slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
ORIGENS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 85

ORIGENS - PowerPoint PPT Presentation


  • 95 Views
  • Uploaded on

Documentos Técnicos Generalidades. OBJETIVOS. ORIGENS. TIPOS. (ATA 100). APRESENTAÇÃO DOS MANUAIS. ESTRUTURA DOS MANUAIS. ORIGEM DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA. FABRICANTE DE HELICÓPTERO. FABRICANTES DE EQUIPAMENTOS. FABRICANTES DE MOTORES. OBJETIVOS DA DOCUMENTAÇÃO

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' ORIGENS' - austin


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Documentos Técnicos

Generalidades

OBJETIVOS

ORIGENS

TIPOS

(ATA 100)

APRESENTAÇÃO DOS MANUAIS

ESTRUTURA

DOS MANUAIS

slide2

ORIGEM DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA

FABRICANTE DE HELICÓPTERO

FABRICANTES DE EQUIPAMENTOS

FABRICANTES DE MOTORES

slide3

OBJETIVOS DA DOCUMENTAÇÃO

  • Transmitir aos operadores os conhecimentos necessários para:
  • Compreender a estrutura dos manuais.
  • Localizar de maneira rápida e eficiente as informações necessárias à realização de suas tarefas.
  • Organizar os manuais em função da finalidade de cada um de modo a facilitar sua busca e utilização.
  • Proceder a sua atualização correta em tempo hábil.
slide4

OBJETIVOS - CONTINUAÇÃO

  • Assegurar o emprego correto e a disponibilidade para vôo dos helicópteros.
  • Guiar os técnicos nas suas atividades.
  • Comunicar informações referentes a segurança, falhas, desgastes e modificações.
  • Formar e reciclar os técnicos assegurando a manutenção e operação das aeronaves.
  • Identificar peças e ferramentas.
slide5

TIPOS DE DOCUMENTOS

MANUTENÇÃO M

APROVISIONAMENTO I

OPERAÇÃO P

INSTRUÇÃO T

ESPECIAL S

slide6

DOCUMENTOS CONFORME TIPOS

MANUTENÇÃO

ESPECIAL

OPERAÇÃO

APROVISIONAMENTO

INSTRUÇÃO

slide7

OPERAÇÃO: P

ORIGEM: FABRICANTE DE HELICÓPTEROS

MANUAL DE VÔO - PMV

PROGRAMA RECOMENDADO

DE MANUTENÇÃO - PRE

slide8

MANUAL DE VÔO (PMV)

O Manual de Vôo reúne as informações necessárias a um piloto qualificado, para assegurar a condução correta da aeronave.

Este manual foi elaborado segundo o documento “Recommended format for Flight Manuals” emitido pelo “H.A.A. Savety Committee” em Maio de 1977.

MANUAL DE VÔO BÁSICO

APROVADO PELOS ÓRGÃOS AERONÁUTICOS HOMOLOGADORES DE VÁRIOS PAÍSES (AERONAVES CIVIS).

NO BRASIL: CÓDIGO “G” (CTA)

MANUAL DE VÔO COMPLEMENTAR

NÃO SUJEITO A APROVAÇÃO.

OS DOIS DEVEM ESTAR PERMANENTEMENTE A BORDO DA AERONAVE.

slide9

LIMITAÇÕES

    • Limitações Operacionais
    • Placas e Marcações
  • PROCEDIMENTOS DE EMERGÊNCIA
    • Procedimentos de Emergência
    • Panes nos Sistemas
    • Painel de Alarme e Buzina
  • PROCEDIMENTOS NORMAIS
    • Procedimentos Operacionais
    • Verificações de Potência do Motor
  • DESEMPENHOS
    • Envelope de Vento Demonstrado
    • Calibração do Velocímetro
    • Envelope Altura-Velocidade
    • Desempenho em Vôo Pairado DES e FES
    • Razão de Subida
    • Níveis de Ruídos
  • SUPLEMENTOS

MANUAL BÁSICO -

APROVADO (*)

(*) AERONAVES CIVIS

slide10

GENERALIDADES

    • Características Gerais
    • Símbolos e Tabelas de Conversão
  • DESEMPENHOS COMPLEMENTARES
    • Influência dos Equipamentos sobre o Desempenho
    • Dados de Vôo Cruzeiro Recomendado
    • Consumo de Combustível, Autonomia e Alcance
  • PESO E BALANCEAMENTO
    • Pesagem e Cálculo do CG
  • DESCRIÇÃO E SISTEMAS
    • Posto de Pilotagem
    • Motor, Rotores, Comandos de Vôo, Sistemas: Combustível, Hidráulico, Elétrico, Anemobarométrico, iluminação e Ar Condicionado
  • MANUTENÇÃO
    • Manuseio no Solo
    • Instruções de Manutenção
    • Programa de Ensaio
    • Inspeções Diárias (BFF, TA, ALF)
  • SUPLEMENTOS OPERACIONAIS

MANUAL

COMPLEMENTAR

(NÃOSUJEITO A

APROVAÇÃO)

slide11

PROGRAMA RECOMENDADO

DE MANUTENÇÃO (PRE)

APRESENTA O CONJUNTO DE OPERAÇÕES DE MANUTENÇÃO A SER REALIZADAS PELO OPERADOR:

