desenvolvimento no primeiro ano de vida l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
DESENVOLVIMENTO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA PowerPoint Presentation
Download Presentation
DESENVOLVIMENTO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 29

DESENVOLVIMENTO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA - PowerPoint PPT Presentation


  • 432 Views
  • Uploaded on

DESENVOLVIMENTO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA. SERGIO HENRIQUE VEIGA NEUROLOGIA INFANTIL HOSPITAL REGIONAL DA ASA SUL/SES/DF. EMBRIOGENESE. 6 semanas. EMBRIOGENESE. 16 semanas. EMBRIOGENESE. Ontogênese recapitulando a filogênese. Seres unicelulares. Seres pluricelulares.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'DESENVOLVIMENTO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA' - Albert_Lan


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
desenvolvimento no primeiro ano de vida

DESENVOLVIMENTO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA

SERGIO HENRIQUE VEIGA

NEUROLOGIA INFANTIL

HOSPITAL REGIONAL DA ASA SUL/SES/DF

embriogenese
EMBRIOGENESE
  • 6 semanas
embriogenese3
EMBRIOGENESE
  • 16 semanas
ontog nese recapitulando a filog nese
Ontogênese recapitulando a filogênese
  • Seres unicelulares.
  • Seres pluricelulares.
  • Organização de tecidos, órgãos e sistemas ou aparelhos.
  • Temos o nosso desenvolvimento na água
  • Ganhamos e perdemos vários marcos da evolução das espécies.
  • Nascemos
  • Trazemos como herança aptidões encontradas nas outras familiar do reino animal
os reflexos arc icos
OS REFLEXOS ARCÁICOS
  • Sucção
  • Busca
  • Preensão palmo plantar
  • Moro
  • Esgrimista
  • Marcha automática
reflexos arc icos
REFLEXOS ARCÁICOS
  • MARCHA REFLEXA
  • DO R.N. ATÉ OS QUATRO MESES.
reflexo arc ico
REFLEXO ARCÁICO
  • TÔNICO CERVICAL ASSIMÉTRICO OU

ESGRIMISTA.

  • DO R.N. AO PRIMEIRO MÊS.
reflexo arc ico9
REFLEXO ARCÁICO

PREENSÃO PALMO-PLANTAR

PALMAR ATÉ O OITAVO MÊS , PLANTAR ATÉ O DÉCIMO PRIMEIRO.

reflexos arc icos10
REFLEXOS ARCÁICOS
  • SUCÇÃO
  • TODOS OS R.N.
  • PERSISTE ATÉ O QUARTO MÊS, PODENDO CHEGAR AO OITAVO.
reflexos arc icos11
REFLEXOS ARCÁICOS
  • BUSCA OU VORACIDADE.
  • NO R.N. PODENDO SER OBSERVADO MUITO RARAMENTE ATÉ O SEGUNDO MÊS.
reflexos arc icos12
REFLEXOS ARCÁICOS
  • MORO.
  • NA QUEDA DA CABEÇA OU NO ESTIRAMENTO DO LENÇOL.
  • NO RN E ATÉ O FINAL DO PRIMÊIRO MÊS.
marcos do desenvolvimento
Marcos do desenvolvimento
  • Rolando
  • Sentando
  • Engatinhando
  • Ficando de pé
  • Andando
  • As mãos : as pegadas de bloco até a pinça, comparar com chipanzé.
primeiro m s
PRIMEIRO MÊS
  • ATITUDE ASSIMÉTRICA
  • HIPOTONIA CERVICAL.
  • HIPERTONIA FLEXORA GERAL.
  • REFLEXOS ARCAICOS.
  • CHORO INARTICULADO.
  • OLHA PARA A PESSOA

MOMENTÂNEAMENTE.

