vi bienal de pesquisa fiocruz e xvi reuni o anual de inicia o cient fica raic
Download
Skip this Video
Download Presentation
VI BIENAL DE PESQUISA FIOCRUZ e XVI REUNIÃO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - RAIC

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 38

VI BIENAL DE PESQUISA FIOCRUZ e XVI REUNIÃO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - RAIC - PowerPoint PPT Presentation


  • 80 Views
  • Uploaded on

Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Vice-Presidência de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico. VI BIENAL DE PESQUISA FIOCRUZ e XVI REUNIÃO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - RAIC. Rio de Janeiro 20-24 de outubro de 208. Ciência e Tecnologia em Saúde. Sumário.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' VI BIENAL DE PESQUISA FIOCRUZ e XVI REUNIÃO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - RAIC' - penney


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
vi bienal de pesquisa fiocruz e xvi reuni o anual de inicia o cient fica raic

Ministério da Saúde

Fundação Oswaldo Cruz

Vice-Presidência de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico

VI BIENAL DE PESQUISAFIOCRUZeXVI REUNIÃO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - RAIC

Rio de Janeiro

20-24 de outubro de 208

Ciência e Tecnologia em Saúde

sum rio
Sumário

Local: Fundação Oswaldo Cruz – FIOCRUZ

Data: 20 -24 de outubro de 2008

Tema:Amazônia: evolução e diversidade

Ministério da Saúde

Fundação Oswaldo Cruz

Vice-Presidência de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico

slide3

Arquipélago Mariuá, um dos maiores do mundo, rio Negro, Amazonas

Foto: Araquém Alcântara (http://www.amazonia.org.br)

slide4

Canoeiro, rio Trombetas, Pará

Foto: Araquém Alcântara (http://www.amazonia.org.br)

slide5

Monte Roraima

Foto: Araquém Alcântara (http://www.amazonia.org.br)

slide6

Amazônia:

evolução e

diversidade

Foto: Funai (http://www.funai.gov.br/ultimas/noticias/1_semestre_2008/maio/un2008_012.html

Funai fotografa índios isolados na fronteira do Brasil com o Peru.

slide7

Menina carajá, no Araguaia

Foto: Araquém Alcântara (http://www.amazonia.org.br)

slide8

Cachoeira Pancada Grande, Pará

Foto: Araquém Alcântara (http://www.amazonia.org.br)

slide9

Amazônia:

evolução e

diversidade

Foto: Paulo Barreto (http://www.amazonia.org.br)

Casade ribeirinho rodeada de açaizal em ilha próxima de Belém

slide10

Madeira apreendida

Foto: Araquém Alcântara (http://www.amazonia.org.br)

slide13

Fiocruz: linha do tempo

  • Produção de soros e vacinas contra a peste bubônica
  • Expansão das atividades => pesquisa médica
  • Controle da febre amarela
  • Revolta da vacina (varíola)
slide14

Fiocruz: linha do tempo

  • 1904 Primeira viagem de Oswaldo Cruz para a Amazônia
  • 1907 Erradicação da febre amarela no Brasil
  • Descoberta da doença de Chagas
  • Retorno de Oswaldo Cruz à Amazônia
  • Expedição de Carlos Chagas à Amazônia

Expedição Carlos Chagas

Amazônia - 1912

Oswaldo Cruz e Belizário Penna

Amazônia - 1910

slide15

Fiocruz: linha do tempo

  • Morre Oswaldo Cruz
  • Conclusão das obras do Pavilhão Mourisco (Castelo)
  • 1925 Einstein visita a Fiocruz
  • Início da produção (Fiocruz) e do emprego da vacina da febre amarela no Brasil
slide16

Fiocruz – linha do tempo

  • 1970 Cassação e aposentadoria compulsória de pesquisadores durante o regime militar
  • Reintegração de pesquisadores com a redemocratização do Brasil
  • Equipes da Fiocruz isolam, pela primeira vez no Brasil, o vírus da Aids
  • 1990 – 2000 começa o projeto Genoma Humano
  • Criação do Centro de Pesquisas Leônidas e Maria Deane, em Manaus
  • Comemoração do primeiro centenário da Fiocruz
slide17

