prof msc flavio sohler pmp mcse mct clp 21 8156 2287 62 8161 6919 somagestao@somagestao com br
Download
Skip this Video
Download Presentation
Prof. MSc. FLAVIO SOHLER, PMP, MCSE, MCT, CLP 21 – 8156-2287 62 – 8161-6919

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 52

Prof. MSc. FLAVIO SOHLER, PMP, MCSE, MCT, CLP 21 – 8156-2287 62 – 8161-6919 - PowerPoint PPT Presentation


  • 84 Views
  • Uploaded on

Prof. MSc. FLAVIO SOHLER, PMP, MCSE, MCT, CLP 21 – 8156-2287 62 – 8161-6919 [email protected] Curriculum Vitae Engenheiro Civil – PUC-Rio Engenheiro de Telecomunicações - PUC-Rio Pós-Graduação em Análise de Sistemas - PUC-Rio

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Prof. MSc. FLAVIO SOHLER, PMP, MCSE, MCT, CLP 21 – 8156-2287 62 – 8161-6919' - tien


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2
Curriculum Vitae
    • Engenheiro Civil – PUC-Rio
    • Engenheiro de Telecomunicações - PUC-Rio
    • Pós-Graduação em Análise de Sistemas - PUC-Rio
    • Certificações: PMI (PMP), Novell MCNE, Microsoft MCT e MCSE, Lotus CLS
    • Administrador de Empresas – Hamburg-Harburg Universität (Alemanha)
    • Mestre em Engenharia de Produção e Logística – PUC-Rio
    • Doutorando em Engenharia e Gestão – UFRGS
    • Trabalhou na Alemanha e Angola
    • Foi o responsável pela rede de telecomunicações de Furnas - Rio
    • Consultor de empresas: Petrobrás, Saneago, Iquego, CGO, IEL, Sebrae, Senai
    • Professor da UNIP – Administração de Empresas e Engenharia de Produção Mecânica
    • Professor da UNIVESRO – Pós-Graduação em Gestão Empresarial
    • Coordenador da Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos da Cambury
    • Professor da Academia de Polícia Militar – Curso Superior de Polícia
    • Especialista em gerenciamento de projetos (PMP), Indicadores de Desempenho (BSC), planejamento empresarial, planejamento e controle da
    • produção, processos, telecomunicações, gerenciamento de
    • riscos empresariais
slide4
CURSOS e CONSULTORIAS

Planejamento Estratégico

Gestão de Riscos Empresariais

Indicadores de Desempenho (Balanced Scorecard)

Gerenciamento de Projetos

Mapeamento de Processos

Sistema de Apoio a Decisão Syscore

Gestão de Custos / Finanças

slide5
AGENDA:

Planejamento Estratégico e Metodologia Balanced Scorecard

Requisitos do Critério de Resultados exigidos pelo PNQ

Estudo de Caso

Práticas Comuns nas Empresas Vencedoras do PNQ

slide6
HISTÓRICO
  • Fortune 500: Organizações que fecharam
  • => 1976-85 => 10%
  • => 1986-90 => 30%
  • => 1991-95 => 35%
  • Exame 2004 – Melhores e Maiores
  • => 500 organizações listadas, somente 88 permanecem no ranking desde sua criação, em 1974
slide7
HISTÓRICO
  • Projeto Evergreen => Nitin Nohria (Harvard Business School) – 160 organizações dos EUA que utilizam 200 técnicas diferentes de gestão
    • => Organizações que superaram seus rivais sobressaíram em 4 práticas primárias de gestão: estratégia, execução, cultura e estrutura
    • => 2 práticas secundárias de gestão: talento, liderança, inovação e fusões/parcerias
slide8
“O Capitão que veleja sem um objetivo sempre alega que os ventos sopraram das direções erradas”

(Seneca)

slide9
“Mesmo de maneira não explícita a estratégia sempre existiu na vida das pessoas e organizações.”

Estratégia: conjunto de decisões e ações relativas a escolha de meios e a articulação dos recursos como forma de atingir um objetivo.

slide10
Planejamento Estratégico: processo metodológico que tem como objetivo determinar estratégias e mecanismos de controle para as ações pretendidas.

