equipamentos de prote o individual epi equipamentos de prote o coletiva epc n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Equipamentos de Proteção Individual (EPI) Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) PowerPoint Presentation
Download Presentation
Equipamentos de Proteção Individual (EPI) Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC)

play fullscreen
1 / 38

Equipamentos de Proteção Individual (EPI) Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC)

905 Views Download Presentation
Download Presentation

Equipamentos de Proteção Individual (EPI) Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC)

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco – POLI/UPE LSHT - Laboratório de Segurança e Higiene do Trabalho Disciplina de Engenharia de Segurança Engenharia de Segurança Equipamentos deProteçãoIndividual (EPI) Equipamentos deProteçãoColetiva (EPC) Prof. Béda Barkokébas Junior, Dr. Profa. Juliana Véras, M.Sc. Prof. Sérgio Carneiro, M.Sc. Enga. Eliane Lago, Mestranda. Profa. Emília Kohlman Rabbani, Dra.

  2. Equipamentos de Proteção Coletiva DEFINIÇÃO São dispositivos utilizados no ambiente de trabalho com o objetivo de proteger os trabalhadores dos riscos inerentes ao processo produtivo, isolando o risco, reduzindo a intensidade e/ou quantidade do agente nocivo e prevenindo da sua dispersão.

  3. Equipamentos de Proteção Coletiva CARACTERÍSTICAS - Não provocam desconforto aos trabalhadores; - Não prejudicam a eficiência do trabalho, quando adequadamente escolhidos e instalados; Facilidade para os processos industriais; O usual é o emprego combinado de medidas de proteção coletiva.

  4. Equipamentos de Proteção Coletiva Proteção da pele (É o equilíbrio entre a quantidade de água e óleo em nosso organismo para que a pele tenha condições de elasticidade adequada). PRINCIPAIS MEDIDAS DE PROTEÇÃO protetor solar

  5. Equipamentos de Proteção Coletiva Equipamentos de Proteção Coletiva Ventilação filtros de ar PRINCIPAIS MEDIDAS DE PROTEÇÃO purificadores de ar

  6. Equipamentos de Proteção Coletiva Enclausuramento equipamento de bandagem automático PRINCIPAIS MEDIDAS DE PROTEÇÃO painel de chaves elétricas para estação de transmissão via satélite Prof. Dr. Béda Barkokébas Jr.

  7. Equipamentos de Proteção Coletiva Enclausuramento PRINCIPAIS MEDIDAS DE PROTEÇÃO sistemas de movimentação automáticos

  8. Equipamentos de Proteção Coletiva Proteção relativa ao Ruído PRINCIPAIS MEDIDAS DE PROTEÇÃO equipamentos acústico atenuadores de ruído Prof. Dr. Béda Barkokébas Jr.

  9. Equipamentos de Proteção Coletiva Proteção contra Quedas de Altura PRINCIPAIS MEDIDAS DE PROTEÇÃO proteção em sistema guarda-corpo e rodapé Prof. Dr. Béda Barkokébas Jr.

  10. Equipamentos de Proteção Coletiva • Substituição de Agentes Nocivos • - Segregação • Proteção para Sobrecarga Térmica • Proteção por Aterramento • Isolação Protetora de Circuitos Elétricos • Modificação dos Métodos e Processos de Trabalho OUTRAS MEDIDAS DE PROTEÇÃO

  11. Equipamentos de Proteção Individual Segundo aNR 06, considera-se Equipamento de Proteção Individual - EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

  12. Equipamentos de Proteção Individual Entende-se como Equipamento Conjugado de Proteção Individual, todo aquele composto por vários dispositivos, que o fabricante tenha associado contra um ou mais riscos que possam ocorrer simultaneamente e que sejam suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

  13. Equipamentos de Proteção Individual ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS PARA O USO DO EPI TÉCNICO Consiste em determinar a necessidade do uso do EPI e selecionar o tipo adequado a cada situação. EDUCACIONAL Consiste em preparar e ministrar instruções para que os EPI sejam usados corretamente. PSICOLÓGICO Consiste em preparar as pessoas para que os EPI sejam aceitos espontaneamente.

