slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
Classificações tipográficas: sistemas de classificação cruzada

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 36

Classificações tipográficas: sistemas de classificação cruzada - PowerPoint PPT Presentation


  • 100 Views
  • Uploaded on

Classificações tipográficas: sistemas de classificação cruzada. Alguns sistemas de classificação cruzada Vox original Sistema PANOSE (Bauermeister 1988) Central Lettering Record Database, Typeform Dialogues (Dixon 2001). PANOSE números de identificação especiais para cada fonte

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Classificações tipográficas: sistemas de classificação cruzada' - badru


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Classificações

tipográficas:

sistemas de

classificação cruzada

slide2

Alguns sistemas de classificação cruzada

  • Vox original
  • Sistema PANOSE (Bauermeister 1988)
  • Central Lettering Record Database, Typeform Dialogues (Dixon 2001)
slide3

PANOSE

  • números de identificação especiais para cada fonte
  • observações a respeito do estilo e da aparência dos tipos
  • cerca de dez aspectos são observados, com 14 modalidades cada
  • fontes semelhantes podem ser localizadas
  • Catherine Dixon
  • originalmente concebido para organizar o Central Lettering Record
  • combina observações a respeito de aspectos tradicionais, visuais e históricos do design de letras
slide4

Sistema Vox original (1954)

  • • 9 classes de tipos (ATypI, BS, DIN)
  • sistema original previa classes híbridas
slide5

Sistema PANOSE

  • baseado na verificação de atributos formais das fontes (estilo da serifa, proporção, contraste, etc.)
  • proposta original = 7 parâmetros (estilo da serifa, proporção, contraste, variação de traço /tipo de braço, forma da letra, linha mediana; altura-x; 6 a 10 modalidades
  • sistema atual = 10 parâmetros
  • cada parâmetro possui um conjunto de modalidades (variações) previstas
  • um número PANOSE é gerado para cada fonte
slide6

Tipo de família

  • O primeiro dígito define o ‘tipo de família’
  • O ‘universo PANOSE’ : alfabeto latino, kanji, hebraico, cirílico, etc. ; com subdivisões: ‘texto’, ‘decorativa’, ‘manuscrita’ e ‘símbolos’.
  • Dígitos seguintes podem mudar de significado. Exemplo: segundo dígito
    • texto = ‘estilo da serifa’
    • manuscritas = ‘ferramenta utilizada’
    • decorativas = ‘classe’
    • símbolos = ‘tipo [de desenho]’
slide7

10 parâmetros do Sistema PANOSE (texto)

tipo de família (family kind)

estilo da serifa(serif style)

proporção (proportion)

contraste (contrast)

variação de traço (stroke variation)

tipo de braço(arm type)

forma da letra (letterform)

linha mediana (midline)

altura-x (x height )

peso (weight)

slide8

Estilo da serifa

Letras com serifa

côncavas (cove serif),

quadradas (square serif)

côncavas e quadradas(square cove serif )

linha fina(thin line serif )

exageradas (exaggerated serif)

triângulares (triangle serif)

slide9

Letras sem serifa

  • sem serifa com terminação quadrada normal

(square normal end sans)

  • sem serifa com terminação quadrada perpendicular

(square perpendicular end sans)

  • sem serifa com terminação alargada

(flared end sans)

  • sem serifa com terminação arredondada(rounded end sans)
slide10

Novas modalidades de estilo de serifa

serifa côncava obtusa(obtuse cove serif)

serifa côncava quadrada(square cove serif)

serifa côncava quadrada obtusa(obtuse square cove serif)

serifa oval(ovalserif)

sem serifa obtusa(obtuse sans)

slide11

Proporção

estilo antigo(old style)

moderna (modern)

largura uniforme(even width)

expandida (expanded)

5. condensada (condensed)

6. monoespaçada (monospaced)

slide13

Proporção (cont.)

Posteriormente foram incluídas as modalidades:

7. muito extendida(very extended)

8. muito condensada(very condensed)

slide14

Contraste

Quantidade de variação de espessura existente nos traços de uma fonte.

