Sintagma nominal
Download
1 / 30

Sintagma Nominal - PowerPoint PPT Presentation


  • 98 Views
  • Uploaded on

Sintagma Nominal. Estudo. Sintagma Nominal. Pode ser definido de maneira muito simples. É o sintagma que pode ser sujeito de alguma oração. Exemplo 1. Esse professor é um neurótico. Esse professor - Sintagma Nominal Professor - Núcleo do Sintagma Nominal Esse - determinante

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Sintagma Nominal' - trory


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Sintagma nominal1
Sintagma Nominal

  • Pode ser definido de maneira muito simples. É o sintagma que pode ser sujeito de alguma oração.


Exemplo 1
Exemplo 1

  • Esse professor é um neurótico.

  • Esse professor - Sintagma Nominal

  • Professor - Núcleo do Sintagma Nominal

  • Esse - determinante

  • É - verbo cópula e núcleo do sintagama verbal.


Exemplo 11
Exemplo 1

  • Um neurótico - também é um sintagma nominal porque, embora não seja sujeito nesta oração, pode ser em outra como:

  • Um neurótico rabiscou meus livros.


Fun es do sintagma nominal
Funções do Sintagma Nominal

  • Quando consideramos a estrutura interna do sintagma nominal torna-se necessário abandonar praticamente toda a análise tradicional.


Exemplo
Exemplo

  • Aqueles seus livros de psicologia...


Gram tica tradicional
Gramática Tradicional

  • Na gramática tradicional, teríamos as seguintes funções:

  • Livros - núcleo do sujeito

  • Aqueles, seus, de psicologia - adjuntos adnominais.


An lise simpl ria
Análise simplória

  • A análise proposta pela gramática tradicional é simples demais para fazer justiça à complexidade dos fatos. Na verdade, cada um dos três “adjuntos” tem um comportamento sintático diferente.


An lise simpl ria1
Análise simplória

  • É fácil verificar que essa análise tradicional é simplória investigando as possibilidades de posicionamento de cada um desses termos.

  • Alguns deles têm posição fixa no sintagma e não há possibilidade de permuta.


Exemplos
Exemplos:

  • Aqueles seus livros de psicologia desapareceram.

  • Aqueles livros seus de psicologia desapareceram.

  • Aqueles livros de psicologia seus desapareceram. (aceitabilidade marginal)


An lise sintagm tica
Análise Sintagmática

  • A análise sintagmática é complexa no sentido que admite um número maior de funções dentro do Sintagma Nominal.


Natureza posicional
Natureza Posicional

  • Vamos procurar caracterizar os termos internos do Sintagma Nominal por meio de sua natureza posicional.


Exemplo1
Exemplo

  • Meu computador...

  • O termo (meu) pode aparecer em primeiro lugar, mas também pode aparecer em segundo lugar, como em:

  • Aquele meu computador...


Resultado
Resultado:

  • Com essa possibilidade de mudança de posição dentro do Sintagma Nominal, verificamos que esse item possui posição variável.

  • Podemos dizer que o item (meu) pode ocorrer em primeiro lugar, mas nunca quando o sintagma nominal também apresenta o item (aquele)


Aquele meu
Aquele / meu

  • O primeiro elemento do sintagma é (aquele), somente na sua aus~encia é que (meu) ocorre em primeiro lugar.

  • Quando falamos em (aquele) pensamos em todos os determinantes e quando falamos de (meu) pensamos em todos os possessivos.


Posi es no sintagma nominal
Posições no Sintagma Nominal

  • Os “lugares” assim definidos não são obrigatoriamente preenchidos, de maneira que às vezes (meu) aparentemente ocupa a primeira posição.


Posi o n o preenchida
Posição “não preenchida”

  • É como se considerássemos que existe uma primeira posição “não preenchida” antes do (meu) em:

  • (...) meu computador....


Ocorr ncia opcional
Ocorrência Opcional

  • A estrutura do Sintagama Nominal (SN) exige a ordenação (aquele) + (meu), mas a ocorrência de qualquer desses dois itens é opcional, de modo que qualquer dos sintagmas a seguir é aceitável:


Sintagmas aceit veis
Sintagmas Aceitáveis:

  • A) Computador

  • B) Meu computador

  • C) Aquele computador

  • D) Aquele meu computador


Ordena o obrigat ria
Ordenação Obrigatória

  • Já se a ordenação (que é obrigatória) for desobedecida, o resultado não será aceitável.

  • Exemplo:

  • Meu aquele computador...


Fila de prefer ncias
Fila de preferências

  • O (meu) ocupa a segunda posição caso a primeira esteja ocupada.

  • Trata-se, portanto, de uma espécie de fila de preferências para ocupar a primeira posição.


Todos e ambos
Todos e Ambos

  • Estamos deixando de lado os itens (todos) e (ambos) - que poderiam ocorrer antes de (aqueles).

  • Veremos depois que esses elementos ocupam uma função fora do Sintagma Nominal.


Sintagma nominal m ximo
Sintagma Nominal Máximo

  • Quantas posições são possíveis, em princípio, dentro do SN?

  • Um Sintagma Nominal em que todas as posições possíveis forem preenchidas por itens léxicos se denomina SN Máximo.


Abstra o
Abstração

  • O Sintagma Nominal Máximo é uma abstração porque não ocorre na prática. Um Sintagma Nominal Máximo realizado seria tão longo e sobrecarregado que acabaria sendo rejeitado pelos falantes. Seria considerado excessivamente longo e entulhado de informação.


Exemplo2
Exemplo:

  • Os outros dois meus mesmos velhos amigos queridos de Salvador...

  • Esse sintagma Nominal não chega a ser máximo, é complexo a ponto de ser quase improcessável.


Sintagma nominal m ximo1
Sintagma Nominal Máximo

  • Podem ocorrer (no máximo) cinco elementos entre aquele e o núcleo do Sintagma Nominal.


Exemplos1
Exemplos:

  • Aquele meu mesmo único pretenso bom amigo.

  • Aquele meu mesmo único pretenso amigo.

  • Aquele meu mesmo único amigo.

  • Aquele meu mesmo amigo

  • Aquele meu amigo

  • Aquele amigo


Afastamento m ximo
Afastamento Máximo

  • Podemos definir a função desempenhada por (aquele), utilizando sua posição de afastamento máximo, para a esquerda do núcleo.


Exemplos2
Exemplos:

  • Aquele amigo

  • Inesquecível amigo

  • Podemos distinguir (aquele) de (inesquecível) nos sintagmas acima.

  • Muito embora a posição dos dois itens seja a mesma (imediatamente antes do núcleo do SN), suas funções são diferentes.