CRISE ACAD??MICA-Coimbra 1969 - PowerPoint PPT Presentation

crise acad mica coimbra 1969 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CRISE ACAD??MICA-Coimbra 1969 PowerPoint Presentation
Download Presentation
CRISE ACAD??MICA-Coimbra 1969

play fullscreen
1 / 196
CRISE ACAD??MICA-Coimbra 1969
400 Views
Download Presentation
skorpios
Download Presentation

CRISE ACAD??MICA-Coimbra 1969

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Crise Académica – Coimbra 1969 As fotografias ordenadas e legendadas por: José Veloso e João Gonçalves (JOCA)

  2. Crise Académica – Coimbra 1969 Estas fotografias são o reflexo do trabalho e dedicação dos Fotógrafos de Coimbra: - dos Fotógrafos-Amadores daSecção Fotográfica da Associação Académica de Coimbra. Dirigentes e colaboradores desta Secção, que acompanharam todos os momentos da Luta dos Estudantes, pondo o seu entusiasmo juvenil e o seu talento num fundamental trabalho de memória fotográfica futura:

  3. Crise Académica – Coimbra 1969 Do lado dos estudantes estiveram: José Miguéns, José Veloso, Carlos Valente, Renato Leitão, Armando Cunha, António José Mendes, José Manuel Antunes, Hélio Fidalgo e tantos outros, como António Portugal, fundador da Secção Fotográfica da A.A.C., além de muitos colaboradores anónimos que fizeram “bonecos” que ficaram para a História!

  4. Crise Académica – Coimbra 1969 Ainda uma palavra de gratidão para os FotógrafosProfissionais como: Fernando Marques (Formidável), Varela Pé Curto (Hilda), Carlos Ramos (Secção Fotográfica da A.A.C.), e tantos outros fotógrafos, que emprestaram o seu talento à justa e nobre luta dos estudantes.

  5. Crise Académica – Coimbra 1969 A maioria das fotos que vão ver são o espólio da “Exposição 17 de Abril”, que circulava ao tempo pelo País em mais uma iniciativa da Secção Fotográfica, e que foi entregue por Carlos Valente, em 1969, à Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, que a preservou até hoje.

  6. Documento com que a Direcção da Secção Fotográfica anunciava a Exposição 17 de Abril

  7. 17 de Abril – Chegada da comitiva com o Presidente Tomás à Praça D. Dinis, para a inauguração do novo edifício das “Matemáticas”

  8. 17 de Abril – A comitiva a caminho dos Gerais (Fac. Direito)

  9. 17 de Abril – Povo e estudantes, empunhando cartazes de protesto, aguardam o desfile militar que sempre acompanhava estas inaugurações

  10. 17 de Abril – Povo e estudantes, empunhando cartazes de protesto, aguardam o desfile militar que sempre acompanhava estas inaugurações

  11. 17 de Abril – Do lado oposto onde estavam os estudantes,as “meninas das Ciências” aguardam “S.Exªs” para estenderem as capas aos seus pés…

  12. 17 de Abril – Aguardando a chegada da comitiva(foto tirada da varanda do Hospital)

  13. 17 de Abril – Aguardando a chegada da comitiva(foto tirada da varanda do Hospital)

  14. 17 de Abril – O desfile militar, povo, estudantes e cartazes!

  15. 17 de Abril – O desfile militar, povo, estudantes e cartazes!

  16. 17 de Abril – O desfile militar, povo, estudantes e cartazes!

  17. 17 de Abril – Tomás e Saraiva aproximam-se do edifício das “matemáticas”, rodeados de conhecidos pides

  18. 17 de Abril – Os pides atentos enquanto Tomás e Saraiva se aproximam das “matemáticas”

  19. 17 de Abril – A comitiva, já com o Reitor e o Ministro das Obras Públicas, aproxima-se do edifício(foto tirada da varanda do Hospital)

  20. 17 de Abril – Toda a comitiva repara na manifestação e nos cartazes de protesto

  21. 17 de Abril – A comitiva aproxima-se da entrada do edifício(foto tirada da varanda do Hospital)

  22. 17 de Abril – A comitiva a entrar no edifício das “matemáticas”

  23. 17 de Abril – A comitiva a entrar no edifício(foto tirada da varanda do Hospital)

  24. 17 de Abril – Os estudantes deixam o passeio e avançam para o edifício das “matemáticas”

  25. 17 de Abril – Celso Cruzeiro convida os estudantes a entrar no edifício

  26. 17 de Abril – Celso Cruzeiro convida os estudantes a entrar no edifício(foto tirada da varanda do Hospital)

  27. 17 de Abril – No átrio do edifício das “matemáticas”

  28. 17 de Abril – No átrio do edifício das “matemáticas”

  29. 17 de Abril – Estudantes com os cartazes no átrio

  30. 17 de Abril – Estudantes com os cartazes no átrio

  31. 17 de Abril – A comitiva oficial à entrada da sala 17 de Abril

  32. 17 de Abril – Américo Tomás toma lugar na mesa

  33. Sala 17 de Abril – Sala cheia. Alberto Martins sentado ao centro.

  34. Sala 17 de Abril – Não entra mais ninguém – prof. Manuel dos Reis prepara a intervenção

  35. Sala 17 de Abril – Toma a palavra prof. Manuel dos Reis

  36. Sala 17 de Abril – Toma a palavra o reitor

  37. Sala 17 de Abril – Toma a palavra o ministro Saraiva(o bigode e as orelhas feitas na fotografia original em papel são fruto da itinerância que as fotografias tiveram – em Coimbra e ao longo do País)

  38. Sala 17 de Abril – No uso da palavra, o ministro Saraiva(o bigode e as orelhas feitas na fotografia original em papel são fruto da itinerância que as fotografias tiveram – em Coimbra e ao longo do País)

  39. Alberto Martins levanta-se e diz:“Em nome dos Estudantes de Coimbra, PEÇO A PALAVRA!” (Foto cedida pelo blog IÉ-IÉ)

  40. Tomás conferencia com Hermano Saraiva, enquanto o Presidente da Associação Académica de Coimbra, de pé, aguarda

  41. A sala continua a aguardar resposta ao pedido do Presidente da A.A.C.

  42. A resposta de Tomás: “Bem, mas agora vai falar o sr. Ministro das Obras Públicas!”

  43. Afinal não foi dada a palavra aos estudantes, e as autoridades abandonam intempestivamente a sala

  44. 17 de Abril - Já no exterior, as autoridades retomam as suas viaturas

  45. Os estudantes, finalmente, tomam posse da Sala 17 de Abril

  46. Os estudantes, finalmente, tomam posse da Sala 17 de Abril

  47. Sala 17 de Abril - Alberto Martins prepara-se para a verdadeira inauguração, perante o entusiasmo dos estudantes

  48. Alberto Martins fala aos estudantes. Celso Cruzeiro aplaude

  49. Panorâmica da sala a escutar Alberto Martins

  50. Alberto Martins no uso da palavra