• nenhum(none)

• baixo (low)

• médio baixo (medium low)

• médio (medium)

• médio alto (medium high)

• alto (high)

• muito baixo(very low)

• muito alto (very high)

slide15

Variação de traços

  • Combinações entre quatro ângulos
    • diagonal
    • vertical
    • horizontal
    • misto
  • Graus de intensidade/velocidade de variação
    • transicional (gradual)
    • rápido (abrupta)
    • instantânea
slide16

Estilo de braço

Aspecto originalmente composto pelas nove combinações possíveis entre três tipos de silhuetas para os braços do ‘A’

• retos

• arqueados

• côncavos

com três formatos para a abertura do ‘C’

• horizontal

• angular

• vertical

slide17

Estilo de braço

  • As dez modalidades atuais:
  • combinações entre braços retos ou não-retos com
  • letras sem serifa:
  • • aberturas horizontais, angulares ou verticais
  • letras serifadas:
      • presença de serifas simples ou duplas
slide18

Forma da letra

  • Curvatura da silhueta definida por letras circulares como ‘O’ e ‘C’.
    • •contato(contact)
    • caixote(boxed)
    • achatada(flattened)
    • arredondada(rounded)
    • assimétricas(off center)
    • quadrada(square)
slide19

Linha mediana

12 combinações entre

- a posição das barras das letras ‘A’, ‘E’ e ‘H’

1. padrão (standard)

2. alta (high)

3. constante (constant)

4. baixa (low)

- o formato do ápice da letra ‘A’

1. pontiagudo (pointed)

2. cortado (trimmed)

3. serifado (serifed)

slide20

Altura-x

  • Porcentagem do tamanho da altura-x em relação à altura das capitulares
      • pequena (small x-height) até 66%
      • padrão (standard x-height) 66-70%
      • grande (largex-height) mais de 70%
      • apenas capitulares (allcaps)
slide21

Peso

Relação entre espessura das hastes e altura das capitulares

very light

light

thin

book

medium

demi bold

bold

heavy

black

extra black

slide22

Variáveis no sistema Panose

Exemplo:A altura do ‘H’ é dividida pela largura da haste do ‘E’, e o valor encontrado. O valor encontrado é então arredondado e comparado a uma tabela.

WeightRat = CapH / WStem(E)

0-Any1-No fit2- Very Light………………WeightRat ³ 353-Light……………….18 £WeightRat < 354-Thin………………..10 £WeightRat < 185-Book……………….7.5 £WeightRat < 106-Medium……………5.5 £WeightRat < 7.57-Demi……………….4.5 £WeightRat < 5.58-Bold……………….3.5 £WeightRat < 4.59-Heavy……………..2.5 £WeightRat < 3.510-Black……………..2.0 £WeightRat < 2.511-Extra Black……………..WeightRat < 2.0

slide23

Typeform Dialogues (Catherine Dixon)

  • estrutura de descrição com 3 componentes:
    • origens [sources]
    • atributos formais [formal attributes]
    • padrões [patterns]
slide24

Origens

  • Inspiração e referência para o design de letras, ao longo de cinco séculos de tipografia (1450-2000)
  • Conjunto de 5 grandes grupos:
  • manuscritas
  • romanas
  • vernaculares do século 19
  • decorativas/pictóricas
  • origens adicionais
slide25

Atributos formais

Termos para descrever o design de tipos, divididos em com oito grupos:

• construção (construction)

• forma (shape)

• proporções (proportions)

• modelagem (modelling)

• peso (weight)

• terminações (terminations)

• caracteres chave (key characteres)

• decoração (decoration)

OBS: Atributos formais ‘proporções’, ‘modelagem’ e ‘peso’ são bastante similares aos aspectos com os mesmos nomes presentes no sistema PANOSE.

slide26

Construção

  • Descreve a forma de obtenção da letra:
  • traços contínuos (continuous)
  • traços quebrados ou interrompidos
  • (broken or interrupted)
  • outras abordagens (other approaches),
  • - sampleagem,
  • - referência a ferramentas
  • - referência a conjuntos de caracteres
slide27

