LIMNOLOGIA
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 38

LIMNOLOGIA E A PISCICULTURA NO BRASIL PowerPoint PPT Presentation


  • 121 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

LIMNOLOGIA E A PISCICULTURA NO BRASIL. Ministério da Pesca e Aquicultura. Profa. Dra. Ana Rosa da Rocha Araújo Universidade Federal de Sergipe - UFS. A água é um recurso natural reciclável e não renovável. QUALIDADE DA ÁGUA PARA PISCICULTURA. OBJETIVOS:.

Download Presentation

LIMNOLOGIA E A PISCICULTURA NO BRASIL

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Limnologia e a piscicultura no brasil

LIMNOLOGIA

E A

PISCICULTURA NO BRASIL

Ministério da Pesca e Aquicultura

Profa. Dra. Ana Rosa da Rocha Araújo

Universidade Federal de Sergipe - UFS


Limnologia e a piscicultura no brasil

A água é um recurso natural reciclável e não renovável.


Qualidade da gua para piscicultura

QUALIDADE DA ÁGUA PARA PISCICULTURA

  • OBJETIVOS:

  • Propiciar as condições ambientais ideais para o desenvolvimento dos peixes em cultivo

  • Minimizar os impactos ambientais

  • Maximizar os lucros


Qualidade da gua para piscicultura1

QUALIDADE DA ÁGUA PARA PISCICULTURA

Quais as necessidades dos peixes ?

  • Segurança – ausência de predadores ausência de competidores

  • Bem estar – estado sanitárioconforto ambiental

  • Alimentação – energia para metabolismo

    energia para crecimento


Conforto ambiental principais par metros

QUALIDADE DA ÁGUA PARA PISCICULTURA

Conforto ambiental – principais parâmetros

  • Metabolismo - Temperatura e oxigênio

  • Excreção – gás carbônicoe amônia


Limnologia e a piscicultura no brasil

VIVEIRO - 1


Limnologia e a piscicultura no brasil

VIVEIRO - 2


Limnologia e a piscicultura no brasil

VIVEIRO - 3


Limnologia e a piscicultura no brasil

VIVEIRO - 4


Limnologia e a piscicultura no brasil

pH – Potencial de Hidrogenio Ionico

pH–

Concentração de íons de H+ na água

0

Ácido – H+

7

Básico – OH-

14

  • Fonte

  • Gás carbônico

  • Outros ácidos orgânicos e inorgânicos

  • Água de chuva: pH 4 - 6

0 - 4

Letal

4 – 6,5

Aumento do estresse (baixo crescimento)

Faixa desejável (bom crescimento)

6,5 – 9,0

9,0 - 11

Aumento do estresse (baixo crescimento)

> 11

Letal


Limnologia e a piscicultura no brasil

pH – variavel quimica

pH-

Efeito do pH sobre os organismos aquáticos

  • Modifica a permeabilidade da membrana celular

  • dificulta as trocas gasosas, absorção e transporte de O2

  • Desnatura as proteínas e as enzimas

  • Regulação osmótica

  • perda de íons de cálcio e cloretos

  • Aumento da pressão arterial

pH-

Efeito da acidificação das águas sobre os peixes

  • Redução da taxa de crescimento

  • Má formação do esqueleto

  • Alteração na reprodução

  • Ovos e alevinos são afetados


Limnologia e a piscicultura no brasil

pH

pH-

Efeito do aumento do pH - alcalino

  • Destroe as guelras e membrana celular

  • pH da água > pH do sangue (7,0 – 7,2)

  • Dificulta a excreção da amônia


Limnologia e a piscicultura no brasil

pH

pH-

Correção

  • Corrigir a concentração de bases na água – (carbonato e

    bicarbonato)

  • Elevar o pH (ácido para neutro)

  • Aplicação de calcário e cal

  • Reduzir o pH (alcalino para neutro)

  • Está associado a altas taxas de fotossíntese: reduzir fitoplâncton ou macrófitas

  • Aplicação de sulfato de alumínio e gesso agrícola


Limnologia e a piscicultura no brasil

pH

9

4

Tempo

12:00

06:00

06:00

PRODUTIVIDADE AQUÁTICA

pH-

Ciclo diário


Limnologia e a piscicultura no brasil

pH

  • O pH da água é influenciado por:

    • Respiração e Fotossíntese

    • Solo (pH, tipo, composição, etc)

    • Calagem

  • Monitoramento semanal


Limnologia e a piscicultura no brasil

OXIGÊNIO

< 1 mg/l

Letal se exposto por poucas horas

1 – 5 mg/l

Sobrevive mas reproduz mal e reduz o crescimento se exposto continuamente

> 5 mg/l

Peixe reproduz e cresce bem (40% de saturação)


Limnologia e a piscicultura no brasil

OXIGÊNIO

  • Causas da diminuição de oxigênio

  • Morte súbita do fitoplâncton:

  • Altas taxas de decomposição

  • Céu encoberto com dias sem vento

  • Baixa taxa de fotossíntese

  • Longo período de chuva

  • havendo excesso de fitoplâncton baixa taxa de fotossíntese e aumenta as taxas de respiração

  • Superpopulação no viveiro

  • altas taxas de respiração


Limnologia e a piscicultura no brasil

OXIGÊNIO

  • Sintomas de queda de oxigênio

  • Peixes param de se alimentar

  • Mudança na coloração da água

  • verde escuro para marrom

  • Peixe abrindo e fechando a boca (bebendo)

  • Ficam na superfície, quando perturbados afundam, mas logo voltam a superfície.

