarray

\begin{eqnarray*}

x+y+z&=&2\\

x+z&=&5\\

5x-2y-z&=&4

\end{eqnarray*}

O comando eqnarray* é equivalente ao ambiente \[ ...\], não numerando qualquer das equações.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es11
Equações
  • Quando uma equação ocupa mais de uma linha, devemos também usar o comando eqnarray. O lugar no qual a expressão será quebrada terá que ser escolhido por tentativa e erro através dos “previews” fornecidos pelo LateX.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es12
Equações
  • Símbolos matemáticos
    • O LaTeX oferece vários símbolos matemáticos, como, por exemplo:

\delta: , \Delta: , \equiv: , \bigoplus: 

\in: , \notin: , \times: , \leq: 

\leftarrow: , \Leftarrow: 

    • Alguns símbolos podem ser negados colocando na frente \not como $\not\subset$.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es13
Equações
  • Funções matemáticas como cosseno (cos), máximo divisor comum (gcd) e outras também tem a sua escrita prevista usando o \ na frente do nome da função como \cos ou \gcd, para os exemplos acima.
  • A lista é extensa: consulte o manual de referência para outros símbolos

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es14
Equações
  • Processamento das equações
    • Qualquer palavra nas equações é tratada como se fosse um conjunto de caracteres, ou variáveis. Por exemplo, $para todo x>0$ retorna paratodox > 0
    • Nesse caso, englobe a(s) palavra(s) com \mbox (ou utilize \ se for uma função):

$\mbox{para todo } x > 0$

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es15
Equações
  • Delimitadores
    • O LaTeX oferece alguns delimitadores, como, por exemplo, $\langle x\rangle$:  x 
    • Pode-se também aumentar o tamanho de um delimitador, adequando-o ao tamanho da expressão usando os comandos \left e \right:x\left(\frac{1}{2}\right)

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es16
Equações
  • Delimitadores
    • O delimitador { ou } deve ser precedido de \ para poder ser utilizado. Assim, por exemplo: \left\{ ajusta a chave esquerda à expressão.
    • Se não houver delimitador à direita, deve-se usar simplesmente \right. (sem delimitador)

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es17
Equações
  • Esta última construção é útil quando desejamos englobar um sistema de equações com uma chave { ou , por exemplo, na definição de uma função que é feita por partes:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es18
Equações

\[ \delta_{ij} =

\left\{

\begin{array}{ll}

1 & \mbox{when } i=j, \\

0 & \mbox{when } i \neq j.

\end{array}

\right.

\]

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es19
Equações
  • Frações
    • podemos escrever frações na forma / desta mesma maneira (em um ambiente matemático) ou na forma

usando \frac{}{}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es20
Equações
  • Subescritos e sobrescritos podem ser obtidos utilizando respectivamente os símbolos _ e ^
    • Ex: $x_3 + y^{n} = \sqrt{b^2-4ac}$

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es21
Equações
  • Espaçamento: desejando mudar o espaçamento fornecido pelo LateX , pode-se usar comandos de espaçamento horizontal
    • Fino negativo: \!
    • Fino: \,
    • Médio: \:
    • Largo: \;

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es22
Equações
  • Matrizes
    • são obtidas como no comando tabular (no entanto, dentro de um ambiente matemático)
      • o alinhamento de cada coluna deve ser especificado com os caracteres c, l, ou r;
      • cada coluna deve ser separada com &;
      • cada linha deve ter o mesmo número de elementos
      • cada linha deve ser separada com \\ (com exceção da última) .

