Manejo racional de currais para bovinos
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

MANEJO RACIONAL DE CURRAIS PARA BOVINOS PowerPoint PPT Presentation


  • 63 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

MANEJO RACIONAL DE CURRAIS PARA BOVINOS. Médico Veterinário SÉRGIO FELIX PESSOA. LONDRINA-PR 2007. CARACTERÍSTICAS DO MANEJO.

Download Presentation

MANEJO RACIONAL DE CURRAIS PARA BOVINOS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Manejo racional de currais para bovinos

MANEJO RACIONAL DE CURRAIS PARA BOVINOS

Médico Veterinário

SÉRGIO FELIX PESSOA

LONDRINA-PR

2007


Caracter sticas do manejo

CARACTERÍSTICAS DO MANEJO

Todavia, quando manejamos os bovinos, conduzindo-os geralmente para os currais, produzimos uma desorganização em suas atividades sociais, dificultando a manutenção do espaço individual e provocando a quebra do equilíbrio na hierarquia de dominância, sendo difícil minimizar esses efeitos dado os equipamentos e as estratégias que usamos rotineiramente.

Biológico, São Paulo, v.65, n.1/2, p.87-88, jan./dez., 2003


Manejo do gado

MANEJO DO GADO

Muitas vezes, lidamos com o gado como verdadeiros predadores, galopamos, gritamos e acuamos, as vezes agredindo os animais fisicamente. Nessas condições, que reação podemos esperar dos animais?

Medo!!! Levando-os a fugir ou a atacar quando acuados...

Biológico, São Paulo, v.65, n.1/2, p.87-88, jan./dez., 2003


Consequ ncias

CONSEQUÊNCIAS

Do ponto de vista prático as conseqüências do manejo agressivo são dificuldades no trabalho com o gado (retardando-o), lesões nos animais (fraturas, cortes, hematomas etc), danos nas instalações e riscos de acidentes para os trabalhadores. A intensidade dependerá das circunstâncias.

Biológico, São Paulo, v.65, n.1/2, p.87-88, jan./dez., 2003


Manejo pr abate e qualidade da carne

MANEJO PRÉ-ABATE E QUALIDADE DA CARNE

  • A qualidade da carne representa uma das principais preocupações, especialmente para consumidores mais exigentes. Porém, há uma associação direta com o manejo pré-abate, seja na propriedade, transporte dos animais, ou no frigorífico.

  • O embarque dos animais na fazenda é o início do processo de pré-abate dos animais, pois é o processo em que os animais estarão susceptíveis a iniciar o processo de estresse.


Manejo x qualidade

MANEJO X QUALIDADE

  • É importante reduzir o estresse dos animais durante a rotina de manejo, pois se sabe, por exemplo, que animais agitados durante o manejo correm mais riscos de acidentes, levando ao aumento de contusões nas carcaças.


Manejo dos animais

MANEJO DOS ANIMAIS

  • A condução dos animais até o curral deve sempre ser realizada com calma, sem correrias ou gritos, deslocando os animais de preferência ao passo.

  • Use sempre um cavaleiro em frente ao gado “chamando” os animais (ponteiro). Não use ferrão e evite usar o bastão elétrico.


Transporte

TRANSPORTE

  • Após o embarque é necessário que se observe:

    • TEMPO DE VIAGEM ATÉ O ABATEDOURO;

    • RESTRIÇÃO DE ÁGUA E ALIMENTO;

    • CONDIÇÕES AMBIENTAIS DA VIAGEM (temperatura);

    • CONDIÇÕES DA RODOVIA (buracos que poderão causar trepidações)


Desembarque

DESEMBARQUE

  • Para o desembarque dos animais no abatedouro os procedimentos deverão ser basicamente os mesmos adotados para o embarque na fazenda, ou seja, cuidados como de se evitar o uso de equipamentos como bastões de choque ou ferrões para forçar os animais a descer do caminhão.


Ap s o desembarque

APÓS O DESEMBARQUE

  • Após o desembarque no abatedouro, os animais tenham a sua disposição um local, curral de espera, onde permanecerão por um tempo suficiente para que se acalmem e descansem da viagem, antes de prosseguirem para as próximas etapas do abate.

Artigo publicado no site www.carneangus.org.br 27/11/2006


Curral com espa o suficiente e fornecimento de gua

CURRAL COM ESPAÇO SUFICIENTE E FORNECIMENTO DE ÁGUA

Artigo publicado no site www.carneangus.org.br 27/11/2006


Curral com espa o insuficiente e sem fornecimento de gua

CURRAL COM ESPAÇO INSUFICIENTE E SEM FORNECIMENTO DE ÁGUA

Artigo publicado no site www.carneangus.org.br 27/11/2006


Consequ ncias do manejo

CONSEQUÊNCIAS DO MANEJO

  • Os problemas causados por um mau manejo antes do abate resultam em carcaças com hematomas (contusões), presença de cortes escuros nas carnes, reações de vacina e perdas de peso.

  • Os hematomas ou contusões são acúmulos de sangue originados pela ruptura dos vasos sanguíneos.

  • As regiões mais atingidas em ordem decrescente são: quarto, vazio, costela, dianteiro e lombo.


Ganhos

GANHOS

  • Eficiência,

  • Animais sem estresse,

  • Menores riscos para animais e funcionários,

  • Maior produtividade homem/hora,

  • Maior qualidade de carne no pré-abate, e

  • Acesso a mercados mais exigentes justificam o manejo racional de animais.


Manejo convencional e manejo racional

MANEJO CONVENCIONAL E MANEJO RACIONAL

  • Chama a atenção que, no manejo convencional, há mais riscos de acidente também com os vaqueiros.

  • No manejo racional, além de não terem sido registrados acidentes, o desgaste físico foi reduzido significativamente.

  • De acordo com o estudo, após o término da pesquisa, os vaqueiros puderam escolher o manejo que julgassem melhor; a escolha foi pelo racional, feito com o tronco de contenção.

Publicado em fev/mar 2006 www.beckhauser.com.br


Conclus o

CONCLUSÃO


Manejo racional de currais para bovinos

  • É muito importante o manejo adequado de bovinos, minimizando o estresse dos animais e o esforço de trabalho, assegurando bons rendimentos de carcaça e alta qualidade da carne.

  • Isso leva ao atendimento de expectativas de muitos consumidores, que requerem cada vez mais segurança alimentar e bem-estar dos animais.


Bibliografia

BIBLIOGRAFIA

www.beckhauser.com.br

www.carneangus.org.br

Biológico, São Paulo, v.65, n.1/2, p.87-88, jan./dez., 2003


  • Login