ESPECIFICA AS OPERAÇÕES E LIMITAÇÕES MANDATÓRIAS PARA GARANTIR A AERONAVEGABILIDADE DA AERONAVE

slide12

PROGRAMA RECOMENDADO DE MANUTENÇÃO (PRE)

  • 05.00.00: Classificação das informações, definições de manutenção, condições particulares de operação, tolerâncias, glossário, instruções para utilização do manual e compatibilidade / incompatibilidade de instalação dos opcionais.
  • 05.10.00: PERIODICIDADES:
    • Tempo Limite de Funcionamento (OTL)
    • Tempo Limite entre Revisões (TBO)
    • MONITORAMENTO DE COMPONENTES (FME)
    • TRANSFERÊNCA DE COMPONENTES ENTRE VERSÕES
    • TEMPO LIMITE DE UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS COM
    • PRAZO DE VALIDADE (Mangueiras em elastômero)
slide13

05.20.00: OPERAÇÕES DE MANUTENÇÃO - PERIODICIDADES

Conjunto de operações de manutenção a efetuar independentemente da condição de emprego do helicóptero. Inclui a verificação dos componentes “OC” (05.10) e as inspeções de aeronavegabilidade (05.99/98)

05.20.01: Apresenta as operações de manutenção periódica classificadas conforme ATA 100 (Capítulo / Seção).

05.20.02: Apresenta as operações de manutenção periódica classificadas por periodicidade (horas de funcionamento, tempo calendárico, ciclos de utilização).

Possibilita a organização da manutenção em inspeções.

05.20.03: Apresenta as operações de manutenção não periódicas (Ex.: após troca de componente).

Classificadas por ATA 100 (Capítulo / Seção).

slide14

05-98 / 05-99 (*): LIMITAÇÕES DE AERONAVEGABILIDADE

  • Apresenta uma lista dos elementos (peças ou conjuntos) sujeitos a uma ou mais limitações de aeronavegabilidade e define estas limitações.
    • Limite de Vida (SLL): em horas, em ciclos e em horas ou ciclos
    • Monitoramento (CHK)
    • Informações particulares diversas
  • (*) 05.98 - Aeronaves militares
  • 05.99 - Aeronaves civis
slide16

IDENTIFICAÇÃO DOS MANUAIS

  • Os manuais e os sistemas são identificados de acordo com as especificações da ATA 100.
  • Estas especificações, estabelecidas pela AIR TRANSPORT ASSOCIATION OF AMERICA, permitem aos fabricantes e aos usuários, organizar as informações de forma padronizada.
  • Os manuais organizados segundo a ATA 100 são:
  • Manuais de Manutenção;
  • Manuais de Identificação.

Capítulo ou Sistema

Seção ou Subsistema

Subseção ou Subsistema

Numeração

ATA 100

Assunto ou instalação, equipamento, componente

Numeração comum a todos os itens da especificação

Numeração específica

a cada fabricante

slide17

EXEMPLO: NUMERAÇÃO DAS PÁGINAS DA INSTALAÇÃO

FAROL DE POUSO ESCAMOTEÁVEL

Identificação dos capítulos/sistemas

Corresponde a um sistema considerado no seu conjunto

Sistemas da Célula

20 Técnicas correntes

21 Ar condicionado / aquecimento /ventilação

22 Piloto automático

23 Rádiocomunicação

24 Sistema Elétrico

25 Equipamentos e acessórios

26 Proteção contra-incêndio

28 Sistema de combustível

29 Geração hidráulica

30 Proteção contra gelo e chuva

31 Sistemas de indicação e registro

32 Trem de pouso

33 Iluminação

34 Navegação

35 Oxigênio

36 Sistema pneumático

39 Painéis elétricos e eletrônicos

46 Armamento

47 Sistema eletrônico do armamento

slide18

IDENTIFICAÇÃO DAS SEÇÕES / SUB-SISTEMAS

Corresponde a

um sub-sistema considerado no

seu conjunto

Iluminação

00 Geral

10 Posto de pilotagem

20 Compartimento de passageiros

30 Compartimento de carga

40 Exterior

50 Iluminação de emergência

slide19

IDENTIFICAÇÃO DAS SUBSEÇÕES / SUBSISTEMAS

Corresponde a

um subsistema considerado no

seu conjunto.

Este número é atribuído pelo fabricante

Iluminação

Exterior

1 Luzes de Posição

2 Luzes anticolisão

3 Farol de pouso

4 Luzes de formação

5 Farol de busca

slide20

IDENTIFICAÇÃO DOS ASSUNTOS / EQUIPAMENTOS

Corresponde a uma instalação ou a um equipamento

Iluminação

Exterior

01 Escamoteável “Teleflex”

02 Escamoteável “Grelhas”

03 Fixo

04 . . .

05 . . .

