prof marcos sanches l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Prof. Marcos Sanches PowerPoint Presentation
Download Presentation
Prof. Marcos Sanches

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 37

Prof. Marcos Sanches - PowerPoint PPT Presentation


  • 181 Views
  • Uploaded on

Administração Financeira e Orçamentária I. Prof. Marcos Sanches. coc.com.br. msanches. Finanças. corporativas; investimentos – ações e ativos financeiros ; instituições financeiras – bancos, seguradoras, financeiras. finanças internacionais. Abrangência.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Prof. Marcos Sanches' - Anita


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
prof marcos sanches

Administração Financeira e Orçamentária I

Prof. Marcos Sanches

coc.com.br

msanches

finan as
Finanças
  • corporativas;
  • investimentos – ações e ativos financeiros;
  • instituições financeiras – bancos, seguradoras, financeiras.
  • finanças internacionais.

Administração Financeira e Orçamentária

abrang ncia
Abrangência

A área financeira relaciona-se com as outras áreas da empresa e têm entre si uma interdependência.

PRODUÇÃO

CONTABILIDADE

FINANÇAS

TALENTOS HUMANOS

MARKETING

Administração Financeira e Orçamentária

quest es gerais de finan as
Questões gerais de finanças
  • investimentos a longo prazo;
  • financiamentos a longo prazo: capital próprio x capital de terceiros;
  • concessão e obtenção de crédito a curto prazo.

Administração Financeira e Orçamentária

organograma da rea
Organograma da área

DIRETOR FINANCEIRO

TESOUREIRO

CONTROLLER

CAIXA

CRÉDITO

ÁREA FISCAL

CONTABILI-DADE

Administração Financeira e Orçamentária

decis es
Decisões

Orçamento de Capital

Investimentos de L.P.

Estrutura de Capital

Capital de terceiros x capital próprio

Administração do Capital de Giro

Ativos e passivos circulantes

Administração Financeira e Orçamentária

modalidades de empresas
Modalidades de empresas
  • Firma individual:proprietário tem responsabilidade ilimitada sobre a empresa.
  • Sociedade por quotas:sócios gerais e sócios limitados.
  • Sociedade por ações: entidade legal separada dos seus proprietários. Figura dos acionistas e administradores.

Administração Financeira e Orçamentária

finan as x contabilidade
Finanças x Contabilidade

Regime de competência

Regime de caixa

Contabilidade

Administração Financeira

Administração Financeira e Orçamentária

lucro l quido x fluxo de caixa
Perspectiva contábil

Demonstração de resultado

para o ano findo em 31/12

Receita de vendas ___ $100.000

(-) Despesas ________$ 80.000

Lucro líquido _______$ 20.000

Perspectiva financeira

Demonstração do fluxo de caixa

para o ano findo em 31/12

Entrada de caixa ___ $ 0

(-) Saída de caixa ___ $ 80.000

Fluxo líq. de caixa ___($80.000)

Lucro Líquido x Fluxo de Caixa

Ex.: venda (dezembro) – $ 100.000 a receber em janeiro

custo – $ 80.000 pagos integralmente no ano.

Administração Financeira e Orçamentária

agency
Agency
  • Definida com a relação entre acionistas e administradores, que são os agentes que cuidam de seus interesses.
  • Gera conflito de interesses – problemas de agency.

Administradores maximizar poder

Acionistas maximizar riqueza

Controle da empresa Remuneração

Administração Financeira e Orçamentária

stakeholders
Grupos de interesse associados à empresa.

Não são acionistas nem credores mas tem direito potencial sobre os fluxos de caixa da empresa.

