Macroeconomia
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 28

Macroeconomia PowerPoint PPT Presentation


  • 42 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Macroeconomia. Faculdade de Direito UNL 2011/2012 José A. Ferreira Machado. 1. As principais grandezas macroeconómicas e a sua medição. Medição do rendimento nacional, do nível geral de preços e da taxa de desemprego; Grandezas nominais e reais. O que é a Macroeconomia?.

Download Presentation

Macroeconomia

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Macroeconomia

Macroeconomia

Faculdade de Direito

UNL

2011/2012

José A. Ferreira Machado


1 as principais grandezas macroecon micas e a sua medi o

1. As principais grandezas macroeconómicas e a sua medição

Medição do rendimento nacional, do nível geral de preços e da taxa de desemprego;

Grandezas nominais e reais.


O que a macroeconomia

O que é a Macroeconomia?

  • Microeconomia: Estuda como as famílias e empresas tomam decisões e como interagem num mercados específicos.

  • Macroeconomia: Estuda a economia como um todo, isto é, de forma agregada.

    • Porque é que uns países cresceram mais do que outros ao longo do século XX?

    • Porque é que alguns países têm taxas de inflação elevadas enquanto que outros mantêm preços estáveis?

    • Porque é que, historicamente, a Europa Ocidental tem tido taxas de desemprego mais elevadas do que os EUA?

    • Porque é que as economias experimentam recessões e depressões?

    • Que políticas podem ser adoptadas para reduzir a frequência e severidade destes episódios?

    • Porque é que défices excessivos podem ser prejudiciais?


3 vari veis chaves

3 Variáveis Chaves:

  • Produto Interno Bruto (PIB)

  • Taxa de Inflação

  • Taxa de Desemprego


Medi o do valor da actividade econ mica pib

Medição do Valor da Actividade Económica (PIB)

  • PIB sumaria, num só número, o valor monetário da actividade económica num dado período de tempo.

  • PIB pode ser encarado de dois modos:

    • Despesarealizada na aquisição dos bens e serviços finais produzidos por esses agentes

    • Rendimento de todos os agentes económicos

    • Cada transacção tem um comprador e um vendedor:

      1€ despesa do comprador

      1€ rendimento para o vendedor


Diagrama do fluxo circular do rendimento

Receitas (€)

Despesas (€)

Mercado

Bens & Serviços

Bens

Serviços

Compras de Bens

Serviços

EMPRESAS

FAMILIAS

Trabalho, capital, terra

Inputs

Mercado

Factores

Diagrama do Fluxo Circular do Rendimento

PRODUTO ≡ RENDIMENTO (Y) ≡ DESPESA (D)

Y = D

D = C (consumo)


Macroeconomia

  • As famílias não consomem todo o seu rendimento

    • Poupam

    • Pagam impostos

  • Alguns bens e serviços são comprados pelas empresas e pelo governo (Administração Públicas)

    • Investimento

    • Consumo Público

  • As economias são abertas:

    • Importações

    • Exportações

    • EXPORTAÇÕES LÍQUIDAS = EXPORTAÇÕES – IMPORTAÇÕES


Fluxo circular com poupan a e investimento

Rendimento (Y)

Investimento (I)

Poupança (S)

Mercado Financeiro

Fluxo circular com poupança e investimento

Empresas

Famílias


Macroeconomia

RENDIMENTO (Y) ≡ DESPESA (D)

D ≡ Consumo (C) + Investimento (I)

Poupança (S) ≡ Y – C

C + S ≡ C + I

– C– C

S ≡ I

Poupança ≡ Investimento


Fluxo circular com governo e sector exterior

Rendimento (Y)

EMPRESAS

Investimento (I)

Exportações líquidas (NX)

Mercado Financeiro

Poupança (S)

EXTERIOR

GOVERNO

Consumo Público (G)

Impostos (T)

Consumo (C)

Fluxo circular com governo e sector exterior

Famílias


Macroeconomia

RENDITO. (Y)≡DESPESA (D)