Farol de pouso

slide21

IDENTIFICAÇÃO DOS CARTÕES DE TRABALHO

Ex: Remoção - Instalação do farol

Ordenação segundo a natureza da informação

Iluminação

Exterior

Farol de pouso

200 Operações de manutenção

300 Manutenção corrente

400 Remoção / instalação

500 Regulagens / testes

600 Inspeção / verificação

700 Reparos

800 Revisão

900 Estocagem

Escamoteável “Teleflex”

MET

MRR

MRV

MST

slide22

EXEMPLO DE NUMERAÇÃO:

Manual de Descrição e Funcionamento (MDF)

Instalação farol de pouso escamoteável

slide23

ORIGEM : FABRICANTES DE

MOTORES

MANUTENÇÃO M

ORIGEM : FABRICANTES DE

EQUIPAMENTOS

MANUAL DE MANUTENÇÃO

MANUAL DE MANUTENÇÃO

DE EQUIPAMENTOS

ORIGEM: : FABRICANTE DE

HELICÓPTEROS

MANUAL DE FALHAS E

DIAGNÓSTICOS

MANUAL DE MANUTENÇÃO

MANUAL DE CIRCUITOS

E ESQUEMAS

MANUAL DE DESCRIÇÃO

E FUNCIONAMENTO

MANUAL DE TÉCNICAS

CORRENTES

MANUAL DE ESTOCAGEM

MANUAL DE REPAROS

slide24

MANUAL DE DESCRIÇÃO

E FUNCIONAMENTO (MDF)

APRESENTA A DESCRIÇÃO E O PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO DA AERONAVE E DE SEUS VÁRIOS SISTEMAS.

DIVISÃO : CONFORME ATA 100

CAPÍTULO / SEÇÃO / ASSUNTO

DIVIDE-SE EM:

- BÁSICO

- PERSONALIZADO

slide25

MANUAL DE DESCRIÇÃO E FUNCIONAMENTO (MDF)

SUMÁRIO:

CAP. 00 - UM GUIA PARA A DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA

CAP. 06 - DIMENSÕES E PARTES

CAP. 07 - LEVANTAMENTO E IÇAMENTO

CAP. 08 - NIVELAMENTO E PESAGEM

CAP. 10 - ESTACIONAMENTO E MANUTENÇÃO

. .

. .

. .

. .

CONFORME ATA 100

slide26

MANUAL DE CIRCUITOS E ESQUEMAS (MCS)

APRESENTA, PARA AS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E ELETRÔNICAS, OS DIAGRAMAS ELÉTRICOS E AS POSIÇÕES DOS SEUS PRINCIPAIS COMPONENTES. APRESENTA TAMBÉM CODIFICAÇÃO DAS CABLAGENS, SIMBOLOS UTILIZADOS, IDENTIFICAÇÀO DE COMPONENTES, LOCALIZAÇÃO, CAPACIDADE DE FUSÍVEIS, ETC.

DIVISÃO : CONFORME ATA 100 (CAP / SEÇ / AS)

  • DIVIDE-SE EM:
  • BÁSICO
  • PERSONALIZADO
slide27

MANUAL DE CIRCUITOS E ESQUEMAS (MCS)

PARTICULARIDADES

CAP. 00.10.00 - CODIFICAÇÃO DE CABLAGENS

- REDE / CIRCUITO / SEÇÃO / COMPONENTE /

CONEXÕES

Ex.: LK 23 NE / 4 ALFA / 13 N

CAP. 00.10.10 - SÍMBOLOS UTILIZADOS

CAP. 00.20.00 - RELAÇÃO DOS COMPONENTES X LOCALIZAÇÃO NO MANUAL (CAP/SEC/ASS)

CAP. 39.00.00 - CONSOLE E PAINEIS

(BOTÕES / FUSÍVEIS / DISJUNTORES)

slide28

MANUAL DE FALHAS E DIAGNÓSTICOS (MFI)

(TROUBLE SHOOTING)

APRESENTA AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS À LOCALIZAÇÃO DE PANES E DETERMINAÇÃO DE AÇÕES CORRETIVAS PARA SANÁ-LAS.

- PANE

- INDICAÇÃO

- POSSÍVEL CAUSA

- AÇÃO CORRETIVA

DIVISÃO : CONFORME ATA 100

(CAP / SEÇ / ASS)

  • DIVIDE-SE EM:
  • BÁSICO
  • PERSONALIZADO
slide29

MANUAL DE FALHAS E DIAGNÓSTICOS (MFI)

(TROUBLE SHOOTING)

SUMÁRIO

05 - VIBRAÇÕES

21 - AQUECIMENTO E VENTILAÇÃO

24 - SISTEMA ELÉTRICO

25 - FLUTUADOR DE EMERGÊNCIA

26 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

28 - COMBUSTÍVEL

29 - SISTEMA HIDRÁULICO

33 - ILUMINAÇÃO

52 - PORTAS

62/63/67 - TRANSMISSÃO

76 - CONTROLE DE COMBUSTÍVEL

79 - SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO

slide30

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MET)

DESCREVE AS OPERAÇÕES DE INSPEÇÃO, REGULAGEM, AJUSTE,

REMOÇÃO, INSTALAÇÃO, ENSAIO,...

ESTAS OPERAÇÕES SÃO REALIZÁVEIS NO HELICÓPTERO IN LOCO E PODEM ESTAR RELACIONADAS AO PRE (PROGRAMA RECOMENDADO DE MANUTENÇÃO).

