existencialismo n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
EXISTENCIALISMO PowerPoint Presentation
Download Presentation
EXISTENCIALISMO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 91

EXISTENCIALISMO - PowerPoint PPT Presentation


  • 171 Views
  • Uploaded on

EXISTENCIALISMO. JEAN-PAUL SARTRE. 1905 – Jean-Paul Sartre nasce em Paris, a 21 de junho. SARTRE. Anne-Marie Schweitzer. 1907 – Morte de seu pai: Muda se para a casa da avó materna, em Meudon; retorna a Paris quatro anos depois. Charles Schweitzer.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'EXISTENCIALISMO' - vega


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
existencialismo

EXISTENCIALISMO

JEAN-PAUL SARTRE

slide5
1907 – Morte de seu pai: Muda se para a casa da avó materna, em Meudon; retorna a Paris quatro anos depois.
slide7
“Foi um mal, um bem? não sei, mas subscrevo de bom grado o veredicto do psicanalista: não tenho Superego.” (Sartre)
slide8
1917 – Em novembro, os comunistas conquistam o poder na Rússia. 1922 – Mussolini, na Itália, instaura o regime fascista.
slide15
A Imaginação (1936)
  • Faz uma revisão das principais teorias da imaginação.
slide16
O Problema Imagem-Pensamento
  • Descartes, Leibinitz e Hume têm a mesma concepção da imagem,só deixam de concordar nas relações imagem e pensamento. A psicologia positiva conservou a noção de imagem tal como a havia herdado destes pensadores
slide20
“...por ter descoberto o mundo através da linguagem, tomei durante muito tempo a linguagem pelo mundo.
  • Existir era possuir uma marca registrada, algumas portas nas tábuas infinitas do Verbo; escrever era gravar nela seres novos- foi a minha mais tenaz ilusão – colher as coisas vivas nas armadilhas das frases...” (Sartre)
slide23
O ser-em-si (fenômeno), é aquilo que é, opaco para si mesmo, nem ativo nem passivo, sem qualquer relação fora de si, não derivado de nada, carregado de um caráter de absurdo, provoca no homem o mal-estar...denominado por Sartre de Náusea.
slide25
1940 – Servindo na guerra, Sartre é feito prisioneiro pelos alemães e enviado a um campo de concentração.
slide26
1941 – Liberto, volta a França e entra para a Resistência. Funda o movimento Socialismo e Liberdade.
slide33
O ser- para- si (consciência), Define-se como sendo aquilo que não é e não sendo aquilo que ele é, inteiramente preenchido por si mesmo e sem nenhum vazio, a consciência é constituída por uma descomprensão do ser. Sendo a consciência, presença para si mesma, supõe-se uma fissura que se instala dentro do ser. Essa fissura é a marca do nada no interior da consciência. O nada é um buraco mediante se constituí o ser-para-si e o fundamental do nada é o homem.
slide35
1945 – Fim da Segunda Guerra Mundial. Sartre dissolve Socialismo e Liberdade e funda, com Merleau-Ponty, a revista Les Temps Modernes
slide40

.Reunião no ateliê de Picasso, em Paris. Em pé, da esquerda para direita: Jacques Lacan, Dominique Éluard, Pierre Reverdi, Louise Leiris, Picasso, Zance de Campan, Valentine Hugo, Simone de Beauvoir e Brassaï.Sentados: Jean-Paul Sartre, Albert Camus, Michel Leiris e Aubier

slide41
O existencialismo de Sartre afirma que o homem é inteiramente responsável por aquilo que é, sobre os valores afirma que o homem é quem os cria, e o valor da vida é o sentido que cada homem escolhe para si mesmo.
slide49
A Náusea
  • Antoine Roquentin, vive sozinho, sem amigos, sem amante, nada lhe importando, nem os outros homens, nem ele mesmo, o mundo não tem nenhuma razão de ser e é absurdo.
slide50
O Muro
  • Pablo Ibietta, é um republicano espanhol,vive intensos momentos de conflitos sociais e individuais, quando é obrigado a fazer escolhas e afirmar sua liberdade radical, é preso e torturado por fascistas, e vê posto à provas de coragem, fidelidade e frieza.
slide52
A Idade da Razão
  • Mathieu Delorme, jovem professor de filosofia, procura a liberdade pura, sem compromisso de qualquer espécie,
  • Brunet, ao contrário personifica a renúncia da liberdade pessoal em favor do engajamento político;
  • Daniel, ilustra a tese gideana da liberdade como ato gratuito;
  • E Jacques abandona os sonhos juvenis de liberdade para casar-se, ter um trabalho e viver uma vida regular.
slide54
Sursis
  • Os acontecimentos políticos revelam que os projetos de vida individuais são, na verdade, determinados pelo curso da historia, tornando-se ilusória a busca da liberdade num plano puramente pessoal a liberdade é sempre vivida em situações de engajamento de interesses humanos comunitários
slide55
Com a Morte na Alma
  • O último da trilogia , Mathieu ,o personagem ilustra a tese do engajamento gratuito; ele arrisca a própria vida para retardar por algumas horas as tropas alemãs.
slide56
1968 – Durante a revolta estudantil na França e em várias partes do mundo, Sartre põe-se ao lado dos estudantes nas barricadas.
slide58
Mortos sem Sepultura
  • Canoris, é um homem de ação, pronto para enfrentar a morte pela causa da liberdade.
slide59
Mãos Sujas
  • Hugo é um intelectual de classe media, engajado no Partido Comunista, não por convicção mas para satisfazer sua necessidade de ação.
slide60
O Diabo e o Bom Deus
  • Goetz é um nobre da idade média que abandona seus previlégios para fazer o bem aos camponeses, inspirados nesse exemplo, os camponeses rebelam-se contra todos os senhores feudais e empregam a violência. O personagem acaba por concluir que para transformar o mundo, a violência às vezes é necessária, que o bem abstrato e sobrenatural nada consegue realizar, só o próprio homem é criador de sua liberdade!
slide61
1970 – Sartre assume simbolicamente a direção do jornal esquerdista La Cause de Peuple, em protesto à prisão de seus diretores.
slide63
O Marxismo é a filosofia insuperável do século XX, é o clima de nossas idéias, o meio no qual estas se nutrem...a totalização do saber contemporâneo. (Sartre)
slide66
O Imaginário
  • Psicologia fenomenológica da imaginação
slide67
Descreve sua própria compreensão dos fenômenos do imaginário partindo da noção de intencionalidade
  • concebe a imaginação como uma das formas da consciência de se relacionar com o mundo,
  • não é algo que se dá dentro do sujeito, mas na sua relação com o mundo.
  • O imaginário permite ao sujeito transcender a situação dada em direção ao que ainda não é o futuro.
  • Possibilita também a retomada daquilo que já foi, o passado.
  • Desta forma o imaginário é fundamental na definição do ser do homem, já que o coloca a frente do seu projeto de ser e sua história.
slide75
“O desespero mais comum é o de não se ter escolhido ou de não se querer ser quem é; porém, a forma mais profunda de desespero é escolher ser outra pessoa que não a si mesmo.”