revis o era vargas 2 guerra mundial n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Revisão Era Vargas – 2ª Guerra Mundial PowerPoint Presentation
Download Presentation
Revisão Era Vargas – 2ª Guerra Mundial

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 29

Revisão Era Vargas – 2ª Guerra Mundial - PowerPoint PPT Presentation


  • 66 Views
  • Uploaded on

Revisão Era Vargas – 2ª Guerra Mundial. &. LeMA. MATERIAIS DIDÁTICOS. Revolução de 1930:. Em 1929 inicia-se o processo eleitoral para a troca do Presidente da República.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Revisão Era Vargas – 2ª Guerra Mundial' - ulf


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
revolu o de 1930
Revolução de 1930:
  • Em 1929 inicia-se o processo eleitoral para a troca do Presidente da República.
    • Pela política natural da República Velha, o Presidente Washington Luís deveria indicar o Presidente de Minas Gerais, Antônio Carlos. Porém, rompendo com a lógica, Washington Luís indica, para a sucessão federal, Júlio Prestes, representante de São Paulo.
    • Minas, procura formar uma oposição a essa candidatura de São Paulo. Para tal fim, busca o apoio do Rio Grande do Sul e da Paraíba, formando assim a Aliança Liberal (AL).
    • Getúlio Vargas era o candidato a Presidente e João Pessoa era candidato a Vice. Vargas contou com o apoio de todos os grupos políticos do Rio Grande do Sul, onde formou-se a Frente Única Gaúcha (FUG).
    • Nas eleições, houve a vitória de Júlio Prestes. A fraude foi uma prática dos dois lados, mas a situação foi aparentemente aceita, a princípio, pelo grupo derrotado.
    • Apenas os Tenentes, que apoiaram Vargas pareciam inconformados com a derrota.
  • Porém, o assassinato de João Pessoa na Paraíba foi fundamental para o início do processo revolucionário. Os motivos da morte desse político foram pessoais, mas os aliados de Vargas deram uma conotação política ao fato.
    • Entre 03 de Outubro e 04 de Novembro de 1930 Vargas e seus aliados, apoiados por parte do Exército, pelos tenentes e por muitos populares, depuseram o Presidente Washington Luís e puseram fim à República Velha.
    • Essa Revolução foi principalmente contra o estado de São Paulo! Dessa Forma, esse estado jamais apoiaria a Revolução.
governo provis rio
Governo Provisório
  • Grupos que apoiavam Vargas:
    • Tenentes, Outubristas (grupo de tenentes mais ligados à figura de Vargas), Trabalhadores, Exército.
  • Primeiras medidas:
    • Concedeu algumas das promessas feitas aos trabalhadores em campanha, como a diminuição da jornada de trabalho, o direito às férias, descanso semanal remunerado, dentre outras.
    • Vargas queima as bandeiras dos estados, substitui os Presidentes estaduais por Interventores (com exceção do de Minas Gerais) e cria o Ministério do Trabalho.
    • Política de valorização do Café: em virtude da crise de 1929 e a conseqüente queda nas exportações brasileiras, Vargas tomou medidas emergenciais para elevar o valor do principal produto brasileiro no mercado internacional: Compra do café excedente e destruição (o café foi queimado, jogado no mar e abandonado nas estradas de ferro).
  • Vargas pretendia manter-se no poder e, por isso, adiava o quanto podia, a elaboração da Constituição.