DIVISÃO : CONFORME ATA 100

slide31

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MET)

200-299: MANUTENÇÃO OPERACIONAL

300-399: MANUTENÇÃO CORRENTE

400-499: REMOÇÃO - INSTALAÇÃO

500-599: REGULAGENS - ENSAIOS

600-699: INSPEÇÃO - VERIFICAÇÃO

slide32

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MET)

      • GENERALIDADES SOBRE A AERONAVE
      • 00 - Introdução
      • 05 - Inspeções de manutenção
      • 06 - Dimensões - Implantação
      • 07 - Levantamento e içamento
      • 08 - Nivelamento - Pesagem - Alinhamento
      • 09 - Reboque e rolagem
      • 10 - Estacionamento e amarração
      • 11 - Plaquetas e marcações
  • 12 - Manutenção corrente
slide33

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MET)

  • SISTEMAS DA CÉLULA
  • 20 - Técnicas correntes
  • 21 - Ar condicionado
  • 22 - Piloto automático
  • 23 - Radiocomunicação
  • 24 - Geração elétrica
  • 25 - Equipamentos e acessórios
  • 26 - Proteção contra incêndio
  • 28 - Combustível
  • 29 - Geração hidráulica
  • 30 - Proteção contra agentes externos
  • 31 - Sistemas de indicação e de registro
  • 32 - Trem de pouso
  • 33 - Iluminação
  • 34 - Navegação
  • 36 - Sistema pneumático
  • 39 - Painéis elétricos e eletrônicos
  • 46 - Armamento
  • 47 - Eletrônica de armamento
slide34

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MET)

        • ESTRUTURA
        • 51 - Estruturas - Técnicas correntes
        • 52 - Portas e aberturas
        • 53 - Fuselagem
        • 55 - Empenagem
        • ROTORES
        • 60 - Rotores - Técnicas correntes
        • 62 - Rotor principal
        • 63 - Acionamento do Rotor principal
        • 64 - Rotor traseiro
        • 65 - Acionamento do Rotor traseiro
        • 66 - Dobragem das pás e do pilone
  • 67 - Comandos dos Rotores
slide35

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MET)

  • GRUPO MOTOPROPULSOR (GTM)
  • 70 - Motor - Técnicas correntes
  • 71 - Grupo motopropulsor
  • 72 - Motor
  • 73 - Sistema de combustível e comandos
  • 74 - Ignição
  • 75 - Ar
  • 76 - Comandos do motor
  • 77 - Controle dos motores
  • 78 - Escapamento
  • 79 - Lubrificação
  • 80 - Partida
slide36

MANUAL DE REPAROS (MRR)

APRESENTA AS OPERAÇÕES DE RECONDICIONAMENTO APÓS VERIFICAÇÃO (PROGRAMADA OU NÃO). ESTAS OPERAÇÕES PODEM SER EXECUTADAS NA AERONAVE IN LOCO OU EM OFICINA AUTORIZADA.

CARTÕES DE TRABALHO:

DE 701 A 799

slide37

MANUAL DE REPAROS (MRR)

PARTICULARIDADES:

VOLUME1:

IDENTIFICAÇÃO DE MATERIAIS E TRATAMENTOS DE PROTEÇÃO.

(FORMATO A4 - CAP / SEC / ASS)

DEMAIS VOLUMES:

PROCEDIMENTOS DE REPARO OU DE SUBSTITUIÇÃO.

(FORMATO A5 - CAP / SEC / ASS / CT)

- 700 A 725: SUBSTITUIÇÃO DE COMPONENTES (CAP. 60: INSTRUÇÕES GERAIS)

- 726 A 750: FOLGAS E TOLERÂNCIAS

- 751 A 760: TESTES (CAP. 60: PROCESSOS GERAIS)

- 761 A 770: REPAROS DE PÁS (CAP. 60: PROCESSOS GERAIS)

- 771 A 789: REPAROS DE COMPONENTES

slide38

MANUAL DE TÉCNICAS CORRENTES (MTC)

APRESENTA AS INFORMAÇÕES DE “KNOW-HOW” E DE CONHECIMENTOS GERAIS UTILIZÁVEIS NA DISPONIBILIZAÇÃO PARA O VÔO E COMPREENDE:

MANUTENÇÃO, INSPEÇÕES, REPAROS PADRÃO,

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS E DE SEGURANÇA, CONDIÇÕES DE ESTOCAGEM, ESPECIFICAÇÕES, ETC.

DIVISÃO: CAP. 20

APLICÁVEL A TODOS OS HELICÓPTEROS.

slide39

MANUAL DE TÉCNICAS CORRENTES (MTC)

01- Produtos diversos utilizados em helicópteros

Graxas - Óleos - Compostos de proteção - Fluídos hidráulicos - Combustível - Selantes - Utilização de águas - Seleção de materiais.

02- Procedimentos gerais aplicáveis em manutenção e reparos

Montagem de conexões hidráulicas - Instalação de cablagens elétricas Tratamento térmico das ligas de alumínio - Rebitagem - Montagem - Travamento - Imobilização - Metalização - Substituição de elementos da estrutura - Ensaios por líquido penetrante e por magnetoscopia - Verificação de rolamentos.

03- Reparos padrão

Instruções gerais aplicáveis a reparos - Substituição de elementos (rebites, porcas-flange, etc) - Riscos / Trincas / Perfurações - Reparos estruturais - Reparos de materiais compostos - Reparos de antiderrapantes.

slide40

MANUAL DE TÉCNICAS CORRENTES (MTC)

04- Limpeza - Proteção - Pintura

Limpeza de peças - Decapagem - Prevenção e tratamento contra a corrosão - Tratamento de superfícies antes da pintura - Método de aplicação de tintas - Tratamento de superfícies para aplicação de produtos lubrificantes.

05- Vedação

Regras gerais aplicadas à vedação - Produtos de vedação utilizados em reparos estruturais ou em conjuntos mecânicos.