Forma

  • Refere-se ao tratamento dos componentes da letra.  
    • variações nas formas tradicionais
    • tratamento das curvas
    • aspecto das curvas
    • detalhes das curvas
    • hastes retas
    • outros detalhes (posicionamento das barras, etc.)
slide28

Proporções

  • largura da letra (em relação à sua altura)
  • proporções relativas das capitulares
  • proporções entre ascendentes e capitulares
  • proporções entre altura-x e altura do corpo

Peso

Descreve a proporção relativa da espessura dos caracteres em relação a suas dimensões.

slide29

Modelagem

Combina observações sobre

- o grau de contraste existente nos traços de uma fonte

• nenhum

• médio

• alto

• exagerado)

- o eixo de contraste

• nenhum

• vertical

• inclinado

• horizontal)

- a forma de transição deste contraste

• nenhuma

• gradual

• abrupta

• instantânea

slide30

Terminações

  • Descreve a variedade de terminais encontrados nas fontes, e a forma como foram aplicados
  • terminais na linha de base (baseline terminals):
  • serifas, ganchos e esporas de vários tipos
  • terminais de ascendentes (ascender terminals):
    • serifas simples, com diferentes configurações
  • terminais de caracteres específicos (specific character terminals):
    • a forma do gancho do ‘a’ e das serifas
    • superiores do ‘T’, etc.
slide31

Caracteres chave

Descreve o tratamento dado a caracteres que, tradicionalmente, carregam marcas distintivas em uma fonte.

• a (com um ou dois ‘andares’)

• e (com barra horizontal ou inclinada

• g (com cauda aberta ou fechada)

• G (com ou sem espora)

• R (com cauda reta, curva ou exagerada)

slide32

Decoração

  • Auxilia na descrição de motivos e tratamentos comuns dados às letras.
    • inline (uma letra dentro de outra),
    • outline (desenhado pelo contorno),
    • shadow (com sombra),
    • cameo (negativo),
    • shaded (sombreado),
    • stencil
slide33

Padrões

  • Combinações de atributos formais e origens mais recorrentes. Exemplos:
  • escritas quebradas dentro das ‘manuscritas’
  • gosto holandês dentro das ‘romanas’
  • serifas toscanas dentro do ‘vernacular do século 19’
  • não serifadas geométricas dentro das ‘origens adicionais’
slide34

Sistema PANOSE

  • Pontos fortes
  • complexidade e abrangência
  • adotado na área computacional (principalmente na plataforma Windows)
  • permite automatizar processos de reconhecimento de fontes
  • pode auxiliar na construção de um grandes bancos de dados tipográficos
  • Ponto fraco
  • Não faz referências ao contexto histórico, cultural e artístico de produção das fontes
slide35

O sistema de Dixon

  • Pontos fortes
  • Enfatiza o contexto histórico, cultural e artístico
  • Aponta tendências no design de fontes
  • Ponto fraco
  • Pouco divulgado/conhecido/adotado
slide36

Bibilografia

BAINES, Phil & HASLAM, Andrew. Type & Typography. Nova Iorque: Watson Guptilll, 2002.

BAUERMEISTER, Benjamin. A Manual Of Comparative Typography: the PANOSE System. Nova Iorque: Van Nostrand Reinhold, 1988.

DIXON, Catherine 2001. A description framework for typeforms: an applied study. Unpublished Ph.D. Thesis, Open University/Central Saint Martins College of Art & Design - The London Institute, London.

___. Typeface Classification. Twentieth Century Graphic Communication: Technology, Society and Culture, First Annual Friends of St Bride Conference, 2002. www.stbride.org/conference2002/TypefaceClassification.html.

HEWLETT-PACKARD CORPORATION. PANOSE Classification Metrics Guide, 1997. http://www.panose.com/printer/pan1.asp.

LOUBET DEL BAYLE, Jean-Christophe. Des caractères typographiques et de l’art et de la science des letters que l’on dit romaines.<http://histoire.typographie.org/caracteres

___. Classification Vox-ATypI. <http://histoire.typographie.org/caracteres/classification/vox.html>.

ad