Congresso paulista de medicina do trabalho 2012
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 20

CONGRESSO PAULISTA DE MEDICINA DO TRABALHO 2012 PowerPoint PPT Presentation


  • 97 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

CONGRESSO PAULISTA DE MEDICINA DO TRABALHO 2012. ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA DO TRABALHO (APMT) ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MEDICINA DO TRABALHO (ANAMT-AMB). A prática da Medicina do Trabalho na Construção Civil. Nosso principal cliente. O integrante / colaborador. PASCHOAL SARTO NETO

Download Presentation

CONGRESSO PAULISTA DE MEDICINA DO TRABALHO 2012

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Congresso paulista de medicina do trabalho 2012

CONGRESSO PAULISTA DE MEDICINA DO TRABALHO 2012

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA DO TRABALHO (APMT)

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MEDICINA DO TRABALHO (ANAMT-AMB)


Congresso paulista de medicina do trabalho 2012

A prática da Medicina do Trabalho na Construção Civil


Nosso principal cliente

Nosso principal cliente

O integrante / colaborador.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Medicina do trabalho

Medicina do Trabalho

Nosso serviço:

Equipe:

  • 01 Médico do Trabalho;

  • 01 Enfermeira;

  • 02 Técnicos de Enfermagem do Trabalho;

  • 01 Auxiliar Administrativo.

    Ambulatório:

  • Consultório médico;

  • Sala de emergência;

  • Sala de repouso.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


M dico do trabalho coordenador

Médico do Trabalho / Coordenador

Deve(ria):

  • Ter conhecimento do escopo do contrato e das reais necessidades assistenciais;

  • Participar do orçamento inicial do projeto;

  • Da elaboração do lay-out do ambulatório;

  • Orientar o contratante e contratado das necessidades legais;

  • Ter conhecimento dos programas a serem cumpridos seja contratual ou corporativo;

  • Ter conhecimento para gerir o próprio negócio e de decisão a nível gerencial;

  • Ter conhecimento da legislação e diretrizes contratuais.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


M dico do trabalho coordenador1

Médico do Trabalho / Coordenador

Necessita:

  • Interagir com a Engenharia de Segurança do Trabalho;

  • Interagir com a Engenharia Ambiental;

  • Interagir com a Gerência de Produção, Engenheiros, Encarregados e Recursos Humanos;

  • Saber colocar as reais necessidades de prevenção de acidentes;

  • Saber conduzir e resolver as complicações resultantes de um acidente;

  • Saber gerenciar o FAP-NTEP

  • Saber conduzir as complicações do B 31 transformado em B 91;

  • Ter conhecimento nas diversas áreas: Clinica médica, dermatologia, ortopedia e radiologia.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


M dico do trabalho coordenador2

Médico do Trabalho / Coordenador

Tem obrigação:

  • De participar da elaboração das APNR (Análise Preliminar dos Níveis de Riscos)

  • Garantir, em conjunto com a Segurança do Trabalho, a interação e articulação do Programa PCMSO com o PPRA, através de postura pró-ativa e de fornecimento das informações do monitoramento / medição de saúde;

  • Garantir, em conjunto com o Meio Ambiente, a interação e articulação do Programa PCMSO com o PGRSS, através de postura pró-ativa e de fornecimento das informações do monitoramento / medição de saúde associados aos agentes biológicos;

  • Realizar visitas periódicas aos locais de trabalho, atuando como facilitador do Programa Integrado de SSTMA na Área de Concentração de Saúde, fomentando boa relação interpessoal e identificando e acompanhando eventuais mudanças nos Processos / Atividades;

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


M dico do trabalho coordenador3

Médico do Trabalho / Coordenador

Tem obrigação:

  • De implementar todos os programas;

  • Formar novos integrantes de apoio (Aux. Administrativo, téc. Enfermagem do trabalho e Enfermeira do Trabalho);

  • Analisar, interpretar e transcrever os resultados dos Exames Médicos / Complementares nos respectivos Prontuários Médicos;

  • Elaborar e revisar, sempre que necessário, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO;

  • Coordenar e assegurar a efetiva implementação do Programa PCMSO;

  • Conduzir as avaliações morfo-físio-psicológica dos candidatos e integrantes;

  • Elaborar os Atestados de Saúde Ocupacional – ASO’s;

  • O Médico do Trabalho Coordenador pode delegar a execução dos Exames Médicos Ocupacionais, mas não a responsabilidade, a outros Médicos do Trabalho.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


M dico do trabalho coordenador4

Médico do Trabalho / Coordenador

Tem obrigação:

  • Elaborar relatórios de acompanhamento e implementação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional e encaminhá-los para as Agências de Saúde, nos termos da legislação brasileira;

  • Consolidar as informações do Programa PCMSO e apresentá-las, periodicamente, para análise crítica do Diretor de Contrato e da Equipe Dirigente;

  • Manter postura e visão gerencial na análise crítica do PCMSO, buscando melhoria contínua e produzindo informações valiosas e atrativas para o Diretor de Contrato / Equipe Dirigente e para a corporação;

  • Manter atualizado o PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) de cada Integrante, alimentando o software indicado, no campo de sua competência, conforme rotina de recursos humanos.

