Autoridade em linha l.jpg
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 69

Autoridade em Linha PowerPoint PPT Presentation


  • 162 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Autoridade em Linha. Profª Claudia Marina M. Rocha E-mail: [email protected] Autoridade em linha. Conceituação Autoridade em linha ou hierárquica é aquela que exerce diretamente sobre as pessoas.

Download Presentation

Autoridade em Linha

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Autoridade em linha l.jpg

Autoridade em Linha

Profª Claudia Marina M. Rocha

E-mail: [email protected]


Autoridade em linha2 l.jpg

Autoridade em linha

  • Conceituação

    Autoridade em linha ou hierárquica é aquela que exerce diretamente sobre as pessoas.

    Ela se manifesta por meio de ordens dos superiores para os subordinados. Sendo do maior para o menor pela hierarquia.


Autoridade de staff l.jpg

Autoridade de Staff

  • Conceituação

    Detentor de autoridade, porém muitas vezes não tem tempo, para decidir. Então o mesmo delega atividades para subordinados.

    O staff é uma espécie de assessoria, considerado uma extensão do chefe, porém a responsabilidade continua do detentor.


Rela es entre staff e detentor l.jpg

Relações entre staff e detentor

STAFF

AUTORIDADE

Apoio completo no staff

Insegurança pessoal

Cérebro da organização

Pensam mais intelectualmente

Possui técnicas e conhecimentos

Verificação de soluções

Staff sem funcionalidade

Detentor altamente confiante


Autoridade funcional l.jpg

Autoridade Funcional

  • Conceituação

    É autoridade funcional aquela que exerce em determinadas atividades ou assuntos.

    Ela não coloca em prática, sem passar por aprovação pelo responsável, pois ela sinaliza as diretrizes a serem seguidas.


Rela es entre autoridade e autoridade funcional l.jpg

Relações entre autoridade e autoridade funcional

AUTORIDADE

AUTORIDADE FUNCIONAL

Ter o poder sobre a atividade especifica

Detém poder completo

Responde a diretoria e os superiores

Responde ao detentor da autoridade


Conflitos entre autoridade e autoridade funcional l.jpg

Conflitos entre autoridade e autoridade funcional

Não deveria haver conflito entre eles, pois as atividades já foram delimitadas por ambos.

Porém pode ocorrer problema por falta de comunicação correta, controle disciplinar, dificuldade de coordenação.


Autoridade de fiscaliza o l.jpg

Autoridade de fiscalização

  • Conceituação

    É a modalidade de verificação de execução das normas e atividades da empresa. Exemplo: auditoria, inspetoria,etc.

  • Modalidade de ação

    Não pode interferir nas tomada de decisão das áreas, locais, etc. Apenas inspecionar se esta sendo feito deforma correta.


Responsabilidade l.jpg

Responsabilidade

  • Conceito

    É a aceitação do papel a ser desempenhada na organização, porém não pode ser delegada para outras pessoas.


Departamentaliza o l.jpg

Departamentalização

  • A departamentalização é composta por unidades, grupos ou departamentos. Conheça alguns tipos:

  • Por função – Atividades similares

  • Por áreas geográficas – têm por base a localização

  • Por produto – Segundo a linha de fabricação

  • Por clientela – Segundo o interesse do cliente

  • Por processo – De acordo com a tecnologia empregada.


Rg os de departamentaliza o l.jpg

Órgãos de departamentalização

  • É a criação de átomos dentro da empresa.

  • Não é uma regra de hierarquia de denominação.

  • Os títulos adotados devem ser coerentes e uniformes para toda a empresa.

  • Exemplos: Recursos Humanos (Benefícios, demissão e admissão,etc.)


Crit rio de departamentaliza o l.jpg

Critério de departamentalização

  • A grande maioria das empresas não possui um critérios especifico, podendo ser misto ou completo.

  • Realiza a departamentalização para maior controle e objetivos da empresa.


Departamentaliza o por fun o ou prop sito l.jpg

Departamentalização por função (ou propósito)

  • Dentro de uma área, se cria sub áreas, que são as departamentalizações,porem a área que gerencia e cuida de tudo.


Departamentaliza o por fun o l.jpg

Departamentalização por função


Departamentaliza o por localiza o ou rea geogr fica l.jpg

Departamentalização por localização (ou área geográfica)

  • É o agrupamento de separação por localidades ou outras regiões (geográficas).

