slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Barroco PowerPoint Presentation
Download Presentation
Barroco

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 22

Barroco - PowerPoint PPT Presentation


  • 81 Views
  • Uploaded on

Barroco. Profª Neusa. Delírios da natureza Em um ponto me alegro, e me entristeço, Choro e rio, ouso e temo, vivo e morro, Caio e grito, contemplo e não discorro, Parto e fico, não vou e me despeço. Lembro-me de mim, de mim me esqueço, Ora fujo, ora torno, paro e corro,

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Barroco' - yoshe


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Barroco

Profª Neusa

slide2

Delírios da natureza

Em um ponto me alegro, e me entristeço,

Choro e rio, ouso e temo, vivo e morro,

Caio e grito, contemplo e não discorro,

Parto e fico, não vou e me despeço.

Lembro-me de mim, de mim me esqueço,

Ora fujo, ora torno, paro e corro,

Já atado, já solto, preso e forro,

Lince e cego, me ignoro e me conheço.

Eu mesmo me acredito e me desminto,

Eu mesmo agravo o mal e peço a cura,

Eu mesmo me consolo e me ressinto.

Saiba, pois, toda a humana criatura,

Que para escapar deste labirinto,

Há de fugir às mãos da formosura.

(Francisco de Pina e Melo, 1725)

slide3

ANTROPOCENTRISMO

(Renascimento)

Dualidade

existencialista

Conciliação de opostos

TEOCENTRISMO

(Contra-reforma)

CONFLITO

slide4

CULTISMO

(Percepção sensorial)

Dualidade estilística

CONCEPTISMO

(Percepção racional)

slide5

CULTISMO

Quando vejo de Anarda o rosto amado, vejo ao céu e ao jardim ser parecido porque no assombro do primor luzido tem o sol em seus olhos duplicado. Manuel Botelho de Oliveira

CONCEPTISMO

Ecce exiit qui seminat, seminare. Diz Cristo que «saiu o pregador evangélico a semear» a palavra divina. Bem parece este texto dos livros de Deus. Não só faz menção do semear, mas também faz caso do sair: Exiit, porque no dia da messe hão-nos de medir a semeadura e hão-nos de contar os passos. O Mundo, aos que lavrais com ele, nem vos satisfaz o que dispendeis, nem vos paga o que andais. Deus não é assim. Para quem lavra com Deus até o sair é semear, porque também das passadas colhe fruto.

Sermão da Sexagésima, de Padre António Vieira.

slide8

Auto - retrato

Anibale Carracci

Arqueiro

Tintoretto

slide12

Ao Braço do Mesmo Menino Jesus Quando Apareceu

O todo sem a parte não é todo,

A parte sem o todo não é parte,

Mas se a parte o faz todo, sendo parte,

Não se diga, que é parte, sendo todo.

Em todo o Sacramento está Deus todo,

E todo assiste inteiro em qualquer parte,

E feito em partes todo em toda a parte,

Em qualquer parte sempre fica o todo.

slide13

O braço de Jesus não seja parte,

Pois que feito Jesus em partes todo,

Assiste cada parte em sua parte.

Não se sabendo parte deste todo,

Um braço, que lhe acharam, sendo parte,

Nos disse as partes todas deste todo.

slide16

Olha, Marília, as flautas dos pastores

Que bem que soam, como estão cadentes!

Olha o Tejo a sorrir-se! Olha, não sentes

Os Zéfiros brincar por entre as flores?

Vê como ali, beijando-se os Amores

Incitam os nossos ósculos ardentes,

Ei-las, de planta em planta, as inocentes,

As vagas borboletas de mil cores.

Naquele arbusto o rouxinol suspira,

Ora nas folhas a abelhinha pára,

Ora nos ares, sussurando, gira.

Que alegra campo! Que manhã tão clara!

Mas ah! Tudo o que vês, se eu te não vira,

Mais tristeza que a noite me causara.

(Bocage)

slide17

CARACTERÍSTICAS

1) IMITAÇÃO DA NATUREZA

“Imitação" da natureza em sua ordenação, em sua serenidade, em seu equilíbrio

Bucolismo

Watteau

slide18

2) BUSCA DA SIMPLICIDADE

Verdade = Razão = Simplicidade

3) IMITAÇÃO DOS CLÁSSICOS

Neoclassicismo: retorno ao universo de referências clássicas

Pintam, Marília, os poetasa um menino vendado,com uma aljava de setas, arco empunhado na mão;ligeiras asas nos ombros,o terno corpo despido,e de Amor ou de Cupidosão os nomes que lhe dão.

Tomás A. Gonzaga

slide19

4) CLICHÊS ÁRCADES

Fugere urbem(fuga da cidade)

Locus amoenus(lugar aprazível, ameno)

Carpem diem (aproveite o dia)

Aurea Mediocritas(equilíbrio de ouro)

Inutilia truncat(cortar o inútil – eliminar o excesso do Barroco)

5) PSEUDÔNIMOS PASTORIS

Fingimento poético para não revelar sua identidade