STAKEHOLDERS

Administração Financeira e Orçamentária

fluxo de recursos
Fluxo de recursos

EMPRESA

investe em ativos de curto e longo prazo

MERCADO FINANCEIRO

Dívidas de curto e longo prazo

G S

O T

V A

E K

R E

N H

O O

L

D

E

R

S

Caixa gerado pelos ativos da empresa

Administração Financeira e Orçamentária

lucratividade x riqueza
Lucratividade x Riqueza
  • Ex.: Um investidor compra ações de duas empresas:
  • Alfa e Beta que operam no mesmo ramo.
  • Primeiro ano – ambas pagam dividendos de $ 1,00 por ação.
  • Lucro por ação: Alfa - $ 2,00 Beta - $ 3,00. O motivo das ações da Alfa terem sido menos lucrativas foram gastos no desenvolvimento de um produto inovador.
  • Valor atual das ações:
    • Alfa:$ 130,00 (devido à expectativa em relação ao novo produto)
    • Beta:$ 110,00

Administração Financeira e Orçamentária

evolu o da administra o financeira
Evolução da Administração Financeira
  • Abordagem tradicional – até 1929/1930: voltada para os fornecedores de capital – acionistas, banqueiros e poupadores. Seu objetivo básico era o levantamento de recursos.
  • Após a crise de 1929/1930: voltada para a liquidez e solvência das empresas.
  • Década de 50: ênfase nos investimentos e na geração de riqueza, motivados pela Teoria Geral de Keynes que preconizava o investimento agregado.

Administração Financeira e Orçamentária

a moderna teoria de finan as
A Moderna Teoria de Finanças
  • Franco Modigliani e Merton Miller – décadas de 50 e 60: abordagem da irrelevância da estrutura de capital e dividendos sobre o valor de mercado da empresa.
  • Gestão de risco – década de 90:
    • inclusão de estratégias que envolvem derivativos, opções, juros, câmbio e outros. Risco x retorno.
    • Teoria do Portfólio de Markowitz: o risco de um ativo deve ser entendido pela sua contribuição ao risco total de um portfólio.

Administração Financeira e Orçamentária

administra o financeira contempor nea
Administração Financeira contemporânea
  • Gerenciamento de recursos para manutenção da saúde financeira e econômica da empresa, alcançando as metas estabelecidas.
  • Tem que lidar com:
    • escassez de capital.
    • encarecimento das taxas de juros aumentando o custo dos passivos.
  • Demanda maior especialização da área.
  • Deve incorporar a estratégia da empresa e ter uma visão mais crítica e global da empresa.

Administração Financeira e Orçamentária

din mica das decis es financeiras
Dinâmica das decisões financeiras
  • Planejamento financeiro: evidencia as necessidades de expansão da empresa. Seleciona os ativos mais rentáveis.
  • Controle financeiro: promove o acompanhamento e a avaliação do desempenho financeiro da empresa.
  • Administração de ativos: controle sobre as entradas e saídas de recursos do caixa e sobre o risco e retorno dos investimentos.
  • Administração de passivos: voltada para a aquisição de fundos e sua composição.

Administração Financeira e Orçamentária

interdepend ncia econ mica e financeira
Interdependência econômica e financeira
  • Fator econômico: a agregação de valor econômico se verifica quando o lucro operacional supera o custo total de capital da empresa.
  • Fator financeiro: sincronização entre capacidade de geração de caixa dos negócios e fluxo de desembolsos exigido pelos passivos.

Administração Financeira e Orçamentária

decis es financeiras em ambiente de infla o
Decisões financeiras em ambiente de inflação
  • Provoca resultados distorcidos que prejudicam as decisões financeiras.
  • A correção monetária de balanço foi extinta no Brasil em 1995, prejudicando a qualidade das informações obtidas nos demonstrativos financeiros.

Administração Financeira e Orçamentária

medi o dos objetivos empresariais
Medição dos objetivos empresariais
  • Maximização da riqueza x maximização do lucro.
  • Potencial de lucros futuros, tecnologia absorvida, qualidade dos produtos, imagem, participação de mercado, crescimento das vendas.
  • Rentabilidade, endividamento e liquidez.
  • CRITÉRIO MAIS INDICADO: valor de mercado – desempenho futuro esperado.

Administração Financeira e Orçamentária

din mica das decis es financeiras no brasil
Dinâmica das decisões financeiras no Brasil
  • Deve considerar os desequilíbrios estruturais de mercado:
    • taxas de juros subsidiadas,
    • juros de curto prazo mais elevados do que os de longo prazo,
    • carência de recursos de longo prazo para investimentos,
    • concentração de endividamento de curto prazo,
    • inflação.