    • Surgiram em São Paulo, alguns movimentos contra essa política de Vargas.
      • Num desses episódio, 4 estudantes foram mortos em confronto com policiais. Martins, Miraguaia, Dráusio e Camargo. Formava-se assim, um movimento contrário ao presidente, desenvolvido por São Paulo, reivindicando principalmente a demora na elaboração de uma constituição. O Movimento do M.M.D.C em homenagem aos estudantes mortos.
    • Em 09 de Julho de 1932, inicia-se a Revolução Constitucionalista:
      • São Paulo pretendia contar com o apoio de outros estados, o que não ocorreu.
      • Getúlio Vargas: se utilizou de tropas do Exército, da Brigada Militar do RS e venceu os revoltosos.
      • O conflito durou cerca de 3 meses, porém mesmo com a derrota dos paulistas, Vargas convocou eleições para a formação de uma assembléia constituinte para 1933.
constitui o de 1934
Constituição de 1934
  • Em 1933, nas eleições para a escolha dos deputados para elaborar a nova Constituição Brasileira, as mulheres votaram pela primeira vez.
  • Em 1934 a constituição fica pronta.
    • As principais características dessa Constituição:
      • Recebeu influência da Constituição da República de Weimar.
      • Representantes de Classe participaram da sua elaboração.
      • Garantia os direitos trabalhistas.
      • Voto feminino.
per odo constitucional 1934 1937
Período Constitucional – 1934 - 1937
  • Surgimento de tendências políticas antagônicas:
    • AIB: Ação Integralista Brasileira:
      • Plínio Salgado, Anauê!, Ʃ
        • Ideologia fascista.
    • ANL: Aliança Nacional Libertadora:
      • Carlos Lacerda, Luís Carlos Prestes.
      • Tendência de esquerda.
intentona comunista 1935
Intentona Comunista - 1935
  • A frente da ANL e com o apoio de alguns destacamentos do Exército, Luís Carlos Prestes lideraria a Intentona Comunista, uma tentativa de Golpe para tomar o poder no Brasil. O movimento inicia-se no Rio Grande do Norte e logo se alastra para Pernambuco. Em seguida o Rio de Janeiro sai em apoio aos insurgentes.
  • Imediatamente as tropas do governo se mobilizam e eliminam a revolta.
  • Prestes seria preso em 1936 e sua companheira, Olga Benário, enviada à Alemanha de Hitler.
  • Durante o movimento rebelde, o Presidente Vargas decretou estado de sítio, prolongando essa situação que lhe ampliava os poderes.
  • O temor de um golpe comunista assustava a população, que passou a aceitar com mais facilidade uma possível ampliação dos poderes de Getúlio para evitar essa “tragédia”.
centraliza o plano cohen e o golpe do estado novo
Centralização, Plano Cohen e o Golpe do Estado Novo
  • Com esses acontecimentos, Vargas conseguiu autorização do congresso para ampliar seus poderes, decretando estado de sítio.
  • Nesse contexto, um plano forjado, supostamente elaborado pelos comunistas, foi encontrado com um militar de tendência integralista chamado Olympio Mourão Filho. Segundo esse plano, os comunistas tomariam o poder no Brasil, utilizando-se da força.
  • Esse plano foi amplamente divulgado pelo governo Vargas, no intuito de assustar a população: o plano funcionou. O Congresso deu plenos poderes a Vargas que, em 10 de Novembro de 1937 decretou o Estado Novo, um governo ditatorial liderado por Getúlio.
  • A população, temendo o comunismo aceitou a ditadura.
slide10