DESPESA (D)≡ CONSUMO (C) + INVESTIMENTO (I) + CONSUMO PÚBLICO (G) + EXPORTAÇÕES LÍQUIDAS

POUPANÇA (S) ≡ RENTO (Y) – CONSUMO (C) – IMPOSTOS (T)


Pib e despesa

PIB e Despesa

As componentes de DESPESA (D) são:

D ≡ C + I + G + E – IM

  • Identidade das contas nacionais,

    PIB = C + I + G + E – IM

Procura Externa (líquida)

Procura Interna

Procura Total

Produto

Rendimento


Macroeconomia

  • PIB: valor de mercado dos bens e serviços finais produzidos num dado período de tempo

  • Consumo privado: bens e serviços adquiridos pelas famílias

    • Duráveis

    • Não-duráveis

    • Serviços

  • Investimento

    • Empresas em capital fixo

    • Variação de Existências

    • Investimento residencial

  • Consumo público

    • Bens e serviços adquiridos pela Administração Pública

    • Não inclui transferências como Segurança Social ou subsídios de desemprego

  • Exportações líquidos: Exportações de bens e serviços – Importações de bens e serviços


Produto real e nominal

Produto real e nominal

  • O PIB pode aumentar de um ano para o outro

    • A economia produziu maiores quantidades de bens e serviços

      ou

      -Esses bens e serviços foram vendidos a preços mais elevados.

  • Como separar os dois efeitos?

    PIB real

    Deflator do PIB


Macroeconomia

Taxa Crescimento em %= (Valor num ano - Valor no ano anterior)/valor no ano anterior

= (152250-139000)/139000=9,5%


Pib real e deflator

PIB real e Deflator

  • Enquanto que o PIB nominal utiliza os preços do próprio ano para calcular o valor dos bens e serviços produzidos nesse ano,

  • O PIB real utiliza os preços de um dado ano no passado (ano-base) para avaliar a produção corrente

    • Também se chama PIB a preços de ano-base.

    • Ex.: O PIB em 1980 a preços de 1914 represente qual seria o PIB em 1980 se os preços fossem os de 1914.

  • Deflator do PIB: Medida do nível de preços na economia

    (PIB nominal / PIB real) × 100

    Variação % PIB nom. = Variação % PIB real + Variação % Deflator

Taxa de Inflação


Medi o do custo de vida

Medição do Custo de Vida

  • Índice de Preços no Consumidor mede o custo total dos bens e serviços adquiridos por um consumidor típico

    • Como é calculado?

    • Qual o cabaz de consumo do consumidor típico português?

    • Comparação com o Deflator do PIB


Exemplo ipc aluno universit rio

Exemplo: IPC Aluno Universitário

106,9=(2565/2400)x100

104,2=(2500/2400)x100


Deflator do pib v s ipc

Ambos medem o nível geral de preços numa economia e normalmente dão indicações análogas.

DEF. GDP←B & S produzidos internamente

IPC←B & S adquiridos pelos consumidores

Carros importados afectam IPC mas não DEF. PIB

Alterações do preço do petróleo afectam mais o IPC do que o DEF. PIB

O conjunto de B & S implícito no DEF. PIB altera-se automaticamente de ano para ano

Deflator do PIB V.S. IPC


Corrigindo as vari veis dos efeitos da infla o

Corrigindo as variáveis dos efeitos da inflação

  • Salários Reais (Salários a preços de um ano base)

    W = salário no ano t (2008) (nominal)

    P=IPC no ano t (base 2005)

    salário real no ano t (base 2005) = W/P

    Q.: Qual vale mais, um salário de 2000/mês em 2008 ou um de 1750/mês em 2005 sabendo que IPC em 2008 (base 2005) é 110?

    2000/110=18,18 > 1750/100=17,50

    Variação % Sal. Real = Variação % Sal. Nom. - Variação % IPC

Taxa Inflação

Variação % sal.real entre 2005 e 2008 =14,3%-10%=4,3%


Macroeconomia

Taxa de juro real:

€1000 aplicados à taxa de juro (nominal) de 10% rendem €100

Que quantidade de bens de consumo posso adquirir com esses €100?

Tx.Juro real=Tx. Juro nominal-Tx. de inflação


  • Login