Hierarquia de Diretórios da Família Linux - PowerPoint PPT Presentation

zihna
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Hierarquia de Diretórios da Família Linux PowerPoint Presentation
Download Presentation
Hierarquia de Diretórios da Família Linux

play fullscreen
1 / 12
Download Presentation
Presentation Description
72 Views
Download Presentation

Hierarquia de Diretórios da Família Linux

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Hierarquia de Diretórios da Família Linux Sistemas Operacionais

  2. Conteúdo • Estrutura de Diretórios; • Árvore de Diretórios; • Diretórios mais importantes; Sistemas Operacionais

  3. Estrutura de Diretórios A identificação dos objetos de um sistema de arquivos Linux é conhecida como inode. Ele carrega as informações onde o objeto está localizado no disco, informações de segurança, data de criação e a última modificação dentre outras informações. Quando criamos um sistema de arquivos no Linux, cada dispositivo tem um número finito de inodes que será diretamente proporcional ao número de arquivos que este dispositivo poderá acomodar. Comparando com o Windows, a organização dos diretórios do Linux é pouco mais complexa, porém você vai perceber que é a maneira correta conforme for lendo e entendendo. Sistemas Operacionais 3

  4. Estrutura de Diretórios 1- /           -       Diretório raiz. 2- /bin       -      Diretório onde estão os arquivos  executáveis e comandos essenciais do sistema. 3- /boot     -      Diretório onde estão os arquivos necessários para iniciar o sistema. Aqui é onde fica localizada a imagem do Kernel do Linux. 4- /dev       -      Diretório onde estão os arquivos de dispositivos do sistema, como discos, cd-roms, terminais etc. 5- /etc         -      Diretório onde estão localizados os arquivos de configuração do sistema. Sistemas Operacionais 4

  5. Estrutura de Diretórios 6- /home     -     Diretório que geralmente é usado  pelos usuários. 7- /lib          -      Diretório onde estão localizadas as bibliotecas essenciais ao sistema, utilizadas pelos programas em /bin e módulos do Kernel. 8- /mnt         -     Diretório vazio. Este diretório geralmente é utilizado para pontos de montagem de dispositivos. 9- /proc        -     Diretório que possui informações do Kernel e de processos. 10- /opt          -     Diretório onde estão localizados os aplicativos instalados que não venham com o Linux. Sistemas Operacionais 5


  6. Estrutura de Diretórios 11- /root         -     Diretório do superusuários(root). Em algumas distribuições ele pode ou não estar presente. 12- /sbin        -      Diretório onde estão os arquivos essenciais do sistema, como aplicativos, utilitários para administração do sistema. Normalmente só o superusuário(root) tem acesso aos arquivos. 13- /tmp          -      Diretório de arquivos temporários. 14- /usr           -      Diretório de arquivos pertencentes aos usuários e a segunda maior hierarquia de diretórios no Linux. 15- /var           -       Diretório onde são guardadas informações variáveis ao sistema, como arquivos de logs etc... 6 Sistemas Operacionais

  7. Árvore de Diretórios 7 Sistemas Operacionais

  8. Diretórios mais importantes raiz (root, /) é específico para cada máquina, geralmente armazenado localmente, mas também em rede ou ramdisk (por exemplo, quando instalamos o Linux), e deve conter os arquivos para a carga do sistema, de forma a permitir a montagem dos outros sistemas de arquivos. Deverá conter também as ferramentas necessárias para recuperar backups, quando "logamos" no sistema na forma de usuários único (single user). /usr contém comandos, bibliotecas, manpages (páginas de manual), e outros arquivos estáveis, isto é, que não precisem ser modificados durante a operação normal do sistema. A idéia desta restrição, é permitir os arquivos serem compartilhados via rede com outras máquinas. Quando este diretório é montado (caso esteja em um disco ou partição separado dos demais), ele poderá inclusive ser montado read-only, para reforçar este requisito. Evidentemente, isto não se aplica quando programas novos estão sendo instalados no sistema. /var contém em geral os arquivos que sofrem modificações durante a sessão, tais como logfiles, arquivos de spooling, manpages formatadas (o que acontece logo após cada man que executamos e a página não foi ainda consultada), bem como arquivos temporários. O uso tradicional de /var abaixo de /usr, torna impossível a montagem de /usr como read-only, e deve ser evitado. Uma solução é cirar um link simbólico de /var para /usr/var. 8 Sistemas Operacionais

