Advertisement
1 / 68

Artroplastia Total do Quadril Revisão Acetabulo PowerPoint PPT Presentation


  • 123 Views
  • Uploaded on 11-06-2013
  • Presentation posted in: General

GCQ - HCPA . Artroplastia Total do Quadril Revisão Acetabulo. Carlos Roberto Galia Carlos Alberto de Souza Macedo Ricardo Rosito. GCQ - HCPA . Hospital de Clínicas de Porto Alegre Serviço de Ortopedia e Traumatologia Grupo de Cirurgia do Quadril. GCQ - HCPA . Introdução. - PowerPoint PPT Presentation

Download Presentation

Artroplastia Total do Quadril Revisão Acetabulo

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Artroplastia total do quadril revis o acetabulo

GCQ - HCPA

Artroplastia Total do QuadrilRevisão Acetabulo

Carlos Roberto Galia

Carlos Alberto de Souza Macedo

Ricardo Rosito


Artroplastia total do quadril revis

GCQ - HCPA

Hospital de Clínicas de Porto AlegreServiço de Ortopedia e TraumatologiaGrupo de Cirurgia do Quadril


Introdu o

GCQ - HCPA

Introdução

A diminuição do estoque ósseo é um obstáculo aos ortopedistas que se dedicam à cirurgia de Artroplastia Total do Quadril (ATQ)


Introdu o1

GCQ - HCPA

Introdução

Pode comprometer ou mesmo inviabilizar a fixação do componente acetabular, tornando a cirurgia um verdadeiro desafio


Introdu o2

GCQ - HCPA

Introdução

  • Causas de deficiência acetabular

    • Causas primárias

      • Osteoporose

      • Displasias

      • Artrite Reumatóide

      • Espondilite Anquilosante

      • Neoplasias


Introdu o3

GCQ - HCPA

Introdução

  • Causas de deficiência acetabular

    • Causas secundárias

      • Artroplastias prévias

        • Afrouxamento asséptico

        • Efeitos do Debri do Polietileno

        • Destruição óssea na retirada do componente

      • Artroplastia primária

        • Remoção excessiva de osso

      • Seqüela de fratura acetabular


Introdu o4

GCQ - HCPA

Introdução

  • Histórico do enxerto ósseo

    • Bush LF; JBJS, 1947

      • Descreveu técnicas de armazenamento de enxerto ósseo

    • Parrish FF; JBJS, 1966

      • Uso de enxerto em cirurgias de tumores ósseos

    • McCollum et al; JBJS, 1980

      • Uso de enxerto para casos complexos de ATQ 1ª (displasia, protusão). Mostrou superioridade do enxerto X grandes cúpulas X telas


Introdu o5

GCQ - HCPA

Introdução

  • Histórico do enxerto ósseo

    • Bradford MS, Paprosky WG; Semin Arthroplasty, 1995. Garbus et al; Clin Orthop, 1996

      • As deficiências segmentares em região estrutural importante do acetábulo (Coluna anterior, posterior, ou teto) devem ser preenchidas com enxerto em bloco.


Introdu o6

GCQ - HCPA

Introdução

  • Histórico do enxerto ósseo

    • Pouca literatura com uso de enxerto ósseo picado isolado.

    • Slooff TJ et al; Clin Orthop, 1996

      • Publicou casuística com uso de enxerto ósseo picado em segmento de 11,8 anos com 90% de bons resultados.


Introdu o7

GCQ - HCPA

Introdução

  • Histórico do enxerto ósseo

    • Não existe até o presente momento artigos comparando diferentes tipos de enxertos (congelado, liofilizado, irradiado) em casos de revisão acetabular.


Principais t cnicas para revis o do componente acetabular

GCQ - HCPA

Principais técnicas para revisão do componente acetabular

  • Enxerto esponjoso impactado + cúpula sem cimento

    • Lachiewicz PF; JBJS, 1998

    • Leopold SS et al; Clin Orthop, 1999

    • Woolson S; J Arthroplasty, 1996

      • É a melhor técnica para revisão dos casos com remanescentes da coluna posterior e teto.

    • Dorr LD, Wan Z; Clin Orthop, 1995

      • Estudo demonstrando 2% de falhas por afrouxamento asséptico em 5 anos


Principais t cnicas para revis o do componente acetabular1

GCQ - HCPA

Principais técnicas para revisão do componente acetabular

  • Padgett DE et al; JBJS, 1993

  • McGan WA et al; Clin Orthop, 1998

    • Radioluscência é comum quando se usa enxerto com acetábulo não cimentado.


