qos ethernet e vlans n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
QoS Ethernet e VLANs PowerPoint Presentation
Download Presentation
QoS Ethernet e VLANs

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 34

QoS Ethernet e VLANs - PowerPoint PPT Presentation


  • 132 Views
  • Uploaded on

QoS Ethernet e VLANs. Redes de Computadores. QoS Ethernet. A família Ethernet, padronizada pela série 802.3x tornou-se o modelo de LAN mais utilizado na atualidade, e sua utilização está se estendendo também a criação de enlaces WAN. IEEE 802.1z (1 Gbe) e 10 Gbe (10 Gigabit Ethernet).

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'QoS Ethernet e VLANs' - waylon


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
qos ethernet e vlans

QoS Ethernet e VLANs

Redes de Computadores

qos ethernet
QoS Ethernet
  • A família Ethernet, padronizada pela série 802.3x tornou-se o modelo de LAN mais utilizado na atualidade, e sua utilização está se estendendo também a criação de enlaces WAN.
    • IEEE 802.1z (1 Gbe) e 10 Gbe (10 Gigabit Ethernet)
qos ethernet1
QoS Ethernet
  • A importância do IEEE 802.3x motivou o IEEE a propor extensões do padrão original para suportar QoS:
    • IEEE 802.1Q: define o funcionamento de VLANs
      • Acrescenta dois campos no quadro:
        • Identificador de VLAN
        • Prioridade
    • IEEE 802.1p: define o uso do campo prioridade.
quadros ethernet
Quadros Ethernet

>= 1536

Ethernet I & II

CRC

(4 bytes)

Dados

(46 a 1500 bytes)

MAC origem

(6 bytes)

MAC destino

(6 bytes)

Tipo Proto.

(2 bytes)

IEEE 802.3

< 1536

Tamanho

(2 bytes)

Dados

(46 a 1500 bytes)

CRC

(4 bytes)

MAC origem

(6 bytes)

MAC destino

(6 bytes)

IEEE 802.1Q

MAC origem

(6 bytes)

MAC destino

(6 bytes)

Tipo Proto

(2 bytes)

VLAN id e prioridade

(2 bytes)

Dados

(46 a 1500 bytes)

CRC

(4 bytes)

Tipo 802.1Q = 0x8100

Prioridade (3 bits) + CF (1bit) + VLANID (12 bits)

lans virtuais
LANS Virtuais
  • SEGMENTO = Domínio de Colisão
    • Os computadores de um Hub estão no mesmo segmento físico.
  • VLAN = Domínio de Broadcast
    • O tráfego de broadcast pode passar de uma VLAN para outra apenas através de um roteador.

FF.FF.FF.FF.FF.FF

SWITCH

B

FF.FF.FF.FF.FF.FF

FF.FF.FF.FF.FF.FF

A,B,C: VLAN 1

D,E: VLAN 2

A

C

D

E

interliga o de switches
Interligação de Switches

B

C

VLAN 2

VLAN 2

SWITCH

SWITCH

VLAN 1,2,3

VLAN 1

D

A

TRUNK

ACCESS

VLAN 3

VLAN 1,2,3

VLAN 1,2,3

Interface Trunk: Tráfego de Várias VLANs

IEEE 802.1Q

SWITCH

VLAN 2

Interface de Acesso: Tráfego de uma única VLAN

IEEE 802.3

E

modos das portas de switch
Modos das Portas de Switch
  • As portas de um switch pode trabalhar em dois modos:
    • Modo Access
      • Cada porta do switch pertence a uma única VLAN.
      • Quadros Ethernet: Formato Normal.
    • Modo Trunk
      • O tráfego de múltiplas VLANs é multiplexado em um único link físico.
      • Usualmente interconectam switches.
      • Quadros Ethernet: formato especial (VLAN).
      • Apenas computadores com placas especiais podem se conectar a essas portas.
protocolos trunk
Protocolos Trunk
  • Os quadros nas interfaces Trunk são formatados em quadros especiais para identificar a quais LANs eles pertencem.
  • O IEEE 802.1Q é um protocolo para inteface Trunk.

