slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE PERIODONTIA PowerPoint Presentation
Download Presentation
CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE PERIODONTIA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 30

CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE PERIODONTIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 200 Views
  • Uploaded on

CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE PERIODONTIA. CONTROLE QUÍMICO DO BIOFILME DENTAL. Prof.Dr . Luiz Henrique Carvalho Batista. INDICAÇÃO.  Falta de habilidade manual  Alterações sistêmicas Pré e Pós-operatório Pacientes hospitalizados. CONTROLE QUÍMICO.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE PERIODONTIA


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

CURSO DE ODONTOLOGIA

DISCIPLINA DE PERIODONTIA

CONTROLE QUÍMICO

DO BIOFILME DENTAL

Prof.Dr. Luiz Henrique Carvalho Batista

slide2

INDICAÇÃO

  •  Falta de habilidade manual
  •  Alterações sistêmicas
  • Pré e Pós-operatório
  • Pacientes hospitalizados
controle qu mico
CONTROLE QUÍMICO
  • Prevenir aderência bacteriana (antiadesivos)
  • Parar ou retardar proliferação bacteriana (antimicrobianos)
  • Remover biofilme estabelecido (removedores)
  • Alterar patogenicidade do biofilme
slide4

AÇÃO DOS AGENTES QUÍMICOS

  •  Atividade antimicrobiana
  •  antibióticos
  •  antissépticos
  •  Ação não-enzimática
  •  alteração no metabolismo e estrutura do biofilme
  •  Ação enzimática
  • dispersão da matriz intercelular do biofilme
  • Interferência com adesão e

agregação microbianal

slide5

CRITÉRIOS DOS AGENTES QUÍMICOS

 Especificidade

 Eficácia

 Segurança (Baixa Toxicidade)

 Estabilidade

 Substantividade

meios de aplica o
MEIOS DE APLICAÇÃO
  • Administração Sistêmica de Antibióticos
  • Administração Local :
  • Bochechos
  • Dentifrícios
  • Spray
  • Verniz
  • Irrigação supragengival
  • Irrigação subgengival
  • Dispositivos de Liberação Lenta (DLL)
slide7

AGENTES QUÍMICOS

 Benzoato de sódio

 Composto fenólico

 Quaternários de Amônia

 Anti-tártaro

 Enzimas

 Extrato de ervas

 Biguanidas

 Fluoretos

 Sais metálicos

slide8

DENTIFRÍCIOS

 Maior cooperação do paciente na escovação

 ação espumante / refrescante

 sabor agradável

 remoção de manchas

 Veículos de liberação de agentes terapêuticos

 fluoretos, substâncias anti-cálculo, antimicrobianos e

agentes dessensibilizantes

slide9

DENTIFRÍCIOS

 COMPOSIÇÃO

 Abrasivo (40-50%)

 Umectante (20-30%)

 Água (1-2%)

 Detergente (1-3%)

 Flavorizante (1-2%)

 Preservante (0,05-0,5%)

 Agentes terapêuticos (0,4-1%)

slide10

DENTIFRÍCIOS

 Abrasivos

 dureza do agente de polimento, tamanho e

fórmula das partículas

 sílica/dióxido de sílica - abrasividade

 carbonato de cálcio - abrasividade

 Agentes Terapêuticos

anti-tártaro

 enzimas, ervas, fluoreto estanhoso,sanguinarina

slide11

DENTIFRÍCIOS

 Agentes anti-tártaro

 Pirofosfatos solúveis

 Sais de Zinco

- citrato

- cloreto

 Difosfonatos

 Triclosan + Citrato de Zinco

slide12

PIROFOSFATOS SOLÚVEIS

  •  Concentração: 1 – 5%
  •  Uso durante: 2 – 6 meses
  • Redução no índice de cálculo: 25,9 – 51,3%

 Associado ao gantrez  maior ação

 Ação anti-tártaro  adsorção nos cristais de hidroxiap.

Inibe crescimento de cristais

maiores e + organizados

slide13

CLASSIFICAÇÃO

 Primeira Geração

 redução de biofilme em 20-40%

 utilizados 4-6x / dia

reduzida substantividade (4-6h)

 Segunda Geração

 redução de biofilme em 70-90%

 utilizados 2x / dia

 substantividadeelevada (12-18h)

triclosan
TRICLOSAN
  • Propriedadesantimicrobianas, analgésicas e antinflamatórias
  • Baixa toxicidade e amplo espectro
  • Substantividade moderada
  • Pequena adsorção
  • Efetividade aumentada (associação com sais de zinco ou copolímeros)
slide15