06- Colagem

Colagem por adesivos - Utilização de araldites e colagem de tecidos de fibra de vidro - Utilização de misturas - Características dos produtos.

slide41

MANUAL DE TÉCNICAS CORRENTES (MTC)

07- Manutenção

Manutenção da aeronave na oficina ou no solo com o rotor girando.

Instruções de segurança:

- para a aeronave estacionada em oficina durante a troca de elementos

- para operações de retirada de gelo antes da decolagem e intervenção na bateria.

Instruções técnicas aplicáveis em manutenção e reparos

Vazamento de óleo - Intervenção no sistema hidráulico - Alimentação externa.

08- Monitoramento periódico facultativo - Verificações sistemáticas

- Óleos de lubrificação; bombas hidráulicas, bancos hidráulicos.

- Regras gerais aplicáveis na manutenção e reparos da aeronave e acompanhamento das FME.

- Poluição orgânica do combustível: monitoração, detecção e intervenção.

slide42

MANUAL DE TÉCNICAS CORRENTES (MTC)

09- Estocagem - Embalagem

- Produtos de estocagem a curto e longo prazo.

- Estocagem de aeronaves (conceitos e períodos).

- Estocagem de mangueiras em elastômero e teflon.

- Estocagem de pneus.

- Métodos de acondicionamento e embalagem de materiais aeronáutico, equipamentos giroscópicos e rolamentos.

60- Técnicas correntes para pás

- Generalidades sobre produtos a utilizar em reparos.

-Instruções gerais - Reparos comuns - Operações de verificação e proteção.

slide43

MANUAL DE ESTOCAGEM (MST)

APRESENTA OS MÉTODOS DE ESTOCAGEM E DE CONDICIONAMENTO PARA CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO DA AERONAVE COMPLETA E DOS SEUS COMPONENTES PRINCIPAIS (CABEÇAS, ROTORES, CAIXAS DE TRANSMISSÃO, ETC ...)

DIVISÃO : CONFORME ATA 100

CAPÍTULO/SEÇÃO/ASSUNTO

CARTÕES DE TRABALHO:

DE 900 A 999

slide44

MANUAL DE ESTOCAGEM (MST)

SUMÁRIO:

CAP. 10 - ESTOCAGEM DA AERONAVE

CAP. 62 - ROTOR PRINCIPAL

CAP. 63 - ACIONAMENTO DO ROTOR PRINCIPAL

CAP. 64 - ROTOR TRASEIRO

CAP. 65 - ACIONAMENTO DO ROTOR TRASEIRO

slide45

MANUAL DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS (MCM)

É UMA COLEÇÃO DE MANUAIS ELABORADOS PELOS FABRICANTES DE EQUIPAMENTOS DA AERONAVE (BÁSICOS OU OPCIONAIS).

CADA MANUAL CONTÉM BASICAMENTE AS INFORMAÇÕES DE:

- DESCRIÇÃO/OPERAÇÃO,

- MANUTENÇÃO,

- REPOSIÇÃO DE PEÇAS.

DIVISÃO: CONFORME ATA 100

CAP / SEÇ / Nº DEFINIDO PELO FAB.

O “STATUS” DE REVISÃO E A VALIDADE DOS CAPÍTULOS ESTÃO DEFINIDOS NA “LISTA DE DOCUMENTOS DE EQUIPAMENTOS (JOB)” .

(ACESSO POR: P/N, FABRICANTE OU CAPÍTULO ATA 100).

slide46

MANUAL DE REVISÃO (MRV)

APRESENTA AS INFORMAÇÕES PARA A EXECUÇÃO DE REVISÃO DE CONJUNTOS DINÂMICOS:

- CAIXAS DE TRANSMISSÃO,

- MASTRO,

- CABEÇA DO ROTOR, ETC.

DIVISÃO : CONFORME ATA 100

CARTÕES DE TRABALHO:

DE 800 A 899

DIFUSÃO RESTRITA A OFICINAS HOMOLOGADAS PELA EUROCOPTER.

MRV

MRV

slide47

APROVISIONAMENTO

ORIGEM : FABRICANTE DE HELICÓPTEROS

CATÁLOGO ILUSTRADO DE FERRAMENTAS - ICO

CATÁLOGO ILUSTRADO

DE PEÇAS - IPC

CATÁLOGO COMPLEMENTAR

DE APROVISIONAMENTO - ICA

slide48

CATÁLOGO ILUSTRADO DE PEÇAS (IPC)

Apresenta a identificação (P/N), a localização e a figura ilustrada de todos os componentes removíveis susceptíveis de utilização nas operações de manutenção.

  • Permite também:
  • Conhecer a condição da aeronave quando da entrega,
  • Determinar todos os itens disponíveis como sobressalentes,
  • Apresentar a ilustração destes itens,
  • Auxiliar o operador:
  • - na solicitação;
  • - no aprovisionamento;
  • - na identificação das partes que constituem a aeronave;
  • - na identificação dos itens novos ou modificados;
  • - na gestão dos estoques de sobressalentes.
slide49

CATÁLOGO ILUSTRADO DE PEÇAS (IPC)

PARTICULARIDADES:

00.10.00 - INFORMAÇÕES GERAIS

00.15.00 - ABREVIAÇÕES USADAS NO MANUAL

(EX: MOD, MP/N, NSM, E, E1, FSCM, NHA, ALM, .......)

