UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS
Download
1 / 58

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DA ESCOLA DE GESTORES GESTÃO E INOVAÇÃO - PowerPoint PPT Presentation


  • 64 Views
  • Uploaded on

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DA ESCOLA DE GESTORES GESTÃO E INOVAÇÃO Mirza Seabra Toschi – UEG Palmas/To Julho de 2010. OS DESAFIOS DA GESTÃO.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DA ESCOLA DE GESTORES GESTÃO E INOVAÇÃO' - rico


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DA ESCOLA DE GESTORES

GESTÃO E INOVAÇÃO

Mirza Seabra Toschi – UEG

Palmas/To

Julho de 2010


OS DESAFIOS DA GESTÃO

“Para permanecer vivo, educando a paixão, desejos de vida ou de morte, é preciso educar o medo e a coragem. Medo e coragem de ousar. Medo e a coragem em assumir a solidão de ser diferente. Medo e coragem de romper com o velho. Medo e a coragem de construir o novo”.

Madalena Freire



O QUE É GESTÃO? dele do jeito que ele está?

MOBILIZAÇÃO DE MEIOS E PROCEDIMENTOS PARA ATINGIR OS OBJETIVOS DE UMA INSTITUIÇÃO ESCOLAR


  • FUNÇÃO(ÕES) DA ESCOLA: dele do jeito que ele está?

  • ATUALIZAR HISTÓRICA E CULTURALMENTE AS NOVAS GERAÇÕES

  • FORMAR PARA O EXERCÍCIO DA CIDADANIA

  • SOCIALIZAR

  • DESENVOLVER O ESPÍRITO CRÍTICO DOS ESTUDANTES

  • FORMAR PARA O TRABALHO




MANIFEST. VERBAIS E CONCEITUAIS

MANIFEST. VISUAIS E SIMBÓLICAS

MANIFEST. COMPORTAMENTAIS


  • VERBAIS E CONCEITUAIS GERAÇÕES...

  • Fins e objetivos

  • Currículo

  • Linguagens

  • Metáforas

  • Histórias

  • Heróis

  • Estruturas

  • Etc.


  • VISUAIS E SIMBÓLICAS GERAÇÕES...

  • Arquitetura e equipamentos

  • Artefatos e logotipos

  • Lemas e divisas

  • Uniformes

  • Imagem exterior

  • Estruturas

  • Etc.


  • COMPORTAMENTAIS GERAÇÕES...

  • Rituais

  • Cerimonias

  • Ensino e aprendizagem

  • Normas e regulamentos

  • Procedimentos operacionais

  • Etc.


Como fazer para mudar a escola? GERAÇÕES...

Onde agir?




Será que o que acontece GERAÇÕES...

na escola repercute na

sociedade?


ESCOLA GERAÇÕES...

SOCIEDADE


SOCIEDADE GERAÇÕES...

ESCOLA


  • Uma gestão democrática não se origina apenas na escola....

  • Mas, a escola é fundamental para formar para a democracia...

  • GIROUX é instituição capaz de fazer a contra hegemonia

  • Vitor PARO – parece pouco mas não é!!!

  • Gestão democrática é instrumento de consolidação da democracia na vida social


“ tendo em conta que a participação democrática não se dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública” (PARO, 1998, p. 46).

Cultura democrática cria-se com a democracia

Na GESTÃO

Em todo ATO PEDAGÓGICO!!!


  • LIMITES: dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

  • nossa pouca experiência democrática

  • cultura de práticas antidemocráticas

  • controles formais exagerados

  • ausência de cooperação desinteressada

  • falta de sentimento de coletivo

  • individualismo (princípio do capitalismo)

  • sentimento de poder de quem assume cargos


É de menino que se torce o pepino... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Por quê tanto fascínio por esta máquina??? dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Pierre Lévy – Tecnologias da inteligência dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


TEMPOS DO ESPÍRITO dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

TIPOS DE SABER

BASE

Oralidade

Escrita

Informático-mediático

Narrativo

Teórico

Operacional

Ritualidade

Interpretação

Simulação

Tecnologias da inteligência – Pierre Lévy


oralidade dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


escrita dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


cibercultura dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

simulação


A geração net dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Ah! Se eu pego quem inventou a escola... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Um nativo digital e um imigrante digital.... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Homo sapiens... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

Homo ludens...

Homo videns...

E agora...


Homo dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública” zappiens...


  • O homo dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública” zappiens:

  • faz várias coisas ao mesmo tempo e a escola, além de monocultural, só deixa fazer uma coisa de cada vez...