Fiocruz – linha do tempo

Fiocruz – linha do tempo

2009 Centenário da descoberta da doença de Chagas

Músculo cardíaco infectado

fiocruz reas de atua o
Fiocruz – áreas de atuação
  • Ciência, tecnologia e inovação em saúde;
  • Educação permanente e qualificação profissional para o Sistema Único de Saúde - SUS;
  • Assistência farmacêutica e produção de insumos estratégicos em saúde;
  • Atenção à saúde;
  • Vigilância epidemiológica e ambiental em saúde;
  • Vigilância sanitária de produtos, serviços e ambiente;
  • História e ciências sociais em saúde, e
  • Gestão de políticas de saúde.
slide20

Fiocruz – 2008

  • Instituição biomédica
  • Pesquisa, produção e ensino multidisciplinar
  • 18 unidades técnicas e científicas: 11 no Rio de Janeiro e 7 em outros estados
  • Campus da Mata Atlântica
  • ~4.600 servidores do quadro permanente
  • 18 cursos de mestrado e 14 de doutorado, com avaliação de excelência pela CAPES/MEC
  • Referência em diagnóstico em 31 doenças
  • 1.400 projetos de pesquisa em mais de 50 diferentes doenças e áreas temáticas
fiocruz 2008
Fiocruz – 2008
  • Fabrica medicamentos do coquetel contra a Aids e medicamentos essenciais para o Sistema Único de Saúde
  • Tem capacidade instalada para produzir 200 milhões de doses de vacina por ano
  • Relevante produção de artigos científicos
  • Editora Fiocruz: publicações especializadas e divulgação científica
slide22

Fiocruz – 2008

  • Prêmio de melhor instituição de saúde pública no mundo
  • Considerada uma das melhores instituições de pesquisa, no mundo, para se trabalhar
  • Novas unidades: Mato Grosso do Sul, Ceará, Piauí, Rondônia
fiocruz 20081
Fiocruz – 2008

Unidade da Fiocruz

vi bienal de pesquisa
VI Bienal de Pesquisa

A VI Bienal de Pesquisa da Fiocruz é uma oportunidade para a comunidade científica e tecnológica divulgar e discutir seus projetos de pesquisa, com o objetivo de disseminar o conhecimento gerado, promovendo o intercâmbio de experiências.

xvi reuni o anual de inicia o cient fica raic
XVI Reunião Anual deIniciação Científica - RAIC

A RAIC tem como objetivo proporcionar uma oportunidade para exposição e discussão dos trabalhos dos bolsistas de iniciação científica (IC) e iniciação tecnológica (IT), com vistas à avaliação dos projetos em desenvolvimento e ao intercâmbio de experiências.

palestras programadas
Palestras programadas

20 de outubro de 2008

09:30 horas

Luis Fernandes - FINEP – Presidente

Fomento à Pesquisa

Nelson Cabral de Carvalho - Petrobrás

A experiência do Centro de Excelência Ambiental da Petrobrás Amazônia

palestrante
Palestrante

Luis Manuel Rebelo Fernandes

Formou-se em Relações Internacionais na Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos. Obteve os títulos de mestre e doutor em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj). É professor do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da PUC-Rio e do Departamento de Ciência Política (GCP) da Universidade Federal Fluminense (UFF), além do Curso de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branco. Lecionou no Birbeck College em Londres e foi pesquisador-bolsista na London School of Economics (LSE). Teve importante papel na introdução e consolidação da área acadêmica de Relações Internacionais no Brasil, tendo sido fundador e coordenador do Grupo de Política Internacional da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais (Anpocs) e proponente do primeiro programa de doutorado da área no país.

palestras programadas1
Palestras programadas

21 de outubro de 2008

09:30 horas

Carlos Afonso Nobre

INPE - Pesquisador Titular

Mudanças climáticas na Amazônia

palestrante1
Palestrante

Carlos Afonso Nobre

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1A

Possui graduação em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1974) e doutorado em Meteorologia - Massachussets Institute of Technology (1983). É pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, ex-coordenador geral do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC-INPE) de 1991 a 2003. Ex-coordenador científico do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA) durante o período de 1996 a 2002. Atualmente é representante da área Multidisciplinar da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Também é o presidente do Comitê Científico do International Geosphere-Biosphere Programme (IGBP). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Meteorologia, atuando principalmente nos seguintes temas: ciências atmosféricas, clima, meteorologia, Amazônia e modelagem climática, interação biosfera-atmosfera e desastres naturais e ministra a disciplina Interação Biosfera-Atmosfera no Programa de PG do INPE.

