slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO PowerPoint Presentation
Download Presentation
ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO - PowerPoint PPT Presentation


  • 150 Views
  • Uploaded on

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO. PROJETO - PLANO DE OPERAÇÃO PADRÃO DO GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO. FERNANDO ANTÔNIO HOLANDA BRAGA DAMASCENO – 2 0 Ten QOBM/Comb. Maceió - AL, Setembro de 2008.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO' - yardan


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

ESTADO DE ALAGOAS

SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO

PROJETO - PLANO DE OPERAÇÃO PADRÃO DO

GRUPAMENTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO

FERNANDO ANTÔNIO HOLANDA BRAGA DAMASCENO– 20 Ten QOBM/Comb

Maceió - AL, Setembro de 2008

objetivo
OBJETIVO:
  • Padronização operacional das atividades fins e as interligadas ao Grupamento de Salvamento Aquático
sum rio
SUMÁRIO:

1. AUTO OPERACIONAL

2. PREVENÇÃO EM PRAIA MARÍTIMNA

3. GUARDA – VIDAS: SALVAMENTO

4. RASCUE TUBE / FLUTUADOR

5. PRANCHÃO

6. MOTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO (MSA)

7. BOTE INFLÁVEL DE SALVAMENTO (BIS)

8. JANGADA DE SALVAMENTO

9. LANCHA

10. MERGULHO

11. HELICÓPTERO

preven o em praias marinhas
PREVENÇÃO EM PRAIAS MARINHAS

Prevenção

Observações de sinais de uma vítima em fase de afogamento

Sinalização

Prevenção e Salvamento de Afogados

guarda vidas salvamento
GUARDA – VIDAS: SALVAMENTO

O Socorro

Avaliação de Riscos

Vigilância e Planejamento do Socorro

Entrada no Mar

Aproximação do Afogado

Abordagem do Afogado

Escapando a Captura do Afogado

Reboques

Saída do Mar

Transporte realizados na areia

- Com um Guarda – Vidas

- Com dois Guarda - Vidas

Salvamento Equipado

Material de alcance ao Afogado

Materiais Improvisados

Posição para os Primeiros Socorros na Areia

Início a Avaliação Imediata

rescue tube flutuador
RESCUE TUBE FLUTUADOR

Inspeção Inicial e final

Buscar descolamentos e rachaduras no corpo do flutuador

Verificar a tensão do cinto e do cabo

Verificar o mosquetão

Posicionar o flutuador para o serviço

Guardar o flutuador ao final do serviço

Procedimentos Operacionais com Rescue Tube / Flutuador

Efetuar salvamento

Nadar rebocando o flutuador

Aproximar-se a uma distância segura

Identificar-se à vítima

Oferecer o flutuador à vítima

Vestir o flutuador na vítima

Nadar retornando à terra

Retirar o flutuador em local seguro

Efetuar salvamento de vítima agitada

Efetuar salvamento de vítima inconsciente

Outras manobras a serem usadas

Efetuar salvamento de vítima em parada respiratória e com pulso

Travessia de área de turbulência ou arrebentação

Salto de aeronave ou locais elevados

Salvamento da vítima submersa e por cabos

Duas vítimas

pranch o
PRANCHÃO

Cuidados com o Equipamento

Efetuar inspeção inicial

Posicionar a prancha para o serviço

Guardar a prancha ao final do serviço

Salvamento vítima inconsciente

Aproximar-se da vítima

Embarcar a vítima na prancha

Retornar à terra

Desembarcar em terra

Efetuar salvamento de vítima sem freqüência respiratória

Efetuar salvamento de vítima sem freqüência cardíaca

Prevenção

Salvamento com vítima consciente e calma

Aproximação e Abordagem

Retornar à terra

Desembarcar em terra

moto de salvamento aqu tico
MOTO DE SALVAMENTO AQUÁTICO

Check-up Pré-Operação

Compartimento do Motor

Popa

Casco

Frontal

Segurança

Final

Iniciando a saída

Aproximando-se da Areia

Retirando a Embarcação da água

Operação

Prepara-se para pilotar

Coloca-se o Bote na água com ajuda da carreta

Embarca-se na MSA

Inicia-se a progressão

Espera o momento ideal

Vence Ondulações

Manobra Defensiva

Salvamento

Vítimas Conscientes (sem body sled)

Vítimas Inconscientes (sem body sled)

Vítimas Conscientes (com body sled) 1

Vítimas Conscientes (com body sled) 2

Vítimas Conscientes (com body sled) 3

Vítimas Inconscientes (com body sled) 1

Vítimas Inconscientes (com body sled) 2

Check-up Pós-Operação

Lavagem

Equipamentos

Lubrificação e Abastecimento

Em caso de Emborque

Em Rios e Lagoas

No Mar

bote infl vel salvamento
BOTE INFLÁVEL SALVAMENTO

Check-up Pré-Operação

BIS

Popa

Motor e Tanque de Combustível

Segurança

Final

Salvamento

Salvamento de vítimas Conscientes

Salvamento de vítimas Inconscientes

Salvamento em Costeira ou Locais de

risco para a Embarcação

Operação – Entrada e Saída do Mar

Prepara-se para Pilotar

Coloca-se o Bote na água com ajuda da Carreta

Embarca-se no Bote

Inicia-se a Progressão

Vencendo Ondulações

Manobre Defensivamente

Iniciando a Saída

Aproximando-se da Areia

Retirando a Embarcação da água

Procedimentos em caso de Emergência

Procedimentos em caso de Emergência

Em caso de Estanque do Motor

Em caso de Emborque

Manutenção de Submergido

Check-up Pós-Operação

Equipamentos

Lavagem e Lubrificação do Motor

Abastecimento

jangada de salvamento
JANGADA DE SALVAMENTO

Check-up Pré-Operação

Jangada

Popa

Motor e Tanque de Combustível

Segurança

Final

Salvamento

Salvamento de vítimas Conscientes

Salvamento de vítimas Inconscientes

Salvamento em Costeira ou Locais de

risco para a Embarcação

Operação – Entrada e Saída do Mar

Prepara-se para Pilotar

Coloca-se a Jangada na água com ajuda da Carreta

Embarca-se na Jangada

Inicia-se a Progressão

Vencendo Ondulações

Manobre Defensivamente

Iniciando a Saída

Aproximando-se da Areia

Retirando a Embarcação da água

Procedimentos em caso de Emergência

Procedimentos em caso de Emergência

Em caso de Estanque do Motor

Partida do Motor em Emergência

Em caso de Emborque

Manutenção de Motor Submergido

Check-up Pós-Operação

Lavagem da Jangada

Equipamentos

Lavagem e Lubrificação do motor e

Abastecimento

Observações Gerais

lancha de salvamento
LANCHA DE SALVAMENTO

Check-up Pré-Operação

Lancha

Popa

Motor e Tanque de Combustível

Segurança

Final

Salvamento

Salvamento de vítimas Conscientes

Salvamento de vítimas Inconscientes

Salvamento em Costeira ou Locais de

risco para a Embarcação

Operação – Entrada e Saída do Mar

Prepara-se para Pilotar

Coloca-se a Lancha na água com ajuda da Carreta

Embarca-se na Lancha

Inicia-se a Progressão

Vencendo Ondulações

Manobre Defensivamente

Iniciando a Saída

Aproximando-se da Areia

Retirando a Embarcação da água

Procedimentos em caso de Emergência

Procedimentos em caso de Emergência

Em caso de Estanque do Motor

Partida do Motor em Emergência

Em caso de Emborque

Manutenção de Motor Submergido

Check-up Pós-Operação

Lavagem da Lancha

Equipamentos

Lavagem e Lubrificação do motor e

Abastecimento

Observações Gerais

mergulho
MERGULHO

Operações de Busca de Cadáver

BUSCA – 3 Situações:

-Vítima afunda ou submerge diante do Guarda-Vidas que sabe então exatamente o ponto do desaparecimento (Ponto X);

-Quando a vítima é retirada das “mãos” do Guarda-Vidas de maneira brusca pela força do Mar;

-Quando o Guarda-Vidas não observou ou não testemunhou o exato local onde a vítima afundou.

TÉCNICAS DE VARREDURA E BUSCA:

-Técnica de 90º

-Varredura Linear

-Varredura Circular

-Pendular

Considerações Iniciais

Equipe mínima

Qualificação mínima

Equipamento mínimo

Individual

Da Equipe

Limite de Profundidade

Operação

Estar em condições de Atendimento

Receber Solicitação

Coletar Dados Complementares

Cientificar o Cmt de SOS e este, o Supervisor

Chegar ao Local da Ocorrência

Planejar Operação

Definir Funções e Revezamentos

Executar a Operação

Encerrar a Operação

Considerações Gerais

Reflutuação de Objetos Submersos sem Emergência

helic ptero
HELICÓPTERO

Procedimentos em caso de Emergência

Treinamento Operacional

Equipe Operacional

Equipamentos utilizados para o Salvamento com Aeronave

Em caso de Emborque

Manutenção de Motor Submergido

Operações de Salvamento

Afogado Submerso no Mar

Embarcação à Deriva

Resgate Aeromédico em Embarcações

Resgate em Ilhas

Busca e Salvamento de Aerodesportista

Resgate e Salvamento em Enchentes

Fora da água

Dentro da água

slide15
“Motivo para chorar existem aos milhares, motivos para sorrir nunca se acabarão”

(Autor desconhecido por mim... Vai que alguém conhece!)

BOM DIA

OBRIGADO!!!