  • CURIOSIDADES:

  • protagonismo que o computador dá

  • o coletivismo/individualismo da escola

  • o individualismo/coletivismo do nativo digital

  • o protagonismo dos jovens e o conflito com a escola


ELES NÃO SÃO DO CONTRA...ELES ESTÃO EM OUTRA... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

Fonte: BABIN, Pierre e KOULOUMDJIAN, Marie-France. Os novos modos de aprender – a geração do audiovisual e do computador. São Paulo: Paulinas, 1989.


Celular... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

Tênis...

Boné...

Camiseta...


E computador...muito computador dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Quem são nossos alunos? dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”


Eles aprendem em qualquer hora e em qualquer lugar... dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

A escola tem atendido às suas necessidades e interesses?

É difícil aceitá-los?


Por que eles abandonam dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

Mais que necessidade de trabalhar, os alunos de 15 a 17 anos desistem por falta de interesse ...


Não adianta professores robôs!! dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

Não é isso!!!

É preciso sim compreendê-los...


DESAFIOS: dá espontaneamente, sendo antes um processo histórico em construção coletiva, coloca-se a necessidade de se preverem mecanismos institucionais que não apena viabilizem mas também incentivem práticas participativas dentro da escola pública”

Copiar o corpo e o cérebro humanos...

Copiar a mente...

Copiar a consciência...

O importante é saber conversar com eles...


O termo surgiu na internet em maio deste ano (2008), quando Jim Groom escreveu em seu blog(Em inglês) (http://bavatuesdays.com/)   o que ele acreditava que atrapalhava a comunidade focada em educação. Intitulado The Glass Bees (http://bavatuesdays.com/the-glass-bees/) , o post explicitava que a busca pelas novas tecnologias é o que enrijece a relação e a compreensão de uma nova estrutura na sala de aula. A própria expressão web 2.0, que, teoricamente, explicitaria essas ferramentas de rede na internet, é uma vilã nessa busca. O objetivo não é incentivar um novo produto (algo que é induzido pelo termo), uma nova ferramenta, mas contribuir para que a comunidade se forme e enriqueça o conteúdo.



Despedido un docente por utilizar el blog en el aula Jim Groom escreveu em seu

Disponível em: http://www.aulablog.com/despedido-un-docente-por-utilizar-el-blog-en-el-aula


  • O que é ser estudante hoje? Jim Groom escreveu em seu

  • salas com mais de 100 alunos

  • só 18% dos professores sabem os nomes dos alunos

  • leem 49% dos textos que os professores passam

  • só 26% deles são importantes para eles

  • leem cerca de 8 livros por ano

  • 2300 páginas da web

  • 1281 perfis do Facebook

  • escrevem 42 páginas na escola

  • escrevem mais de 500 páginas de correio eletrônico


  • O que os jovens fazem num dia... Jim Groom escreveu em seu

  • 1h e meia vendo TV à noite

  • 2h no celular

  • 2h comendo

  • 3h estudando

  • 2h e meia ouvindo música

  • 2h no trabalho

  • 3h na escola

  • 3h e meia conectada

  • 7h de sono

  • TOTAL – 26h e meia!!!


  • O que é ser inovador? Jim Groom escreveu em seu

  • não é ser professor power point

  • mas sim reinventar a escola

  • fazer a escola ser diferente do que tem sido

  • adotar a diversidade como chave de formação

  • estar situada no seu tempo histórico


  • Ser inovador significa: Jim Groom escreveu em seu

  • compreender os nexos da sociedade atual

  • mudar as regras do jogo da escola

  • criar o jogo da emancipação humana

  • respeitar as diferenças

  • reconhecer a legitimidade dos diferentes saberes dos que chegam à escola

  • reorganizar o trabalho pedagógico

  • reestruturar os espaços e tempos escolares...


O que fazer? Jim Groom escreveu em seu Escola-mesa: o contrário da escola-loja onde se consome conhecimento

Escola-mesa sobre a qual se coloca o que se sabe para ligar, completar, relativizar, criticar e confrontar...Lugar de troca.


TRIÂNGULO PEDAGÓGICO Jim Groom escreveu em seu

Professor

Transmissão/

conhecimentos

Processos relacionais e formativos

Aluno

Saber

Aprendizagem


DUPLA MEDIAÇÃO: Jim Groom escreveu em seu a do professor e a da máquina

Na escola-mesa

aluno

professor

professor

máquina

professor

máquina

máquina

aluno

saber

aluno

professor

aluno

máquina

máquina

professor

aluno

saber

professor


Gestão de redes Jim Groom escreveu em seu humanas...

O desafio do educador


CAIXA DE PANDORA Jim Groom escreveu em seu

PRATICAR A ESPERANÇA!!!

ESPERANÇA


OBRIGADA!! Jim Groom escreveu em seu

Agradeço sua atenção!

[email protected]


ad