00.20. - DESCRIÇÃO DO MANUAL

.10 - Explicação sobre a decomposição de conjuntos em seus componentes, segundo a ordem de montagem.

.20 - Explicação detalhada das informações.

.30 - Explicação detalhada para localização de um item cujo número é desconhecido.

.40 - Explicação detalhada para a localização de um item com: MP/N ou NSM ou Item elétrico.

.50 - Explicação ilustrada do índice de referências dos fabricantes.

slide50

CATÁLOGO ILUSTRADO DE PEÇAS (IPC)

PARTICULARIDADES:

01.00.00 - ÍNDICE ALFANUMÉRICO (ORDENADO POR MP/N)

01.50.00 - ÍINDICE ALFANUMÉRICO (ORDENADO POR NSM)

02.00.00 - ÍNDICE ALFANUMÉRICO PARA EQUIPAMENTOS (ORDENADO POR MP/N)

02.50.00 - ÍNDICE ALFANUMÉRICO PARA EQUIPAMENTOS (ORDENADO POR P/N EC)

05.00.00 - ÍNDICE DE ITENS ELÉTRICOS (CRUZAMENTO COM MCS)

06.00.00 - ÍNDICE DE FABRICANTES (ORDENADO POR CÓDIGO)

06.50.00 - ÍNDICE DE FABRICANTES ( POR ORDEM ALFABÉTICA)

07.00.00 - TABELA DE CORRESPONDÊNCIA DE CONJUNTOS MECÂNICOS (ANTIGA X NOVA REFERÊNCIA)

slide51

CATÁLOGO DE ILUSTRADO DE FERRAMENTAS (ICO)

Apresenta as ferramentas específicas utilizadas para a manutenção de um helicóptero.

  • PERMITE:
  • - Aprovisionar,
  • - Preservar e estocar,
  • - Conhecer as características técnicas, a função e a forma de utilização das ferramentas.
  • COMPREENDE:
  • - A introdução (apresentando o método de consulta),
  • - A relação das referências,
  • - A nomenclatura para a ferramenta em questão com informações sobre a função, utilização, restrições de validade, etc. ...
  • - As ilustrações.
slide52

CATÁLOGO ILUSTRADO DE FERRAMENTAS (ICO)

PARTICULARIDADES:

00.00.10 - INTRODUÇÃO

- Estrutura de CAP / SEC / ASS

- Identificação das categorias de ferramentas

- Identificação da seções / assuntos por categoria de ferramentas

- Explicação ilustrada das informações

- Código de efetividade aplicado à ferramentas para aplicação especial

- Código de limitação para as ferramentas utilizadas para reparos de pás

00.00.20 - INDICE ALFANUMÉRICO

00.00.21 - REFERÊNCIA CRUZADA ENTRE NSM X MP/N

00.00.22 - REFERÊNCIA CRUZADA ENTRE MP/N X NSM

00.00.40 - RELAÇÃO DE FABRICANTES (POR CÓDIGO)

00.41.00 - RELAÇÃO DE FABRICANTES (POR ORDEM ALFABÉTICA)

slide53

CATÁLOGO ILUSTRADO DE FERRAMENTAS (ICO)

CAP. 90 - FERRAMENTAS PADRÃO

CAP. 91- FERRAMENTAS DE USO DIÁRIO

CAP. 92 - FERRAMENTAS UTILIZADAS EM OPERAÇÕES MENORES COM LIMITE DE DESMONTAGEM

CAP. 93 - FERRAMENTAS UTILIZADAS EM REMOÇÃO - SUBSTITUIÇÃO - REPAROS

CAP. 94 - FERRAMENTAS PARA ESTOCAGEM - TRANSPORTE - REPAROS DE EMERGÊNCIA

CAP. 95 - FERRAMENTAS PARA IMOBILIZAÇÃO EM CONTAINER

CAP. 96 - FERRAMENTAS USADAS PARA EQUIPAMENTOS OPCIONAIS

CAP. 97 - FERRAMENTAS USADAS EM INSPEÇÃO E REPAROS DE PÁS

slide54

CATÁLOGO COMPLEMENTAR DE APROVISIONAMENTO (ICA)

Permite o aprovisionamento de componentes COMUNS A TODOS OS HELICÓPTEROS DA EUROCOPTER FRANCE/HELIBRAS.

COMPREENDE:

Capítulo 1 - Códigos de fabricantes e endereços

Capítulo 2 - Condições de aprovisionamento

Capítulo 3 - Componentes normalizados e componentes standart

Capítulo 4 - Semi-produtos e perfilados

Capítulo 5 - Materiais não metálicos e produtos diversos

slide55

INFORMAÇÕES ESPECIAIS S

ORIGEM : FABRICANTE DE HELICÓPTEROS

CARTAS DE SERVIÇO (SLT) /

NOTÍCIAS PARA OPERADORES (NPO)

RELAÇÃO DE

MODIFICAÇÕES

(SIM)

BOLETINS DE SERVIÇO

(SBT / SBTH / ITEH)

slide56

BOLETINS DE SERVIÇO (SBT)

Tem por objetivo informar sobre:

- novas instruções de manutenção (inspeções / verificações) necessárias à manutenção da aeronave em condições operacionais de segurança. Estas instruções são, geralmente, resultado de análise dos incidentes encontrados em utilização, revisão ou fabricação.

- modificações do material como solução curativa para um incidente ou como melhoria do produto. Elas podem afetar o desempenho, melhorar a segurança e a confiabilidade, facilitar a manutenção, reduzir os custos operacionais, etc.