  • Informações relativas às características toxicológicas de todos os produtos químicos, subprodutos, resíduos sólidos, emissões atmosféricas, efluentes líquidos e outros, com base em Fichas de Informações sobre Segurança de Produtos Químicos – FISPQ ;

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Programas de sa de ocupacional

Programas de Saúde Ocupacional

  • PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL – PCMSO

    1.1 Procedimento Médico Preventivo para Trabalho em Ambiente Confinado – PMPTAC.

    1.2 Procedimento Médico Preventivo para Trabalho em Ambiente Confinado – PMPTEC.

    1.3 Critérios de Monitoramento de Saúde Ocupacional e Monitoramento de Saúde.

    2. Programa de Emergências Médicas e Primeiros Socorros – PEMPS.

    3.PROGRAMA DE ERGONOMIA/COMISSÃO DE ERGONOMIA-PERGO/COERGO

    4.PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUDITIVA –PPA

    5.PROGRAMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA – PPR

    6.PROGRAMA DE PADRÕES DE SAÚDE ASSISTENCIAL E COLETIVA - PPSAC

    7.PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DO SERVIÇO DE SAÚDE - PGRSS

    8.PROGRAMA DE ATIVIDADES OPERACIONAIS DO SERVIÇO DE SAÚDE – PAOSS

    9.PROGRAMA DE INSERÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E MOBILIDADE REDUZIDA – PIPDMR

    10.PROGRAMA DE REABILITAÇÃO/RESTRIÇÃO AO TRABALHO - PRAT

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Intera o sa de ocupacional produ o

INTERAÇÃO SAÚDE OCUPACIONAL / PRODUÇÃO

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Intera o com seguran a do trabalho e meio ambiente

INTERAÇÃO COM SEGURANÇA DO TRABALHO E MEIO AMBIENTE

Segurança do trabalho:

  • Analise Preliminar de Nível de Riscos – APNR

  • GHE - resultante da APNR e PPRA;

  • Apoio na investigação nos acidentes de trabalho;

  • Avaliação da qualidade e indicação de EPIs (melhorias);

  • Treinamentos específicos;

  • Fiscalização da utilização de EPIs com notificações;

  • NTEP;

  • Monitoramento da higiene ocupacional.

    Meio Ambiente:

  • Gerenciamento de resíduos contaminados (ambulatório);

  • Verificação de contaminantes no ambiente de trabalho (óleos, graxas etc.)

  • Monitoramento na higiene ocupacional.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Intera o com a produ o

INTERAÇÃO COM A PRODUÇÃO

GERÊNCIA / ENGENHEIROS:

  • Reunião de programação de execução dos projetos;

  • Informe quinzenal ou semanal dos trabalhos a serem executados;

  • Avaliação da quantidade de mão de obra a ser mobilizada e período;

  • Esclarecimento de exigências de exames específicos para diversas plantas e necessidade de programação para mobilidade;

  • Apoio gerencial e executivo para realização de treinamentos, quando necessário grande mobilização de integrantes;

  • Apoio para integrantes com trabalho restrito;

  • Esclarecimento de riscos ocupacionais;

  • Fiscalização da utilização de EPIs com notificações;

  • Fiscalização das áreas de vivências com notificações;

  • Apoio nas melhorias ergonômicas dos postos de trabalho/cargos/funções;

  • Orientação da legislação e condutas a serem implementadas.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Intera o com a produ o1

INTERAÇÃO COM A PRODUÇÃO

ENCARREGADOS:

  • Reunião com encarregados para apoio em projetos específicos;

  • Apoio a integrantes com trabalho restrito;

  • Apoio nas orientações de trabalhos confinados e em altura;

  • Apoio nas investigações de incidente ou acidente no trabalho;

  • Treinamentos específicos.

    INTEGRANTES:

  • Integração;

  • Treinamentos da saúde realizados no campo antes do início dos trabalhos – TDS;

  • Treinamentos específicos;

  • Fiscalizações do uso de EPIs e orientações no campo;

  • Controles de pressão arterial e glicose realizados durante a semana ( trabalhos em altura e confinado).

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Intera o com a produ o2

INTERAÇÃO COM A PRODUÇÃO

SERVIÇOS GERAIS:

  • Inspeção das áreas de vivência nos canteiro;

  • Inspeção dos alojamentos;

  • Inspeção de higienização de banheiros químicos;

  • Evidências controle dedetização e controle de roedores;

  • Evidência higienização de ar condicionado;

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Preven o de doen as ocupacionais

Prevenção de doenças ocupacionais

Se faz através de:

  • Anamnese;

  • Avaliação psicológica;

  • Avaliação prévia do risco ( APNR – Análise Preliminar de Nível de Risco);

  • Fornecimento e cobrança da utilização correta do EPI;

  • Monitoramento de saúde e doença ocupacional;

  • Orientação e treinamentos específicos;

  • Análises ergonômicas dos postos de trabalho/cargos/funções.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Promo o de sa de no ambiente de trabalho

Promoção de saúde no ambiente de trabalho

  • Integração

  • Treinamentos diários da saúde - TDS

  • Inspeções periódicas dos ambientes de trabalho;

  • Campanhas de vacinação e outras;

  • Treinamentos de equipes de Primeiros Socorros;

  • Treinamentos de proteção auditiva;

  • Treinamentos de proteção respiratória;

  • Treinamentos de ergonomia;

  • Treinamentos de riscos biológicos;

  • Inspeção das áreas de vivência (refeitório, alojamentos e sanitários);

  • Análise ergonômicas dos postos de trabalho/cargos/funções;

  • Controle do Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário – NTEP.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Congresso paulista de medicina do trabalho 2012

Vivemos num mundo globalizado aonde as informações e o conhecimento não estão mais restritos ao mundo dos médicos.

O médico precisa aprender a interagir com outros profissionais e principalmente ter conhecimento para orientar.

As exigências das legislações atual não permitem mais ao Médico do Trabalho ficar restrito atrás de uma mesa de consultório. As responsabilidades assumidas ao assinar como coordenador de um PCMSO e ASO ou de examinador se traduzem em responsabilidade civil e criminal, chegando a ter que assumir indenizações em processos por seus erros ou negligências, já estamos evoluindo para isto.

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


Obrigado

Obrigado

PASCHOAL SARTO NETO

MÉDICO DO TRABALHO


  • Login