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

equa es23
Equações
  • Um exemplo de matriz:

\[

T = \left[

\begin{array}{ccccc}

a & b & 0 & \cdots & 0\\

c & a & b & \ddots & \vdots\\

0 & \ddots & \ddots & \ddots & 0\\

\vdots & \ddots & c & a & b\\

0 & \cdots & 0 & c & a

\end{array}

\right]_{N\times N}

\]

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras
Inserção de Figuras

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras1
Inserção de Figuras
  • O LaTeX permite inserir figuras – preferencialmente em formato PostScript - em um documento
  • A visualização dessa figura só ocorre de forma correta depois que o arquivo “.dvi”, correspondente ao documento, seja convertido para PostScript - usualmente através do comando dvips

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras2
Inserção de Figuras
  • O LaTeX oferece o ambiente figure para se poder referenciar uma figura:

\begin{figure}[htpb]

... comandos

\caption{legenda}

\label{rótulo}

\end{figure}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras3
Inserção de Figuras
  • Os comandos para se incluir uma figura PostScript dependem da versão de LaTeX que se esteja utilizando:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras4
LaTeX 2.09

\documentstyle[epsf]{estilo}

...

\begin{figure}

\begin{center}

\epsfxsize{4cm}\epsfysize{4cm}

\epsfbox{arquivo-PostScript}

\end{center}

\caption{legenda}

\label{fig:figura1}

\end{figure}

LaTeX 2

\documentclass{estilo}

\usepackage[dvips]{graphics}

...

\begin{figure}[hp]

\begin{center}

\scalebox{0.5}{\includegraphics{arquivo-PostScript}}

\end{center}

\caption{legenda}

\label{fig:figura1}

\end{figure}

Inserção de Figuras

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras5
Inserção de Figuras
  • Uma figura pode ser gerada em formato PostScript utilizando-se programas editores de imagens, como por exemplo o xv (ambiente UN*X) e Adobe Photoshop (ambiente MS-Windows), dentre outros

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras6
Inserção de Figuras

\begin{figure}[htb]

\begin{center}

\includegraphics[height=30mm,width=50mm]{comunic.eps}

\hspace{10mm}

\fbox{\includegraphics[scale=0.40]{comunic.eps}}

\caption{Comunicação bloqueante e não-bloqueante}

\label{fig:alog}

\end{center}

\end{figure}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras7
Inserção de Figuras

...[height=30mm,width=50mm]

\fbox...[scale=0.40]

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

inser o de figuras8
Inserção de Figuras
  • O LaTeX permite inserir figuras em outros formatos que não PostScript, .bmp por exemplo
  • Estes outros formatos muitas vezes causam problemas, ou até mesmo não são aceitos pelo LaTeX
  • É obrigatório o uso de [height=,width=]para formatos como .bmp

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas
Citações bibliográficas

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas1
Citações bibliográficas
  • Citações bibliográficas são feitas em LaTeX de forma relativamente simples, através do comando \cite{identificador}, onde identificador é um rótulo para uma citação
  • As referências bibliográficas, por sua vez, são criadas diretamente em LaTeX ou, preferencialmente, usando o programa BibTeX

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas2
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas em LaTeX

\begin{thebibliography}{tamanho do rótulo}

\bibitem{identificador}

Autor(es), Título, Editora, Local, Ano.

\bibitem[rótulo]{identificador}

Autor(es), Título, Editora, Local, Ano.

\end{thebibliography}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas3
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas em LaTeX
    • a lista de referências é incluída no documento LaTeX na posição onde se deseja que elas sejam listadas

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas4
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas em LaTeX
    • Veja que há duas formas para o comando bibitem:
      • na primeira, a referência será identificada por um número, seqüencial, em ordem de listagem das referências
      • na segunda, a referência será identificada por um rótulo, especificado pelo escritor

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas5
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas em LaTeX
    • o valor tamanho do rótulo é o maior rótulo que aparece nas referências; por exemplo, se elas são listadas em ordem numérica, e existem 24 referências, então se usaria

\begin{thebibliography}{99}

poissão necessários dois dígitos numéricos.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas6
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas em LaTeX
    • se as referências são listadas em ordem alfabética, deve-se colocar em tamanho do rótuloo maior rótulo existente, p.ex.

\begin{thebibliography}{Cunha2000}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas7
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas em LaTeX
    • no campo identificador, como já citado, coloca-se o rótulo que será usado no comando \cite para incluir no texto a citação - um número ou um rótulo entre colchetes, de acordo com o formato do comando \bibitem

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas8
Citações bibliográficas
  • Exemplo de referência numerada:

\begin{thebibliography}{9}

\bibitem{Young71}

D.M. Young, \emph{Iterative Solution of Large Linear Systems}, Academic Press, New York, 1971.