  • Peixes concentrados próximos à entrada de água

  • Morte dos peixes maiores


Limnologia e a piscicultura no brasil

OXIGÊNIO

  • A concentração de oxigênio na água em sistemas de piscicultura é influenciada por:

    • Taxa de fotossíntese e respiração;

    • Taxa de renovação de água;

    • Concentração de matéria orgânica nos viveiros;

    • Temperatura e salinidade da água;

    • Biomassa estocada;

      • fase de desenvolvimento

      • espécie


Limnologia e a piscicultura no brasil

< 20 oC

Causa stress

20 – 24 oC

Tolerância

24 - 28 oC

Apetite máximo

28 – 30 oC

Tolerância

30 - 32 oC

Causa stress

> 32 oC

Mortalidade

TEMPERATURA - radiação

  • Temperatura – peixes tropicais

RECOMENDAÇÕES: pesquisar níveis de tolerância


Limnologia e a piscicultura no brasil

TEMPERATURA - radiação

  • Turbidez

  • Tipo:

Fitoplâncton: desejável

Partículas do solo em suspensão: impede a penetração de luz na água e o desenvolvimento do fitoplâncton

  • Fonte:

Excesso de argila em suspensão

Erosão das laterais dos viveiros

Pela própria atividade dos peixes


Limnologia e a piscicultura no brasil

Nível da água

40 cm

TEMPERATURA - radiação

Radiação dispersa

  • Avaliação da transparência:

Disco de Secchi

ZE (cm) = profundidade do disco de Secchi x 2,7

ZE (cm) = 40 x 2,7

ZE (cm) = 108 cm

No viveiro ocorre fotossíntese até a profundidade de 1,08 m


Medindo a transpar ncia da gua

Medindo a transparência da água

30 cm

Disco de Secchi

Monitoramento diário


Transpar ncia da gua

TRANSPARÊNCIA DA ÁGUA

Água transparente

Água fertilizada

Clear water

Turbid water

Turbidez mineral


Limnologia e a piscicultura no brasil

TEMPERATURA - radiação

  • Sintomas de ocorrência de problemas com a temperatura

  • Perda de apetite:

Peixes param de comer de uma hora para outra

  • Perda de equilíbrio

  • Morte aguda

Rápida, afetando grande parte da população


Limnologia e a piscicultura no brasil

TEMPERATURA - radiação

  • Exerce influência direta sobre o metabolismos dos peixes;

  • Monitoramento diário;

  • Exigência variável de acordo com a espécie e fase de desenvolvimento;

Faixa de temperatura ideais para crescimento de diferentes espécies de peixes.


Conforto ambiental principais par metros1

QUALIDADE DA ÁGUA PARA PISCICULTURA

Conforto ambiental – principais parâmetros

  • Metabolismo - Temperatura e oxigênio

  • Excreção – gás carbônico e amônia


Limnologia e a piscicultura no brasil

OXIGÊNIO

  • Consumo

  • Respiração (vegetais e animais)

  • Decomposição (oxidação da matéria orgânica e de íons metálicos)

  • Variação

  • Diária

  • Profundidade


Limnologia e a piscicultura no brasil

OD

Tempo

06:00

06:00

OD

Profundidade

OXIGÊNIO

  • Variação diária

  • Variação coma profundidade


Limnologia e a piscicultura no brasil

OXIGÊNIO

RESUMO

pH

Período

Foto./Resp.

CO2

O2

Dia

Fotossíntese

Diminui

Aumenta

Alcalino

Noite

Respiração

Aumenta

Diminui

Acidez


Conforto ambiental principais par metros2

QUALIDADE DA ÁGUA PARA PISCICULTURA

Conforto ambiental – principais parâmetros

  • Metabolismo - Temperatura e oxigênio

  • Excreção – gás carbônico e amônia


Limnologia e a piscicultura no brasil

AMÔNIA

  • Concentrações desejáveis:

Amônia total=

[NH3] + [NH4+]

  • Íon amônio NH4+ .............. 1,5 – 2,0 mg/l

  • Amônia NH3..................... < 0,1 mg/l

Percentual de amônia não ionizada em função da temperatura e pH


Limnologia e a piscicultura no brasil

AMÔNIA

  • Sintomas de toxidade de amônia

  • Peixes nadando erraticamente

  • Quando capturados, os peixes ficam “tremendo” mas não conseguem saltar

  • Correção da amônia

  • Renovação da água

  • Aeração da água

  • Redução do pH

  • Suspensão da fertilização dos viveiros

  • Suspensão do fornecimento de ração


Limnologia e a piscicultura no brasil

FITOPLÂNCTON

PAPEL DO FITOPLÂNCTON

Luz

6 CO2 +H2O

C6H12O6 + 6 O2

Nutrientes (N,P)


Limnologia e a piscicultura no brasil

COMPOSTOS NITROGENADOS

  • Os compostos nitrogenados na água estão presentes principalmente nas formas de NH3, NH4+, NO3- e NO2-.

  • Os compostos amoniacais estão presentes em duas formas: NH3 e NH4+.

  • As principais fontes de amônia no cultivo são:

    • Decomposição da matéria orgânica;

    • Fertilização dos viveiros;

    • Excreção nitrogenada dos peixes;

    • Renovação de água.


Frequ ncia de monitoramento

Frequência de monitoramento

  • Diariamente: temperatura e oxigênio dissolvido.

  • Semanalmente: pH, amônia total, transparência.

  • Mensalmente: alcalinidade e dureza total.

  • Outros parâmetros:

    • Nitrito: índices elevados de arraçoamento e baixos níveis de OD, mesmo com aeração.


Equipamentos utilizados para monitoramento

Equipamentos utilizados para monitoramento

refratômetro

pHmetro

kits colorimétricos

oxímetro


Limnologia e a piscicultura no brasil

Água de boa qualidade é essencial para a piscicultura!!!


  • Login