segundo m s
SEGUNDO MÊS
  • POSTURA SIMÉTRICA.
  • TONUS CERVICAL MOMENTÂNEO.
  • HIPERTONIA GERAL LEVE.
  • PERDE ESGRIMISTA.
  • SORRI ESPONTÂNEAMENTE.
  • ACOMPANHA OBJETOS NO SEU CAMPO VISUAL.
  • INÍCIO DA LALAÇÃO.
quarto m s
QUARTO MÊS
  • APOIO NO ANTEBRAÇO
  • TONUS CERVICAL COMPLETO.
  • ROLA.
  • PREENÇÃO PALMAR VOLUNTARIA.
  • PERDE MARCHA REFL. E MORO INCONSTANTE
  • ESTABILIZA A LALAÇÃO.
sexto m s
SEXTO MÊS
  • AJUDA AO SENTAR-SE.
  • SENTA-SE COM APOIO.
  • PERDE O MORO, A PREENSÃO PALMAR,
  • TRANSFERE OBJETOS DE MÃO.
  • PROCURA SONS COM A CABEÇA.
nono m s
NONO MÊS
  • SENTA-SE SEM APOIO.
  • PODE ENGATINHAR.
  • HIPOTONIA FISIOLÓGICA.
  • PERDE SUCÇÃO E PRENÇÃO PLANTAR.
  • PRIMEIRAS PALAVRAS.
  • PERDA DA LALAÇÃO.
  • PEGADA EM PINÇA.
  • RESPONDE DIFERENTEMENTE AS PESSOAS.
d cimo segundo m s
DÉCIMO SEGUNDO MÊS
  • DE PÉ E MARCHA COM APOIO.
  • PREDOMINA A HIPOTONIA FISIOLÓGICA.
  • FIM DOS REFLEXOS ARCÁICOS.
  • PRIMEIRAS PALAVRAS

COM SENTIDO(MAMÃE)

  • DÁ TCHAU, BATE PALMAS, NÃO.
apartir do decimo segundo m s at o decimo oitavo
APARTIR DO DECIMO SEGUNDO MÊS ATÉ O DECIMO OITAVO.
  • REFLEXOS DE ADULTOS.
  • ANDA SEM APOIO.
  • PEGADA EM PINÇA.
  • COMBINA 2 OU MAIS PALAVRAS.
  • TIRA PEÇAS DE ROUPAS.
os sinais do desenvolvimento patol gico
Os Sinais do Desenvolvimento Patológico
  • Quais: manutenção dos reflexos arcaicos além do tempo, perímetro cefálico, não aquisição dos marcos de desenvolvimentos
  • Quando encaminhar: reavaliar após 1 mês quando tiver apenas um dos sinais, imediatamente quando dois ou mais dos sinais.
  • Para quem encaminhar: pediatra, neuropediatra grupos de estimulação precoce.
tipos de encefalopatias cr nicas n o progressivas
Paralisia cerebral

tipos

Tetraplégica espástica.

Hemiparesia.

Diplegia.

Atetoide.

Distônica

Mista.

hipotônica

Retardo mental

-Antes dos 18 anos

-Função intelectual abaixo da média

-QI igual ou inferior a 70

-Def. em 2 áreas das habilidades adaptativas

Comunicação.

Auto-cuidados.

Sociais/interpessoais.

Auto-orientação.

Rendimento escolar.

Trabalho.

Laser.

Saúde e segurança.

Tipos de encefalopatias crônicas não progressivas
a equipe de diagn stico interdisciplinar
A equipe de diagnóstico interdisciplinar
  • Pediatra
  • Neurologia infantil
  • Professor
  • Psicopedagogo
  • Psicólogo
  • Terapeuta ocupacional
  • Fisioterapeuta
  • Musoterapeuta
  • Hidroterapia
  • equoterapia
equipe de acompanhamento
Equipe de acompanhamento.
  • Neuropediatra: tratamento das crises convulsivas, diagnóstico etiológico.
  • Pediatra: investigação diagnóstica e tratamento das comorbidades.
  • Odontólogo: acompanhamento dental e desenvolvimento da arcada dentária.
  • Oftalmologista: avaliação e acompanhamento das alterações visuais.
  • Gastroenterologista, pneumologista, geneticista etc.
a estimula o
A estimulação.
  • 30%.to+20%.ft+20%.pp+10%.eq+10%.psi+10%.fono=100cça ?
  • Qual a formula adequada?
  • Formula individual.
ensino de inclus o
Ensino de inclusão
  • Realidade médica.

.gineco-obstetricia

. genética médica

. UTIs neonatais

  • Realidade sócio-economica-social.

. engenharia e arquitetura

.transito( transportes coletivos, adaptação de carros)

  • Desafios.
  • Formação de profissionais.

pedagogia

letras

assistentes sociais

arquitetos.etc.