Gestão Estratégica: conceito mais amplo que envolve os dois anteriores e que reflete, sobretudo, a filosofia de uma instituição.

slide11
DIRETRIZES

ORGANIZACIONAIS

  • MISSÃO
  • VISÃO
  • VALORES
  • POLÍTICA de GESTÃO
  • CÓDIGO DE ÉTICA

FORMULAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS

(Planejamento Estratégico)

ANÁLISE DE

CENÁRIOS

Ambiente Interno: Forças e Fraquezas

Ambiente Externo: Oportunidades e Ameaças

Abrangência às PI’s

Posicionamento Estratégico: Matriz FOFA

ESTRATÉGIAS

slide12
ESTRATÉGIAS

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO

INDICADORES DE

DESEMPENHO

IMPLEMENTAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS

(Metodologia Balanced Scorecard – BSC)

INDICADORES RESULTANTES

INDICADORES DIRECIONADORES

METAS DE CURTO PRAZO

METAS DE LONGO PRAZO

METAS

PLANOS DE AÇÃO DE CURTO PRAZO

PLANOS DE AÇÃO DE LONGO PRAZO

PLANOS DE AÇÃO

slide13
As Sete Perspectivas Básicas do Negócio

Financeira

Mercado / Cliente

Sociedade

Inovação

Pessoas

Processos

Aquisição

slide14
EVOLUÇÃO DO POSIONAMENTO ESTRATÉGICO

Capacidade Defensiva => O quanto as características internas (Forças e Fraquezas)

conseguem minimizar o efeito das ameaças

Capacidade Ofensiva => O quanto as características internas (Forças e Fraquezas)

conseguem capturar novas oportunidades

Posicionamento Estratégico Global => Ponto onde se encontra a organização

com relação ao cenário externo

slide15
MUITO

FAVORÁVEL

MUITO

DESFAVORÁVEL

DESFAVORÁVEL

FAVORÁVEL

EQUILIBRADO

-40

-20

0

20

40

Fonte: Michael Porter

ANÁLISE ESTRATÉGICA DA ORGANIZAÇÃO

slide16
TRADUZINDO A ESTRATÉGIA EM AÇÃO
  • Incluir Recursos:
  • Financeiros
  • Informática
  • Pessoal
  • Treinamento
  • Infraestrutura

Planos de Ação

Metas

Indicadores

Objetivos Estratégicos

Fatores Críticos de Sucesso

Curto e Longo Prazos

Até 25

Indicadores

por Painel

slide19
PROCESSOS

INOVAÇÃO

CLIENTES

SOCIEDADE

Legenda:

Objetivos Estratégicos

Fatores Críticos de Sucesso

Melhorar a Sustentabilidade Financeira

Controle

Orçamentária

Recursos Financeiros

MAPA ESTRATÉGICO AGANP – 2006

Atendimento às Necessidades dos Clientes

Programas e Projetos Sócio-Ambientais

PERSPECTIVAS

Fornecer Serviços de

Alto Valor Agregado

Fortalecer a Imagem da

AGANP perante

a Sociedade

Parcerias e

convênios

Parcerias e Convênios

Atualização Tecnológica

Ampliar o Credenciamento e a Certificação

Avaliação de Processos

Produzir Inovações Tecnológicas

Melhoria do PE

Parceria Tecnológica

Treinamento

Comunicação

Ampliar a Qualificação

da Força de Trabalho

Aumentar a Satisfação

das Pessoas

PESSOAS

Reconhecimento por Desempenho

FINANÇAS

Necessidade de recursos da mantenedora

crit rio 8 resultados
Examina os resultados da organização, abrangendo:

Resultados econômico-financeiros

Resultados relativos aos clientes e mercados

Resultados relativos à sociedade

Resultados relativos às pessoas

Resultados relativos aos processos principais e de apoio

Resultados relativos ao relacionamento com fornecedores

Critério 8 – Resultados
crit rio 8 resultados1
Critério 8 – Resultados

Quem não tem Resultados organizados e

estruturados e não tem Benchmarking

=> NÃO PASSARÁ DOS 30%

crit rio 8 resultados2
Níveis atuais e tendências dos principais indicadores;

Incluir informações comparativas pertinentes.

Critério 8 - Resultados

ITENS 8.1 a 8.6

8.1 Econômico-financeiro

8.2 Cliente e Mercado

8.6 Fornecedores

8.3 Sociedade

8.5 Processos Principais do Negócio e de Apoio

8.4 Pessoas

crit rio 8 resultados3
Níveis, tendências e conclusões em relação a(o):

Margem bruta

Receita com contribuição dos servidores

Custo real de projeto ou serviço / custo planejado

Índice de preços em relação aos concorrentes

Despesas totais

Despesas com assistência médica / odontológica

Despesas com folha de pagamento

Despesas com serviços

Índice de inadimplência

Disciplina orçamentária

Receita total per capita

Total de receitas

Retorno sobre o investimento

Lucro líquido

Critério 8 - Resultados

ITEM 8.1 – Resultados econômico-financeiros

crit rio 8 resultados4
Níveis, tendências e conclusões em relação a(o):

Nível de satisfação / insatisfação

Indicadores de fidelidade / retenção

Quantidade de clientes que utilizaram o plano de assistência

Quantidade total de clientes

Percentagem de novos clientes

Número de acesso à pagina da internet

Indicadores adversos (nº. de reclamações / reparos / clientes perdidos...)

