Sum rio da discuss o
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 31

Sumário da Discussão PowerPoint PPT Presentation


  • 46 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Sumário da Discussão. A Atitude Científica As Concepções de Ciência A Ciência na História Classificações de Ciência Cenas dos Próximos Capítulos. Introdução. Vimos que existem diversos tipos de conhecimento, e discutimos suas diferenças e semelhanças.

Download Presentation

Sumário da Discussão

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Sum rio da discuss o

Sumário da Discussão

  • A Atitude Científica

  • As Concepções de Ciência

  • A Ciência na História

  • Classificações de Ciência

  • Cenas dos Próximos Capítulos


Introdu o

Introdução

  • Vimos que existem diversos tipos de conhecimento, e discutimos suas diferenças e semelhanças.

  • Estudamos o que faz o Conhecimento Científico diferente...

  • Agora vamos olhar para a Ciência

    • O que é Ciência?

    • Que tipos de Ciência temos? O que as fazem semelhantes, apesar de tão diferentes?


A atitude cient fica

A Atitude Científica

  • A ciência desconfia da veracidade das nossas certezas!

  • Vê o mundo através de problemas e obstáculos.

  • Relembrando... O Conhecimento Científico...

    • É Objetivo – busca estruturas universais

    • É Quantitativo – busca medidas e padrões.

    • É Homogêneo – busca leis gerais de funcionamento.

    • É Generalizador – reúne coisas percebidas como diferentes sob leis semelhantes.


A atitude cient fica ii

A Atitude Científica... II

  • Ainda sobre o conhecimento Científico...

    • É diferenciador – pois pode separar coisas aparentemente semelhantes.

    • Só estabelece relações causais depois de estudar a natureza dos fatos e estabelecer relações com outros.

    • Procura apresentar explicações racionais, simples e claras para os fatos “incríveis” que encontramos.

    • É diferente da magia.

    • Afirma que o conhecimento liberta.

    • Procura renovar-se e modificar-se continuamente.


Os fatos cient ficos

Os Fatos Científicos

  • São construídos pela investigação científica.

    • Investigação é baseada em métodos que possibilitam:

      • Separar o objetivo do subjetivo;

      • Construir o fenômeno de maneira controlável e verificável.

      • Demonstrar e provar os resultados obtidos.

      • Relacionar um fato com outros

      • Formular uma teoria geral sobre o conjunto de fenômenos e fatos investigados.


Ci ncia x senso comum

Baseada em Pesquisas;

Exige que teorias sejam coerentes

Teorias Verdadeiras.

Baseado na tradição e nos hábitos.

Não é necessariamente coerente...

Utilitário e imediatista.

Ciência x Senso Comum


A teoria cient fica

A Teoria Científica

  • É um sistema ordenado de proposições baseados em um pequeno número de princípios.

  • Serve para descrever, explicar e prever do modo mais completo possível um conjunto de fenômenos, oferecendo suas leis.

  • Permite compreender porque fatos são semelhantes e devem ser submetidos às mesmas leis, e vice-versa.


As tr s principais concep es de ci ncia

As três principais concepções de Ciência

  • Racionalista

    • Modelo de Objetividade: Matemática!

  • Empirista

    • Medicina Grega e História Natural

  • Construtivista

    • Razão como conhecimento aproximativo.


A concep o racionalista

A Concepção Racionalista

  • Dos Gregos até o fim do século XVII.

  • Representação Intelectual Universal – necessária e verdadeira, correspondendo à própria realidade.

  • Experiências são realizadas para confirmar as demonstrações teóricas.

  • “O grande livro da Natureza está escrito em caracteres matemáticos” Galileu


A concep o empirista

A Concepção Empirista

  • De Aristóteles até o final do século XIX.

  • Ciência baseia-se em observações e experimentos, que permitem estabelecer induções.

  • Experiência como produtora de conhecimentos.

  • Métodos experimentais rigorosos.


Racionalismo x empirismo

Racionalismo x Empirismo

  • Mesmo pressuposto – Ciência era uma explicação verdadeira da realidade.

  • Racionalismo: Hipotético-Dedutivo.

  • Empirismo: Hipotético-Indutivo.

    (Mais sobre indução e dedução nas próximas aulas...)


A concep o construtivista

A Concepção Construtivista

  • Começou no século XX.

  • Ciência como uma construção de modelos explicativos da realidade.

  • A idéia é da verdade aproximada, que pode ser estendida e corrigida.

  • Combina aspectos do Empirismo e do Racionalismo.


A concep o construtivista ii

A Concepção Construtivista II

  • O seu ideal de cientificidade exige...

    • Coerência entre os princípios da teoria;

    • Modelos construídos com base na observação e na experimentação,

    • Resultados que possam alterar os princípios da teoria, corrigindo-a quando for necessário.


Alguns conceitos de ci ncia

Alguns Conceitos de Ciência

  • Acumulação de Conceitos Sistemáticos.

  • Atividade que demonstra a verdade dos fatos experimentais e suas aplicações práticas.

  • Conhecimento Certo do Real pelas suas causas.

  • Conjunto de Enunciados Lógica e Dedutivamente justificados por outros enunciados.

  • Corpo de conhecimentos consistindo em percepções, experiências, fatos certos e seguros.


Alguns conceitos de ci ncia ii

Alguns Conceitos de Ciência II

  • De Ander- Egg

    • Conjunto de Conhecimentos racionais, certos ou prováveis, obtidos metodicamente sistematizados e verificáveis que se referem a objetos de uma mesma natureza.

  • De Trujillo

    • A Ciência é todo um conjunto de atitudes e atividades racionais, dirigidas ao sistemático conhecimento com objeto limitado, capaz de ser submetido à verificação.


Vis o geral dos conceitos

Visão Geral dos Conceitos

  • Ciência como pensamento racional, objetivo, lógico, confiável e falível!

  • Metodologia que determina a possibilidade de experimentação.

  • Assim... Uma ciência é reconhecida por 3 critérios:

    • Confiabilidade em seu corpo de conhecimentos.

    • Sua organização.

    • Seu método.


Natureza da ci ncia

Natureza da Ciência

  • Duas acepções:

    • Latu Sensu – conhecimento;

    • Stricto Sensu – conhecimento demonstrável.

  • A limitação de nossa mente exige a fragmentação do conhecimento  pluralidade das ciências!

  • Duas dimensões: compreensiva (contexto) e metodológica (operacional – abrangendo aspectos lógicos e técnicos).


Componentes da ci ncia

Componentes da Ciência

  • Todas as ciências possuem:

    • Objetivo ou finalidade – distinguir as leis que regem determinados fenômenos.

    • Função

    • Objetos, que se subdividem em:

      • Material – o que se pretende estudar;

      • Formal – o enfoque especial, necessário em face das várias ciências que possam possuir o mesmo objeto material.


Ci ncia antiga x ci ncia moderna

Ciência Antiga x Ciência Moderna

  • A Ciência Antiga:

    • É baseada nas qualidades percebidas dos corpos;

    • É baseada em distinções qualitativas do espaço;

    • É baseada na metafísica da identidade e da mudança;

    • Natureza como uma hierarquia em que os seres possuem um lugar de acordo com sua perfeição.


Ci ncia antiga x ci ncia moderna1

Ciência Antiga x Ciência Moderna

  • Já na ciência moderna...

    • O espaço é homogêneo;

    • Os objetos físicos sob investigação são isentos de suas qualidades sensoriais;

    • Movimento deixa de ser uma alteração dos corpos para ser um deslocamento;

    • Natureza é um complexo de corpos e suas relações.


E mais diferen as

E mais diferenças...

  • A Ciência Antiga era contemplativa.

  • Técnica como forma menor de conhecimento;

  • Já na ciência moderna...

    • “Saber é Poder” – Bacon

    • “A Ciência deve tornar-nos senhores da natureza” – René Descartes.

    • Emprego da Técnica para realizar Tecnologia.


As mudan as cient ficas

As Mudanças Científicas

  • Duas grandes mudanças

    • Passagem do racionalismo/empirismo para o construtivismo;

    • Passagem da ciência teorética, qualitativa para uma ciência tecnológica, quantitativa.

  • A idéia era que as mudanças indicavam a evolução (e progresso) do conhecimento humano.


Sum rio da discuss o

Mas...

  • Elaborações científicas e ideais de cientificidade são diferentes... E descontínuos!

    • Ex. Geometria Clássica x Geometria Euclideana

    • Física de Newton e de Einstein

    • Genética de Mendel e da Bioquímica.

  • A questão está nas várias maneiras de construir os objetos científicos!


Revolu es cient ficas

Revoluções Científicas

  • Idéia da Ruptura Epistemológica novas teorias, métodos e tecnologias.

  • Revolução Científica definida por Kuhn.

  • Ciência caminha por saltos!

  • Aplicação da Tecnologia nos dá esta impressão de progresso!


Falsifica o e revolu o

Falsificação e Revolução

  • Verdade como coerência interna entre os conceitos.

  • Falso – perda de coerência da teoria.

  • De acordo com Popper, uma teoria é boa, quanto mais estiver aberta a novos fatos. Então uma teoria é medida por sua falseabilidade.

  • Ciência guiada pelo Verdadeiro.


Classifica o e divis o da ci ncia

Classificação e Divisão da Ciência

  • A complexidade do universo levou ao surgimento de diversos ramos da Ciência.

  • É necessário classificá-las, quer seja por sua complexidade, por seu conteúdo, por objeto, diferenças ou metodologias.

  • Algumas classificações:

    • Comte,

    • Carnap

    • Bunge


Uma outra classifica o

Uma outra classificação

  • Primeira classificação foi a de Aristóteles:

    • Ausência ou presença de ação humana nos seres investigados.

    • Imutabilidade ou Movimento.

    • Modalidade Prática – ciências que estudam a Práxis.

  • Mantida até o século XVII, quando os conhecimentos se separaram em filosóficos, científicos e técnicos.


Classifica o de comte

Classificação de Comte

  • De acordo com a complexidade.

  • Variações...

    • Matemáticas Teóricas: Aritmética, Geometria, Álgebra

      Aplicadas: Mecânica, Astronomia

    • Físico- Químicas Física, Química, Mineralogia, Geologia, Geografia Física

    • Morais Psicológicas Psicologica, lògica, Estética, Moral

      Históricas História Geografia Humana, Arqueologia

      Sociais e Políticas Sociologia, Direito, Economia,

      Política

    • Meta-Físicas Cosmologia, Teologia

Ciências


Classifica o de carnap

Classificação de Carnap

  • Duas Categorias de Ciência:

    • Ciências Formais: a verdade depende somente de sua estrutura lógica

    • Ciências Factuais: contém enunciados que dependem não somente de seus termos, mas também dos fatos a que se referem.


Classifica o de bunge

Lógica

Matemática

Formal

Física

Química

Biologia

Psicologia Individual

Natural

Ciência

Factual

Psicologia Social

Sociologia

Economia

Política

Cultural

Classificação de Bunge


Cenas dos pr ximos cap tulos

Cenas dos Próximos Capítulos

  • Vimos...

    • Que a atitude científica procura identificar problemas onde o senso comum vê.

    • As principais concepções de Ciência.

    • E suas classificações

  • Veremos

    • Os Tipos de Ciências

    • O Lugar da Computação neste Panorama...


  • Login