Caso 1 pr op

Caso 1: pré-op


Caso 1 5 anos po

Caso 1: 5 anos PO


Caso 2 pr op

Caso 2: pré-op


Caso 2 p s op imediato

Caso 2: pós-op imediato


Principais t cnicas para revis o do componente acetabular2

GCQ - HCPA

Principais técnicas para revisão do componente acetabular

  • Enxertar osteólises sem retirar componente não cimentado

    • Maloney WJ et al; JBJS, 1993

    • Maloney WJ et al; JBJS 1997

    • Schmalzried TP et al; Clin Orthop, 1998

      • Curetagem com ou sem enxertia nos componentes fixos com troca do polietileno.


Principais t cnicas para revis o do componente acetabular3

GCQ - HCPA

Principais técnicas para revisão do componente acetabular

  • Enxerto impactado com acetábulo cimentado

    • Slooff TJ; JBJS, 1998

    • Olmstein E et al; Acta Orthop Scand, 1999

      • 21 casos tratados por radioestereometria por dois anos com 20 casos com migração em uma ou mais direções


Caso 1 pr op1

Caso 1: pré-op


Caso 1 8 meses po

Caso 1: 8 meses PO


Caso 2 pr op1

Caso 2: pré-op


Caso 2 2 anos po

Caso 2: 2 anos PO


Caso 3 pr op

Caso 3: pré-op


Caso 3 6 meses po

Caso 3: 6 meses PO


Principais t cnicas para revis o do componente acetabular4

GCQ - HCPA

Principais técnicas para revisão do componente acetabular

  • Enxerto esponjoso com reforço acetabular

    • Jatsy M etal; J Arthroplasty, 1993

    • Paprosky WG etal; J Arthroplasty, 1994

      • Resultados com enxerto em bloco inconstantes, com falhas de 4 a 47%. Uso do enxerto picado com enxerto em bloco dificulta a análise dos resultados do enxerto picado.

    • Müller ME; JBJS, 1992

    • Salvatti EA etal; OrthopClin North Am, 1988

      • Estudos com reforço e enxerto picado


Uso do refor o acetabular em artroplastia total do quadril

GCQ - HCPA

Uso do Reforço Acetabular em Artroplastia Total do Quadril

Carlos Roberto Galia

Carlos Alberto de Souza Macedo

Ricardo Rosito


Artroplastia total do quadril revis

GCQ - HCPA

Hospital de Clínicas de Porto AlegreServiço de Ortopedia e TraumatologiaGrupo de Cirurgia do Quadril


Introdu o8

GCQ - HCPA

Introdução

  • Histórico

    • Cimento ósseo adicional (Charnley 1979)

    • Enxerto ósseo associado a componentes cimentados ou não cimentados (Slooff 1984 e Schatzker 1992)


Introdu o9

GCQ - HCPA

Introdução

  • Histórico

    • Anel de Müller

    • Reforço acetabular de Burch Schneider

    • Reforço acetabular de Kerboull

    • Malha de Vitallium®


Objetivo

GCQ - HCPA

Objetivo

  • Avaliar os resultados obtidos com o uso do reforço acetabularArchimède e Fabroni em pacientes com deficiência acetabular submetidos à artroplastia total de quadril


Pacientes e m todos

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Amostra

    • todos os pacientes com deficiências acetabulares que foram submetidos à ATQ com uso de reforço acetabularFabroni ou Archimède


Pacientes e m todos1

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Período

    • 1983 a 1999

  • Todos os pacientes foram operados pelo GCQ-HCPA

  • Abordagem posterior de Moore


Pacientes e m todos2

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Avaliação clínica

    • Critérios de Merle D’Aubigne e Postel

      • Dor

      • Marcha

      • Mobilidade


Pacientes e m todos3

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Avaliação radiológica

    • Pré-operatória

      • Classificação de D’Antonio (AAOS)

        • I - Segmentares

        • II - Cavitárias

        • III - Combinadas

        • IV - Descontinuidade pélvica

        • V - Artrodese

    • Pós-operatória

      • Classificação de DeLee e Charnley


Pacientes e m todos4

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Escolha do reforço

    • Avaliação radiológica pré-operatória

      • Ântero-posterior de bacia

      • Alar e Obturatriz da coxofemoral

    • Fabroni:

      • Cavitária

    • Archimède

      • Segmentar ou combinada


Pacientes e m todos5

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Uso de enxerto ósseo

    • Enxerto ósseo picado

      • Deficiências cavitárias e segmentares

    • Enxerto ósseo em bloco

      • Deficiências segmentares


Pacientes e m todos6

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Reforço acetabularFabroni

    • Em forma de concha ajustável

    • Apoio no rebordo acetabular e fixação com cimento ósseo


Artroplastia total do quadril revis

GCQ - HCPA


Pacientes e m todos7

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Reforço acetabularArchimède

    • Em forma placa cruzada maleável

    • Fixação extracavitária através de parafusos e gancho ancorado no rebordo medial


Artroplastia total do quadril revis

GCQ - HCPA


Pacientes e m todos8

GCQ - HCPA

Pacientes e métodos

  • Tela para reconstrução


Resultados

GCQ - HCPA

Resultados

  • Amostra

    • Total: 53 pacientes (56 quadris)