Vargas oscilava em suas alianças Internacionais, principalmente entre a Alemanha e as nações democráticas como os EUA, por exemplo!

slide11
ESTADO NOVO – 1937 – 1945:
  • Em 10/11/1937 Vargas apresentou ao Congresso a nova constituição do Brasil, apelidada de ‘polaca’, pois recebeu influências da constituição fascista da Polônia em sua elaboração. Francisco Campos foi seu autor.
    • O Executivo recebeu amplos poderes e incorporou as determinações do Legislativo.
    • As leis trabalhistas foram mantidas e ampliadas em alguns pontos.
    • O Presidente é que nomeava os Interventores (Governadores) dos Estados.
  • Não se pode enquadrar o Estado Novo como fascista, muito embora desenvolvesse características semelhantes.
  • Em 1938 há uma tentativa de Golpe Integralista:
    • Cerca de 200 integralistas atentaram contra a vida do Presidente, que apenas com os familiares e alguns seguranças conseguiu segurar as forças invasoras que acabaram presas.
  • Vargas desenvolve uma política ambígua em relação ao seu posicionamento internacional:
    • Em determinados momentos parecia que tenderia ao lado dos Estados Unidos, em outros momentos parecia tender ao grupo nazi-fascista.
    • Nessa política, Getúlio conseguia vantagens econômicas para o Brasil, negociando com os dois lados.
    • Da Alemanha, conseguiu preços diferenciados para a compra de armamentos, enquanto que dos EUA, conseguiu os recursos para a construção da Companhia Siderúrgica de Volta Redonda.
    • Em 1942 Vargas opta pelos EUA e declara Guerra aos países do Eixo:
      • Nesse episódio o Brasil envia para lutar na Itália, 25.000 soldados na Força Expedicionária Brasileira (FEB).
      • O Brasil entrou no conflito alegando que alguns de seus navios haviam sido afundados por submarinos alemães.
      • Em Agosto de 1942, os descendentes de Alemães, Italianos e Japoneses sofreram perseguições, destruição de patrimônio e violências em algumas regiões do país.
  • Os principais órgãos do Governo Vargas eram:
    • DIP: Departamento de Imprensa e Propaganda:
      • Responsável pela imagem do Presidente e pela Censura.
    • DASP: Departamento de Administração e Serviço Público:
      • Responsável por agilizar as contratações de pessoal e funções dentro de órgãos públicos.
estado novo 1937 1945
Estado Novo – 1937 - 1945
  • Política de cunho nacionalista;
  • Aproximação com os Trabalhadores:
    • Criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho):
      • Código que continha a compilação das leis trabalhistas desenvolvidas por Vargas.
  • Criação de Várias empresas estatais, como forma de interferir diretamente na economia.
  • Com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado de EUA e Inglaterra, formava-se uma contradição: Um ditador lutando para livrar a Europa de outros ditadores.
    • Começa toda uma mobilização política com apoios internos e internacionais exigindo a saída de Getúlio do Governo e o retorno da Democracia.
    • Vargas, percebendo que não tem mais o que fazer, convoca eleições para o final de 1945. Contudo seu desejo era continuar.
    • Ele libera os prisioneiros de seu governo (anistia), dentre eles Luís Carlos Prestes.
    • Ao mesmo tempo que desenvolvia-se a articulação eleitoral, Vargas tramava a sua permanência.
    • Dessa forma um movimento de base esquerdista, com apoio popular tomou as ruas do Rio exigindo a permanência do Presidente “queremos Getúlio” era o grito que ecoava da multidão.
    • Prestes apoiava esse movimento, seguindo uma determinação da URSS que defendia a idéia que os governos aliados contra o Nazifascismo deveriam ser mantidos.
    • Nada disso adiantou: Vargas foi deposto por Góis Monteiro e Dutra, que haviam durante tanto tempo apoiado seu Governo.
    • As eleições se realizaram e Dutra foi eleito com 55% dos votos.
alian as militares paz armada
Alianças militares – Paz Armada

Tríplice Aliança:

(1882)

Tríplice Entente:

(1904 -1907)

  • Império Alemão,
  • Império Austro-Húngaro,
  • Itália.
  • Inglaterra,
  • França,
  • Rússia.