Administração Financeira e Orçamentária

o sistema financeiro nacional
O Sistema Financeiro Nacional
  • Faz a intermediação e distribuição de recursos advindos de poupança e destinados ao financiamento de investimentos em setores produtivos da economia.
  • Constituído por instituições financeiras públicas e privadas que atuam por meio de diversos instrumentos financeiros, na captação de recursos, distribuição e transferências de valores entre agentes econômicos.

Administração Financeira e Orçamentária

sistema financeiro nacional
Sistema Financeiro Nacional
  • Autoridades monetárias:
    • Conselho Monetário Nacional: conselho de política econômica do país, responsável pela fixação das diretrizes da política monetária, creditícia e cambial.
    • Banco Central do Brasil: responsável pela execução das normas que regulam o SFN. São suas atribuições: agir como o banco dos bancos, gestor do SFN, executor da política monetária, banco emissor e banqueiro do governo.

Administração Financeira e Orçamentária

sistema financeiro nacional24
Sistema Financeiro Nacional
  • Autoridades de apoio:
    • Comissão de Valores Mobiliários: a CVM é um órgão normativo voltado ao mercado de ações e debêntures, vinculada ao Governo Federal.
    • Banco do Brasil: até janeiro de 1986 assemelhava-se a uma autoridade monetária mediante ajustamentos da conta movimento do BACEN e do Tesouro Nacional. Hoje, é um banco comercial comum, embora responsável pela Câmara de Confederação.
    • Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social: responsável pela política de investimentos de LP do Governo e também pela gestão do processo de privatização.
    • Caixa Econômica Federal: voltada ao financiamento habitacional e ao saneamento básico. É um instrumento governamental de financiamento social.

Administração Financeira e Orçamentária

sistema financeiro nacional25
Sistema Financeiro Nacional
  • Instituições financeiras:
    • Bancos Comerciais: intermediários financeiros que transferem recursos dos agentes superavitários para os deficitários, mecanismo esse que acaba por criar moeda através do efeito multiplicador.
    • Bancos de Desenvolvimento: BNDES, Banco do Nordeste do Brasil (BNB), o Banco da Amazônia, dentre outros.
    • Cooperativas de Crédito: atuam em setores primários da economia ou são formadas entre os funcionários das empresas.
    • Bancos de Investimentos: captam recursos através de emissão de CDB e RDB, de capitação e repasse de recursos e de venda de cotas de fundos de investimentos e os direciona para empréstimos e financiamentos específicos à aquisição de bens de capital pelas empresas ou subscrição de ações e debêntures.
    • Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimentos: as "financeiras" captam recursos através de letras de câmbio e sua função é financiar bens de consumo duráveis aos consumidores finais.

Administração Financeira e Orçamentária

sistema financeiro nacional26
Sistema Financeiro Nacional
  • Instituições financeiras:
    • Sociedade Corretoras: operam com títulos e valores mobiliários por conta de terceiros. Podem efetuar lançamentos de ações, administrar carteiras e fundos de investimentos, intermediar operações de câmbio, dentre outras funções.
    • Sociedades Distribuidoras: não têm acesso às bolsas como as Sociedades Corretoras. Suas principais funções são a subscrição de emissão de títulos e ações, intermediação e operações no mercado aberto.
    • Sociedade de Arrendamento Mercantil: operam com operações de "leasing“. Captam recursos através da emissão de debêntures, com características de longo prazo.
    • Associações de Poupança e Empréstimo: sociedades civis onde os associados têm direito à participação nos resultados. A captação de recursos ocorre através de caderneta de poupança e seu objetivo é principalmente financiamento imobiliário.
    • Sociedades de Crédito Imobiliário: voltadas ao público de maior renda. A captação ocorre através de Letras Imobiliárias depósitos de poupança e repasses de CEF. Esses recursos são destinados, principalmente, ao financiamento imobiliário diretos ou indiretos.

Administração Financeira e Orçamentária

sistema financeiro nacional27
Sistema Financeiro Nacional
  • Instituições financeiras:
    • Investidores Institucionais:
      • Fundos Mútuos de Investimentos.
      • Entidades Fechadas de Previdência Privada
      • Seguradoras.
    • Companhias Hipotecárias: têm objetivos de financiamento imobiliário, administração de crédito hipotecário e de fundos de investimento imobiliário, dentre outros.
    • Agências de Fomento: captam recursos através dos Orçamentos públicos e de linhas de créditos de LP de bancos de desenvolvimento, destinando-os a financiamentos privados de capital fixo e de giro.
    • Bancos Múltiplos: possuem pelo menos duas das seguintes carteiras: comercial, de investimento, de crédito imobiliário, de aceite, de desenvolvimento e de leasing.
    • Bancos Cooperativos: são verdadeiros bancos comerciais surgidos a partir de cooperativas de crédito. Sua principal restrição é limitar suas operações em apenas uma UF.