2 Bytes

6 Bytes

6 Bytes

2 Bytes

4 Bytes

Dados

CRC

Endereço Físico de Destino

Endereço Físico de Origem

Identificador de Tipo de VLAN

Prioridade e

VLAN ID

Esses campos são removidos quando o quadro é enviado para uma interface do tipo access.

tipos de tr fego exemplos
Tipos de Tráfego: Exemplos
  • Switches Ethernet precisam diferenciar o tráfego, pois cada tipo de aplicação pode ter requisitos de QoS distintos:

a) Gerenciamento da Rede: alta disponibilidade

b) Voz: Atraso < 10 ms

c) Video: Atraso < 100 ms

d) Carga Controlada

e) Excellent Effort: Best Effort para usuários importantes

f) Best Effort: Best Effor para os demais usários

g) Background: Transferências em batch, jogos, etc.

uso de prioridade exemplo
Uso de Prioridade: Exemplo
  • De acordo com a abordagem do padrão 802.1p, o diferentes tipos de tráfego podem ser tratados utilizando 8 níveis de prioridade:
    • 000 = 0 : Best Effort
    • 001 = 1 : Background
    • 010 = 2 : Não Utilizado
    • 011 = 3: Excellent Effort
    • 100= 4 : Carga Controlada
    • 101 = 5 : Vídeo
    • 110 = 6 : Voz
    • 111= 7 : Controle de Rede
algoritmo no avaya p130
Algoritmo no Avaya P130
  • O P130 usa um escalonamento com 4 filas, usando um round-robin ponderado.
remarca o de prioridade
Remarcação de Prioridade
  • O switch permite criar regras de (re)marcação em função dos campos dos cabeçalhos de transporte e rede.
exemplo
Exemplo
  • ip access-list 100 1 fwd6 ip host 149.49.50.40 any
  • ip access-list 100 2 fwd1 ip host 149.49.70.61 any
  • ip access-list 100 3 fwd4 ip any host 204.34.45.3
  • ip access-list 100 4 fwd3 tcp any any eq 80
  • ip access-list 100 5 fwd2 tcp any any range 20 21
    • ativa a listra de acesso
  • ip access-group 100
mapeamento dscp cos
Mapeamento DSCP - COS
  • Para integração com a marcação diff-serv, o switch permite mapear códigos de DSCP em níveis de prioridade.
  • set qos dscp-cos-map 52 fwd2
  • set qos dscp-cos-map 53 fwd3
par metos de qos no switch
Parâmetos de QoS no Switch
  • O padrão 802.1p define que as seguintes características de QoS devem ser controladas pelo Switch:
    • Taxa de disponibilidade do Serviço
    • Taxa de perda de quadros
    • Reordenamento de quadros de mesmo endereço (proibido)
    • Duplicação de Quadros (proibido)
    • Atraso introduzido pelo Switch
    • Controle do tempo de vida dos quadros
    • Taxa de erros não detectados
    • Controle de MTU
    • Prioridade de Usuário
    • Vazão
configurando as portas do switch
Configurando as portas do Switch
  • Verificar a configuração atual do switch
    • show port
  • Configurando uma prota como trunk ou não
    • set trunk 1/19 dot1q
    • set trunk 1/19 off
  • Configuração de uma porta não-trunk
    • set port vlan 1 1/1-2
  • Configuração de prioridade
    • set port level 1/1-2 6
configurando com trunk
Configurando com trunk
  • Configurando o switch com trunk:
    • set trunk 1/19 dot1q
    • set port vlan-binding-mode 1/19 bind-to-configured
  • Configuração da porta de gerenciamento
    • set inband vlan 1
integra o de qos com vlans
Integração de QoS com VLANs
  • O mapeamento de condições para os campos da VLAN é feito através dos parâmetros:
    • datalink-traffic-indice e datalink-traffic-mask