- procedimentos relativos à instalação de equipamentos opcionais

APROVADO, PARA AERONAVE CIVIL, PELA AUTORIDADE AERONÁUTICA HOMOLOGADORA FRANCÊSA (DGAC) E/OU BRASILEIRA (CTA).

slide57

BOLETINS DE SERVIÇO (SBT)

CLASSIFICAÇÃO Carta de Serviço 1489-00-00

São reservados para instruções necessárias a manutenção da aeronavegabilidade/segurança da aeronave.

ALERTA:

BOLETIM DE SERVIÇO:

Todas as instruções que não entram na categoria boletim de serviço alerta, serão difundidas por um boletim de serviço.

Quando a aplicação do BS for necessária, haverá um menção recomendando sua aplicação dentro de um determinado prazo.

slide58

BOLETINS DE SERVIÇO (SBT)

NUMERAÇÃO

  • BS ECF: 350 . 25 . 00 . 10 . R2

INDICE DE REVISÃO

Nº SEQUENCIAL NO CAPÍTULO

00: BOLETIM DE SERVIÇO (*)

90: INSTRUÇÃO TÉCNICA

CAPÍTULO ATA 100

TIPO DE AERONAVE

(*) Após a SLT Nº 1244-00-95

slide59

BOLETINS DE SERVIÇO (SBT)

NUMERAÇÃO (cont.)

  • BS/ITE HB: 350 . 25 . 100 05 . R1

INDICE DE REVISÃO

Nº SEQUENCIAL NO CAPÍTULO

BS PARA MODIFICAÇÕES HELIBRAS

CAPÍTULO ATA 100

TIPO DE AERONAVE

slide60

RELAÇÃO DE MODIFICAÇÕES (SIM)

APRESENTA:

- A DESCRIÇÃO DA AMS;

- OS REQUISITOS DE INCORPORAÇÃO;

- A EFETIVIDADE (VERSÕES);

- O DOCUMENTO RELACIONADO: BS ou SLT (QUANDO APLICÁVEL)

slide61

RELAÇÃO DE MODIFICAÇÕES (SIM)

PARTICULARIDADES:

00.00.00 - INTRODUÇÃO

Numeração das AMS em função da parte (sistema) da aeronave.

00.10.00 - RELAÇÃO DAS AMS EM ORDEM CRESCENTE COM O CORRESPONDENTE CAPÍTULO ATA 100

CAP. ATA 1000 - TABELAS APRESENTANDO:

- AMS;

- Descrição;

- Documentos relacionados (SBT ou SLT);

- Requisitos de incorporação;

- Efetividade em função da versão da aeronave

slide62

CARTA DE SERVIÇO

Nº 1302-25-97

Marignane, 20/02/1997

CARTAS DE SERVIÇO (SLT)

São documentos de comunicação Empresa / Operador, emitido pela EUROCOPTER, tratando de assuntos técnicos e/ou comerciais.

Apresentam:

- Evoluções e/ou novos produtos;

- Lembretes de procedimentos de manutenção e/ou operação,

- Informação geral aos operadores

EXEMPLO DE NUMERAÇÃO:

1302-25-97

Ano da emissão

Cap.. ATA 100

Nº Seqüencial

slide63

NOTÍCIAS PARA OPERADORES (NPO)

São documentos de comunicação Empresa/Operador, emitido pela HELIBRAS, tratando de assuntos técnicos e/ou comerciais.

NPO/069.25.97

25/02/1997

Apresentam:

- Evoluções e/ou novos produtos;

- Lembrete de procedimentos de manutenção e/ou operação,

- Informações gerais aos operadores

EXEMPLO DE NUMERAÇÃO:

NPO / 069 -25-97

Ano da Emissão

Cap.. ATA 100

Nº Seqüencial

slide64

DOCUMENTAÇÃO DOS MOTORES “TURBOMECA”

EMITIDA E ATUALIZADA PELO FABRICANTE DE MOTOR.

COMPREENDE:

  • MANUAL DE MANUTENÇÃO (MEM)
  • CATÁLOGO ILUSTRADO DE PEÇAS DO MOTOR (CRET)
  • CATÁLOGO ILUSTRADO DE FERRAMENTAS DO MOTOR (CROT)
  • BOLETINS DE SERVIÇO (TU) (SBTT)
  • CARTAS DE SERVIÇO (SLTT)

Os documentos estão em conformidade com as especificações ATA 100.

slide65

MANUAL DE MANUTENÇÃO (MEM)

SUMÁRIO:

00 - INTRODUÇÃO

05 - TEMPOS LIMITE /VERIFICAÇÃO

26 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

70 - TÉCNICAS CORRENTES

71 - POTÊNCIA

72 - MOTOR

73 - SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

74 - SISTEMA DE IGNIÇÃO

75 - SISTEMA DE AR

77 - INDICADORES DO MOTOR

79 - SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO

80 - SISTEMA DE PARTIDA

slide66

CATÁLOGO ILUSTRADO DE PEÇAS TURBOMECA (CRET)

  • INTRODUÇÃO
  • SUMÁRIO
  • PEÇAS DE REPOSIÇÃO
  • - INSPEÇÃO DE 100 HORAS
  • - INSPEÇÃO DE 500 HORAS
  • RELAÇÃO DE FABRICANTES
  • P/N X CAPÍTULO
  • FIGURAS X P/N X DESCRIÇÃO
slide67

CATÁLOGO ILUSTRADO DE FERRAMENTAS TURBOMECA (CROT)

  • INTRODUÇÃO
  • SUMÁRIO
  • RELAÇÃO DE FERRAMENTAS
  • - INSPEÇÃO DE 100 HORAS
  • - INSPEÇÃO DE 500 HORAS
  • RELAÇÃO DE FABRICANTES
  • P/N X CAPÍTULO
  • FIGURAS X P/N X DESCRIÇÃO
slide68

BOLETINS DE SERVIÇO DA TURBOMECA (SBTT)

RELAÇÃO DE MODIFICAÇÕES APLICADAS NOS MOTORES QUE SAÍRAM DE FÁBRICA.