\bibitem{HagYou81}

L.A. Hageman and D.M. Young, \emph{Applied Iterative Methods}, Academic Press, New York, 1981.

\end{thebibliography}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas9
Citações bibliográficas
  • Exemplo de citação numerada:

\’{E} conhecido (ver \cite{Young71} e \cite[p. 25]{HagYou81}) que o SOR \’{e} acelerado por...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas10
Citações bibliográficas
  • Exemplo de referência alfabética:

\begin{thebibliography}{You71}

\bibitem[You71]{Young71}

D.M. Young, \emph{Iterative Solution of Large Linear Systems}, Academic Press, New York, 1971.

\bibitem[HY81]{HagYou81}

L.A. Hageman and D.M. Young, \emph{Applied Iterative Methods}, Academic Press, New York, 1981.

\end{thebibliography}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas11
Citações bibliográficas
  • Exemplo de citação alfabética:

\’{E} conhecido (ver \cite{Young71} e \cite[p. 25]{HagYou81}) que o SOR \’{e} acelerado por...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas12
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas com BibTeX
    • É mais simples, pois não é preciso se preocupar com a criação das referências: basta criar um arquivo contendo-as (em um formato mais amigável), e referir-se a esse arquivo dentro do documento LaTeX

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas13
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas com BibTeX
    • Ao invés do comando thebibliography, usamos:

\bibliographystyle{plain | alpha | ... }

\bibliography{arquivo.bib}

onde arquivo tem a extensão .bib e contém as referências

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas14
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas com BibTeX
    • As referências em “arquivo.bib” são de vários tipos, dentre as quais mostraremos aquelas para livros, capítulos de livros, artigos e relatórios técnicos

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas15
Citações bibliográficas
  • Referência de livro em BibTeX

@book{cit:Young81,

author = "Hageman, L.A. and Young, D.M.",

title = "Applied Iterative Methods",

publisher = "Academic Press",

address = "New York",

year = "1981"

}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas16
Citações bibliográficas
  • Referência de capítulo de livro em BibTeX

@inbook{cit:Geist87,

author = "Geist, G.A. and Heath, M.T. and Ng, E.",

title = "Parallel algorithms for matrix computations",

pages = "233-251",

series = "The Characteristics of Parallel Algorithms",

publisher = "MIT Press",

address = "Cambridge, Massachusetts",

year = "1987"

}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas17
Citações bibliográficas
  • Referência de artigo em BibTeX

@article{cit:Lundin98,

author = "Lundin, L.K.",

title = "Computing the velocity of a rotating flow",

journal = "Parallel Computing",

volume = "24",

pages = "2021-2034",

year = "1998”

}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas18
Citações bibliográficas
  • Referência de relatório técnico em BibTeX

@techreport{cit:Ramage91,

author = "Ramage, A.",

title = "Eigenvalue clustering and {Conjugate Gradient} convergence for elliptic partial differential equations",

institution = "School of Mathematics, University of Bristol",

type = "Technical Report AM-91-05",

month = "April",

year = "1991"

}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas19
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas com BibTeX
    • O primeiro campo informado após o “{“ é o rótulo a ser usado no comando cite; assim, poderíamos ter

Conforme citado em \cite{cit:Ramage91}, o m\’{e}todo dos Gradientes Conjugados tem melhor converg\^{e}ncia quando h\’{a} um agrupamento dos autovalores da matriz...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas20
Citações bibliográficas
  • Referências bibliográficas feitas com BibTeX
    • É possível, também, se referenciar a uma parte específica de uma referência

Young, em \cite[p. 191]{cit:Youn81}, mostra que a converg\^{e}ncia do m\’{e}todo SOR \’{e} ...

