qualidade efic cia e a o da prece n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Qualidade, Eficácia e Ação da Prece. PowerPoint Presentation
Download Presentation
Qualidade, Eficácia e Ação da Prece.

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 9

Qualidade, Eficácia e Ação da Prece. - PowerPoint PPT Presentation


  • 479 Views
  • Uploaded on

Qualidade, Eficácia e Ação da Prece. Estudo do Capítulo XXVII PEDI E OBTEREIS Evangelho Segundo o Espiritismo Itens 1 - 15. Fernanda Rocha – Cenáculo Espírita Thiago Maior, 25/06/2012. Qualidade da Prece.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Qualidade, Eficácia e Ação da Prece.' - tucker-lee


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
qualidade efic cia e a o da prece

Qualidade, Eficácia e Ação da Prece.

Estudo do Capítulo XXVII

PEDI E OBTEREIS

Evangelho Segundo o Espiritismo

Itens 1 - 15

Fernanda Rocha – Cenáculo Espírita Thiago Maior, 25/06/2012

qualidade da prece
Qualidade da Prece

Quando orardes, não vos assemelheis aos hipócritas, que, afetadamente, oram de pé nas sinagogas e nos cantos das ruas para serem vistos pelos homens. - Digo-vos, em verdade, que eles já receberam sua recompensa. - Quando quiserdes orar, entrai para o vosso quarto e, fechada a porta, orai a vosso Pai em secreto; e vosso Pai, que vê o que se passa em secreto, vos dará a recompensa.

Não cuideis de pedir muito nas vossas preces, como fazem os pagãos, os quais

imaginam que pela multiplicidade das palavras é que serão atendidos. Não vos torneis

semelhantes a eles, porque vosso Pai sabe do que é que tendes necessidade, antes que lho

peçais.

(S. MATEUS, cap. VI, vv., 5 a 8.)

qualidade da prece1
Qualidade da Prece

Jesus definiu claramente as qualidades da prece:

  • Orai em secreto
  • Não afeteis orar muito
  • Pela sinceridade
  • Antes de orardes, perdoai-lhe
  • Com humildade, como o Publicano
  • Não com orgulho, como o fariseu
  • Examinai os vossos defeitos, não as vossas qualidades
  • Se vos comparardes aos outros, procurai o que há em vós de mau.
efic cia da f
Eficácia da Fé

Seja o que for que peçais na prece, crede que o obtereis e concedido vos será o que pedirdes.

MARCOS, cap. XI, v. 24

efic cia da f1
Eficácia da Fé
  • Há quem conteste a eficácia da prece:
    • Deus conhece nossas necessidades
    • Tudo no Universo é encadeado por leis eternas, não podem as nossas súplicas mudar os decretos de Deus.
  • Há leis naturais, mas não estão submetidas à fatalidade.
  • Deus sabe o que é para nosso bem
  • Há sucessos que fogem à fatalidade e que não quebram a harmonia (relógio)
efic cia da f2
Eficácia da Fé

“Concedido vos será o que quer que pedirdes pela prece”

  • Ilógico deduzir que basta pedir para obter.
  • Injusto acusar a providência se não obter.
  • Há leis naturais, mas não estão submetidas à fatalidade.
  • Livre arbítrio
  • Bastaria curvar a cabeça e esperar pela fatalidade
  • Se o sofrimento for de necessidade para a vida futura, Deus deixará acontecer.
  • O que Deus concede sempre é a coragem, a paciência e a resignação.
  • Deus assiste aos que se ajudam a si mesmo (“ajuda-te que o Céu te ajudará”).
  • Não ajuda os que esperam por um socorro estranho (homem perdido no deserto)
a o da prece transmiss o do pensamento
Ação da Prece – Transmissão do pensamento
  • Invocação: o homem entra em contato com quem se dirige.
  • Objetivo:
    • Pedido
    • Agradecimento
    • Glorificação
  • Por nós ou por outrem
  • Pelos vivos ou pelos mortos
  • Feitas a Deus são escutadas pelos bons Espíritos
  • As que se dirigem aos bons espíritos são reportadas a Deus.
  • Nada sucede sem a vontade de Deus
a o da prece transmiss o do pensamento1
Ação da Prece – Transmissão do pensamento
  • O Espiritismo torna compreensível:
    • Transmissão do pensamento.
    • Mergulha no fluido cósmico universal
    • Fluido recebe da vontade uma impulsão
    • Veículo do pensamento, como o ar é o do som
    • Pensamento não tem limite (espalha-se num minuto)
    • A energia da corrente guarda proporção com a do pensamento e da vontade.
    • Assim, os espíritos ouvem a prece
    • Vontade subordinada a Deus, juiz supremo de todas as coisas, único apto a torná-la eficaz.
a o da prece transmiss o do pensamento2
Ação da Prece – Transmissão do pensamento

Pela prece, obtém o homem o concurso dos bons Espíritos que acorrem a sustentá-lo em suas boas resoluções e a inspirar-lhe idéias sãs. Ele adquire, desse modo, a força moral necessária a vencer as dificuldades e a volver ao caminho reto, se deste se afastou. Por esse meio, pode também desviar de si os males que atrairia pelas suas próprias faltas. Um homem, por exemplo, vê arruinada a sua saúde, em consequência de excessos a que se entregou, e arrasta, até o termo de seus dias, uma vida de sofrimento: terá ele o direito de queixar-se, se não obtiver a cura que deseja? Não, pois que houvera podido encontrar na prece a força de resistir às tentações.