  • Exemplo: Bancos, existem filiais em todo país o mundo, neste caso a departamentalização é a de localização o área geográfica, pois pode estar na mesma cidade que a matriz, bem como em outros bairros, cidades, estados e países.


Departamentaliza o por localiza o l.jpg

Departamentalização por localização


Departamentaliza o por produto ou servi o l.jpg

Departamentalização por produto (ou serviço)

  • É quando é agrupada mesmos produtos ou serviços em um único local ou departamento.


Departamentaliza o por produto l.jpg

Departamentalização por produto


Departamentaliza o por processo l.jpg

Departamentalização por processo

  • É agrupada na mesma área ou departamento, concentrando os colaboradores que cuidam do mesmo processo.


Departamentaliza o por processo21 l.jpg

Departamentalização por processo


Departamentaliza o por clientela l.jpg

Departamentalização por clientela

  • É o agrupamento de separação por clientes específicos por áreas ou departamentos.

  • Exemplo: Bancos, separam seus cientes por renda. Onde existe banco comum e banco para clientes mais especiais e banco para clientes mais refinados. Porém é o mesmo banco só mudando sua categoria interna.


Departamentaliza o por clientela23 l.jpg

Departamentalização por clientela


Fatores a considerar l.jpg

Fatores a considerar

  • A departamentalização deve analisar cada critério que a organização quer chegar.

  • Sua implantação e importância varia de empresa para empresa.


Especializa o l.jpg

Especialização

  • Especialização varia por função, processo, produto, etc.

  • Uma empresa após separa por departamentos, especializa pelos conhecimentos técnicos de cada função determinada.


Facilitar o controle l.jpg

Facilitar o controle

  • A tarefa básica da administração é o controle.

  • Com a departamentalização o controle é mais fácil para o administrador.

  • O administrador tem o controle geral de cada item até a área completa.


Auxiliar na coordena o l.jpg

Auxiliar na coordenação

  • Atividades diversas podem ser coordenadas por um chefe só.

  • Auxilia nas tomadas de decisões.

  • Auxilia em diversas áreas e situações.


Reduzir as despesas l.jpg

Reduzir as despesas

  • A departamentalização se justifica em termo de custo.

  • O administrador verifica a viabilização da departamentalização, em relação a estrutura.


Classifica o das estruturas l.jpg

Classificação das Estruturas

  • Como qualquer classificação contem muito arbítrio, podem iremos observar a forma mais adequada, introdutória da Administração. São elas:

  • Radial

  • Linear

  • Funcional

  • Linha Staff (ou assessoria)


Radial l.jpg

Radial

  • É o tipo mais simples, existe um chefe e uma única autoridade na organização.

  • Os colaboradores respondem sem qualquer relação formal entre si.

  • As organizações tem possuem este tipo de estrutura são mais rudimentares e um nível de subordinação.


Radial31 l.jpg

Radial


Linear l.jpg

Linear

  • Pode ser simples, departamental ou linear.

  • Simples – É representada em linha reta vertical, do superior para inferior.

  • Departamental – É respeitada a mesma linha de comunicação.

  • Linear – Existe linhas de autoridade e responsabilidade entre subordinado e autoridade.Mais utilizado em pequenas empresas.


Linear33 l.jpg

Linear


Caracter sticas linear l.jpg

Características linear

  • Autoridade única – Existem apenas um chefe e o subordinado se reportar exclusivamente a ele.

  • Comunicações – Se comunicam somente pelas linhas do organograma empresa.

  • Centralização das decisões – Liga do subordinado ou seu chefe do chefe até a altura cúpula da organização.

  • Aspecto piramidal – Na centralização da autoridade no todo e no modo linear, as organizações apresentam conformação piramidal.


Vantagens l.jpg

Vantagens

  • É fácil entendimento conforme cada empresa e seu organograma.

  • Os colaboradores sabem quem responder e quais suas atividades e limitações.


Desvantagens l.jpg

Desvantagens

  • Com o organograma é visível o que cada colaborador é.

  • Fica inflexível e rígido diversos processos.

  • O comando está centralizada no chefe.


Onde aplicar a organiza o linear l.jpg

Onde aplicar a organização linear?

  • Em empresas de pequeno porte

  • Não requer especialistas

  • Inicio de suas atividades

  • Tarefas rotineiras e mudanças raras

  • Trabalho terceirizados


Funcional l.jpg

Funcional

  • Consiste em decompor a direção em funções distintas e chefias especializadas.


Caracter sticas l.jpg

Características

  • Autoridade dividida – Cada subordinado recorre a diversos superiores, porém dento da sua especialidade apenas um.