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas21
Citações bibliográficas
  • Usando o BibTeX
    • O BibTeX é um programa separado do LaTeX: portanto, devemos executá-lo após o LaTeX ter sido completado com sucesso
    • A primeira vez que o LaTeX é executado sobre um documento que contenha citações, ele não vai poder localizá-las; portanto, após se executar o BibTeX sobre aquele documento, deve-se executar o LaTeX novamente:

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas22
Citações bibliográficas
  • Usando o BibTeX
    • Supondo um arquivo “artigo.tex”, teríamos a seguinte seqüência de comandos (em um ambiente UNIX)

> latex artigo

> bibtex artigo

> latex artigo

> latex artigo

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

cita es bibliogr ficas23
Citações bibliográficas

\documentclass{article}

\begin{document}

\input introducao

\input capitulo1

\bibliographystyle{plain}

\bibliography{arquivo}

\end{document}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos
Personalizando Documentos

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos1
Personalizando documentos
  • É possível criar um estilo próprio, adicionando comandos no preâmbulo do arquivo tex ou criando um pacote.
  • Este pacote pode conter novos comandos, indicações para separação de sílabas, formato de páginas, margens, etc.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos2
Personalizando documentos
  • Por exemplo, o arquivo meupacote.sty pode conter:\newcommand{\ca}{ç\~ao}\newcommand{\cao}{ç\~ao }\newcommand{\ii}{\'{\i}}\hyphenation{ma-tri-zes}\hyphenation{SOR}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos3
Personalizando documentos
  • Para usar as informações de meupacote.sty, basta colocar no preâmbulo o comando\usepackage{meupacote}
  • Os outros pacotes são "chamados" da mesma forma

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos4
Personalizando documentos
  • As margens podem ser especificadas através dos comandos:
    • Atribui um valor fixo ao parâmetro\setlength{parâmetro}{tamanho}
    • Adiciona um tamanho ao parâmetro \addtolength{parâmetro}{tamanho}
  • Cada estilo tem margens padrão definidas

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos5
Personalizando documentos
  • Parâmetros:

1 one inch + \hoffset 7 \textheight = 595pt

2 one inch + \voffset 8 \textwidth = 360pt

3 \evensidemargin = 70pt 9 \marginparsep = 7pt

4 \topmargin = 22pt 10 \marginparwidth = 106pt

5 \headheight = 13pt 11 \footskip = 27pt

6 \headsep = 19pt

OBS: 4pt equivalem a aproximadamente 1mm

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

personalizando documentos6
Personalizando documentos
  • Exemplo\addtolength{\hoffset}{-0.5cm}\addtolength{\textwidth}{1cm}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

winedt
WinEdt

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

winedt1
WinEdt
  • O WinEdt é um editor de texto próprio para editar documentos do LaTeX
  • Possui facilidades, como menu com símbolos, conversão de acentos, interface amigável, correção ortográfica, entre outras

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

winedt2
WinEdt
  • Depois de instalar o WinEdt, alguns itens devem ser configurados para que ele possa facilitar a digitação
  • O principal é ativar o tex_read e tex_write, seguindo os seguintes passos:options / settings / translationsEm tables, selecionar tex_reade marcar enable forFazer o mesmo comtex_write

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

winedt3
WinEdt
  • Para adicionar um novo dicionário:
    • Options / Dictionary / Insert
    • Em dictionaries, escreva o nome que você quer dar ao dicionário
    • Em definition, coloque %B\dir\dict.dic, onde dir é o caminho onde está o arquivo dict.dic e dict.dic é o dicionário
    • Em usage, marque como enabled

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

winedt4
WinEdt
  • Dicionários, manuais, instruções de instalação e utilização, links, macros, entre outros materiais, podem ser encontrados em www.winedt.com