ÍNDICE ORDENADO POR TU (Modificação do motor)

Ex..: TU 206

ÍNDICE ORDENADO POR BS (Boletim de Serviço)

Ex.:: 292-72 - 0026

TIPOS: MANDATÓRIO

RECOMENDADO

FACULTATIVO

(M) APLICAÇÃO A AERONAVES MILITARES

slide69

CARTAS DE SERVIÇO TURBOMECA (SLTT)

PARTICULARIDADES:

- ÍNDICES DAS SLTT ESPECÍFICAS A UMA VERSÃO

- ÍNDICES DAS SLLT APLICADAS A TODAS AS VERSÕES DE UM TIPO

- ÍNDICES DAS SLTT APLICADAS A TODOS OS TIPOS

(*) ORDENADAS POR ORDEM CRESCENTE.

slide71

AS PÁGINAS DE ESTRUTURA PERMITEM:

- Compreender a identificação e a aplicabilidade do manual.

- Orientar o usuário na busca do assunto procurado.

- Indicar ao usuário as particularidades de

emprego do manual.

- Identificar o manual, a

aplicação (tipo / versão),

a validade e a

personalização.

- Indicar ao

usuário as

particularidades

de emprego

do manual.

LISTA DE VALIDADE

DAS PÁGINAS

PÁGINA DE ROSTO

slide72

PÁGINAS DE ESTRUTURA (cont.):

  • OPERAÇÕES AUTORIZADAS, POR NÍVEL

ADVERTÊNCIA, EMPREGO E EVOLUÇÃO DO MANUAL

LISTA DE

REFERÊNCIA

(FIGURAS, MODIFICAÇÕES

INCORPORADAS,

FERRAMENTAL, ...)

00.00.00.P9

00.00.00.P8

00.00.00.P7

slide73

PÁGINA DE ROSTO (P1)

ESTA PÁGINA É REPRODUZIDA NO INÍCIO DE CADA VOLUME DE UM MESMO MANUAL.

Identificação do Manual

Aplicação (Tipo / Versão)

Básico ou Personalizado

Data de Edição

Número de Revisão

Número do Volume

Capítulos do Volume

Identificação Página de Rosto

slide74

LISTA DE COMPOSIÇÃO DO MANUAL (P1 - Página 2)

Apresenta a relação das Listas de Efetividade de Páginas (P5) que compõem o manual.

Identificação das Páginas

de Composição do Manual

slide75

SUMÁRIO (P2)

Permite uma orientação rápida para os índices (P6) dos capítulos do Manual.

O Sumário está localizado no início do Manual e pode estar reproduzido

no início de cada volume de um mesmo Manual.

Identificação

do Sumário

slide76

PÁGINAS PERSONALIZADAS (P3)

Lista de validade das Páginas Personalizadas

A personalização apresenta informações específicas de uma aeronave ou de um grupo de aeronaves de um cliente. Sobrepõe as páginas de base do manual modificando-as total ou parcialmente.

slide77

COMPOSIÇÃO DAS REVISÕES RÁPIDAS - RR (P4)

PERMITE A COMPREENSÃO DO MANUAL REVISADO EVENTUALMENTE POR PÁGINAS AMARELAS

Esta página é suprimida quando da incorporação da revisão normal (possuindo o mesmo número sem índice alfabético).

Número da RR

Identificação das páginas revisadas

slide78

LISTA DE VALIDADE DAS PÁGINAS (P5)

Permite a verificação da composição e da validade das páginas do Manual, de um Capítulo ou de uma Seção.

(1) Código de Evolução das Páginas

- R: Revisada, a substituir

- N: Nova, a inserir

- D: Anulada, a retirar

Identificação lista de

validade das páginas

slide79

ÍNDICE (P6)

Pode ser aplicado ao manual, ao capítulo ou a uma seção. Permite a localizar rápida das informações procuradas.

Identificação

do Índice

slide80

RELAÇÃO DE INCORPORAÇÕES NO MANUAL (P7)

- LISTA DAS MODIFICAÇÕES INCORPORADAS (AMS)

- LISTA DOS BOLETINS DE SERVIÇO INCORPORADOS

slide82

TEXTO

FIGURAS

  • MANUAIS:
  • MET
  • MRV
  • MST
  • MTC
slide83

TEXTO

FIGURAS

  • MANUAL:
  • MRR
slide84

MANUAIS:

  • MCS
  • MDF
  • MFI
  • IPC
  • ICA
  • ICO
  • SIM
  • SBT
  • SLT
  • NPO
  • MCM
slide85

MANUAL:

  • PMV

HB 350 B

Demais

versões

ad