Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 28

Conceitos fundamentais dos estudos observacionais: estudos primários e noções de risco PowerPoint PPT Presentation


  • 76 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Conceitos fundamentais dos estudos observacionais: estudos primários e noções de risco. Carlos Noronha Neto VIII Curso de Metodologia Científica do IMIP. Junho , 2009. Projeto de Pesquisa. OBJETIVO DA AULA.

Download Presentation

Conceitos fundamentais dos estudos observacionais: estudos primários e noções de risco

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Conceitos fundamentais dos estudos observacionais:estudos primários e noções de risco

Carlos Noronha Neto

VIII Curso de Metodologia Científica do IMIP

Junho, 2009


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

OBJETIVO DA AULA

Instrumentalizar os estudantes em relação aos conceitos fundamentais dos estudos observacionais e noções sobre as medidas de risco.


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

INTRODUÇÃO

Desenhos de Estudos:

Utilizados para descreverem as combinações nas quais as pesquisas serão formadas e o período no qual as variáveis serão medidas.

PARA CADA PERGUNTA,

HÁ UM DESENHO DE ESTUDO ADEQUADO


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

PERGUNTA ?

O começo de toda Pesquisa

“A Centralização Fetal é prejudicial ao feto ?”

“Qual a prevalência de Centralização Fetal no IMIP ?”


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

HIPÓTESE

É uma Afirmação

“A Centralização Fetal causa prejuízos ao RN decorrentes da hipóxia”

“A prevalência de Centralização Fetal no IMIP é elevada”


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CLASSIFICAÇÃO

  • Desenhos de Estudos

  • Quanto a direção:

    • Prospectivo Exposição Desfecho

    • Retrospectivo Desfecho Exposição

    • Transversal Exposição e Desfecho

Relação temporal entre o início do estudo e a ocorrência dos desfechos


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CLASSIFICAÇÃO

DESCRITIVOS: Registra / descreve experiências, observações, eventos não usuais, programas e tratamentos (Não há necessidade de testar uma hipótese – eles podem gerar uma hipótese).

ANALÍTICOS: Examina a etiologia, eficácia ou causa, usando estratégias de comparações.


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CLASSIFICAÇÃO

  • DESCRITIVOS

  • Relato de casos

  • Série de casos

  • Estudos de prevalência ou corte transversal

  • Inquéritos

  • Vigilância


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CLASSIFICAÇÃO

  • OBSERVACIONAIS: Procura de causas

  • Estudo de caso-controle

  • Coorte

  • EXPERIMENTAIS: Avalia eficácia, efetividade e segurança

  • Ensaios Clínicos


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CASO-CONTROLE

  • “É um estudo de observação em que as características de um grupo com a doença (casos) são comparadas com aquelas de uma amostra selecionada sem a doença (controles)”

  • Testar uma hipótese de causalidade

  • Essa hipótese é apropriada se a proporção de sujeitos expostos for maior nos “casos” que nos controles

  • Grupo que tenha experimentado o desfecho

  • Determina a proporção de cada grupo


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CASO-CONTROLE

  • PASSOS:

  • Desenvolvimento da hipótese

  • Estabelecimento de definições

  • Seleção de casos

  • Seleção de controles

  • Determinação da exposição / Fatores de risco


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

CARACTERÍSTICAS

CASOS

CARACTERÍSTICAS

CONTROLES

CASO-CONTROLE

EXPOSIÇÃO

(Fator de Risco)

DESFECHO

(Doença)


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

COORTE

“É um estudo observacional de um grupo de pessoas com características ou doenças específicas, seguidas por um período de tempo para que o evento seja detectado”

“Pode ser construído a partir de eventos de exposição no passado, para ter resultados mensuráveis no presente; ou prospectivamente”


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

COORTE

DESFECHO

(Doença)

EXPOSIÇÃO

(Evento)

GRUPO DE ESTUDO

EVENTOS

CONTROLES

EVENTOS


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

VANTAGENS E DESVANTAGENS


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

VANTAGENS E DESVANTAGENS


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

A ESCOLHA DO DESENHO DE ESTUDO

  • Qual o Objetivo do Estudo ?

  • Descrever x Comparar ?

  • Como será o Estudo ?

  • Observação x Intervenção ?

  • Em que tempo o estudo será realizado ?

  • Tempo do estudo x Tempo da exposição/desfecho

  • Qual a direção do estudo ?

  • Prospectivo x Retrospectivo ?

  • Outras questões mais específicas.

  • Se for um estudo para determinar a causa

  • Qual a força causal ?


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

“Qual a prevalência de Centralização Fetal no IMIP ?”

“A prevalência de Centralização Fetal no IMIP é elevada”

  • Qual o Objetivo do Estudo ?

  • Descrever xComparar ?

  • Como será o Estudo ?

  • Observação x Intervenção ?

  • Em que tempo o estudo será realizado ?

  • Tempo do estudo xTempo da exposição/desfecho

  • Qual a direção do estudo ?

  • Prospectivo x Retrospectivo ?


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

“A Centralização Fetal é prejudicial ao feto ?”

“A Centralização Fetal causa prejuízos ao RN decorrentes da hipóxia”

  • Qual o Objetivo do Estudo ?

  • Descrever xComparar ?

  • Como será o Estudo ?

  • Observação x Intervenção ?

  • Em que tempo o estudo será realizado ?

  • Tempo do estudo x Tempo da exposição/desfecho

  • Qual a direção do estudo ?

  • Prospectivo xRetrospectivo ?


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

“O Fumo causa doença arterial coronariana ?”

Uma pergunta de pesquisa, pode ser resolvida por vários desenhos

  • Coorte com seleção de amostra por exposição (expostos-fumantes e não-expostos- não fumante)

  • Coorte: Selecionar todos os indivíduos de uma população alvo (assim se pode calcular a incidência), determinar seus hábitos em relação ao fumo e segui-los por um dado período de tempo.

  • Caso-controle: Presença de doença coronariana (casos) comparados quanto ao hábito de fumar aos indivíduos sadios (controles- sem doença coronariana)


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

“O Fumo causa doença arterial coronariana ?”

Uma pergunta de pesquisa, pode ser resolvida por vários desenhos

  • Estudo coorte: Pessoas que fumam são comparados em relação a presença ou ausência de doença coronariana

  • Estudo caso-controle: Pessoas com e sem doença coronariana são comparadas em relação a exposição ao fumo.

  • Transversal: Todos os sujeitos de uma população alvo são classificados com relação ao fumo e doença coronariana.


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

NOÇÕES DE RISCO


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

RR = incidência nos expostos

incidência nos não expostos

NOÇÕES DE RISCO

  • “O pesquisador tenta comparar a incidência da doença e sua exposição para calcular os riscos”

  • Risco atribuível (RA): risco adicional (incidência da doença) que acompanha a exposição, acima daquela experimentada pelas pessoas não expostas.

  • Risco Relativo (RR): é quantas vezes é provável que uma pessoa exposta fique doente em relação a uma não exposta.

RA = incidência nos expostos – incidência nos não expostos


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

RR = incidência nos expostos (Ie)

incidência nos não expostos (Io)

RISCO RELATIVO


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

Io = C

C + D

Ie = A

A + B

RISCO RELATIVO


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

Io = 20

100

Ie = 80

100

RR = 0,8

0,2

RISCO RELATIVO

RR = 4


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

Projeto de Pesquisa

ODDS RATIO

OR = AD

BC


Conceitos fundamentais dos estudos observacionais estudos prim rios e no es de risco

OBRIGADO !


  • Login