Administração Financeira e Orçamentária

an lise de balan os
Análise de Balanços

Grupos de interesses

  • Dirigentes da empresa: planejamento e controle gerencial;
  • Acionistas: retorno do investimento e atuação dos administradores;
  • Credores: capacidade de solvência;
  • Fornecedores e clientes: garantia de regularidade de compras e de suprimentos;
  • Concorrentes: pontos fortes e fracos;
  • Órgãos governamentais: fiscalização, concorrências públicas;
  • Empregados, sindicatos e comunidade.

Administração Financeira e Orçamentária

an lise horizontal
Análise horizontal

Administração Financeira e Orçamentária

an lise horizontal30
Análise horizontal

Considerando o exercício de t0 como base tem-se uma melhor análise da situação do que teríamos pelas variações anuais.

Administração Financeira e Orçamentária

an lise vertical
Análise vertical
  • Aplicada sobre o B.P., a DRE e a DOAR.
  • Identifica a estrutura do ativo e das suas fontes de financiamento.
  • Na DRE permite avaliar a participação de cada elemento na formação do lucro ou prejuízo do período. A base de cálculo das porcentagens corresponde ao valor da receita operacional líquida.

Administração Financeira e Orçamentária

an lise vertical x horizontal
Análise vertical x horizontal
  • A análise vertical mede as participações:
    • dos elementos patrimoniais no ativo e no passivo;
    • dos custos, despesas e outros elementos do resultado em relação à receita operacional líquida;
    • dos elementos que modificam o capital circulante líquido.
  • A análise horizontal mostra a evolução no tempo de cada elemento específico.

Administração Financeira e Orçamentária

ndices financeiros
Índices Financeiros
  • Índice de liquidez;
  • Índice de endividamento;
  • Índice de atividade;
  • Índice de rentabilidade.

Administração Financeira e Orçamentária

ndices de liquidez
Índices de liquidez
  • Solvência a curto prazo (liquidez):
    • liquidez corrente: AC / PC
    • liquidez seca: (AC – estoque) / PC
  • Pagamento imediato:
    • liquidez imediata: caixa* / PC
        • caixa, bancos, FAF
  • Pagamento a longo prazo:
    • liquidez geral: (AC+RLP) / (PC+ELP)

Administração Financeira e Orçamentária

ndices de endividamento
Índices de endividamento
  • Recursos de 3os. sobre recursos totais:

(PC+ELP) / (PC+ELP+PL)

  • Garantia do capital próprio ao capital de 3os.:

PL / (PC+ELP)

  • Composição do endividamento:

PC / (PC+ELP)

Administração Financeira e Orçamentária

ndices de atividade
Índices de atividade
  • Prazo médio de recebimento de vendas:

PMRV = (360 x Duplicatas a receber) / vendas

  • Prazo médio de pagamento de compras:

PMPC = (360 x fornecedores) / compras

  • Prazo médio de renovação de estoques:

PMRE = (360 x estoques) / custo das vendas

  • Posicionamento de atividade:

PA* = (PMRE + PMRV) / PMPC

* Quanto mais próximo de 1 melhor

Administração Financeira e Orçamentária

ndices de rentabilidade
Índices de rentabilidade

Indicadores econômicos

  • Taxa de retorno sobre investimentos:

TRI = Lucro liquido / ativo total médio

  • Taxa de retorno sobre o Patrimônio Líq.:

TRPL = lucro líquido / patrimônio líquido

  • Margem de lucro sobre vendas:
    • Margem bruta: lucro bruto / vendas líquidas
    • Margem operacional: lucro oper. / vdas. líq.
    • Margem líquida: lucro líq. / vdas. líq.
  • Giro do ativo: vendas líq. / ativo total

Administração Financeira e Orçamentária