TRICLOSAN

 Derivado fenólico não-iônico

 baixas toxicidade e substantividade

 amplo espectro (G+ e G-)

 Alteração na permeabilidade celular

 bacteriostático

 bactericida

 Efeito antinflamatório

  prostaglandinas e leucotrienos

 Compatível com compostos aniônicos

 lauril sulfato de sódio

slide16

TRICLOSAN

 Elevação da substantividade

 combinação citrato de Zn ou copolímero de

ácido maleico (gantrez)

 dentifrícios / bochecho

 Concentração: 0,2 – 0,3%

 Uso durante. 3 – 6 meses

 Redução no IC: 23,1 – 51,2%

 Triclosan 0,5% + citrato de zinco 1%

- 4 semanas

- redução em 50% na formação de biofilme

triclosan marcas comerciais
TRICLOSAN – MARCAS COMERCIAIS
  • Colutório contendo Triclosan 0,03% e Gantrez a 0,2%.

Ex.: Plax®

  • Dentifrício

Ex. Colgate Total ®

leos essenciais
ÓLEOS ESSENCIAIS
  • Essências naturais (timol, mentol, eucaliptol)
  • Mecanismo de ação: ruptura da parede bacteriana e inibição das enzimas bacterianas
  • Atividade antinflamatória
  • Baixa substantividade
leos essenciais formula es
ÓLEOS ESSENCIAIS – FORMULAÇÕES
  • Spray;
  • Bochecho, ex: Listerine®
  • Pastilhas
  • Dentifrícios
  • EFEITOS COLATERAIS
  • Por ser uma mistura alcoólica pode ocasionar sensação de queimação e gosto desagradável
  • Manchamento dental
slide20

COMPOSTO FENÓLICO

 LISTERINE

 Agente químico de 1ª geração

 Age na parede celular

 Bactérias G- e G+

 Propriedades antinflamatórias

- inibe quimiotaxia de neutrófilos

- inibe síntese de prostaglandinas

 Redução de placa: 20 a 25%

 Bochechos 4x / dia por 1 min

slide21

QUATERNÁRIOS DE AMÔNIA

 Cloreto de cetilpiridínio

 Cloreto de benzalcônico

 Maior ação sobre m.o. G+

  permeabilidade celular  lise da parede

microbiana

  conteúdo de cálcio no biofilme

  substantividade

> calcificação

cloreto de cetilpirid nio
CLORETO DE CETILPIRIDÍNIO
  • Bochecho(0,05% de cetilpiridínio)

30% Menos placaEx: Cepacol®

slide23

CLOREXIDINA

 Biguanidina de amplo espectro

 bactérias G+ e G-

 fungos

 alguns vírus

 2º geração

  substantividade

 anti-placa

 ação tópica

slide24

CLOREXIDINA

 Mecanismo de ação

Interfere na formação da película

- alteração na aderência microbiana

 Ação antimicrobiana direta (G+ e G-)

alteração na permeabilidade celular

Bacteriostática ( conc.)

lise da parede / coagulação do citoplasma

Bactericida ( conc.)

slide25

CLOREXIDINA

 Formas de apresentação

 Bochecho  conc. 0,2% e 0,12%

- Plak out / Periogard / Peridex / Noplak / Periotherapy

 Gel  conc. 1% 0,2% e 0,12%

 Sprays  conc. 0,1% e 0,2%

- indicado para deficientes físicos / mentais

-0,2% efeito igual ao da sol. de bochecho

 Vernizes

- prevenir cárie radicular

slide26

CLOREXIDINA

 Redução quantitativa de microrganismos

85% menos (24 hs)

 95% menos (5 dias)

 Não induz resistência microbiana

 Não apresenta toxicidade sistêmica

 1 min de bochecho com 0,2%  30% retido na boca

 tempo de bochecho   adesão

slide27

CLOREXIDINA

 MODO DE USO (bochecho)

1º) Escovar os dentes

2º) Bochechar H2O

3º) Bochechar Clorexidina

 CHX é inativada por componentes aniônicos (LSS) dos dentifrícios

slide28

CLOREXIDINA

EFEITOS COLATERAIS

  • Manchamento dos dentes e da língua.
  • Manchamento de resinas.
  • Descamação e sensibilidade da mucosa.
  • Gosto desagradável.
  • Alteração no paladar
  • Reações alérgicas.
slide29

CLOREXIDINA

  • Manchamento por CHX
  •  Desnaturação de proteínas da película
  • - formação de sulfetos metálicos
  • Reação com cetonas e aldeídos da dieta
  • - chá, café, vinho
lembretes
LEMBRETES
  • O controle químico não substitui o mecânico.
  • Analisar as necessidades de cada paciente.