Países que ingressaram no decorrer do conflito:

Itália

Império Turco Otomano

Estados Unidos

Bulgária

Portugal

Brasil

motivos da 1 guerra
Motivos da 1ª Guerra:
  • Rivalidades Imperialistas;
  • Nacionalismos:
    • Pangermanismo:
      • Alemanha e Áustria;
    • Pan-eslavismo:
      • Rússia e Sérvia;
  • Estopim:
    • Assassinato do Arquiduque do Império Austro-Húngaro, Francisco Ferdinando, em Sarajevo na Bósnia Herzegovina.
1 guerra mundial
1ª Guerra Mundial:
  • FASES DA GUERRA:
    • 1914: Guerra de Movimentos:
      • Ataques que buscavam o fim rápido do conflito.
    • 1915-1917: Guerra de Trincheiras ou Posições:
      • Devido a superioridade dos defensores e das dificuldades de romper as linhas de defesa inimigas, ambos os combatentes buscaram fixar-se nas posições conquistadas.
    • 1918: Guerra de Movimentos:
      • Com a entrada dos EUA a Guerra revigora-se e os ataques que buscam o fim do conflito renascem.
  • Os EUA entraram na Guerra em 1917. Desde o final do séc. XIX eram o país que tinha a maior produção industrial do mundo, porém boa parte da produção era consumida no mercado interno. Com o andamento da Guerra, tornaram-se os principais fornecedores as Entente. Receosos com a perda dos investimentos em caso de derrota da Entente, entraram no conflito. Além disso, submarinos alemães afundaram alguns navios dos EUA. Com a sua entrada na Guerra, levaram para a Europa uma grande quantidade de homens e sua quase infinita capacidade produtiva, desequilibrando o conflito.
  • A Rússia, que já vinha enfraquecida desde o Início do séc. XX, acabou sendo assolada por uma Revolução (Socialista – Outubro de 1917), que vitoriosa, levou a Rússia a se retirar do conflito, assinando um armistício com a Alemanha (o tratado de Brest-Litovisk - 1918). Esse tratado criou uma situação estranha na Europa: a Alemanha derrotada, havia assinado um tratado como vitoriosa com a Rússia, que devia concessões à Alemanha, pois havia sido abandonada por seus antigos aliados.
saldos do conflito
Saldos do Conflito:
  • Vitória da Entente - Tratados com os Vencidos:
      • Tratado de Versalhes
      • Tratado de Saint-Germain
      • Tratado de Trianon
      • Tratado de Sèvres

Com a Alemanha – desmilitarização,

Perdas territoriais, indenização= humilhação

Duras sanções à Alemanha;

Gerou nacionalismo.

Com a Áustria – desmembramento e

indenizações

Com a Hungria – proibição de reunificação

com a Áustria

Desmembramento do Império Turco

Saldos: cerca de 10 milhões de mortos; a produção européia comprometida; as mulheres ganhando espaço na sociedade...

slide18

Na 1ª Guerra, foi muito comum a utilização de gás venenoso, ou seja, a chamada guerra química. Em alguns casos o gás cegava o soldado, em outros o sufocava e, nos casos mais graves, o soldado morria em pouco tempo após o contato com o gás.

per odo entre guerras
Período Entre-Guerras

Revolução Russa:

