slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A Política e o Mundo PowerPoint Presentation
Download Presentation
A Política e o Mundo

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 12

A Política e o Mundo - PowerPoint PPT Presentation


  • 105 Views
  • Uploaded on

A Política e o Mundo. Uma Noção do Mundo. Cinco maiores países do mundo: 1º Rússia………….17,075,200 km 2 2º Canadá…………9,984,670 km 2 3º EUA……………..9,826,630 km 2 4º China……………9,596,960 km 2 5º Brasil…………….8,511,965 km 2 Cinco países mais povoados do mundo: 1º China +/- 19%

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'A Política e o Mundo' - vance


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

A Política

e o

Mundo

uma no o do mundo
Uma Noção do Mundo

Cinco maiores países do mundo:

1º Rússia………….17,075,200 km2

2º Canadá…………9,984,670 km2

3º EUA……………..9,826,630 km2

4º China……………9,596,960 km2

5º Brasil…………….8,511,965 km2

Cinco países mais povoados do mundo:

1º China +/- 19%

2º Índia +/- 17%

3º EUA +/- 4,5%

4º Indonésia +/- 3,5%

5º Brasil +/- 2,8%

Principais potências militares:

EUA, Rússia, China

uma no o do mundo1
Uma Noção do Mundo

Cinco principais potências económicas:

1º EUA +/- 21%

2º China +/- 10%

3º Japão +/- 6,5%

4ª Índia +/- 4,5%

5º Alemanha +/- 4,3%

44º Portugal +/- 0,3%

(com PPP)

Quantidade e distribuição dos países que têm embaixada em Portugal:

+/- 75

Quantidade e distribuição dos países nos quais Portugal tem embaixada:

+/- 75

www.gapminder.org/downloads/presentations/human-development-trends-2005.html

slide4

Quantidade e distribuição dos países democráticos

Verde: democráticos

Laranja: semi-democráticos

Vermelhos: não democráticos

slide5

Política externa - Policy

Politica externa é constituída por um conjunto de decisões particulares de cada estado (país) para a que irão posteriormente influenciar e ser influenciadas pelo resultado global das decisões de todos os outros países.

Ex: a decisão da Alemanha invadir a Polónia.

Política internacional – Politics

A politica internacional é a interacção entre nações. Esta resulta de várias politicas externas formando assim um único prisma global. Podemos dizer que é o resultado de enumeras decisões feitas no âmbito da politica externa.

Ex: quando a Alemanha decidiu invadir a Polónia e a França e Inglaterra decidiram defender a mesma o resultado final foi a 2º guerra mundial.

slide6

Diplomacia

A diplomacia é praticada por diplomatas de carreira, sendo estes considerados agentes da política externa em outros países. Com estes “agentes”, o Estado promoverá e praticará os seus principais objectivos no país de cada diplomata. Estes objectivos, têm principal relevância a nível promocional da cultura, da coordenação de organizações internacionais, do comércio e, claro está, da paz e da boa relação entre os diversos países.

Embaixada do Chile

Encontro com o cônsul,

conselheiro Samuel Ossa,

2º da missão.

slide7

À conversa com o conselheiro este, falou-nos sobre a relação entre Portugal e o Chile passando pela parte económica, social e política.

Na parte económica foi-nos falado da relação comercial entre os dois países. Esta relação é feita à base da exportação de cortiça por Portugal e de frutas e afins pelo Chile. Também nos foi falado da complicação desta relação comercial, devido às barreiras alfandegárias impostas pela união europeia e este é um dos motivos pelo qual a nossa relação comercial é pouco complexa.

Em relação à parte social explicaram-nos que o trabalho era mais à base de interacção com a população tanto chilena como portuguesa. O trabalho neste âmbito consistia em situações burocráticas como a passagem de vistos, a passagem de informação sobre o estado civil, certidões de nascimento.

Relativamente à questão política, o Chile atravessa uma crise (se é que se pode chamar de crise), relativamente aos diplomatas chilenos. A ditadura no Chile durou 17 anos, de 1973 até 1990.

slide8

Com a ditadura alguns membros diplomatas chilenos foram “convidados” a deixar o local e a função de trabalho, pois, não estariam de acordo com as medidas impostas pelo governo de Pinochet (muitos eram comunistas, socialistas…). Com este problema, alguns apoiantes do governo de Pinochet, ou mesmo os ditos “neutros”, subiram no cargo diplomático, estando hoje em dia a causar um “tampão” na subida dos mais recentes diplomatas. Ou seja, com a queda do Governo de Pinochet, alguns membros que tinham saído e se tinham retirados das funções diplomáticas voltaram à carreira diplomática. Assim, os mais velhos estão atrás dos cargos que poderiam frequentar e os mais jovens estão a demorar (alguns) mais de 6/7 anos a subir de cargo.

A título de curiosidade, Portugal terá sido o 1º País a conceder independência ao País Chileno.

slide9

Portugal e a Cooperação para o desenvolvimento

  • Visita ao MNE:

Ao visitar o MNE ( Ministério dos Negócios Estrangeiros) , e no encontro com o Adjunto do Secretário de estado , ficámos a saber mais detalhadamente a participação de Portugal na cooperação para o desenvolvimento, nomeadamente nos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) e nos Magrebe ( países ocidentais de África ).

Partindo do tema cooperação para o desenvolvimento o Dr. Pedro Courela, justificou-nos o ditado popular “não alimentes o homem mais pobre mas sim, ensina-o a pescar”. Ou seja, esta cooperação para o desenvolvimento consiste nisso mesmo, não alimentar os países mais pobres africanos /e não só), mas ajudá-los a criar postos de trabalho, educação e claro muita formação, para terem os seus próprios resultados no futuro.

slide10

Magrebe

PALOP

Angola

Cabo Verde

Guiné-Bissau

Guiné Equatorial

Moçambique

São Tomé e Príncipe

ArgéliaLíbiaMarrocosTunísiaMauritânia

slide11

Segurança internacional

No âmbito do tema fomos visitar o IDN (Instituto de Defesa Nacional) e um dos seus mais polémicos analistas, de seu nome Dr. Henrique Raposo. À conversa, debatemos um pouco sobre um dos temas mais polémicos e controversos da sociedade e do seu actual, a questão ambiental directamente relacionada com o desenvolvimento sustentável. De acordo com a nossa conversa pesquisámos a relação entre a segurança internacional e o ambiente, e encontrámos um documento do Alto Representante e da Comissão Europeia para o Conselho Europeu (“Alteração Climática e Segurança Internacional”). De várias categorias e subcategorias a que concordamos ser a mais pertinente seria a II. Ameaças – iv

De acordo com este parágrafo, referente à Migração por motivos ambientais, o Alto Representante refere que os mais vulneráveis aos efeitos das alterações climáticas serão principal e fundamentalmente indivíduos desempregados, vítimas de exclusão social e indivíduos que vivam em condições precárias. Em consequência destas dificuldades, afirma mesmo que as migrações irão causar vários conflitos nas zonas de destino, incluindo na Europa. Baseia-se também num estudo estatístico da ONU que prevê que até 2020 os migrantes cheguem a ser mesmo aos milhões.

slide12

Links de Apoio

www.gapminder.org/downloads/presentations/human-development-trends-2005.htmlwww.gapminder.orgwww.mne.gov.pt/mne/ptwww.emb-chile.pt/www.idn.gov.pt/

Estágio I.C.S. 2008

Com Andrés Malamud

Ana Antunes

Patrícia Mendes

Ricardo Farinha