palestras programadas2
Palestras programadas

22 de outubro de 2008

09:30 horas

João Carlos Ferraz

BNDES – Diretor

Gestão da pesquisa no Complexo Industrial da Saúde

palestrante2
Palestrante

João Carlos Ferraz

João Carlos Ferraz é economista, professor, pesquisador e funcionário internacional, especialista em temas associados a organização industrial e competição; inovação e estratégias empresariais; financiamento e políticas de desenvolvimento produtivo. Nascido em Belo Horizonte, possui bacharelado em Economia pela Universidade Católica de Minas Gerais (1977) e em Jornalismo pela mesma instituição (1978). Em 1984, obteve o título de doutor em Economia da Inovação e Políticas Públicas pela Universidade de Sussex (Inglaterra). João Carlos Ferraz é professor da UFRJ, onde chegou a diretor do Instituto de Economia (1998-2003) e foi professor visitante da Universidade de Tsukuba, Japão. Ferraz tem no currículo a supervisão de teses de doutorado, dissertações de mestrado e monografias de graduação, além de 40 artigos em revistas com pareceristas, livros e capítulos de livros. Ao ser convidado para a diretoria do BNDES, Ferraz era diretor da Divisão de Desenvolvimento Produtivo e Empresarial da Cepal (Comissão Econômica para América Latina e Caribe), agência da ONU, em Santiago, Chile, cargo que exerceu entre julho de 2003 e junho de 2007. No BNDES, Ferraz é responsável pelas áreas de Pesquisa Econômica, Planejamento e Gestão de Risco.

palestras programadas3
Palestras programadas

23 de outubro de 2008

09:30 horas

Luiz Hildebrando Pereira da Silva

Instituto de Pesquisas em Patologias Tropicais em Rondônia – Ipepatro - Diretor

Endemias e epidemias na Amazônia. A malária no vale do rio Madeira em Rondônia. Um caso de escola.

palestrante3
Palestrante

Luiz Hildebrando Pereira da Silva

Formado pela Faculdade de Medicina da USP, em 1953, trabalhou de 1954 a 1956 na Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Paraíba como assistente do Professor Samuel Pessoa e, depois, como Professor pleno e epidemiologista do Serviço Nacional de Malaria. Em 1956 foi nomeado assistente de Parasitologia da Faculdade de Medicina da USP onde trabalhou até 1964, tendo obtido a livre docência em 1961. Demitido pelo Ato Institucional n.1 de 1964 foi nomeado Chargé de Recherches no CNRS- França e voltou a trabalhar no Instituto Pasteur de Paris na Unidade de Genetique Microbienne de François Jacob. Voltou ao Brasil em 1968 e foi nomeado Professor de Genética na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, sendo, entretanto, demitido novamente pelo ato Institucional n5 em abril 1969, voltando a França e ao Instituto Pasteur onde trabalhou até sua aposentadoria em 1996. Foi sucessivamente Maitre de Recherches e Directeur de Recherches do CNRS, Professor do Instituto Pasteur, diretor da Unidade de Diferenciação Celular, Diretor da Unidade de Parasitologia Experimental, chefe dos Departamentos de Biologia Molecular (1976-8) e de Imunologia (1986-8) além de Visiting Professor de Genética na Universidade Harvard (1982). Regressando ao Brasil em 1997 é, atualmente, diretor do Instituto de Pesquisa em Patologias Tropicais de Rondônia e Professor Emérito da Universidade Federal de Rondônia. Especialista em Parasitologia trabalhou em Biologia molecular de parasitas da malaria, Imunologia das infecções por P: falciparum e P. vivax e em Epidemiologia da malaria.

participantes
Participantes

Participantes

1100 trabalhos inscritos

Pesquisadores, analistas e tecnologistas do quadro permanente

Bolsistas: pesquisador visitante, pró-gestão, técnicos e tecnologistas, iniciação científica e iniciação tecnológica

apoio
Apoio

Espaço para expositores

Distribuição de material de divulgação

ad