  9. Diretórios mais importantes /home contém os diretórios dos usuários normais (o superusuário utiliza o diretório /root na maioria dos sistemas). De certa forma, podemos dizer que aí se localizam todos os dados reais do sistema. Quando este diretório se torna excessivamente grande, ele pode ser quebrado em vários, inroduzindo uma camada de nomes adicional (grupos de usuários), como por exemplo: /home/suporte, /home/clientes. /bin contém programas (executáveis) que são necessário durante a carga do sistema (boot time). /dev dispositivos (devices), não arquivos de dados no sentido explícito, mas que podem ser acessados, confome o caso por programas que usualmente editam, filtram ou processam de maneira geral arquivos convencionais. Todo cuidado com estes arquivos é pouco. Por exemplo, a cópia de um texto para um dispositivo como /dev/hda1 (supondo que este seja o seu disco rígido), pode deixar o sistema inoperante, reescrevendo sobre a partição ext2 do Linux. Evidentemente, para fazer isso, voce precisará ser um usuário privilegiado (root), portanto muito cuidado quando voce for o root! 9 Sistemas Operacionais

  10. Diretórios mais importantes /mnt é um diretório com pontos para montagem de dispositivos de bloco, como discos rígidos adicionais, disquetes, cdroms, etc. /proc na realidade, um diretório virtual, mantido pelo kernel, mas de extrema utilidade. Nele encontramos "arquivos" com a configuração atual do sistema, dados estatísticos, dispositivos já montados, interrupções (e quantas vezes ocorreram desde o último boot), endereços e estados das portas físicas, dados sobre as redes, etc. Além disso, um subdiretório com o nome que corresponde ao PID (process id) de cada processo correntemente existente na máquina, aonde se encontram informações detalhadas sobre o estado do processo, linha de comando, ambiente (environment), etc. /tmp local destinado aos arquivos temporários. Observe a duplicidade aparente deste diretório com o /var. Na realidade o /tmp não necessariamente precisa ser salvo entre uma sessão e outra (após um boot), enquanto que o /var normalmente fica com os dados salvos. 10 Sistemas Operacionais

  11. Diretórios mais importantes /sbin executáveis e ferramentas para a administração do sistema. Este é um dos diretórios que é disponível no PATH durante a execução do processo init. /etc este diretório é um dos mais importantes. Contém uma miscelânea de dados de configuração, notadamente no subdiretório /etc/rc.d, aonde estão os scripts de inicialização do sistema em seus vários níveis[15], ademais contém os arquivos fstab (tabela de filesystems), inittab (configuração da inicialização do sistema para cada nível), profile (configuração default para todos os logins), printcap (configuração do spooler de impressão), e um número considerável de arquivos para configuração de rede e outros aspectos do sistema, incluindo o X11. /lost+found um diretório aonde são colocados os arquivos "recuperados" pelo utilitário fsck, isto é clusters (blocos) orfãos no disco ou que pertenciam a arquivos danificados. /lib bibliotecas do sistema, compartilhadas, também os módulos do kernel que são carregados via modprobe ou insmod. 11 Sistemas Operacionais

  12. Diretórios mais importantes /usr/local apesar de ser um subdiretório de /usr, este diretório é importante porque é aonde residem os programas instalados após o "pacote básico" do sistema operacional, isto é, após a distribuicão Linux é instalada no seu computador. Alguns programas podem ser instalados em /usr/local numa distribuição e em /usr numa outra, o que não importa muito, portanto confira os dois locais para verificar aonde o programa desejado está instalado. (o PATH deve conter tanto /usr/bin como /usr/local/bin) /var/spool outro diretório importante, aonde ficam os e-mails de todos os usuários, arquivos submetidos à impressão, faxes recebidos, bem como tarefas programadas para execução em um determinado instante (futuro). 12 Sistemas Operacionais