O valor da DILIGÊNCIA - PowerPoint PPT Presentation

o valor da dilig ncia n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
O valor da DILIGÊNCIA PowerPoint Presentation
Download Presentation
O valor da DILIGÊNCIA

play fullscreen
1 / 11
O valor da DILIGÊNCIA
104 Views
Download Presentation
vernon-aguilar
Download Presentation

O valor da DILIGÊNCIA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. O valor da DILIGÊNCIA Audácia – Junho 2014

  2. A diligência é uma das sete virtudes do cristianismo, a virtude humana de seguir e atingir um objetivo na vida de forma cuidadosa e atenta, esforçando-se na aplicação dos meios para fazer acontecer o que urge ser feito e da melhor forma possível.

  3. A palavra diligência vem do verbo latino diligere, que significa amar. • A pessoa diligente é aquela que age com amor e prontidão, procurando o bem e predispondo-se a atingi-lo. • Diligência é a capacidade de combinar persistência criativa e esforço inteligente com competência e eficácia.

  4. Ser diligente é fazer o que precisa ser feito, é não perder tempo, não acomodar-se ao “mais fácil”, não buscar desculpas, não adiar. • A diligência pressupõe uma atenção esmerada e cuidadosa para apreciar o valor dos deveres a cumprir e para os escolher conscientemente, como fruto de uma reflexão atenta e ponderada.

  5. Uma pessoa diligente é uma pessoa de reflexão. • Viver com diligência é saber aproveitar cada dia e não ser uma marionete puxada aos solavancos pelas cordas do nervosismo e da imprevidência.

  6. A diligência necessita do solo fecundo da serenidade e da meditação. • O homem moderno é pobre em interioridade: medita pouco e quer abranger muito. • A diligência combate essa pobreza interior.

  7. A diligência é o melhor antídoto para a preguiça. • Onde a preguiça cava um abismo, a diligência ergue uma montanha.

  8. Em confronto com a preguiça, a virtude da diligência consiste precisamente no contrário: na procura com amor do bem e na constante disponibilidade para fazer o melhor em qualquer projeto/trabalho/tarefa.

  9. A diligência é, também, um bom antídoto para o ativismo. • O “correr” domina-nos como um cavalo sem freio, do qual perdemos completamente as rédeas. • Não é diligente quem se precipita mas quem pondera o que fazer e como fazer.

  10. Pelo contrário, uma pessoa diligente aproveita e usa o tempo para uma reflexão atenta e ponderada, experimentando e afirmando que só há amor (diligência) quando se sabe apreciar e escolher alguma coisa depois de uma reflexão esmerada e cuidadosa.

  11. Pede a Deus o dom e o valor da DILIGÊNCIA. • Abel Dias - Junho 2014