    • Avaliada: 43 pacientes (46 quadris)

  • Sexo

    • 14 (32,6%) masculinos

    • 29 (67,4%) femininos

  • Idade média: 64 anos (30 a 87 anos)

  • Seguimento: 82 meses - 6,8 anos - (18 a 212 meses)


Resultados1

GCQ - HCPA

Resultados

  • Tipos de deficiência

    • Segmentar: 12 (26%) casos

    • Cavitária: 9 (19,5%) casos

    • Combinada: 21 (45,6%) casos

    • Descontinuidade pélvica: 4 (8,9%) casos

  • Tipo de reforço

    • Archimède: 39 (84,8%) casos

    • Fabroni: 7 (15,2%) casos


Resultados2

GCQ - HCPA

Resultados

  • Enxerto ósseo: 33 (71,7%) casos

    • Picado: 19 (57,5%)

    • Em bloco: 14 (42,3%)

  • Tipo de enxerto

    • Congelado autólogo: 14 (42,3%)

    • Liofilizado: 19 (57,5%)


Resultados3

GCQ - HCPA

Resultados

Avaliação Clínica: Dor


Resultados4

GCQ - HCPA

Resultados

Avaliação Clínica: Mobilidade


Resultados5

GCQ - HCPA

Resultados

Avaliação Clínica: Marcha


Resultados6

GCQ - HCPA

Resultados

  • Avaliação funcional segundo os critérios de Merle D’Aubigne & Postel

    • Muito bom: 28,3%

    • Bom: 26,1%

    • Médio: 21,7%

    • Razoável: 8,7%

    • Ruim: 15,2%

76,1%


Resultados7

GCQ - HCPA

Resultados

  • Avaliação radiológica pós-operatória

    • Radiolucência

      • Ausente em 22 (48%) casos

      • Presente em 24 (52%) casos

        • < 2 mm em 12 casos

        • > 2 mm em 12 casos


Resultados8

GCQ - HCPA

Resultados

  • Complicações

    • 2 casos de infecção e instabilidade

    • 1 caso de instabilidade


Caso 1 pr op2

GCQ - HCPA

Caso 1: pré-op


Caso 1 18 meses po

GCQ - HCPA

Caso 1: 18 meses PO


Caso 2 pr op2

GCQ - HCPA

Caso 2: pré-op


Caso 2 2 meses po

GCQ - HCPA

Caso 2: 2 meses PO


Caso 2 36 meses po

Caso 2: 36 meses PO


Caso 3 pr op1

Caso 3: pré-op


Caso 3 18 meses p s op

Caso 3: 18 meses pós-op


Caso 4 pr op

Caso 4: pré-op


Caso 4 p s op

Caso 4: pós-op


Caso 5 pr op

Caso 5: pré-op


Caso 5 12 meses po

Caso 5: 12 meses PO


Discuss o

GCQ - HCPA

Discussão

  • Reforço utilizado para os casos em que a deficiência acetabular dificulta a protetização

  • Escolha do tipo do reforço

    • Qualidade do osso

    • Tipo de deficiência


Discuss o1

GCQ - HCPA

Discussão

  • Avaliação radiológica pré-operatória com discrepâncias em relação aos achados trans-operatórios

  • Enxerto ósseo

    • Em bloco

      • reconstrução da cavidade

      • suporte estrutural

    • Picado

      • preenchimento da cavidade

      • reconstrução de segmento com uso de tela


Discuss o2

GCQ - HCPA

Discussão

  • Defeito combinado

    • Deve ser reconstruído primeiro o defeito segmentar e depois o defeito cavitário

  • Reforço sem enxertia óssea

    • Não houve migração do componente (Garcia-Cimbrelo)

  • Pacientes idosos com pouco vigor físico

    • Uso de reforço possibilita proteção imediata ao enxerto ósseo no apoio precoce


Discuss o3

GCQ - HCPA

Discussão

  • Não foi encontrada diferença no resultados clínicos e radiológicos no uso de enxerto liofilizado em relação ao congelado

  • A avaliação clínica mostrou bons resultados, sendo 76,1% dos pacientes com resultado entre muito bom e médio

  • A avaliação radiológica possuiu relação direta com o desfecho clínico dos pacientes


Conclus o

GCQ - HCPA

Conclusão

  • Reconstrução da unidade funcional do quadril

  • Recuperação do centro de rotação original do acetábulo, aumentando o estoque ósseo nos casos em que foi utilizado enxerto ósseo


Conclus o1

GCQ - HCPA

Conclusão

  • Enxerto liofilizado parace ser uma boa alternativa, pois até o presente momento não apresentou diferenças nos resultados clínicos e radiológicos quando comparado ao congelado.


Muito obrigado

GCQ - HCPA

Muito Obrigado !