  • Linha diretas de comunicação – As comunicações internas são feitas diretamente sem intermediações.

  • Descentralização das decisões – Não há hierarquia quem promovem as decisões.

  • Ênfase na especialização – As responsabilidades são delimitadas de acordo com as especializações.


Vantagens40 l.jpg

Vantagens

  • Máxima especialização nos diversos cargos da organização.

  • Melhor comunicação técnica

  • Controle das funções.


Desvantagens41 l.jpg

Desvantagens

  • Perda de autoridade

  • Subordinação múltipla

  • Concorrência entre os colaboradores do mesmo nível hierárquico.

  • Confusão nos objetivos da organização.


Onde aplicar a organiza o funcional l.jpg

Onde aplicar a organização funcional?

  • Em empresas pequenas

  • Colaboradores bem entrosados

  • Órgãos especializados

  • Dirigente eficaz


Linha staff l.jpg

Linha staff

  • Não possui tomada de decisão,porém é optativa em relações diversas da organização.

  • Organização de linha staff, existem os dois tipos os órgãos de linha e de staff.

  • Órgãos de staff – são apoio / assessoria para órgãos de linha


Fun es do staff l.jpg

Funções do staff

  • Serviços – atividades especializadas (contabilidade, desenvolvimento, etc.).

  • Consultoria e assessoria – atividades especializadas (jurídico, consultoria trabalhista, etc.).

  • Monitoração – Acompanhamento e avaliação de determinada atividade.

  • Planejamento e controle – planejamentos orçamentários de maquinas, equipamentos, etc.


Caracter sticas45 l.jpg

características

  • Fusão da estrutura linear com a funcional

  • Comunicação entre as linhas e colaboradores e superiores com os staff

  • Separação dos staff e executivos

  • Hierarquia X Especialização


Vantagens46 l.jpg

vantagens

  • Autoridade única

  • Assessoria especializada

  • Os staff não interferem na com os que possuem a autoridade.


Desvantagens47 l.jpg

desvantagens

* Possibilidade de conflito entre assessoria e os demais (órgãos de linha e de staff).

  • Staff detém o conhecimento e de linha a pratica.

  • Staff tendem a força suas idéias.

  • Assessor tem melhor formação escolar e menor experiência.


Tipos de atividades l.jpg

Tipos de atividades

  • Atividades de direção – São aquelas excetuadas pelos níveis hierárquicos mais altos.

  • Atividades-fins – São aquelas que constituem um conjunto de esforços,que visam ao fim a que se propõe a empresa.

  • Atividades-meios – São os meios que serão utilizados para realizar as atividades-fins da empresas.


Tipos de atividades49 l.jpg

Tipos de atividades

  • Atividades quase-fins – São atividades que não estão ligadas diretamente ao processo produtivo, porém são fundamentais para que se atinja os fins.


Centraliza o e descentraliza o l.jpg

Centralização e Descentralização

  • Centralização – Dá-se quando os processos decisórios estão concentrados nas mais altas hierarquias.

  • Descentralização – Ocorre quando a maioria das decisões é tomada pelos níveis hierárquicos inferiores da organização, por meio do processo de delegação.


Vantagens da centraliza o l.jpg

Vantagens da Centralização

  • Vantagens – são tomadas pelo superiores, e é empregado nas pequenas organizações. Onde se concentra a autoridade nos responsáveis pela mesma.

  • No caso de empresas maiores, ajuda na tomada de decisões mais vitais para a empresa como, decisões de custos altos e definições de políticas e diretrizes, visando assim forma um planejamento uniforme.


Desvantagens da centraliza o l.jpg

Desvantagens da centralização

  • O excesso da centralização de decisões deve ser evitado, pois gera uma certa desconfiança dentro da organização, engessando o processo decisório de pequenas decisões.


Vantagens da descentraliza o l.jpg

Vantagens da Descentralização

  • Maior rapidez nos processos decisórios.

  • Estimula a proatividade dos funcionários de baixa hierarquia .


Desvantagens da descentraliza o l.jpg

Desvantagens da Descentralização

  • A hierarquia perde um pouco seu controle.

  • Risco de re-trabalho.


O que organograma l.jpg

O que é Organograma?

Gráfico que representa a estrutura formal da organização num determinado momento ou seja, a disposição e a hierarquia dos órgãos.

