programa de acelera o do crescimento 2007 2010 romper barreiras e superar limites l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PROGRAMA DE ACELERA Ç ÃO DO CRESCIMENTO 2007-2010 ROMPER BARREIRAS E SUPERAR LIMITES PowerPoint Presentation
Download Presentation
PROGRAMA DE ACELERA Ç ÃO DO CRESCIMENTO 2007-2010 ROMPER BARREIRAS E SUPERAR LIMITES

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 36

PROGRAMA DE ACELERA Ç ÃO DO CRESCIMENTO 2007-2010 ROMPER BARREIRAS E SUPERAR LIMITES - PowerPoint PPT Presentation


  • 83 Views
  • Uploaded on

PROGRAMA DE ACELERA Ç ÃO DO CRESCIMENTO 2007-2010 ROMPER BARREIRAS E SUPERAR LIMITES. GOI Á S. MELHORA DO AMBIENTE DE INVESTIMENTO. O PAC Colocou a agenda de desenvolvimento na ordem do dia Definiu o investimento como prioridade do Governo Aumentou a confiança da sociedade no futuro

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'PROGRAMA DE ACELERA Ç ÃO DO CRESCIMENTO 2007-2010 ROMPER BARREIRAS E SUPERAR LIMITES' - winka


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

MELHORA DO AMBIENTE DE INVESTIMENTO

O PAC

Colocou a agenda de desenvolvimento na ordem do dia

Definiu o investimento como prioridade do Governo

Aumentou a confiança da sociedade no futuro

Começou a criar um ambiente favorável ao crescimento

Despertou o espírito empreendedor do empresariado

Consolidou um quadro positivo do crédito, do investimento e da atividade econômica

investimento em infra estrutura premissas b sicas
INVESTIMENTO EM INFRA-ESTRUTURAPREMISSAS BÁSICAS

A expansão do investimento em infra-estrutura é condição para:

aceleração do desenvolvimento sustentável, com a eliminação dos gargalos para o crescimento da economia

aumento de produtividade

superação dos desequilíbrios regionais e das desigualdades sociais

Os gargalos na infra-estrutura do País, para serem superados, necessitam de:

  • planejamento estratégico de médio e longo prazos
  • fortalecimento da regulação e da competitividade
  • instrumentos financeiros adequados ao investimento de longo prazo
  • parcerias entre o setor público e o investidor privado
  • articulação entre os entes federativos
crit rios de sele o
Conclusão de projetos em andamento

Recuperação de infra-estrutura existente

Projetos com forte potencial para gerar retorno econômico e social

Sinergia entre os projetos

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO
programa de acelera o do crescimento pac 2007 2010
Projetos de infra-estrutura em três eixos:

Infra-estrutura Logística

Infra-estrutura Energética

Infra-estrutura Social e Urbana

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO - PAC 2007-2010

R$ bilhões

rodovias ferrovias portos e hidrovias

RODOVIAS, FERROVIAS, PORTOS E HIDROVIAS

Fonte: Ministério dos Transportes

investimentos transportes goi s

InvestimentosTransportes: Goiás

  • CONSTRUÇÕES E ADEQUAÇÕES
  • RESTAURAÇÕES E CONSERVAÇÕES
slide9

PREVISÃO DE INVESTIMENTO EM TRANSPORTES 2007-2010

CONSTRUÇÃO, ADEQUAÇÃO E DUPLICAÇÃO: GOIÁS

BR –070/GO, Divisa DF/GO – Águas Lindas

Ferrovia Norte - Sul

BR – 060/GO

BR – 153/GO, Aparecida de Goiânia - Itumbiara

Duplicação / Adequação de Rodovia Construção de Ferrovia

slide10

PREVISÃO DE INVESTIMENTO EM TRANSPORTES 2007-2010

CONSTRUÇÃO, ADEQUAÇÕES E DUPLICAÇÃO

Rodovia: Adequação de Capacidade - Conclusão em 2007

BR - 153/GO: Adequação do trecho Aparecida de Goiânia – Itumbiara (R$ 10,7 milhões em 2007);

Dos 106,3 Km, 43,6 km já foram duplicados, faltando restaurar a pista antiga.