máscara 0xe000

15

14

13

12

11

10

9

8

7

6

5

4

3

2

1

0

prioridade

CFI

VLAN ID

máscara 0x0fff

exemplos de mapeamento de prioridade
Exemplos de mapeamento de prioridade
  • Regra para pacotes com prioridade 0
    • config cbq.3 traffic-class.prioridade0 datalink-traffic-class-indices 0datalink-traffic-mask 0xe000parent root-input-tree
exemplos de mapeamento de prioridade1
Exemplos de mapeamento de prioridade
  • Regra para pacotes com prioridade 1 a 3
    • config cbq.3 traffic-class.prioridade0 datalink-traffic-class-indices 0x2000-0x6000datalink-traffic-mask 0xe000parent root-input-tree
  • Regra para pacotes com prioridade 4 a 7
    • config cbq.3 traffic-class.prioridade0 datalink-traffic-class-indices 0x8000-0xe000datalink-traffic-mask 0xe000parent root-input-tree
exemplos de mapeamento de vlan
Exemplos de mapeamento de VLAN
  • Regra para pacotes pertencentes as VLANs de 1 a 10 e 14.
    • config cbq.3 traffic-class.prioridade0 datalink-traffic-class-indices 0x01-0x0a,0x0edatalink-traffic-mask 0x0fffbandwidth-allocation 100000parent root-input-tree
preparando o roteador
Preparando o Roteador
  • para aceitar quadros com tags de VLAN:
    • config eth.<instance> admit-8021q-tagged-frames true
  • para rotear para dispositivos com VLANs ID que não estão configuradas no AP
    • config eth.<instance> admit-configured-vlans-only false
  • para remover tags de VLAN
    • config eth.<instance> strip-bridged-8021q-tags true
  • para verificar os parâmetros de VLAN da interface
    • show eth.<instance> vlan
preparando o roteador1
Preparando o Roteador
  • 1) É necessário criar uma sub-interface para cada VLAN tratada pelo roteador:
    • stack slot.4.1 cbq.3 eth.2 eth.2.new ip.new
  • 2) Use o comando status para verificar o novo id da interface. Elas serão criadas na seqüência:
    • eth.2.1, eth.2.2, etc.
    • ip.2.1, ip.2.3, etc.
  • 3) Atribua um código de VLAN a nova instância. Exemplo:
    • config eth.2.1 vlan-id 12
  • 4) Atribua o endereço IP e as rotas.
observa o
Observação
  • Quadros com VLAN IDs configurados no roteador serão enviados para interface correspondente.
  • Quadros sem VLAN IDs ou com VLAN IDs que não existam no roteador, serão enviados para interface integral: e.g. eth.2
  • A porta do switch ao qual o roteador está ligado deve ser configurado em trunk.
comandos teis
Comandos Úteis
  • reset defaults
  • add ip.2 address.192.168.2.1
  • show ip.* address-table summary
  • add ip static-route.192.168.1.0 ...
exerc cio parte 1
Exercício: Parte 1
  • Divida o switch da sua bancada em 2 VLANs
    • Dados: VLAN 11 (portas 1 a 2) – prioridade 0
    • Voz: VLAN 12 (portas 3 e 4) – prioridade 6

192.168.1.1 (1.1)

1

2

192.168.2.1 (1.2)

rede 1

192.168.1.0/25

192.168.2.0/24

T

rede 2

192.168.3.0/24

192.168.4.0/24

T

192.168.3.1 (2.1)

1

2

192.168.4.1 (2.2)

comandos para o switch
Comandos para o Switch
  • 1) Configuração das portas dos computadores
    • set port vlan 11 1/1-2
    • set port vlan 12 1/3-4
    • set port level 1/1-2 0
    • set port level 1/3-4 6
  • 2) Configuração da porta trunk
    • set trunk 1/12 dot1q
    • set port vlan-binding-mode 1/12 bind-to-configured
exerc cio parte 2
Exercício: Parte 2
  • Crie duas sub-interfaces para cada porta do roteador, e atribua o identificador de VLAN para cada uma delas.

192.168.1.1 (1.1)

1

2

192.168.2.1 (1.2)

rede 1

192.168.1.0/25

192.168.2.0/24

T

rede 2

192.168.1.0/24

192.168.2.0/24

T

192.168.1.2 (2.1)

1

2

192.168.2.2 (2.2)

exerc cio comandos do roteador
Exercício: Comandos do Roteador
  • 3) Criação das sub-interfaces
    • stack slot.4.1 cbq.2 eth.1 eth1.new
    • stack slot.4.1 cbq.2 eth.1 eth1.new
  • 4) Criação das interfaces IP
    • stack slot.4.1 cbq.2 eth.1 eth1.1 ip.new
    • stack slot.4.1 cbq.2 eth.1 eth1.2 ip.new
  • OBS.
    • config eth.1 admit-8021q-tagged-frames true
exerc cio comandos do roteador1
Exercício: Comandos do Roteador
  • 5) Atribuição das VLANs e endereços IP
    • config eth.1.1 vlan-id 11
    • config eth.1.2 vlan-id 12
  • 6) Atribuição dos endereços IP
    • add ip.7 address.192.168.1.1 net-mask 255.255.255.0
    • add ip.8 address.192.168.2.1 net-mask 255.255.255.0
exerc cio parte 3
Exercício: Parte 3
  • Em cada porta do roteador crie as regras para restringir o tráfego que atravessa o roteador para as VLANs 1 e 2, conforme a árvore abaixo.

root

input tree

cbq 2

VLAN

12

VLAN

11

500 Kbps

bounded true

1000 Kbps

bounded true

configura o do cbq
Configuração do CBQ
  • comando para root-input-tree
    • config cbq.2 traffic-class.DADOS datalink-traffic-class-indices 0x0bdatalink-traffic-mask 0x0fffbandwidth-allocation 500000bounded trueparent root-input-tree
configura o do cbq1
Configuração do CBQ
  • comando para root-input-tree
    • config cbq.2 traffic-class.VOZ datalink-traffic-class-indices 0x0cdatalink-traffic-mask 0x0fffbandwidth-allocation 1000000bounded trueparent root-input-tree
exerc cio parte 4
Exercício: Parte 4
  • Avalie a configuração implementada, utilizando o analisador de desempenho tanto para o protocolo TCP quanto UDP.