  • 1905 – derrota para o Japão
    • Disputas de territórios na China
    • Pressões populares – Domingo Sangrento (Centenas de Mortos)
    • Certa abertura política: DUMA (Parlamento) e SOVIÉTES (Sindicatos Municipais)
  • 1917 – Fevereiro (Março) – Revolução “burguesa” – com apoio Menchevique
  • Príncipe Lvov e o General Kerensky são os líderes:
  • Essa Revolução não altera o panorama sócio-econômico na Rússia, porém o Czar será deposto.
  • A Rússia permanecerá na Guerra.
  • 1917 – Outubro (Novembro) – Revolução Bolchevique – Socialista
  • Líder: Lênin – Trótski e Stálin (figuras importantes):
  • Essa Revolução levará a Rússia a sair da 1ª G.M. – O país tornar-se-ia socialista e uma guerra
  • civil (1918 – 1921) oporia Bolcheviques e Mencheviques. Os Mencheviques receberam o apoio dos Exércitos da Entente (que venceram a 1ª Guerra), mas mesmo assim a vitória foi dos VERMELHOS.
  • Políticas Econômicas:
    • Comunismo de Guerra:
      • Entrega de todos os recursos ao Estado que deveria racionalizar a divisão da produção.
    • NEP:
      • Nova Política Econômica: um pouco de Capitalismo para Salvar o Socialismo: Incentivo a venda dos excedentes de produção agrícola, atração de investimentos estrangeiros, privatização de empresas com menos de 20 funcionários.
    • Planos Qüinqüenais:
      • Economia Planificada: o Estado estipula as metas da produção.
revolu o russa
Revolução Russa:
  • 1922 – URSS:
    • Nesse ano a Rússia, torna-se a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.
  • 1924 – Morte de Lênin:
    • 1924 – 1927 – disputas pelo poder (Trótski X Stálin)
  • Stálin no poder:
    • É com Stálin que se iniciam os Planos Qüinqüenais.
    • A URSS se transformaria em uma Potência.
crack da bolsa de ny 1929
Crack da Bolsa de NY - 1929
  • Crise do Capitalismo Liberal:
    • Total Liberdade à produção;
    • Liberdade de organização do Mercado que desenvolve-se por conta própria.
  • Crise de Superprodução:
    • Mesmo com a recuperação da capacidade produtiva da Europa, o ritmo frenético de produção dos EUA não se reduz.

Mesmo assim

Os EUA continuam

Ampliando a produção

Em meados da

Década de 20 a

Europa recupera

Sua produção!

Europa

EUA

Produtos industrializados

crise de 1929
Crise de 1929:
  • Milhões de desempregados:
    • Cerca de 14 milhões de estadunidenses ficaram desempregados devido à falência das empresas.
  • Milhares de falências:
    • Aproximadamente 20.000 empresas foram a falência, em virtude de terem incentivado a especulação de suas ações na bolsa de valores. As ações estavam supervalorizadas e, em determinado momento não houve compradores para essas ações.
  • Solução:
    • New Deal:
      • Economia Planificada:
        • Intervenção do Estado na Economia:
          • Construção Civil para reduzir o desemprego; compra dos estoques agrícolas para alimentar os miseráveis; controle da produção.
          • Plano Econômico do Presidente Franklin Delano Roosevelt.
slide23

Franklin Delano Roosevelt

Acima: Trabalhadores mobilizados após o Crack da Bolsa de Valores de NY.

À Esquerda: Desempregados esperando os alimentos fornecidos pelo Estado.

nazifascismo
Nazifascismo
  • Nazismo:
  • Alemanha;
  • Adolf Hitler;
  • Chega ao poder em 1933
  • Devido a força do seu partido;
  • SA e SS
  • Fascismo:
  • Itália;
  • Benito Mussolini;
  • Chega ao Poder – 1922 – Marcha sobre Roma – 50 mil “Camisas Negras”

GovernoTotalitário

Governo Totalitário

Unidades Paramilitares

Unidade Paramilitar

  • Mantém a Monarquia, mas Governa
  • Ditatorialmente – Partido Único:
  • Fascista;
  • Ideal Expansionista – Tornar a Itália
  • Uma Potência – Guerra e conquista da
  • Abissínia;
  • Aliança com Hitler;
  • Chamado de Duce.
  • Unifica os cargos de Presidente e de
  • Chanceler, somando poderes;
  • Ideal do Lebenshaun (Espaço Vital);
  • Remilitarização;
  • Racismo;
  • Aliança com Mussolini;
  • Chamado de Führer.
guerra civil espanhola 1936 1939
Guerra Civil Espanhola(1936 – 1939)
  • General Franco – Aliado de Hitler e Mussolini luta pelo fim da República Socialista Espanhola – Vitoriosa em eleições.
  • Os Italianos e os Alemães usam esse conflito para testar seus equipamentos bélicos.
  • Destruição de várias cidades:

Guernica de Pablo Picasso – cidade destruída por aviões bombardeiros

segunda guerra mundial 1939 1945
Segunda Guerra Mundial 1939 - 1945

Países do Eixo:

Itália, Alemanha e

Japão.