Tempo de solução de problemas e retorno ao cliente

Participação no mercado

Lançamentos / percentual de vendas de novos produtos ou serviços

Entrada em novos mercados

Imagem da organização / conhecimento da marca

Critério 8 - Resultados

ITEM 8.2 – Resultados relativos aos clientes e ao mercado

crit rio 8 resultados5
Níveis, tendências e conclusões em relação a(o):

Resultados do Balanço Social

Despesas de campanhas para divulgação de ações ambientais e sociais

Imagem da organização relativa à sua responsabilidade pública

Conformidade ambiental

Investimento em gestão ambiental

Valores e quantidades de pessoas envolvidas em atividades de apoio ao desenvolvimento regional e do país

Número de voluntários

Investimento em projetos sociais

% de requisitos da norma ISO 14000 atendidos

Critério 8 - Resultados

ITEM 8.3 – Resultados relativos à Sociedade

crit rio 8 resultados6
Níveis, tendências e conclusões em relação a(o):

Indicadores de segurança

Absenteísmo / rotatividade

Queixas / greves / indenizações

Índices do programa de sugestões

Investimentos em treinamentos / desenvolvimento / IDRH

Horas de treinamento / eficácia dos treinamentos

Índice de satisfação dos colaboradores

Índice de alcance das metas dos setores

Critério 8 - Resultados

ITEM 8.4 – Resultados relativos às pessoas

crit rio 8 resultados7
Níveis, tendências e conclusões em relação a(o):

Tempo real de projeto ou serviço / tempo planejado

Número de eventos de planejamento estratégico

Número de processos analisados

Percentual de materiais perdidos em relação ao total utilizado

Número de ações corretivas e preventivas

Número de não conformidades

Índice de produtos ou serviços defeituosos

Percentual de produtos / serviços entregues no prazo

Percentual da capacidade total utilizada

Indicadores de produtividade, qualidade, disponibilidade

confiabilidade

Tempo de desenvolvimento de novo produto / serviço

Índice de produtos / serviços novos implantados por ano

Critério 8 - Resultados

ITEM 8.5 – Resultados dos processos principais do negócio e dos processos de apoio

crit rio 8 resultados8
Níveis, tendências e conclusões em relação a(o):

Índice de qualidade dos fornecimentos

Porcentagem de lotes entregues nos prazos

Economia em relação a compra centralizada de insumos

Economias obtidas com parcerias

Redução de rejeitos / re-trabalhos devido a ação sobre fornecedores

Melhorias na produtividade decorrentes de parcerias com fornecedores

Número de contratos de parceria

Tempo médio para pagamento de fornecedores

Critério 8 - Resultados

ITEM 8.6 – Resultados relativos aos fornecedores

crit rio 8 resultados9
Para termos Resultados consistentes e que facilitem a tomada de decisão, o ideal é termos as seguintes informações para cada indicador:

Gráfico de evolução de cada indicador;

Meta (curto prazo e longo prazo) para cada indicador;

Tendência de cada indicador;

Benchmark para cada indicador:

Comparação com outra organização

Comparação entre setores da organização

Critério 8 - Resultados
8 1 resultados econ mico financeiros
8.1 Resultados Econômico-financeiros

Custo unitário médio da hora de treinamento

Disciplina orçamentária

Receita / Despesa

slide32
Exemplo

Indicador: Recursos totais captados

METAS DE CURTO E LONGO PRAZOS - 2005/2010 - FINANCEIRA

8 2 resultados relativos aos clientes e ao mercado
8.2 Resultados Relativos aos Clientes e ao Mercado

Índice Global de Satisfação dos Clientes

Índice de Insatisfação dos Clientes Tratadas

8 2 resultados relativos aos clientes e ao mercado1
8.2 Resultados Relativos aos Clientes e ao Mercado

