secretaria de defesa social pol cia militar de pernambuco centro de apoio ao sistema de sa de casis n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
RELATÓRIO SOBRE AS CREDENCIADAS DO INTERIOR ANO BASE - 2008 PowerPoint Presentation
Download Presentation
RELATÓRIO SOBRE AS CREDENCIADAS DO INTERIOR ANO BASE - 2008

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 43

RELATÓRIO SOBRE AS CREDENCIADAS DO INTERIOR ANO BASE - 2008 - PowerPoint PPT Presentation


  • 47 Views
  • Uploaded on

SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DE PERNAMBUCO CENTRO DE APOIO AO SISTEMA DE SAÚDE - CASIS. RELATÓRIO SOBRE AS CREDENCIADAS DO INTERIOR ANO BASE - 2008. METODOLOGIA.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'RELATÓRIO SOBRE AS CREDENCIADAS DO INTERIOR ANO BASE - 2008' - urania


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
secretaria de defesa social pol cia militar de pernambuco centro de apoio ao sistema de sa de casis
SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DE PERNAMBUCO CENTRO DE APOIO AO SISTEMA DE SAÚDE - CASIS

RELATÓRIO SOBRE AS CREDENCIADAS DO INTERIOR

ANO BASE - 2008

metodologia
METODOLOGIA
  • Análise crítica dos dados fornecidos pela OMEs do interior do Estado relativos aos atendimentos médicos oferecidos pelos estabelecimentos credenciados ao Sistema de Saúde da PMPE, com tabulação de números e demonstração gráfica;
  • Atividades coordenadas pelo Maj PM Everaldo Almeida de Araújo/Subchefe do CASIS;
  • Análise e tabulação dos dados realizados pela Sd PM Michelle Silva de Oliveira/CASIS.
apresenta o
APRESENTAÇÃO
  • O presente relatório traz a análise dos dados de saúde enviados pelas OMEs do interior do Estado, atendendo a solicitação encaminhada pelo CASIS a todos os gestores de saúde no final do ano próximo passado, precisamente através do Ofício n° 184/08 – CASIS (Circular), de 18 DEZ 2008;
  • Neste documento, cada gestor de saúde das OMEs envolvidas deveriam enviar relação pormenorizada de estabelecimentos de saúde credenciados à rede SISMEPE, bem como relatório circunstanciado com quantidade mensal efetivada de atendimentos por estabelecimentos e especialidades (de janeiro a dezembro do ano em curso);
  • Todos os gestores tiveram até o dia 12 JAN 2009 para enviarem os dados requisitados.
objetivos
OBJETIVOS
  • Conhecer o número de estabelecimentos credenciados em cada OME do interior, as especialidades atendidas e o número de atendimentos realizados;
  • Medir o desempenho de cada OME em relação aos atendimentos de saúde;
  • Adotar critérios mais justos em relação a destinação dos recursos do SISMEPE voltados para as unidades dos interior;
  • Descobrir eventuais deficiências e carências em relação ao número de pessoas atendidas e as especialidades médicas;
  • Buscar uma forma mais eficiente e eficaz na elaboração dos relatórios e diagnósticos de solução dos problemas do Sistema de Saúde no interior do Estado.
constata o inicial
CONSTATAÇÃO INICIAL
  • A elaboração do relatório sobre as credenciadas do interior enfrentou dificuldades na obtenção de dados concisos, objetivos e estratificados, no que diz respeito ao quantitativo de credenciadas, suas respectivas especialidades médicas, o número exato de atendimentos e os correspondentes custos;
  • No documento enviado aos Batalhões do interior (Ofício n° 184/08 – CASIS (Circular), de 18 DEZ 2008), foram solicitadas claramente as relações de credenciadas e a relação de atendimentos realizados, enquadrado-os em suas respectivas especialidades médicas.
considera es finais
CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • As respostas contendo as informações solicitadas continham várias divergências ao que foi solicitado:

1- Apesar de todas as OMEs enviarem as informações sobre as credenciadas, grande parte não esclareceu as especialidades médicas de tais credenciadas;

2- Outras OMEs não enviaram o número de atendimentos mensal durante o ano de 2008;

considera es finais1
CONSIDERAÇÕES FINAIS

3 – Boa parte dos Batalhões não enviaram o quantitativo dos atendimentos de todos os meses do ano de 2008. No âmbito desses Batalhões, apenas o 10° BPM justificou tal fato, pois o convênio realizado com uma única credenciada só se iniciou em setembro de 2008;

4 – Já o 14° BPM, 15° BPM e 23° BPM não enviaram o relatório sobre o quantitativo de atendimentos realizados em cada mês durante o ano de 2008. No seu lugar, enviaram apenas a relação de credenciadas, faltando em alguns casos evidenciar as especialidades médicas envolvidas, além de resumirem os atendimentos a valores em Real.

considera es finais2
CONSIDERAÇÕES FINAIS

5 – Como consequência da falta de padrão nas respostas e a ausência de dados importantes, constatam-se distorções que comprometem significativamente a análise comparativa de desempenho das OMEs envolvidas, afastando o julgamento justo relativo ao novo disciplinamento e distribuição dos recursos.

conclus o
CONCLUSÃO
  • Em síntese, a falta de uniformidade nas respostas, assim como a inconsistência dos dados enviados pelas OMEs, dificultaram sobremaneira a realização de um trabalho próximo de uma realidade capaz de influenciar decisões importantes no gerenciamento dos recursos do SISMEPE destinados ao interior do Estado. Vez que o objetivo maior deste trabalho analítico foi o de orientar os gestores do SISMEPE na distribuição mais justa dos recursos, calcada na capacidade de gerenciamento de cada OME. Daí, não há como assegurar que tal propósito possa ser almejado, diante de tantas incongruências.
conclus o1
CONCLUSÃO

Contudo, outros aspectos revelados por este Relatório merecem credibilidade, a exemplo dos registros das especialidades médicas mais procuradas pelos usuários do sistema. Assim, pode-se buscar novas credenciadas naquelas especialidades, permitindo um conforto maior ao usuário, ou até mesmo deslocamentos desnecessários para outros centros.

conclus o2
CONCLUSÃO
  • A verdade é que com a lição tirada de tudo o que foi apresentado, buscou-se alternativas imediatas de solução, tendo o CASIS determinado a ampliação da abrangência das ações da Controladoria de Exames Externos, estendendo-as também às credenciadas do interior do Estado, mesmo que impliquem em acréscimo de funcionários, ajustes nas atuais instalações físicas do setor e incremento de equipamentos. Concomitantemente, haverá o suporte técnico do CASIS na área de informática, para que se padronizem os formulários e relatórios, cuja emissão - sempre que necessário - processar-se-á em tempo real. Para tanto, serão distribuídos computadores com cada uma das 11 (onze) OMEs envolvidas no novo projeto e, num segundo momento, também haverá o envio de impressoras, tudo através de adesões as últimas atas de registros de preços da Agência de Tecnologia da Informação do Estado – ATI.