Deve ser usado como instrumento de trabalho

Requisitos:

  • Fácil leitura

  • Permitir boa interpretação dos componentes da organização

  • Fazer parte de um processo organizacional de representação estrutural

  • Ser flexível

    Há um grande número de técnicas de representação

  • Estrutural, circular ou radial, funcional, estrutural-funcional, matricial


Significado dos componentes l.jpg

Linhas de comunicação

Autoridade e hierarquia

(cadeia de comando)

Unidades de trabalho (cargos e departamentos)

Divisão horizontal do trabalho

Significado dos componentes


Tipos de organogramas l.jpg

Tipos de Organogramas

a) Organograma clássico ou vertical – este tipo é simplificado e procura deixar bem claros os níveis de hierarquia. É bastante utilizado em instituições tradicionais, onde a visão é fator preponderante .


Organograma estrutural vertical l.jpg

Organograma Estrutural Vertical


Slide59 l.jpg

b) Organograma horizontal –é um organograma em que as instâncias de poder mais alto da empresa estão próximas aos níveis mais operacionais da empresa. Num organograma horizontal a quantidade de chefes por funcionários é pequena.

É piramidal, pois a hierarquia é apresentada da esquerda para a direita.


Organograma estrutural horizontal l.jpg

Organograma Estrutural Horizontal


Organograma estrutural caracter sticas l.jpg

Organograma Estrutural – Características

  • Técnica utilizada para representar a maioria das organizações

  • No alto da folha, deve constar o nome da organização

  • Linhas:

    • A linha cheia é de autoridade (vertical) e de coordenação (horizontal)

    • A linha tracejada ou pontilhada deve ter seu significado na legenda

  • Deve ser feito por grupamento de unidades

    • Das unidades maior hierarquia (direção) às de menor hierarquia (operacionais)

    • Unidades de mesmo nível devem estar na mesma linha horizontal

  • Em unidades do mesmo grupo, deve ser obedecida a ordem alfabética

  • Autoridade funcional é a autoridade sobre uma função


Organograma circular ou radial l.jpg

Organograma Circular ou Radial


Organograma circular caracter sticas l.jpg

Organograma Circular – Características

  • Pouco utilizado

  • Suaviza a apresentação da estrutura

  • Economiza espaço

  • A autoridade é representada do centro para a periferia

  • As linhas de autoridade ficam difíceis de serem identificadas

    • Reduz conflitos entre superiores e subordinados

    • Exemplos de organizações: hospitais, universidades (área acadêmica)

  • Representação de estruturas mais complexas torna-se difícil

  • Representação de muitos níveis hierárquicos torna-se difícil

    • Pode utilizar letras e números para simplificar

    • Necessita de legendas


Organograma funcional tipo 1 l.jpg

Organograma Funcional (Tipo 1)


Organograma funcional l.jpg

Organograma Funcional


Organograma funcional caracter sticas l.jpg

Organograma Funcional – Características

  • Tipo 1:

    • O funcionário não tem um chefe hierárquico imediato

    • Assim que o funcionário conclui a tarefa, sua subordinação muda para o supervisor adequado à nova tarefa executada

    • As ligações indicam uma subordinação temporária

    • A subordinação à Presidência é hierárquica, é possível porém uma diretoria com dirigentes responsáveis por cada função na organização

  • Tipo 2:

    • Aplicado em organizações de pequeno porte

    • Pouco verticalizada

    • Poucos chefes para várias atividades


Organograma matricial l.jpg

Organograma Matricial


Organograma matricial caracter sticas l.jpg

Organograma Matricial – Características

  • Resulta da estrutura tradicional mais a estrutura por projetos

  • Contempla dois tipos de autoridade: funcional e hierárquica

  • A autoridade maior é dividida entre a Presidência (cunho político) e o titular da área de projetos (cunho técnico)

  • A sensação de “duas chefias” é permanente

  • Permite maior mobilidade e flexibilidade que as outras, mas é mais difícil de implementar

  • Difícil conciliar as duas estruturas

  • Podem ocorrer atritos por questões de jurisdição


Recomenda es finais l.jpg

Recomendações finais

  • Além dos retângulos, podem ser usados círculos, retângulos com os cantos curvos e várias outras simbologias

  • Esteticamente, deve-se buscar a simetria no diagrama

  • Devem ser evitadas siglas e abreviações

  • A linha de coordenação não deve ligar unidades diretamente

  • O uso de nomes dos ocupantes dos cargos exigem constante atualização

  • Durante a elaboração do organograma, podem surgir discrepâncias, provavelmente é a estrutura informal.


  • Login