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

latex na internet
LaTeX na Internet

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

latex miktex
LaTeX / MikTeX
  • MikTeXhttp://prdownloads.sourceforge.net/miktex/setup.exehttp://www.miktex.org
  • Latex (MikTeX/TeXShell) com instruções de instalaçãohttp://www.mat.ufmg.br/~regi/

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

ghostview e winedt
GhostView e WinEdt
  • GhostViewhttp://www.cs.wisc.edu/~ghost/http://www.monarch.cs.cmu.edu/ghostview.html
  • WinEdt (download e manuais)http://www.winedt.com/

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

manuais
Manuais
  • http://www.ctan.org/tex-archive/info/lshort/portuguese-BR/lshortBR.pdf
  • http://www.mat.ufmg.br/~regi/topicos/intlat.html
  • http://www.cs.biu.ac.il/~yuvalk/mbsl/doc/latex_guide/

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

slide143
MODELO DE DOCUMENTO: (1)

\documentstyle[12pt]{report}

\begin{document}

\newcommand{\ca}{\c{c}\~ao}

\newcommand{\cao}{\c{c}\~ao }

\newcommand{\co}{\c{c}\~oes}

\newcommand{\coo}{\c{c}\~oes }

\newcommand{\ii}{\'{\i}}

\begin{chapter}{Nome do cap\ii tulo}

\begin{section}{Nome da se\cao 1}

Cont\ii nua no pr\'oximo par\'agrafo.

\noindent Isto \'e apenas um teste. Se eu quero escrever sub\ii ndice, por

exemplo, $x_i$ ou $x_{i+1}$, sen\~ao $x_i+1$.

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

slide144
MODELO DE DOCUMENTO: (2)

Se eu quero pot\^encia $x^{n+1}$, sen\~ao $x^n+1$. Para escrever uma letra

grega podemos escrever $\alpha$ ou $\beta$ ou $\mu$ ou $\xi$ ou $\Omega$ ou

$\omega$.

Se eu quero escrever uma f\'ormula no meio do texto posso escrever

$\int_{0}^{3} x dx$ ou se eu quero $f(x)=\frac{1}{x}$.

Se eu quero escrever uma equa\cao no meio do texto:

\begin{equation}

\frac{\partial f}{\partial x} = \frac{\partial^2 f}{\partial x \partial y}

\label{eq:1.1}

\end{equation}

Equa\cao intrusa

\begin{equation}

x_{i}=x_{i+1}^{\frac{1}{2}}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

slide145
MODELO DE DOCUMENTO: (3)

\label{eq:1.3}

\end{equation}

Se eu quero escrever mais do que uma equa\cao juntas:

\begin{eqnarray}

\ x_{i+1}&=& x_i \\

\ x_{i+2}&=& x_{i+1}\nonumber

\label{eq:1.2}

\end{eqnarray}

Se eu quero me referir a primeira equa\cao ent\~ao eu digo \ref{eq:1.1}

Se por um acaso eu quiser fazer uma matriz, logo devo fazer o seguinte:

\begin{equation}

M = \left[

\begin{array}{ccc} 1 & \dots & 0 \\\vdots & \ddots & \vdots\\ 0 & \dots

& 1 \end{array}\right]

\end{equation}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

slide146
MODELO DE DOCUMENTO: (4)

Agora que j\'a estamos meio cansados vamos ver como se coloca uma linha

sobre uma palavra ou express\~ao, ou mesmo como se sublinha:

Dado que $\overline{a \ velocidade \ do \ sono}$\'e {\it menor} que {\bf

qualquer} valor $\underline{anormal}$.

Para uma equa\ca,

\begin{equation}

\overline{\mid x \mid}= \sum_{i=1}^{n} f(x)

\end{equation}

\end{section}

\end{chapter}

\end{document}

Introdução ao LaTeX - M.P.G. Fachin & R.D. da Cunha & D. Becker

ad