Número de Clientes Externos

Índice de Aceitação de Propostas

Participação no mercado de

UHEs em Construção

8 3 resultados relativos sociedade
8.3 Resultados Relativos à Sociedade

Número de Horas da FT

dedicadas à cidadania

Número de Pessoas beneficiadas

diretamente pelas Ações Sociais

Índice de Projetos Sociais em parceria

8 3 resultados relativos sociedade1
8.3 Resultados Relativos à Sociedade

Apoio à Teses, Dissertações

e Monografias

Índice de Atendimento à ISO 14000

Índice de Fornecimento de Estágios

slide37
Exemplo

Indicador: HH dedicadas à cidadania

METAS DE CURTO E LONGO PRAZOS – 2005/2010 - SOCIEDADE

8 4 resultados relativos s pessoas
8.4 Resultados Relativos às Pessoas

Índice de Desenvolvimento da FT

Índice de Capacitação da FT

Índice de Trabalho em Grupo

slide39
Exemplo

Indicador: IDRH – Índice de Desenvolvimento de Recursos Humanos

METAS DE CURTO E LONGO PRAZOS – 2005/2010 - PESSOAS

8 5 resultados dos processos principais do neg cio e dos processos de apoio
8.5 Resultados dos Processos Principais do Negócio e dos Processos de Apoio

Índice de Qualidade de Projetos de P&D

Índice de Credenciamento

Índice de Publicações Indexadas

slide41
Exemplo

Indicador: Qualidade dos Projetos de P&D

METAS DE CURTO E LONGO PRAZOS – 2005/2010 - PROCESSOS

crit rio 8 resultados10
Práticas Comuns nas Empresas Vencedoras do PNQ:

Práticas comuns em Planejamento e Gestão de Recursos Humanos

Práticas comuns para o envolvimento dos colaboradores

Práticas comuns para educação e treinamento dos colaboradores

Práticas comuns para avaliação do desempenho e reconhecimento dos colaboradores

Critério 8 - Resultados
crit rio 8 resultados11
Práticas comuns em Planejamento e Gestão de Recursos Humanos:

O planejamento de RH é integrado com o planejamento estratégico dos negócios e os planos de recursos humanos apóiam os negócios;

As chefias estão comprometidas em atuar como gerentes de seus RH e são elas que fazem a gestão dos RH; 

As empresas têm filosofia e políticas de RH declaradas e amplamente divulgadas; 

Os funcionários são fortemente orientados para a satisfação dos clientes; 

Os impactos do processo de desenvolvimento e gestão de RH nas pessoas e nos negócios são constantemente avaliados

Critério 8 - Resultados
crit rio 8 resultados12
Práticas comuns para o envolvimento dos colaboradores:

Existem e são usadas muitas oportunidades de diálogo;

São utilizadas as práticas do gerenciamento participativo por objetivos;

A pesquisa de satisfação dos funcionários é considerada pelos gestores instrumento fundamental de envolvimento;

Empresa e funcionários ganham com os programas de sugestões os quais são efetivamente utilizados pelos funcionários;

Os círculos de qualidade, grupos de trabalho e comitês são muito utilizados;

As convenções e comemorações são muito utilizadas

Critério 8 - Resultados
crit rio 8 resultados13
Práticas comuns para a educação e treinamento dos colaboradores:

As decisões sobre educação e treinamento são compartilhadas entre funcionários e gerentes, e têm em conta as necessidades dos funcionários e dos negócios;

Os novos funcionários sempre passam por um processo formal de integração e são treinados nos processos de qualidade da empresa;

O treinamento / envolvimento em qualidade e planejamento estratégico é intensivo e sistemático;

O treinamento gerencial é intenso e o gerente é multiplicador de conhecimentos;

Existem treinamentos em habilidades específicas nos cargos

Critério 8 - Resultados
crit rio 8 resultados14
Práticas comuns para avaliação do desempenho e reconhecimento dos colaboradores:

Existem processos formais de avaliação do desempenho;

Todos funcionários são avaliados;

O desempenho é avaliado em função de resultados obtidos;

O desempenho é associado ao desenvolvimento na carreira;

O desempenho avaliado reflete no reconhecimento e nas recompensas;

A qualidade é especificamente reconhecida e recompensada

Critério 8 - Resultados
slide49
MOTIVAÇÃO

RECURSOS

VALORES

ESTRATÉGIA

CAPACIDADE

FEEDBACK

VISÃO

= Confusão

= Corrupção

= Difusão

= Frustração

= Fadiga

= Lentidão

= Dúvida

FUNDAMENTOS DE UM PROCESSO DE MUDANÇA

= MUDANÇA

TOM CARTER MODEL

slide50
“É melhor estar preparado para uma oportunidade e

não ter nenhuma, do que ter uma oportunidade

e não estar preparado.”

slide51
“Se você quiser ser bem sucedido, precisa ter dedicação total, buscar o seu último limite e dar o melhor de si.”

Ayrton Senna

slide52
Obrigado pela participação!

Prof. MSc. FLAVIO SOHLER, PMP, MCSE, MCT, CLP

21 – 8156-2287

62 – 8161-6919

[email protected]

ad