slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PONTIFÍCIA UNIVERSDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES PowerPoint Presentation
Download Presentation
PONTIFÍCIA UNIVERSDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

PONTIFÍCIA UNIVERSDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES - PowerPoint PPT Presentation


  • 138 Views
  • Uploaded on

PONTIFÍCIA UNIVERSDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES II. Dermaptera De Geerr, 1773. Aline Sanders Turma 130 Abril de 2006. Dermaptera De Geerr, 1773. Derma= pele, ptera= asas. “Tesourinha” (“earwig”);

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'PONTIFÍCIA UNIVERSDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES' - tovah


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

PONTIFÍCIA UNIVERSDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL

FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS

ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES II

Dermaptera De Geerr, 1773

Aline Sanders

Turma 130

Abril de 2006

slide2

Dermaptera De Geerr, 1773

  • Derma= pele, ptera= asas
  • “Tesourinha” (“earwig”);
  • 1800 espécies nessa ordem;

Imagem disponível em: http://pick5.pick.uga.edu/mp/20q?search=Dermaptera

slide3

Aspectos morfológicos diagnósticos

  • corpo alongado;
  • achatado dorso-ventralmente;
  • cercos grandes, em forma de pinça;
  • de 2,5mm a pouco mais de 40mm;
  • coloração escura;

Imagem dispomível em: http://zooex.baikal.ru/orthopteroidea/dermaptera.htm

slide4

cabeça livre e prognata;

  • aparelho bucal mastigador;
  • olhos de tamanho variável ou ausentes;
  • antenas moderadamente longas, tendo entre 10 e 50 artículos: escapo, pedicelo e flagelo;
slide5

Asas anteriores curtas, coriáceas e sem nervuras (éritros).

  • Asas posteriores, quando presentes, membranosas, arredondadas, com nervura radial.

Imagem disponível em: http://delta-intkey.com/britin/images/bent5601.jpg

slide6

Torax:

  • protórax- chapa esclerotizada retangular, bem proeminente.
  • mesotórax é mais curto, mas no último ínstar pode aparecer maior.
  • Metatorax- curto,com a margem superior côncava.
slide7

Abdome:

  • Três pares de pernas (coxa, trocanter, fêmur, tíbia e três segmentos tarsais, com duas garras curvadas).
  • Abdome totalmente ou em grande parte exposto, largo e deprimido, com dez segmentos completos distintos.
  • Podem apresentar glândulas odoríferas com abertura dorsal no terceiro ou quarto segmento abdominal.
  • Machos possuem dez urotergitos visíveis, enquanto as fêmeas adultas normalmente apresentam apenas oito (ocorre a retração dos segmentos oito e nove).
slide8

Cercos dos machos possuem uma forma curva, enquanto as fêmeas tem cercos retos.

  • Pigídio vísivel entre as bases dos cercos, que representa o décimo primeiro segmento abdominal.
  • A ninfa, é semelhante ao adulto, porém com cercos mais simples e ausência de asas.
slide9

Imagem disponível em: http://www.envirosafepc.com/earwigs.gif

slide10

Aspectos biológicos comportamentais

  • Hábito noturno.
  • São principalmente saprófagas, mas podem predar outros insetos.

Imagem disponível em: http://www.discoverlife.org/nh/tx/Insecta/Dermaptera/images/euro_peach.300.html

  • Encontrados principalmente em zonas tropicais ou subtropicais.
  • Número de ovos varia de 15 a 80 por postura, o ovo é branco e grande com relação ao tamanho do inseto.
  • A postura é feita em local úmido e escuro.
slide11

Após a postura, os ovos são mantidos em grupos separados e espalhados, e a fêmea os lambe enquanto os roda, para remover esporos de fungos ou qualquer outro corpo estranho.

  • Desenvolvimento incompleto paurometabolico.
slide12

Aspectos de importância para o homem

  • considerados inofensivos e sem grande importância econômica.
slide13

Classificação e diagnose até um nível taxonômico subordinado ao grupo em estudo

Ordem DERMAPTERA

Subordem Arixeniina

Arinexiidae

Subordem Hemimerina

Hemimeridae

Subordem Forficulina

Pygidicranidae

Labiduridae

Labiidae

Forficulidae

(segundo BURR, 1916)

slide14

Subordem Forficulina:

-Pygidicranoideae: Fêmures comprimidos e carenados (quilha longitudinal), numerosas cerdas curtas e escuras ao longo das mardens posteriores do tergo abdominal.

-Labiduridae: Cercos longos e simples, coloração normalmente em um padrão marrom claro, com algumas variações.

-Labiidae: Pequenos (5 a 10mm), artículos do cerco esbeltos com margens internas serradas.

-Forficulidae:Segundo segmento tarsal prolongado ventralmente em baixo do terceiro segmento distal como um lóbulo largo.

slide15

Bibliografia Consultada

BORROR, D. J.  DELONG, D. M. 1969. Introdução ao Estudo dos Insetos. Rio de Janeiro, USAID e Edgar Blucher Ltda. 654p.

BRUSCA, R. C.  BRUSCA, G. J. 2003. Invertebrates. Sunderland, Massachusetts, Sinauer Associates, Inc., Publishers. 936p.

CARRERA, M. 1956. Entomologia para você. São Paulo, Chácaras e Quintais, Brasil. 118p.

CORSEUIL, E. 2005. Apostila de Entomologia. Porto Alegre, Cópias Xerográficas Todeschini. Brasil. 126p.

CRANSTON, P. S. & GULLAN, P. J. 2000. Theinsects: an outlineof entomology. Oxford, Blackwell science, USA.  

MEGLITSCH, P. A.  SCHRAM, F. R. 1991. Invertebrate Zoology. New Yosk, Oxford, University Press, USA. 623p.

LIMA, A.C. 1938. 1°tomo. Insetos do Brasil. Rio de Janeiro, Escola Nacional de Agronomia, 470p.

STEHR, F. W. 1987. Imature Insects. Dubuque, Iowa, Kendall – Hunt Plublishing Company. 754p.

http://www.cals.ncsu.edu/course/ent425/compendium/earwigs.html (Acesso em: março de 2006).

http://tolweb.org/Dermaptera (Acesso em: abril de 2006).