Aliados:

Inglaterra, França,

EUA e URSS.

Ocupada pelos Nazistas

No norte (1940), assina um

Armistício com a Alemanha

Desenvolvendo um governo

Ao Sul, Colaboracionista:

França de Vichy. Os aliados

Só conseguiriam libertar a

França em 1944.

slide27

Segunda Guerra Mundial

  • De 1939, com a invasão da Polônia (início da Guerra) até 1942 o predomínio das ações militares pertence aos países do Eixo;
  • Contudo, após a Entrada dos EUA e da URSS na guerra, as vitórias nazistas vão diminuindo e os aliados vão tomando a dianteira na guerra;
  • Na Segunda Guerra, a Europa, a África e a Ásia foram assoladas.
  • No Norte de África, italianos e alemães tentavam dominar territórios essenciais e estratégicos dos ingleses,
  • mas sem sucesso.
    • Há um grande confronto entre Rommel (General alemão) e Montegomery (General Britânico).
  • Na Ásia, os confrontos entre EUA e Japão dominaram as ações. Após o ataque à Pearl Harbor
  • (ataque japonês a uma base naval dos EUA), em 1941, os EUA entraram na Guerra e venceram os japoneses.
  • Na Europa, desenvolveu-se o principal teatro de operações:
    • Na URSS, os alemães haviam tentado invadir e, até certo ponto tiveram sucesso, mas a partir de 1943
    • e da derrota em Stalingrado, o avanço soviético foi imbatível.
    • A França foi ocupada e entre 1940 e 1944, dividiu-se entre a zona dominada pelos nazistas e a zona
    • colaboracionista conhecida como França de Wichy. Isso dificultou a ação dos aliados na Europa.
    • A Itália foi um fracasso na Guerra e em 1943 Mussolini foi deposto pelo General Badoglio. Após alguns
    • meses, ele foi resgatado por soldados nazistas e levado ao Norte da Itália, onde fundaria a denominada
    • República de Salò, que resumiu-se a enfrentar a resistência italiana ao Fascismo.
    • Com o avanço dos aliados, Hitler foi perdendo suas forças e o fim da Guerra era questão de Tempo.
    • Sabendo disso, o Führer mandou que se intensificasse a matança dos judeus nos campos de concentração.
    • Cerca de 6 milhões de judeus foram mortos, das formas mais cruéis nos campos de extermínio nazistas.
  • Em 1945 os EUA lançam duas bombas atômicas no Japão, que percebendo o poderio inimigo se rendem
  • levando o conflito ao seu fim.
  • Fim do Conflito mais mortífero da história: entre 50 e 70 milhões de mortos,
  • Divisão do planeta em zonas de influências antagônicas: Capitalista e Socialista.
  • Várias cidades foram bombardeadas, milhões de civis morreram em decorrência disso!
segunda guerra mundial
Segunda Guerra Mundial
  • Com a consciência da vitória, os aliados vão se reunindo em conferências para decidir o futuro pós-guerra desde 1943;
  • Conferência de Teerã - 1943:
      • Definiram a organização da Polônia, e a divisão da Alemanha em vários
      • Estados
  • Conferência de Yalta (Ialta) - 1945:
      • Princípios de autodeterminação dos povos, Exigências territoriais
      • Soviéticas e divisão da Alemanha em zonas de Influência.
  • Conferência de Potsdan - 1945:
      • Determinação das zonas de influência na Europa, Divisão da Alemanha
      • em 4 partes (URSS, EUA, Inglaterra e França).
      • Pagamento de indenização de guerra, pela Alemanha, principalmente para
      • a URSS.
slide29

Cenas do Holocausto

A Alemanha dividida

Imagens da Guerra