  14. Equipamentos de Proteção Individual CERTIFICADO DE APROVAÇÃO (CA) Todo EPI deverá apresentar em caracteres indeléveis e bem visíveis, o nome comercial da empresa fabricante, o lote de fabricação e o número do CA, ou no caso de EPI importado, o nome do importador, o lote de fabricação e o número do CA. OBS.:na impossibilidade, o órgão competente poderá autorizar forma alternativa de gravação, a ser proposta pelo fabricante ou importador, devendo esta constar do CA.

  15. Equipamentos de Proteção Individual A NR 06 divulga em seu Anexo I umalista de equipamentos de proteção individualpara: PROTEÇÃO DA CABEÇA PROTEÇÃO DOS OLHOS E FACE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA PROTEÇÃO AUDITIVA PROTEÇÃO DO TRONCO PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES PROTEÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES PROTEÇÃO DO CORPO INTEIRO PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS COM DIFERENÇA DE NÍVEL

  16. Equipamentos de Proteção Individual CAPACETE É um dispositivo de proteção para o crânio nos trabalhos sujeitos a: agentes meteorológicos (trabalhos a céu aberto); impacto proveniente de queda ou projeção de objetos; queimadura ou choque elétrico. • NORMA ABNT • capacete de segurança para uso na indústria: • NBR 8221 (EB 1132)

  17. Equipamentos de Proteção Individual Tipo I – Aba Total Tipo II – Aba Frontal (tipo boné) NORMA ABNT 8221 – DEFINE CAPACETE DE SEGURANÇA: Classe A – Não oferece proteção elétrica, ou seja, não são bons isolantes. Classe B – Oferece proteção elétrica.

  18. Equipamentos de Proteção Individual Coroa Casco PARTES COMPONENETES DO CAPACETE DE SEGURANÇA: Tira da nuca (para regulagem) Barbicacho (deve ser fixado no casco) Carneira Tira absorvente de suor

  19. Equipamentos de Proteção Individual • Inspecionar as condições do casco e da carneira. • Não pintar o capacete para não correr o risco de usar uma tinta que danifique e reduza o grau de proteção. • Lavar o capacete com água e detergente ou sabão. • Não adicionar ao capacete outros acessórios. • Usar sempre para a finalidade de proteção. • Nunca beber água no capacete. CUIDADOS ESPECIAIS COM O CAPACETE:

  20. Equipamentos de Proteção Individual FALTA DO USO DO CAPACETE PROVOCA:ACIDENTE queimadura por eletricidade

  21. Equipamentos de Proteção Individual ÓCULOS DE SEGURANÇA É um dispositivo de proteção para os olhos que estão sujeitos aos seguintes riscos: impactos de estilhaços; poeiras provenientes das operações industriais ou impelidas pelo vento; borrifos de líquidos e de metal em fusão; brilho excessivo e radiações ultravioletas e infravermelhas. óculos especial indicado para soldas leves

  22. oxi-acetileno Equipamentos de Proteção Individual óculos contra impactos TIPOS DE ÓCULOS DE SEGURANÇA óculos contra poeiras óculos contra respingos óculos contra radiações perigosas

  23. Equipamentos de Proteção Individual visor de plástico contra respingos de produtos químicos máscara para trabalhos de soldagem e corte TIPOS DE PROTETORES FACIAIS visor de plástico com tonalidade empregado contra radiações luminosas

  24. Equipamentos de Proteção Individual FALTA DO USO DO ÓCULOS DE SEGURANÇA PROVOCA:ACIDENTE olho vazado por caco de metal quente (cavaco), ao realizar serviço manipulando torno

  25. Equipamentos de Proteção Individual Peça ¼ Facial – Peça facial que cobre a boca, o nariz e se apóia sobre o queixo. PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA (TAMANHO DAS PEÇAS) Peça Semifacial ½ - Peça facial que cobre a boca, o nariz e se apóia sob o queixo.