BR - 060/GO: Adequação do trecho Divisa DF/GO – Entroncamento com a BR - 153 (Anápolis) - (R$ 29,5 milhões em 2007)

Conclusão em dezembro de 2007. Obra em andamento

BR - 070: Duplicação do trecho Divisa DF/GO –Águas Lindas

Projeto em elaboração com investimentos de R$ 60 milhões. Conclusão prevista para 2008

4

slide11

PREVISÃO DE INVESTIMENTO EM TRANSPORTES 2007-2010

CONSTRUÇÃO, ADEQUAÇÕES E DUPLICAÇÃO

Ferrovia: Construção - Conclusão em 2009

NORTE – SUL: Ligação Ferroviária Palmas – Anápolis (R$ 1,16 bilhão)

  • Tramo Norte: entre Palmas(TO) e Açailândia(MA)
    • trecho construído: Açailândia – Aguiarnópolis(TO)
    • trecho em construção pela (VALEC/MT): Aguiarnópolis(TO) - Palmas(TO)
  • Tramo Sul: entre Palmas(TO) e Anápolis(GO)
    • Parte deste trecho encontra-se no estado de Goiás.
slide12

PREVISÃO DE INVESTIMENTO EM TRANSPORTES 2007-2010

RESTAURAÇÃO/RECUPERAÇÃO E CONSERVAÇÃO

  • Restauração/Recuperação
    • Recursos Programados 2007/2010: R$ 552,2 milhões
      • Principais Rodovias a recuperar em 2007:
        • BR-020/GO - Divisa DF/GO - Divisa GO/BA
        • BR-040/GO - Divisa DF/GO - Divisa GO/MG;
        • BR-050/GO - Catalão - Divisa GO/MG
        • BR-158/GO - Divisa MT/GO – Entroncamento BR-060/364
        • BR-364/GO - Divisa MG/GO - Divisa GO/MT

Obras em andamento

  • Conservação
    • Recursos Programados 2007/2010 : R$ 70,4 milhões
      • Rodovias a conservar: BR-020, BR-040, BR-050, BR-060, BR-070, BR-153, BR-158, BR-452 e BR-364

Obras em andamento

slide14

PROJETOS NO ESTADO

Projeto Luiz Alves

Projeto Flores de Goiás

Adutora João Leite

Em Execução

Conclusão em 2007

slide15

PREVISÃO DE INVESTIMENTOS

Investimentos em 2007

(milhões)

50,0

27,0

77,0

Abastecimento

Irrigação

Total

slide16

ANDAMENTO DOS PROJETOS NO ESTADO

  • Sistema de Abastecimento da Região Metropolitana de Goiânia
  • (Adutora João Leite) - GO
  • Até dezembro de 2006 foi concluído o maciço de concreto da barragem.
  • Em 2007 foi dada continuidade na execução das obras da barragem, estando, ainda, em execução.
  • Projeto de Irrigação Flores de Goiás (3.000 ha) – GO
  • A obra encontra-se em andamento e com a Barragem Paranã concluída. Em preparação a licitação da obra do vertedouro.
  • Projeto de Irrigação Luis Alves do Araguaia (8.148 ha) – GO
  • A 1ª Etapa está concluída (1.844ha SAU). A 2ª Etapa (4.736ha SAU) está em implantação. Está em processo a obtenção da Licença de Instalação para o restante da 2ª Etapa (em torno de 2.736ha) junto ao IBAMA.
slide17

GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Fonte: Ministério de Minas e Energia

slide18

REGIÃO CENTRO – OESTE: GOIÁS

GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA – PRINCIPAIS INVESTIMENTOS

UHE - Maranhão Baixo

UHE – Buriti Queimado

UHE – Mirador

UHE – Corumbá III

UTE –Goiânia II

UHE - Batalha

UHE – Serra do Falcão

UTE – Qurinópolis (BC)

UHE – Em implantação

UHE - Previsão

UTE – Em implantação

slide19

REGIÃO CENTRO – OESTE: GOIÁS

GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Em Implantação

UHE Salto do Rio Verdinho

UHE Serra do Falcão

UHE Barra dos Coqueiros

UHE Foz do Rio Claro

UHE Olho D'Agua

UHE Salto

UHE Caçu

UHE Corumbá III

UHE Batalha

UHE Torixoréu

UTE Goiânia II

UTE Quirinópolis

Previsto

UHE Mirador

UHE Maranhão Baixo

UHE Buriti Queimado

UHE Tucano

UHE Torixoréu

slide20

REGIÃO CENTRO – OESTE: GOIÁS TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

LT - Peixe II (TO) – Luziânia (GO)

Em implantação

slide21

LUZ PARA TODOS

Fonte: Ministério das Minas e Energia

slide22

COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEIS

Fonte: Ministério de Minas e Energia

slide23

COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEISBIODIESEL, ETANOL & ALCOOLDUTOS / POLIDUTOS

Biodiesel

Etanol

POLIDUTO

CUIABÁ (MT) – PARANAGUÁ (PR)

ALCOOLDUTO

SEN. CANEDO (GO) – SÃO SEBASTIÃO (SP)

Usina de Biodiesel em Operação em 2007 20

ALCOOLDUTO / POLIDUTO

Início obra em 2007

Em projeto

Usina de Biodiesel em Planejamento/Projeto 26

Usina de Etanol em Operação em 2007 17

Usina de Etanol em Planejamento/Projeto 60

slide24

AEROPORTOS

Fonte: Ministério da Defesa - Infraero

aeroportos goi s
Aeroportos - Goiás

• Aeroporto de Goiânia

Objetivo:Construção de novo terminal de passageiros, pátio de aeronaves, pista de táxi, estacionamento e acesso viário (ampliação da capacidade para 2,1 milhões de passageiros/ano)

Investimento em 2007:R$ 86,7 milhões

Conclusão: 2009

Andamento da obra: Executado aproximadamente 16.115,57 m² do terminal de passageiros. Obra paralisada cuja retomada está sendo negociada com o TCU e o Consórcio responsável pela obra.

Investimento total:R$ 211 milhões

habita o e saneamento
HABITAÇÃO E SANEAMENTO

Articulação Federativa: Parceria entre o Governo Federal, Estados e Municípios

Identificação de projetos prioritários em abastecimento de água, esgotamento sanitário e urbanização de favelas

Reuniões realizadas com SP, RJ, MG, PE, BA,CE e PARANÁ para discussão de suas prioridades

Demais estados: reuniões previstas para Julho/07

Início das contratações: até Agosto/07

habita o e saneamento28
HABITAÇÃO E SANEAMENTO

Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS)

R$ 1 bilhão em 2007

Seleção pública de projetos de até R$ 10 milhões destinados à produção ou melhoria de habitações e à urbanização de assentamentos precários

Prazo para envio de cartas-consulta: 04/06/07

Habitar Brasil BID - HBB (urbanização de favelas)

Empenhados R$ 105 milhões do OGU para dar continuidade a 119 empreendimentos

pol tica habitacional necessidades a es instrumentos
POLÍTICA HABITACIONALNECESSIDADES - AÇÕES - INSTRUMENTOS

* Exclusivo para construção de novas moradias

slide31

BRASIL

FONTES DE RECURSOS PARA HABITAÇÃO 2007-2010

R$ bilhões

slide32

BRASIL – HABITAÇÃO

PREVISÃO DE INVESTIMENTO E ATENDIMENTO EM HABITAÇÃO 2007-2010

PREVISÃO DE INVESTIMENTO CONSOLIDADO

*Inclui recursos de contrapartida de estados, municípios e pessoas físicas

pac recursos n o onerosos fnhis favelas e moradias
PAC recursos não onerososFNHIS – favelas e moradias
  • Critérios de Seleção
  • 1 Possuir projeto básico
  • 2 Possuir projeto executivo
  • Áreas sujeitas a fatores de risco, insalubridade ou degradação ambiental
  • RM, RIDE, aglomerado urbano ou capital estadual
  • Demanda de movimentos sociais, associações e grupos representativos de segmentos da população
  • Maior inadequação habitacional, no caso de favelas
  • Maior déficit habitacional, no caso de moradias
  • Ações complementares a outras já contratadas
  • Aprovação por Conselhos Estaduais, Distrital ou Municipais
  • Os critérios são aplicados sobre o conjunto das consultas-prévias apresentadas para cada Unidade da Federação
slide34

Áreas prioritárias para atuação em favelas

PAC 2007/2010

  • 9 RM’s:
  • Belém
  • Fortaleza
  • Recife
  • Salvador
  • Belo Horizonte
  • São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Curitiba
  • Porto Alegre
  • RIDE Distrito Federal
  • capitais
  • cidades pólo
slide35

Diretrizes dos projetos PAC em favelas

PROJETOS PRIORITÁRIOS DE INVESTIMENTO:

  • obras de grande porte;
  • obras articuladas e integradas no território;
  • obras de recuperação ambiental;
  • obras que eliminam gargalos da infra estrutura logística;
  • obras mitigadoras de impacto de grandes instalações de infra-estrutura nacional;
  • intervenções em patrimônio da União; e
  • complementação de obras já iniciadas
slide36

FIM

Ministério dos Transportes