  26. Equipamentos de Proteção Individual Peça Facial Inteira – Peça facial que cobre a boca, o nariz e os olhos. PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA Peça Facial Filtrante – peça facial construída total ou parcialmente de materiais filtrantes.

  27. Equipamentos de Proteção Individual O respirador deve ser inicialmente apoiado no queixo. Depois, posicione de forma que a boca e o nariz fiquem cobertos. Em seguida puxe o elástico de baixo, passando-o pela cabeça e ajustando-o na nuca. Faça o mesmo com o elástico superior, ajustando-o bem acima das orelhas. 1º USO CORRETO DOS RESPIRADORES NO FORMATO DE CONCHA Com dois dedos de cada mão, pressione a peça de alumínio de forma a moldá-la ao seu formato de nariz. 2º

  28. Equipamentos de Proteção Individual Para verificar o ajuste, coloque as mãos na frente do respirador cobrindo toda sua superfície e inale. O ar não deve passar pelas laterais. 3º USO CORRETO DOS RESPIRADORES NOFORMATO DE CONCHA Esta é a forma correta de utilizar este tipo de respirador. 4º Prof. Dr. Béda Barkokébas Jr.

  29. Equipamentos de Proteção Individual O som é uma vibração que se propaga em forma de ondas e é agradável. Pode ser um risco, dependendo da freqüência e intensidade. PROTEÇÃO AUDITIVA SOM E RUÍDO SÃO A MESMA COISA? O ruído é irritante e prejudicial à saúde. Quem gosta de ouvir as turbinas de um avião a jato? Prof. Dr. Béda Barkokébas Jr.

  30. Equipamentos de Proteção Individual PROTEÇÃO AUDITIVA Fatores que influenciam o risco (perda auditiva): tipo de ruído tempo de exposição sensibilidade individual distância da fonte de ruído Efeitos do ruído no trabalho: baixa concentração desconforto e cansaço nervosismo baixo rendimento problemas na comunicação

  31. Equipamentos de Proteção Individual Protetores de inserção: (tipo plug ou tampão) são colocados na entrada do canal externo do ouvido. TIPOS DE PROTETORES AURICULARES Protetores circum-auriculares: (tipo fone ou concha) – envolvem e isolam o ouvido externo.

  32. Equipamentos de Proteção Individual NORMAS ABNT Luvas de Segurança - NBR 122 Luvas de Proteção - NBR 13.712 Luvas Isolantes de Borracha - NBR 10.624 (PB 1412) Luvas Cirúrgicas - NBR 12.561 Luvas para Procedimentos Não Cirúrgicos - NBR 13.392 Luvas a Base de Borracha Natural - NBR 13.393 Mangas Isolantes de Proteção - NBR 10.623 (EB 1919) Dedeira - NBR 13.599 PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES

  33. Equipamentos de Proteção Individual TIPOS DE LUVAS DE SEGURANÇA luvas com revestimento nitrílico luvas em raspa – utilizadas nos serviços de soldagem

  34. Equipamentos de Proteção Individual PVC TIPOS DE LUVAS DE SEGURANÇA luvas em PVC luvas em neoprene

  35. Equipamentos de Proteção Individual PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS DE ALTURA cinturão de segurança tipo eletricista cinturão de segurança tipo pára-quedista

  36. Equipamentos de Proteção Individual FALTA DO USO DO CINTO DE SEGURANÇA PROVOCA:ACIDENTE

  37. Equipamentos de Proteção Individual FALTA DO USO DO CINTO DE SEGURANÇA PROVOCA: ACIDENTE

  38. Equipamentos de Proteção Individual SINDUSCON/PE CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL